História Uma Vida Normal - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Fugaku Uchiha, Itachi Uchiha, Mikoto Uchiha, Sasuke Uchiha
Tags Comedia, Drama, Lemon, Naruhina, Narusasu, Naruto, Romance, Sasuke, Sasusaku, Yaoi
Visualizações 56
Palavras 803
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, Luta, Mistério, Orange, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


O que custa é começar!
Caso queiram saber, esta fanfic será baseada em acontecimentos reais. No entanto MUITOS outros serão acrescentados/sentimentos de personagens na história
Brooooooooouuuuuuuuuuuuuuuas leituras! <3

Capítulo 1 - Primeiro ciclo!


Fanfic / Fanfiction Uma Vida Normal - Capítulo 1 - Primeiro ciclo!

Dois mil e oito a dois mil e onze- Primeiro a quarto ano – primeiro ciclo

                Prefiro não aprofundar muito. Fui uma simples criança, lembro-me que era tímido, não era muito sociável, sofri muito bullyng nos primeiros três anos, ainda tenho um corte na gengiva, uma vez um rapaz robusto obrigou-me a fazer de burro, pondo-se em cima de mim, tive de dar voltas e voltas e voltas e mais voltas na escola, até perder a força chegar à exaustão e cair, bati com a cabeça no piso e rasgou um pouco da minha gengiva, ficou a largar sangue durante vários dias, quando me perguntavam dizia apenas que tinha caído, era mais simples. Lembro-me também dos nomes que me chamavam dia após dia, lembro-me das agressões, até dos mais insignificantes pormenores que todos já esqueceram. Tinha um “melhor amigo” que quando a coisa apertava mostrava a sua verdadeira essência. Pouco mais falei com ele, um dia em que fiquei doente fui trocado, não dei muita importância, nada mudou após isso. No último ano uma rapariga aproximou-se de mim, era simpático, mas não ligava, entre ela e o meu ex melhor amigo não sabia decidir quem seria pior, um trocou-me na 1ª oportunidade, já ela estava sempre a tentar-me trocar, muitas vezes não o conseguia e recorria a mim. Sinceramente não tenho, não tinha nem nunca terei ressentimentos, aconteceu-lhe o mesmo que a mim, fora trocada, de maneira diferente mas fora mesmo assim.

                Eu era feliz, mesmo sendo gozado, mesmo não tendo amigos, mesmo odiando a escola. Eu tinha a minha família, não eramos muito ricos, na verdade até pelo contrário, pensava que nunca havia discussões, desentendimentos e ofensas. Achava que todos estavam felizes, logo eu estava feliz. Rapidamente essa visão fora desmoronada, dia após dia ganhava um pouco de mais e mais e mais maturidade, tal maturidade que me permitia observar coisas que antes me passavam despercebidas, coisas tão insignificantes como crescer mudavam tanto da minha vida, penso que na primária já teria uma boa maturidade não observada em meras crianças como eu deveria ter sido. Aprecio demasiado a infância por isso mesmo, a inocência é transbordante. “Qualquer pessoa tem de crescer” quando me dizem isso eu entendo que todos temos de sofrer, não penso que isso seja justo. Qualquer pessoa que esteja a ler… Não cresçam, não tentem ser adultos até porque mesmo que sejam mais maduros que um adulto a vossa opinião nunca será ouvida. É horrível, as coisas são melhores quando são um arco-íris, não deixem que vos tirem essa essência, caso já tenha sido retirada reponham-na, caso seja impossível repô-la, ajuda os outros a poderem faze-lo. Atenção que inocência é totalmente diferente de burrice e estupidez, uma pessoa não precisa ser madura para consolar uma outra pessoa quando está triste, um beijo vale mais que mil palavras lembram-se disso? Ignorar as lágrimas de alguém não é inocência, é egoísmo, rudez, estupidez e principalmente… Humano!    

                Eu e o meu pai dávamo-nos mal, muito mal. Discutíamos por tudo e por nada, discordava-mos em tudo… Enfim. Foi aí que aprendi a respeitar a opinião do outro, impede grandes conflitos, já que o meu pai não o fazia tinha de ser eu faze-lo. Tento fazer sempre isso, menos quando a opinião do outro NÃO é opinião e sim qualquer tipo de preconceito. Eu e a minha mãe dávamo-nos bem, ela era boa comigo quando tinha de ser e má nos momentos certos, gostava muito dela.  Em minha casa vive também um senhora de idade, ela é a proprietária da casa, anos antes quando a minha mãe estava grávida do meu irmão eloa e o seu marido pediram que eles fossem lá viver, os motivos até hoje não entendo. Essa senhora de idade era também especial para mim, era simpática e dava-me doces quando me portava bem, ela ensinava-me sobre a relegião cristã, eu era fascinado pela mesma. Rezava a deus todos os dias com ela, adorava esses momentos. Por fim eu e o meu irmão…. Eu AMO o meu irmã, com ele aprendi que todos somos diferentes e que isso não é motivo para discriminação, ele tem mais quatro anos do que eu, já me ensinou várias coisas que adorei saber, ele é incrível, menos quando o assunto é ele, ele do nada, pensava eu, chateava-se comigo, mas mesmo com as birras e zangas dele eu amo-o e faço questão de lho mostrar. O meu irmão chama-se Itachi! Nessa altura eu vivia para o impressionar, ou tentar… Nesta mesma fase da minha vida eu e o Itachi criamos uma dependência, um anime que passava na televisão, não perdíamos um único episódio. Eu amava “NARUTO” era esse o nome do anime que mudou e moldou a minha forma de ser e viver.

                Bem, estou farto, nesta primeira parte saberão apenas isto sobre mim.(Até é demais)                              

 


Notas Finais


Não vou ter datas para postar novos capítulos.Escreverei quando me apetecer se me apetecer e quando tiver informação
Beijoooos!<3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...