História Uma vida muito louca - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Meninas Super Poderosas (The Powerpuff Girls)
Personagens Docinho, Durão, Explosão, Florzinha, Fortão, Lindinha, Personagens Originais
Tags Ppgz&rrbz, Segunda Temporada
Visualizações 17
Palavras 823
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Ficção, Ficção Adolescente, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Uhuuuu!! Mais um capítulo meus amores!

Desculpem os erros e Boa leitura!

Capítulo 8 - Capítulo.4


P.O.V. Larissa

[...] Acabou de acabar as aulas se hj e eu e a Lu estamos indo pra casa, enquanto o Lucas está lá atrás falando com os amigos dele sobre uma festa que vai ter.

Lu: Ele nem se importa.

Lari: Não fala assim, ele se importa com a gente sim.

Lu: Não, não se importa. Se se importasse ele teria feito algo naquela hora, e agora ao invés de estar conversando com os amigos sobre uma festa, ele estaria aqui, do nosso lado, tentando se desculpar, se explicando. 

Merda! Assim fica difícil pra defender ele, não que eu esteja do seu lado, mas não quero que a Lu fique com raiva dele, pois só eu sei o que essa garota faz quando está com raiva.

Eu mando uma mensagem para o Lucas e falo para ele vir logo, pois ele só estava piorando a situação.

[...] Nós entramos em casa e a Lu manda ele se sentar no sofá, enquanto nós se sentamos em dois bancos na frente dele.

Lu: Eu vou deixar a água no fogo, para fazer macarrão. Não saiam daí.

Ela desde pequena foi a nossa mini chef, eu tbm sou Boa na cozinha, mas por conta da minha preguiça não sou tão Boa quanto ela.

Depois de uns minutos ela volta da cozinha e senta ao meu lado denovo.

Lu: Agora pode se explicar, por que não fez e nem falou nada?

Lucas: Eles me obrigaram a ficar quieto, eu...

Lu: Não tem essa de "eles me obrigaram, blá blá blá" . Quero a verdade.

Lucas: É que eu achei que se arrumasse briga com os garotos eu não iria entrar no time de futebol da escola. ---- fudeu! 

Lu: Vc está dizendo que o time é mais importante que nós?

Lucas: Não. Eu não disse isso.

Lu: Não precisa dizer. Vc ficou com peso de perder a vaga no time, sendo que eu e a Lari estávamos sendo assediadas por dois dos seus amigos babacas!

Lucas: NÃO É ISSO! ME ENTENDE PORRA!!! 

Lu: Eu já entendi! E não grite comigo!!! Pois em momento algum Eu levantei a voz para vc.

Lucas: Me desculpa, mas eu não queria que aquilo tivesse acontecido. 

Lu: Mas aconteceu.

Lucas: Me desculpa, por favor!--- ele de ajoelha em frente ela.

Lu: Não é só eu a quem vc deve se desculpar.

Lucas: Vc me desculpa Larissa?

Eu: Desculpo.

Lucas: Lucy?

Lu: Vc promete que vai parar de colocar o futebol acima de tudo?

Lucas: Eu...

Lu: Eu sabia.--- ela diz e vai para a cozinha.

Eu e o Lucas a segundos e ele tenta se desculpar denovo.

Lu: Para Lucas! Vc nunca vai deixar de colocar o futebol acima de tudo.

Lucas: Me perdoa.

Lu: Me deixa.

Lucas: Por favor--- ele segura o braço dela.

Lu: EU FALEI ME DEIXA!!! 

O fogo sobe e o Lucas solta o braço dela com tudo, observo a sua mão, e vejo que está vermelha como se estivesse queimada.

Lucas: Como...?

Eu toco na Lu e ela está muito quente.

O fogo vai baixando e ela esfria.

Lu: Vc está bem?---- ela pergunta observando a mão do Lucas.

Lucas: Como vc me queimou? Vc estava pelando!

Eu: Eu não sei. Eu só fiquei com raiva e...

Eu: É a segunda vez que vc fica com raiva e acontece algo assim. Primeiro foi na escola que do nada começou a tempestade e depois parou e agora, o fogo subiu e vc estava muito quente.

Lu: Mas como? Por que?

Eu: Não sei.

Lucas: Vc me perdoa Lucy?

Lu: Promete?

Lucas: Prometo.

Lu: Td bem. Eu perdoo, mas se acontecer isso denovo, ou coisa pior, eu não sei do que seria capaz.

O Lucas nós abraça e a Lu coloca água no fogo novamente. Pois quando o fogo subiu a água secou instantaneamente. 

[...] Agora estou eu no meu quarto mexendo no meu notebook, até que decido descer para ir pegar algo na cozinha.

Desço e vejo que meu irmão está falando com alguém no telefone.

Como eu queria ser invisível agora.

Do nada eu sinto meu corpo formiga mas não ligo. Vou para a cozinha e vejo a Lu fazendo um bolo. 

Eu: Oi Lu!

Lu: Oi... cadê vc?

Eu: Na sua frente querida!

Lu: Não tem nada na minha frente! Pode parar com essa brincadeira. Aparece logo.

Eu: Quer que eu faça o que para vc me ver? 

Lu: Se está na minha frente levanta esse copo aí.

Eu pego o copo e ela fica de boca aberta.

Eu: O que foi? 

Lu: Olha para as suas mãos.

Eu olho e não vejo nada, para meus pés, tudo, mas não vejo nada.

Eu: Como...?

Lu: Do mesmo modo que aquilo aconteceu comigo. Antes de ficar assim, o que vc fez?

Eu: Acho que nada. Espera... Eu desejei ser invisível.

Lu: Façaa mesa a coisa, mas deseje ser visível novamente.

Fiz o que ela disse e voltei ao normal.

Lu: Incrível! Agora levita aquele objeto--- ela diz zuando e eu tento mesmo. E por incrível que pareça, eu consigo levantar uma faca no ar com o pensamento !--- uow!  Vamos tentar fazer outra coisa. Voa!

E eu consigo!!!

Eu: Meu. Deus!

Lu: O que está acontecendo com a gente?

Eu: Eu realmente não sei--- Eu falo e volto para o solo.








Notas Finais


As meninas já estão despertando os seus poderes!

Beijinhos de nuttela!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...