História Uma visão do novo mundo - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Visualizações 30
Palavras 2.101
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Fluffy, Lemon, Sobrenatural, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


oiiiiiiieeeee,
nossa primeira fic, espero que gostem!!!!

Capítulo 1 - Único


Fanfic / Fanfiction Uma visão do novo mundo - Capítulo 1 - Único

*Jungkook on**

Acordei desanimado como sempre, olhei para os lados na esperança de que minha visão tenha sido recuperada, mas infelizmente meu sonho não se realizou, me contentando com isso chamei por meu irmão:

-TAEHYUNG!!!!!!!

-Bom dia amor da minha vida!- ele diz em um tom de ironia.

 

 

 

-Pare de me chamar assim Taehyung- digo com um tom grosseiro.

-Porque me acordou?-ele diz meio estressado.

-Não precisa mais-digo me levantando da cama, porém logo caio, percebendo que Tae havia bufado, ele se levantou vindo em minha direção, pegando em minhas mãos e me levantando.

-Filho da mãe por que você não pediu minha ajuda antes?!

-Por que diabos você acha que eu te chamei?!

-Desculpa pela grosseria-ele me leva até o banheiro- terminando me chama.

*Jungkook off*

*Taehyung on*

Acho que tenho medo de mim mesmo, não posso acreditar que estou apaixonado pelo meu próprio irmão, sou uma pessoa horrível. Sou tirado de meus pensamentos quando ouço Jungkook:

-Tae socorro!!

-To indo!!-digo enquanto corro até o banheiro. Chegando lá me deparo com a mais triste imagem deste mundo, Kook estava caído no chão do banheiro- O que aconteceu??

-Mas que merda, nem mesmo tomar banho sozinho eu consigo, até mesmo uma criança faz algo desse tipo 

-Eeeiii calma, você é mais capaz do que imagina - nossos rostos estavam em uma proximidade muito  perigosa, meus hormônios agiram por mim, fazendo com que eu beijasse o meu querido irmão ao nos separarmos ele disse:

-H-hyung ... E-eu sou apaixonado pelo Hseok ... Não posso fazer isso, m-me desculpa- ele diz virando o rosto.

-Me desculpa- digo saindo correndo do quarto e indo em direção à saída da casa, minha visão estava turva por conta de minhas lágrimas, percebo que estou andando no meio da rua, mas não deu tempo de sair dali, pois senti um impacto muito forte em meu corpo, logo percebendo várias pessoas à minha volta, não aguento de dor e desmaio.

*Taehyung off*

*Jungkook on*

Ainda estava em estado de choque quanto ao que acabara de acontecer, não consigo acreditar que o meu irmão era apaixonado por mim. Me levantei cuidadosamente tentando me localizar, logo lembrando que minha roupa estava em cima da pia, fui até a mesma tateando tudo, peguei minha roupa e a vesti, com um pouco de dificuldade.

escutei o telefone tocar, tentei seguir o som, como conhecia bem a casa, cheguei facilmente até o mesmo, logo o atendendo.

*Ligação on*

-Bom dia, quem fala??

-É da casa dos Kim´s?(autora on: o Jungkook é adotado)

-Sim, quem gostaria?

-Aqui é do hospital HyungAppa, Kim Taehyung sofreu um acidente de ônibus, ele foi atropelado.

*ligação off*

Desligo o telefone e saio na frente da minha casa, começando a chamar por Jimin, que além de meu melhor amigo é meu vizinho.

-JIMIN!!!!! JIMIN!! JIMIN!!!!!!

Sinto um toque em meu braço.

-Calma Jungkook ... O que aconteceu??

-O Tae sofreu um acidente, foi atropelado ...

-Em que hospital ele está??

-Hospital HyungAppa.

-Vem eu te ajudo- ele diz pegando em meu braço.

Chegamos no seu carro, ele me colocou dentro do mesmo, depois de alguns minutos dando partida no mesmo.

*Quebra de tempo*

Chegamos no hospital, ele me pegou pelo braço e me guiou até onde, eu imagino ser a recepção, perguntando onde o Tae estava e depois voltando a me guiar, chegamos no quarto e ele me coloca do lado de meu irmão, me abaixo ficando de joelhos, me aproximo de seu rosto dizendo:

-Eu te amo, não me deixa-digo já entre soluços.

-Amor de irmão??-ele diz com a voz fraca.

-Sim, mas eu te amo muito, eu preciso de você do meu lado, não me deixe!!-digo sentindo lágrimas em meu rosto.

-Também te amo!!-sua voz era baixa e falha.

Escuto um barulho soar "piiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii" indicando a morte de meu irmão, escuto também passos apressados próximos a mim e em poucos segundos a frase que acabou com a minha vida, aquele maldito médico disse:
            -Hora do óbito 9:30.

Sinto meu mundo desabar.

*Quebra de tempo de um mês*

Muitas coisas aconteceram, depois da morte do meu irmão eu fui morar com o Jimin, ele era quem me ajudava com tudo, eu não ia à escola há um mês, mas hoje eu fui obrigado a voltar ... então era meu primeiro dia na escola de novo. Acordei cedo e Jimin já tinha levantado, então me ajudou com minha rotina matinal, por fim tomamos café e fomos para a escola.

Passaram as aulas e chegou o recreio, eu e Jimin saímos da sala e fomos até o refeitório. Chegando lá acabamos por trombar com alguém, logo depois ouço uma voz inconfundível.

-Ceguinho ... Nossa olha só que coincidência ... Não é que ele é cego mesmo?!- disse em tom de deboche.

Não pude confundir aquela voz, era o amor da minha vida, Jung Hoseok, que imbecil ... não posso acreditar que deixei meu irmão morrer por alguém tão idiota quanto ele!! Sou tirado dos meus pensamentos com o toque das mãos de Hoseok em meu ombro.

-Leve para o carro!- ouvir aquela última palavra foi o que me fez ter a pior lembrança de minha vida toda.

*lembrança on*

Eu estava em uma festa com alguns amigos, saindo de lá liguei para um taxista para que ele me levasse para casa, tudo corria bem e ele estava quase chegando em casa quando perdeu o controle do carro, batendo em uma mureta, eu fui jogado para fora do carro com o impacto do carro, acabei por bater minha cabeça em uma parede, o impacto foi muito grande e acabei por desmaiar.

*Quebra de tempo*

Acordei, nem mesmo parecia que tinha acordado, pois estava tudo preto, ouço um médico dizendo que o impacto que eu tive na parede me causaria danos permanentes na visão, pois foi essa a área do cérebro afetada.

*lembrança off*

Eles me levavam para algum lugar que eu não tinha ideia de onde era, só descobri quando o Jimin me disse baixinho que estávamos indo para o estacionamento, e que além do Hoseok o Namjoon e o Yoongi também estavam presentes.

*Jimin on*

EU já sabia o que eles fariam conosco, já me preparava para apanhar, mas algo inexplicável aconteceu, eles simplesmente começaram a flutuar e foram jogados contra a parede, logo depois caindo desmaiados no chão, me virei para trás e vi duas meninas nos olhando, logo depois sorrindo, as duas eram bonitas, mas uma delas me surpreendeu com tanta beleza, já tinha visto ela na sala, acho que se chamava Mari.

Me levantei e ajudei Jungkook a fazer o mesmo, eu tinha que falar com elas, fui até lá, explicando tudo o que acontecera para Jungkook e o levando comigo.

Cheguei lá tentando falar com a suposta Mari:

 

-Oi, não sei bem o que aconteceu agora, mas obrigado mesmo assim!!-disse sentindo minhas bochechas esquentarem.

-Magina-disse a menina que eu não faço ideia de quem seja- À propósito eu sou a Lety e ela é a Mari.

Mari se levanta, saindo daquele lugar e indo em direção  ao estacionamento, e eu acabo ficando a observando.

-Ela é meio anti social, tem um pouco de medo de novas amizades- diz Lety

-Tudo bem, bem eu sou o Jimin e ele é o Jungkook.

Continuamos conversando por algum tempo, até que Mari aparece pegando Lety pelo braço e a puxando.

-Eeii o que você está fazendo??

-Só a levando para longe de babacas como vocês!

Percebo que Lety me olhava com pena, não entendia o porque, mas simplesmente abanei a mão dizendo tchau e me levantando da mesa e levando Kook comigo em pouco tempo o sinal tocou, indicando o inicio da nossa aula de educação-física, fomos direto pra a quadra. O professor disse que nós teríamos que jogar queimada.

O jogo começou, percebi que a Mari e Lety estavam jogando contra nós, e Mari jogava com certa força, até que um de seus arremessos acertou o rosto do Kook, o ferindo, fazendo com que ele caísse no chão, eu olhei para a Mari com cara de quem mataria alguém.

Vou até ela e tento começar uma discussão, mas antes mesmo que eu conseguisse falar algo ela selou nossos lábios em um beijo rápido, logo depois saindo dali rindo e me encarando, me deixando ali extasiado por conta do que acabara de acontecer.

Me levantei e fui até o Kook, o ajudando a se levantar e depois fomos para a enfermaria, o deixei lá e fui atrás de Mari e Lety, logo as encontrando no terraço fui direto conversar com a Mari, mas no fim acabei só conversando com a Lety, mesmo porque a Mari, logo que me viu, saiu do lugar.

*Jimin off*

*Hoseok on*

Eu estava na aula de educação física, ainda não estava jogando, só estava ali sentado observando, principalmente o Jungkook, até que ele levou uma bolada, não entendia o porque, mas ao vê-lo ali caído me senti mal, não entendia bem o que estava acontecendo comigo, só me sentia diferente em relação à ele. Sou tirado de meus devaneios por Kim Namjoon:

- Ou, cara, acorda seu capeta!

- Tá apaixonado, é?! -diz Yoongi chegando onde estávamos.

- Não enche!! -dito bravo.

- Huuuuuuuuuuuuum!! Tá apaixonado!! Tá apaixonado!! -começaram a  cantar, estava começando a ficar puto da vida. Para não começar uma briga tapei meus ouvidos e sai, seguindo meu caminho.

*Hoseok off*

*Jungkook on*

Passou-se um dia, desde quando levei uma bolada da Mari na aula. Mais um dia tive que acordar e ir para a escola, Jimin me ajudou com minhas higienes matinais e fomos para a escola.

Chegamos na escola, passaram-se as aulas e o sinal do recreio tocou, eu e Jimin fomos parar o refeitório, pegamos nossa comida e sentamos em uma das mesas, em pouco tempo Jimin me cutucou e começou a cochichar:

- Mano, tu não vai acreditar!

- O que?? -falei com uma voz desanimada.

- O Hoseok tá te fitando!

- É sério?!?!

-É muito sério!!

Senti alguém tocar meu ombro, como reflexo me virei para trás, mas não pude saber quem era,  mas ouvi Jimin se levantando:

- Quem é você?!

- Eu sou o Jin hyung!!

-JIiiiiiiiiiin!!!!!- digo me levantando- Jimin me ajuda, por favor!-ele me leva até ele- Hyung!!! Quanto tempo!!- Digo o abraçando.

- Por que não me reconheceu??

- Eu não te contei o que aconteceu né?!

Comecei a contar como havia perdido a visão e notei que Jimin havia saído de perto de mim.

*Jungkook off*

*Yoongi on*

Chamei Jimin com um gesto, não achei que ele viria falar comigo, mas me senti bem quanto ele veio, pois era algo importante que precisava falar com ele:

- Vamos dar uma volta? Preciso falar uma coisa muito importante para falar com você.

- Ok, vamos.- Disse ele começando a caminhar, enquanto eu o acompanhava.

- Eu não sou de muita enrolação, então, o Hoseok gosta do Jungkook e como você é muito próximo dele queria perguntar se este amor é recíproco.- ele me pareceu chocado com o que havia acabado de falar.

- Bem, não sei se deveria falar isso, mas pelo o que conheço o Jungkook, sim ele gosta, só não sei se seus sentimentos mudaram, porque desde a morte de seu irmão ele não me fala mais nada, parece que o jeito que ele encontrou de superar a morte dele foi simplesmente se fechar para o Mundo, mas como ele não é uma pessoa que muda de  opinião fácil, provavelmente ainda o ama.

- Shippeiiii!!- falei um pouco alto, ouvindo uma risada baixa vinda do mais novo- Pelo o que notei você também acha que eles devem ficar juntos, então o que acha de nos juntarmos para fazermos um plano para que eles fiquem juntos?

- Combinado, mas o que poderíamos ... - sua fala foi interrompida quando ouvimos alguns gritos, como se alguém estivesse brigando, fomos em direção a onde vinha o som, chegamos á um beco que tinha na escola, e nos deparamos com duas garotas, aparentemente aquelas que nos haviam arremessado no estacionamento há um tempo atrás.

*Yoongi off*

*Lety on*

Eu e Mari estamos brigando já faz um tempo, mas hoje passou dos limites, nós chegamos á um ponto tão extremo, que até mesmo fomos para o lado de fora da escola, indo para um beco da escola e começando a brigar, utilizando nossos poderes, mas nossa briga foi interrompida quando percebemos que o Yoongi e o Jimin estavam nos observando, acabamos indo uma para cada lado.

Depois de um tempo notei que Yoongi tinha vindo atrás de mim e queria conversar, então parei:

 

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...