1. Spirit Fanfics >
  2. Uma tempestade violenta (Vauseman). >
  3. Twenty-eight.

História Uma tempestade violenta (Vauseman). - Capítulo 29


Escrita por: Dhuart

Notas do Autor


Hey guys.
Boa leitura!!

Capítulo 29 - Twenty-eight.


Olha pra ela!

Somi estava conversando com Alex de um jeito tao colado, que foi o suficiente para fazer Piper cravar as unhas na palma da mão 

Seus traços delicados ficaram rígidos com a tensão enquanto ela se inclinava e falava com Alex no que parecia sussurros ásperos.

O que é tão importante que não pode ser dito em uma extensão normal de distância entre elas?

E Alex...bem, ela não está exatamente empurrando Somi para longe dela também. Mau sinal.

Quando Ross e Somi entraram na cabana, seus olhos prenderam nos de Somi imediatamente.

Eles estavam prontos para contar a verdade aos presentes ali, mas Alex sendo Alex, sentiu a ameaça. Alex caminhou até eles na velocidade da luz e os puxou para uma longa conversa.

Piper tentou não tremer de nervosismo. Ela tinha acabado de conseguir sua liberdade e ser levada embora tão rápido seria desastroso.

No início, ela pensou que deveria desistir. 

Ninguém poderia me pegar. Saia com o carro de Alex e não olhe para trás...mas se fizer isso,vou...trair Alex.

Por alguma razão,seu sangue gelou.

Assim como sua liberdade, ela também consegue ficar com Alex por um tempo. Ela não queria estragar o relacionamento das duas. Os segredos que elas tinham juntas.

Raramente houve um momento de esperança entre elas. Que tipo de esperança, ela não sabia. Mas ela estava lá, permanecendo fiel do seu jeito.

Todo o tempo, o olhar de Piper continuou deslizando para a porta da frente, como se ela pudesse ver através dela. Ela se perguntou o que Alex estava dizendo a eles? Ela daria uma desculpa ou o que?

Todo o seu fluxo de pensamento havia parado. Ela estava com muito medo de pensar. Deixar essa situação na mão de Alex era algo que ela nunca pensou que faria.

Confiar nela assim era novo, mas parecia certo. Ela começou a cuidar de Alex, recentemente. Ela estava se lembrando disso, sabia que só lhe traria uma ansiedade desnecessária.

Depois do que pareceu uma eternidade, os três voltaram. Piper não conseguia decifrar a expressão deles, mas a carranca profunda e famíliar estava estampada em seus rostos, enquanto Alex permanecia calma.

Então Alex conseguiu de alguma forma conquista-los. Com o que?

O que ela disse a eles?



Mais tarde, Ross e Somi se apresentaram a pedido de Daniel. Aparentemente, os dois se conheceram em New York,se encontraram e se deram bem. Quem teria pensado? Seu ex com-o que era Somi para Alex? Sua concubina?

Urgh...

O ciúme se apoderou de Piper,fazendo com ela detestasse Somi ainda mais. 

Somi tinha gostava das duas pessoas com quem Piper estivera. A garota tinha um tipo,com certeza. Ia atrás das pessoas que Piper conhecia.

Somi poderia ter Ross. Por mais que Piper se importasse por ser seu ex,eles ficavam bem juntos. Porém, os dois tinham uma conexão subdesenvolvida. Muita mentira estava entre eles.

No entanto,Alex era uma história diferente. Somi não tirava os olhos de Alex. Ela estava basicamente transando com Alex,como se Vause fosse seu pedaço de carne.

Piper precisava se acostumar com isso, porque Alex e ela não eram...nada, mas definitivamente Somi e Alex não eram nada.

Mesmo assim, não consigo. Não posso suportar isso.

A necessidade queimava dentro dela para deixar claro que Alex era só dela. Só dela,e nunca iria compartilha-la com ninguém.

O descontentamento de Somi apareceu em seu caminho quando ela deu a Piper o olhar perverso de sempre. Mas nada que Piper já não tenha visto.

Era isso que a preocupava. Essa noção inaceitável de obsessão nos olhos de Somi.

A garota não consegue entender. Ou Alex não está enviando a mensagem para ela?

Mesmo quando elas estavam na prisão,Somi ia ate Alex,mas Alex nunca fazia nada para empurra-la para longe. E Piper não tinha reparado nisso,até agora.

É verdade. Porque Somi deixaria de dar em cima de Alex, se Alex nunca a refutou?

Após o encerramento da reunião,lanches e bebidas foram expostos. Somi se aproximou de Alex,e como fez antes, invadiu o espaço pessoal de Alex e a tocou desnecessáriamente em seus ombros e peitos.

Isso irritou Piper.

Porque essa cadela precisa falar com Alex tão de perto?

Seus próprios pensamentos foram interrompidos quando ela sentiu uma presença atrás dela. Virando-se ela sentiu os flashes do passado, manipulação e corrupção. Algo semelhante em Somi também.

Talvez eles tenham sido feitos um para o outro.

"A Diretora já explicou pra você. Você não precisa que eu repita." Usar argumentos com Alex era importante. Piper não queria estragar seu ardil com um simples xingamento.

"Você ficou esperta. A prisão ajudou você?" 

Ross se aproximou e uma de suas mãos se fechou na cintura de Piper. A mesma coisa que ele fez antes, quando eles se conheceram, tentando atrai-la.

Ela afastou com a mão dele,como se fosse uma mosca irritante.

"Mais do que você pode imaginar." 

Ela tentou recuar quando as mãos dele a bloquearam, colocando o braço dele em suas costas.

Ah não. Isso é algo que eu não preciso.

Tudo o que ela sentiu foi um arrepio de nojo. Ela o empurrou, mas um forte puxão para trás a fez bater em um peito duro. 

Ela ergueu os olhos para ver uma Alex muito zangada.

"Não toque em minha prisioneira." 

Os dedos do pé de Piper imediatamente se enrolaram.

"Vem." Alex agarrou a camisa de Piper e a fez caminhar ao lado dela, subindo as escadas.

Havia uma tensão entre elas. Alex parecia pronta para brigar com ela por algum motivo.

Certamente ela não está com ciúmes de Ross, está?

Alcançando a porta do quarto, Alex a destrancou e empurrou Piper para dentro.

"Importa-se de me dizer porque ele colocou as mãos em você?"

Uau. Direta.

Alex já estava por um fio.

Quando ela viu os dois idiotas na cabana, ela deu uma desculpa adequada para mandar Piper para a prisão: Liberdade condicional. 

Ela disse que Piper estava em liberdade condicional. Não convencional, claro, uma vez que a liberdade condicional não é emitida para prisioneiros recentes, mas de alguma forma, Alex os convenceu. Já que ela era a Diretora, eles não questionaram, mas isso não significava que Alex confiava naqueles dois.

O que resultou que ela e Piper não estavam seguras ali por muito tempo.

Depois de tudo isso,Somi veio rondando Alex,e Vause por sua vez,não perdeu tempo em dizer que estava enojada, e também que queria ser livrar de suas garras. E levou apenas um segundo, quando ela viu Ross tocando e invadindo o espaço pessoal de Piper.

A fúria dela pulsou por instinto. Uma necessidade selvagem a levou a caminhar até Piper e leva-la para longe dele. 

Agora, isolada de tudo isso, seu olhar implorava respostas a Piper, procurando seus olhos.

Piper parecia chocada, atordoada e uma curiosa sensação de mágoa pairava sobre ambas. 

Porque ela está assim? O bastardo a machucou?

Quando Piper continuou calada, Alex viu ela abraçando seu próprio corpo. A necessidade de se proteger e se consolar destacou esse gesto.

Algo que Alex não gostou.

"O que há de errado,minha princesa?" 

Algo definitivamente estava errado.

"Eu não quero ficar."

Uma admissão tranquila, ao contrário da Piper que ela sabia que exigiria e comandaria. Este lado de Piper era novo e mexeu com Alex.

O que mudou?

"Você precisa me dizer o que há de errado."

"Lembra quando você me perguntou se eu já me apaixonei? Bem, era Ross-"

"O que? Não! Ross Não!"

O choque foi um eufemismo diante do verdadeiro impacto em Alex.

Aquele bastardo de merda foi por quem ela se apaixonou. Ridículo!

"Sim. Eu e ele costumávamos namorar, e ele, bem, me usou e me colocou na prisão, enquanto eu, sendo a vadia cega do namoro, não sabia o que dizer."

Foi assim que ela acabou na prisão.

Isso colocou Alex em conflito. Tantas coisas para aceitar e não aceitar. Não havia nenhum manual para entender tal turbulência.

Domine sua raiva,Alex!

Uma pergunta entretanto, ainda incomodava Alex.

"Você ainda o ama?"

Os olhos de Piper se arregalaram de horror. "De jeito nenhum! Eu odeio aquele homem!"

Mas Ross ainda tinha um efeito sobre Piper, e isso não era bom. Foi por isso que ela permitiu que ele invadisse seu espaço pessoal. 

Com as mãos alisando o cabelo, Alex falou em voz alta: "Besteira. Você ainda está claramente obcecada por ele."

"O homem me traiu e me machucou da pior maneira possível. O que você acha?" 

O comentário retórico de Piper não estava facilitando nada nem acalmando Alex.

Pelo que Piper sabia, Alex queria ser a única com quem Piper se importava. A única pessoa a ter qualquer efeito sobre ela.

 Piper estava tendo um vasto domínio sobre a faculdade mental de Alex, que não estava fazendo nenhum bem a ela. 

De repente, surgiu um pensamento sombrio que azedou ainda mais o humor de Alex.

"Você fez sexo com ele?"

O rosto de Piper empalideceu.

Que tipo de pergunta é essa? Como Alex se atreve a me perguntar essas porcarias, quando ela não me disse nada sobre a devassidão daquela vadia Somi com ela?

Com uma postura que a Piper tentou manter, ela respondeu a Alex com arrogância: "Eu sou tão pura quanto você era com Somi."

Então, ela transou com ele.

O senso de posse e ciúme de Alex aumentou. "Você gostou?"  É melhor ela não...

Houve uma longa pausa no ambiente quente entre as duas.

Alex estava andando em uma linha muito tênue ali. O jeito que Piper olhou para ela, trouxe agonia ao invés de aliviar sua carga.  Isso poderia mata-la.

"Quem é você para me perguntar essas coisas? Eu perguntei sobre a sua preciosa Somi?"

"Ela não é importante pra mim."

Alex nem mesmo corrigiu o comentário de Piper. Um simples "não,ela não é minha preciosa", ou algo nessas linhas, teria acalmado Piper. Mas Alex não disse isso.

Idiota! Pensou Piper.

Piper bufou de ressentimento. "Claro que não parecia assim para mim."

"Então me pergunte sobre ela! Eu conto!"  

Oh,então agora ela está distribuindo suas respostas como aquelas pessoas que distribuem panfletos."

"Como se eu precisasse de uma resposta. Eu vi seu pequeno encontro com ela. Você parecia muito confortável e receptiva." Piper zombou de Alex.

O ciúme era uma emoção horrível. Esbanjava rancor e malícia, corroendo os pensamentos exultantes e os envolvendo apenas com malevolência. 

A mandíbula de Alex ficou tensa.

Ela se aproximou de Piper, agarrando seu queixo para faze-la encara-la. "Eu não gosto dela. Eu não gosto de ninguém."

"Então isso significa que você também não gosta de mim." Piper respondeu e se desvencilhou do aperto de Alex sobre ela.

Piper estava agindo como uma típica pessoa magoada. Ela pode ter tido alguns problemas não resolvidos com Ross, mas não era nada comparado, complicado e viciante com os que ela tinha com Alex.

Alex estava começando a se tornar uma parte crucial dela. Algo que ela tinha certeza de que Alex não sentia o mesmo por ela.

Pensamentos perturbadores confundiram Piper, fazendo-a se afastar de Alex. Mas Alex não permitiu.

Agarrando os quadris de Piper fazendo a loira se voltar pra ela,Alex se virou e pressionou Piper contra a parede. Seus olhos estavam irradiando luxúria e calor ao mesmo tempo. Ambos direcionados a Piper.

"Não se afaste de mim. Eu não terminei."

Corpos pressionados fortemente um contra o outro,o calor se acendeu entre elas.

Piper rosnou para Alex em agressão: "Bom,eu terminei com você."

"Besteira."

Com isso,a boca de Alex estava prestes a tomar a de Piper. Beija-la assim era um desejo sombrio que ela tinha. Alex faria para ver qual a sensação de tomar sua garota quando ela estava brava.

Pouco antes de seus lábios de tocarem, o barulho de uma sirene de polícia a uma grande distância foi ouvido.

"Nós temos que ir."





















Notas Finais


See you next time!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...