História Una Noche - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amor, Cultura, Desejo, Drama, Loucura, Paixão, Perigo, Romance
Visualizações 11
Palavras 1.092
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Famí­lia, Festa, Luta, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Olá pessoal!!
Primeiramente peço desculpas por não ter postado aquele dia a continuação, eu tive que ir viajar com minha tia
Mais é isso ae Galerinha!! Esse capitulo é especial pra vocês! aproveitem!

Capítulo 2 - Capítulo 2


Fanfic / Fanfiction Una Noche - Capítulo 2 - Capítulo 2

Quando pisei no quarto,torci para que Karine estivesse dormindo e graças aos céus estava capotada. Fui até a cozinha beber um copo de água e aquela mulher não deixava meus pensamentos um só minuto.

Meu relacionamento com Karine no começo era bom,eu até gostva dela,mais depois de 1 ano de namoro pude realmente ver quem ela era; uma pessoa que só se importa com aparências,dinheiro e falsidades. Tentei terminar com ela duas vezes,mais acaba ficando pior, da ultima vez ela fez o maior escanda-lo que acordou todosos vizinhos, então nossa relação agora não passa de uma coisa fria e sem sentimento de minha parte. E agora aquela mulher havia mudado tudo,ela invadiu minha vida como uma flecha rápida e certeira em seu alvo.

Alguns dias haviam se passado e eu ainda não havia tirado a Espanhola misteriosa da minha cabeça.Eu repetia a mim mesmo que isso era errado,mas não conseguia esquecer aqueles olhos... Thomas e eu voltamos escondidos de Karine a semana inteira na boate e nada dela,nem mesmo um vestígio.

Quem era ela?

Eu precisava ve-la novamente,estar com ela novamente.

Mas precisava também colocar minha vida no lugar

-Então Senhor Hernandes? Pretende fechar negócio com nossa empresa?

-Preciso rever meus conceitos e projetos novamente,mais te darei uma resposta até o final deste mês....ficará na Espanha o mês todo não?

-Sim

-Então Senhor Derek, você e seu amigo fassam bom proveito de Madrid até eu decidir; Espero vocês no meu evento beneficente em minha casa sexta-feira – E o velho saiu pela porta

-O que ele pensa hem? Só porque é O HOMEM MAIS RICO da Espanha se acha o bonsão?

-Se ele assinar esse contrato,vamos ganhar muita expansão econômica comercial

-Pelo menos vai ter festa! – Thomas arrumou a gravata – E festa de gala!

-Pelo menos....

-Eu quero ficar velho que nem esse cara,RICO E PODEROSO...esse velho deve ter quantos anos? 70?

-63 Thomas,e ainda é ruim assim,com todos esse anos não aprendeu ajudar as outras empresas

-Fica de Buenas amigo,ele vai assinar! Vamos pensar positivo!

-Olá amore! – Karine entra na sala e me dá um selinho

-Onde foi Karine? – Thomas começa a olhar em suas sacolas

-Fiz umas comprinhas para as festas de sexta-feira; mal posso esperar....

-Não se empolgue tanto Kazinha, o velhote é um chato!- Thomas cutuca Derek imitando o velho

-Mais vai dar uma festa,e vamos sim!

 

O dia do Evento chegou,eu e Thomas estavamos vestindo um Smoking preto com uma camisa branca esapatos novos. Karine usava um vestido rosa,um pouco chamativo demais para meu gosto,mais mesmo assim fomos.

A casa do velho Hernandes era de um todo rustica.Possuía no mínimo dois andares,olhando deslumbrado,em minha cabeça tentava imaginar quantos quartos possuía. Sua paredes externas eram num tom de beje escuro e a vidraçaria que revestia ao todo era revestida por madeira maciça. Dava para notar as sacadas belissímas que saiam dos cõmodos interiores e a iluminação só a deixava mais bela. Haviam palmeiras e várias flores para decorar,e um enorme chão de pedra em frente a casa o que dava um charme á mais ao casarão luxuoso.

Os convidados já estavam chegando,pessoas de vários lugares,todos muitos elegantes e vestidos  próprios para a festa.

Entramos na casa,comprimentamos algumas pessoas e fomos para o meio do salão. Corri meus olhos pelo local afim de observar mais daquela bela casa,mas como uma irônia do destino ou um imã certeiro, meus olhos parar direto na mulher de vestido vermelho parada bem ao lado de um velho de olhos claros.

ERA ELA!

A Espanhola,a mulher da boate que não saia de meus pensamentos

Automaticamente nossos olhos se cruzaram e senti um fogo queimar dentro de mim. Ela me enlouquecia. Usava um vestido vermelho decotado,provocativo,que deixava desde a coxa até o restante da perna direita a mostra e o mesmo batom vermelho que usou no dia em que eu a beijei.

-Senhor Carbone?  - Hernandes estende a mão para que eu o comprimente

Com toda essa hipnose nem percebi que havia me aproximado deles,aproximado até demais.

-Senhor Hernandes! É um prazer vê-lo novamente – Eu só conseguia olhar para ela,tão linda bem ali na minha frente

-Rapaz,já conhece Paola?

Paola...esse era o nome dela,Paola a mulher que eu desejava mais do que a vida...

-Minha esposa

Aquilo foi como um tipo para mim,senti como se flechas rasgassem meu peito e que tudo que restava no mundo fosse dor e angustia. Esposa? A mulher por quem eu estava completamente apaixonado era casada...

Eu a olhei intensamente e então apertei sua mão em comprimento. Mas tudo que eu via em seus olhos era o mesmo calor que eu vi no mesmo dia naquela boate.

-Mais tarde preciso te mostrar alguns papéis Derek,mais por enquanto vamos aproveitar a festa! – O velho sai andando deixando a para trás

 

-Não me disse que era casada

- Também não disse que não era – Ela me olhava com olhar de deboche e sarcasmo

-Então....Paola, ainda acho que não fomos devidamente apresentados

Então começamos a andar pelo salão da casa repleto de convidados

-Meu nome é Derek Carbone, sou brasileiro, e estou tentando fazer com que seu marido assine um contrato para expandir minha empresa de vinhos e espumantes

-Olha só estrangeiro – Ela parou e pareceu surpresa – Vejo que não estava mentindo naquela noite, realmente es uno empresário

-Sim,porque mentiria? Apenas para conseguir a agradável companhia de uma Dama alcoolizada?

Ela me olhou de cima a baixo perplexa

-Alcoolizada? Eu? Tiene Certeza?

-Eu com certeza não estava, lembro-me das melhores coisas...

Ela leva a taça de vinho aos lábios

-E Lembras de que estrangeiro

-Não é seguro

Então ela sorri de canto e sai me deixando novamente tonto por seu perfume novamente

Ela se aproximou do velho e sussurou em seus ouvidos:

-Estoy cansada, meus pés já não aguentam más y...

-Tá vá Paola – Quando fui sair ele me segurou pelo braço – Direto para o quarto

 

P.O.V – Paola

Fui em direção as escadas, e percebi que o estrangeiro me seguia com os olhos. Subi para o terceiro andar só querendo me livrar de todas aquelas pessoas...

Atravessei o corredor do terceiro andar com destino para a biblioteca,era cedo demais para dormir...

Fui  surpreendida quando senti braços fortes que me puxaram para dentro de um dos quartos e taparam minha boca

-Biblioteca Senhorita Paola? Está buscando novas histórias?

Suspirei profundamente reconhecendo a voz do estrangeiro

-No,somente uma história que me encantaria em ler de nuevo

Perdi meu folego juntamente com minhas roupas quando os lábios daquele homem,a quem eu insistia chamar de estrangeiro,capturaram os meus

Agora sim minha noite estava começando a valer a pena...


Notas Finais


Gostaram?? O Próximo vai estar melhor ainda minhas rainhas!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...