1. Spirit Fanfics >
  2. Uma vida pra dois >
  3. O reencontro

História Uma vida pra dois - Capítulo 27


Escrita por: jan2703

Capítulo 27 - O reencontro


Fanfic / Fanfiction Uma vida pra dois - Capítulo 27 - O reencontro

Alguns dias depois de encontrar Jhulia, Mark veio ao café, fui totalmente surpreendida quando o mesmo chegou sentando em minha mesa, ele contou que todos sabiam que eu estava na Coreia, haviam descobrido a mais ou menos 15 dias ou seja assim que cheguei e bem antes de Jhulia, apesar de não saberem se que eu era a proprietária do lugar ou apenas uma funcionária, eles sempre vinham me ver despercebidamente, e que tudo começou quando Youngjae estava fazendo seus exercícios matinais e passeando com a Coco ( eu não sei quem é) havia me visto e perguntado aos funcionários e eles disseram que eu almoçava sempre no mesmo horário, então a partir daí  eles vinham, porém não queriam se aproximar por medo de minha reação ( eu jamais os rejeitaria), falou que Yugyeom era o único que não vinha com tanta frequência pois sempre que vinha chegava triste em casa.

(Jin)- Então vocês vêm todos os dias?

(Mark)- Desde que Youngjae te viu pela primeira vez, menos Yug ele ainda sente sua falta.

(Jin)- Como ele está?

(Mark)- Mal, jin ele não esquece você por nada as vezes ele passa horas no seu quarto, se você estivesse aqui pra ver tudo o que ele fez, no dia em que você se foi Eu achei que ele iria morrer em um acidente, ele e o Youngjae foram para o Brasil e passaram 3 meses lá mais não tiveram uma pista sobre você. 

(Jin)-Juntos? Como assim? Yugyeom terminou comigo justamente por causa do Youngjae, ele....não namora com a Seulgi?

(Mark)- Jin foi o Jae quem descobriu que você estava indo embora, ele que correu atrás do Yug, mas ele é um cabeça dura, e quando chegou lá em casa você já tinha saído, ele te viu na pista em direção ao avião  e não ele não namorou com ela nunca. Isso foi tudo uma mentira ele nunca saiu com ela nenhuma única vez, Seulgi é amiga de Jhulia e com essa desculpa vivia lá em casa mais Yug nunca deu atenção a ela, ele só pensa em te encontrar e conhecer o filho. Posso marcar um encontro... digo nos reunirmos todos aqui só pra matar as saudades ?

(Jin)- Claro. Mas você sabe né? eu terei que voltar ao grupo mesmo sem vontade. daqui a dois meses Eu estarei me apresentando de volta. 

(Mark)- Jin conversa com o Hyunjin?

(Jin)- Porque? Ele ainda tem raiva do Yug?

(Mark)- Pior que isso, ele já tentou espancar o nosso maknae várias vezes....desculpa ... eu sei que não tinha esse direito... mais eu avisei pro Yug que estou aqui com você, vocês precisam conversar ele chegou então eu vou indo...

(Jin)- O que? Mark? Você continua o mesmo pé no saco de sempre....

(Yug)- Posso ? - Yug falou com uma voz firme porém triste o que me fez estremecer, então sinalize para o mesmo que sim.

Yug sentou-se à minha frente e me olhou, seus olhos não eram os mesmos, aquele brilho não existia mais, ele continua perfeito como antes porém agora loiro e de lentes de contato, conversamos sobre várias coisas e começou a falar de como tinha sido os últimos dois anos e meio . percebi que ele não queria ser invasivo e falar sobre nós ...porém ainda assim o fez.

(Yug)- Eu ... sinto sua falta....quero conhecer nosso filho ...

(Jin)- FILHAS, são gêmeas, duas meninas Sophia e Ísis... são a sua cara....

(Yug)-Sério duas ? Devem ser tão lindas quanto a mãe, Porque você se foi Jin? E Eu...

(Jin)- Yugyeom, por favor, agora não! Eu já vou, preciso cuidar de umas coisas e também não tô pronta para falar sobre isso, podemos depois marcar alguma coisa e você pode conhecê-las...

Dito isso levantei e ele fez o mesmo porém antes que eu pudesse sair do lugar Yug segurou meu braço e me abraçou forte eu  retribui seu abraço, logo me afastando dele. Era doloroso ver seus lábios e não poder beijá-lo, nossa história não deu certo por mais que eu tivesse tentado.

Depois de vários dias eu e Yug nos víamos com mais frequência ele sempre estava por perto no horário do fechamento do café e me ajudava, sentia ele como quando me apaixonei, ficava imaginando ele as meninas juntos não saberia distinguir quem dos três tinham 2 anos de idade.

Teria um show do grupo um dos últimos sem mim então eu não consegui comprar ingresso e mal disse para agora meu novo antigo amigo que logo abriu um sorriso largo e me mostrou um envelope e uma credencial para que eu pudesse ver o show disfarçada, me senti feliz não me contive beijando suas bochechas porém logo me afastei quando percebi o que fazia, Yug não parecia mais interessado em mim e eu não forçaria uma situação, na hora do show eu cheguei mais cedo e fui até os camarins desejando sorte a todos os meus amigos e com uma câmera em mãos registrei vários momentos nos bastidores, voltei até a área do show e fiquei no meu lugar pois em menos de meia hora o mesmo começaria, o show começou e eu usava máscara, para que ninguém me reconhecesse, parecia uma criança, nada se comparava a sensação de está ali perto deles mesmo que no chão era muito emocionante então começo a tirar fotos, nenhum deles sabia onde eu estava até mesmo porque nos camarim eu mudei de roupa e coloquei um boné e máscara, em um certo momento ahgases proximas a mim começaram a chamar Yugyeom que atendeu aos pedidos e eu tirei algumas fotos do mesmo que ao me ver mesmo com o boné e a máscara me reconheceu abrindo seu sorriso maravilhoso.A primeira foto ele praticamente nem percebeu .

Quando vi seu sorriso só me deu vontade de novamente ser o motivo para que ele estivesse tão feliz...Essa carinha sempre me deixou boba.

Quando uma ahgase o chamou e ele virou sorrindo eu baixei a câmera devagar e meus olhos marejaram. 
Então ele me olhou e reconheceu meus olhos....E riu sem mostrar os dentes e eu aproveitei e tirei outra foto.

Nesse instante ele veio até mim e segurou minha mão pedindo a ajuda dos seguranças que com um pouco de esforço me tiraram dali e assim que eu e ele estávamos próximos o mesmo tirou minha máscara e o boné revelando quem eu era, as ahgases gritaram pois estavam tão perto e não sabiam, subimos ao palco e ele gritou aos demais e logo a música passou. 

(Yug)-Pessoal, olhem quem veio nos fazer uma visitinha hoje......Nana…- Os fãs gritavam freneticamente.

Nana volta ....volta...

Me senti amada, porém ainda tinha muitas coisas para resolver. Depois de alguns dias Yug finalmente conheceu suas pequenas joias raras assim ele as chamou, as pequenas logo se acostumaram com ele e agora o chamavam de papai. Então ele queria levá-las para conhecer seus pais e eu fui junto . Sua mãe me recebeu super bem e como pedido de desculpas por não permitir que eles estivessem perto da gravidez e nascimento das gêmeas permiti que elas ficassem com eles por um tempo já que Teresa voltaria ao Brasil e também levaria sua filha, voltei para Seul e Yug ainda ficaria alguns dias na sua cidade queria recuperar o tempo perdido com suas pequenas. 

Não sabia quando Yug voltaria então me dispus a usar táxi por uns dias até sua volta, porém uma visita estranha apareceu no escritório sem avisar já foi entrando e eu perguntei cordialmente.

(Jin)- Boa noite? Em que posso lhe ajudar?

(Xxx)- Boa noite... quero saber o que você tem com meu namorado?

(Jin)- Quem seria seu namorado senhorita?

(Seulgi)- Kim Yugyeom- não sabia que tais palavras teriam um efeito tão grande em mim então recuei um pouco

(Jin)-Ah ..você é namorada do Kyum...Digo Yugyeom? Bom, somos amigos a mais ou menos 4 anos e...

(Seulgi)- Não fique de gracinha com ele querida eu estou de olho em você. Certo, tem mais, estamos separados só por causa da ex dele que o deixa em paz.- minha vontade de rir foi enorme então essa era a famosa Seulgi? Então ela sai toda se rebolando como uma lacraia na areia quente, continuo meu trabalho. Até mais uma vez ser surpreendida com a figura de Yugyeom entrando com dois capacetes.

(Yug)- Topa uma aventura louca?

(Jin)-Tá aprontando o que senhor Kim Yugyeom?

(Yug)- Eu? Nada...- falou primeiro com uma expressão de falsamente ofendido e depois erguendo as mãos em sinal de rendição,sua dualidade me encantava até hoje.

(Jin)-Ok. E o que seria essa aventura louca???

(Yug)- Dar uma volta de moto com esse gatão aqui- falou passando a mão nos cabelos e eu tive que segurar a respiração para não suspirar, engraçado agora as posições se inverteram a alguns anos, ele quem passava por isso.

(Jin)- Como se fosse grande coisa...

(Yug)- Ya!!!! Tá se desfazendo de mim ?

(Jin)- Eu ... Imagina... falei rindo e pegando um dos capacetes.

Yugyeom me levou a um lugar lindo, ele sempre achou necessário me levar a lugares bonitos pois segundo ele era ali onde o romantismo estava, sentamos em um balanço e ele tentava me derrubar o tempo todo, logo me puxou pelo braço e correu até uma loja de conveniência, depois voltamos até a moto tomamos sorvete sob a luz da lua e eu lembrei do quanto amo ver seu rosto iluminado sob luar... me encostei na moto e ele fez o mesmo ao meu lado.

(Jin)- Sua namorada ... ela veio aqui no café hoje...- falei olhando pro outro lado fingindo indiferença.

(Yug)-Hum? Namorada? Que namorada?

(Jin)- Seulgi acho que é o nome dela...ela disse que está de olho em mim e que vocês deram um tempo, mais se amam...

(Yug)- Que viagem foi essa? Primeiro ela não é minha namorada, segundo eu nunca amei nem sai com ela, terceiro- ele disse ficando a minha frente e se aproximando - eu só amei e amo uma mulher .... Você.- assim que falou, selou nossos lábios que agora tinha um gosto de sorvete de chocolate, mais ainda tinha os mesmo traços de antes o carinho era o mesmo, sentir novamente suas mãos em minhas bochechas e seus carinhos nas mesmas me fez derramar algumas lágrimas que o mesmo afastou e assim quebrou o beijo uniu nossas testas e falou baixinho...

(Yug)- volta pra mim .... Ainda te amo igual a dois anos atrás, talvez até mais ....

Olhei pra ele e o mesmo viu em meus olhos o que eu queria falar. Então antes que eu dissesse ele mesmo falou.

(Yug)- Me perdoa eu fui um idiota por ter deixado você ir, por abrir mão de você, sei que você me ama assim como eu te amo também...- me abracei a ele que possivelmente não entendeu. 

O caminho pra casa foi em silêncio e eu agora estava literalmente abraçada a ele minha cabeça ficou completamente deitada sobre suas costas já que não alcançava seus ombros, na frente do meu prédio desci da moto e ele ficou me olhando seguir o caminho até a entrada então olhei para traz e ele esticou a mão apoiando a mesma sobre o capacete, assim que a minha mão entrou em contato com a sua, Yugyeom me puxou e mais uma vez me beijou, poderia dizer que de todos os beijos que já recebi na vida o seu era o melhor sem sombra de dúvidas, queria poder ficar como antes dormir agarrada a seu peito e ao acordar sua face ser a minha primeira imagem, porém eu nada fiz e ele foi embora, como ainda usava o mesmo número lhe mandei uma mensagem.

Me 
Amanhã?
toma café comigo? 
Às 9:00 lá no café ....
te espero.(Não demorou e a resposta veio.)

Yugyeom

Claro. Queria poder 

acordar ao seu

lado de novo.


Me
Você estava aqui foi 
embora por que?

Yugyeom

Você não me impediu!


Me
Se eu pedir você vem ?
Apenas me fazer companhia?

Yugyeom

Não sei. Experimenta.

Me
Ok, vou dormir.....


Yugyeom

Espera ! Eu vou, posso?

Me
5 minutos... até eu dormir.....


Yugyeom 

Chego em 3.

E assim ele fez ainda deixei a porta aberta e uma mensagem avisando desse pequeno detalhe, tomei banho e vesti o moletom que ele tinha deixado lá na meu antigo quarto quando foi embora, quando estava prestes a descer as escadas rumo a cozinha vejo a porta ser aberta e ele entrou usando trajes totalmente pretos, realmente não sei dizer o que aconteceu comigo, ao vê-lo me senti como no dia em que descobri meus sentimentos, nossos olhares se encontraram eu ainda estava lá no alto da escada, minhas pernas correram involuntariamente até o mesmo e no momento que ficamos frente a frente pulei em seu colo que por ainda estar com a porta entreaberta deu alguns passos para trás fechando a mesma com as costas, Yug me segurou e subiu ainda mais até que eu ficasse um pouco mais alta que sua cabeça, então eu segurei em seu rosto com as duas mãos e o beijei, minhas lágrimas banhavam meu rosto, e ainda dentro do beijo ele seguiu caminhando até o sofá e logo sentando comigo em seu colo e falou.

(Yug)- Eu te amo tanto....

(Jin)- Eu ....senti sua falta..... nunca mais me deixe, eu só vou ser feliz com você seu palhaço. - ele finalmente lembrou que estava de mochila nas costas e retirou eu o abraçava cada vez mais e o beijava- Não faz assim nunca mais ...Sempre te amei.

Ficamos abraçados por um tempo, até eu notar que não havia jantado, resolvi fazer alguma coisa, acabamos cozinhando juntos e comemos em seguida fomos dormir, como a muito tempo não fazíamos abraçados.





Notas Finais


Oiê , vortei mais morta que viva, mais voltei .... Gente o que 6 tão achando da história ??


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...