História Uncontroled Love, Billdip - Capítulo 1


Escrita por: e Biachan8888

Postado
Categorias Gravity Falls
Personagens Bill Cipher, Candy Chiu, Dipper Pines, Gideon Gleeful, Grenda, Mabel Pines, Pacifica Northwest, Personagens Originais, Soos Ramirez, Stanford "Ford" Pines, Stanley "Stan" Pines, Waddles, Wendy Corduroy
Tags Billdip, Gravity Falls, Mabcifica, Yaoi
Visualizações 462
Palavras 2.794
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Lemon, LGBT, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Musical (Songfic), Orange, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Shounen, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Self Inserction, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá amores da minha vida!

eu estou aqui com a versão 2.00 desta fanfic

me desculpem se tiver algum erro, eu simplesmente escrevi essas 2.000 palavras em dois dias e eu meio que soquei o meu bloqueio de criatividade e escrevi isto por 5 horas com pausas apenas para beber agua, comer e ir ao banheiro.

espero que meu trabalho tenha dado bom resultado.

Boa leitura~

Capítulo 1 - Bem vindos a Gravity Falls


Fanfic / Fanfiction Uncontroled Love, Billdip - Capítulo 1 - Bem vindos a Gravity Falls

(DIPPER PINES POVS)

 

 

_Dipper, Olha!

 

      Mabel mantinha um sorriso tão brilhante que com certeza cegaria qualquer um. Ela apontava para a caixa d'agua de Gravity Falls quando me chamou para observar junto a ela.

 

   Eu sei que você espera mais uma aventura épica dos irmãos pines ou "gêmeos do mistério", enfrentando monstros e criaturas místicas no verão, mas dessa vez não é bem assim, deixe- me explicar;

 

    Eu e Mabel não tivemos opção além de largar nossa escola e ir para a cidadezinha de Gravity Falls estudar lá. Nossos pais se divorciaram por meu pai ser um babaca e ter sérios problemas com a bebida. Graças a isso temos que entrar na escola uma semana depois das aulas terem começado.

 

   O ônibus finalmente chega na frente da grandiosa atração de terror, a cabana do mistério que estava com uma quantidade significativa de pessoas na frente

 

_Sejam bem vindos de volta!!!

 

 

      As pessoas jogam bolas e confetes para cima, em comemoração com a nossa chegada, Ford e Stan nos abraçam ao mesmo tempo mas logo Stan abraça Mabel e Ford me abraça.

 

_Meus sobrinhos voltaram!!

 

      Todos gritam em comemoração e logo Lady Susan se pronúncia;

 

_Em comemoração todos os 'rangos' vão estar com 75% de desconto!  Quanto ficaria os preços com 75% a menos mesmo? Pacífica faça as contas.

 

_Sim Lady Susan!

 

    Vi Pacífica conversando com Lady Susan, Pacífica usava um avental, indicando que agora ela trabalhava no restaurante de Susan. Ela me vê observando e acena para mim, me dando um leve sorriso.

 

   Logo sinto o chapéu de lenhador tirado de minha cabeça olha para trás e era Wendy  ela mantinha um sorriso calmo no rosto e aura Wendy de sempre.

 

_Eita baixinho, você fez falta.

 

    Ela coloca meu boné azul de pinheiro em minha cabeça mas fficoupequeno em mim agora, fico meio surpreso nem se passou tanto tempo assim.

 

_ Wendy!

 

Mabel chamou com sorriso nos lábios, já correndo para a abraçar. Wendy chama o nome dela e retribuiu abraço as duas começam a rir e logo desfazem o abraço.

 

 

_ crianças, eu sei que devem estar com saudade mas eu gostaria de mostrar as mudanças que fizemos na casa para vocês.

 

        Ford fala com um sorriso doce nos lábios. ao seu lado estava Stan, com a mesma cara carrancuda de sempre.

 

_ a ideia não foi minha, ele me obrigou

 

    Resmunga Stan com os braços cruzados, gostava de se fazer de rabugento mas todos nós sabemos que ele é uma excelente pessoa.

 

 

_Oque vocês fizeram?!

 

    Mabel pergunta já indo em direção à Cabana do mistério,quando ela chega na porta para espera para que nós cheguemos até ela.

 

_Mudamos muito a estrutura da casa, colocamos novos quartos, colocamos uma cozinha maior e também mais banheiros. agora a novidade é que vocês vão dormir em quartos separados. mas só tome cuidado, mudamos a rota de tour da Cabana do Mistério.

 

 

_Quartos separados?

 

   Eu e Mabel falamos ao mesmo tempo e logo fizemos um high-five.

 

_ bem, eu não fui muito fã da ideia no princípio mas logo achei uma boa idéia quando Ford se ofereceu para limpar o porão.

 

_Viva! Um quarto só para mim!

 

   Mabel exclama dando pulinhos de felicidade

 

_Vem Mabel, eu vou te mostar o seu quarto.

 

   Stan fala e leva a mabel para cima da escadaria onde, provavelmente ficava seu novo quarto, que provavelmente seria o quarto que nós dois ficamos no último verão.

 

_está ponto para ver o seu Dipper?

 

Ford coloca a mão em meu ombro e sorri, ele parecia animado em me mostrar o lugar.

 

_claro!

 

Falo, demonstrando empolgação e o mesmo me leva até o lugar onde costumava ser uma maquina de salgadinhos. Agora era apenas um elevador.

 

_O Soos fez várias reformas aqui enquanto estiveram fora não é?

 

    Quebro o gelo fazendo está pergunta.

 

_Sim, tenho que adimitir que ficou bem melhor. Eu não aguentava mais aquela escada caindo aos pedaços... Mas agora temos que dividir a casa com ele e com Melody, isso quando ficamos em casa.

 

.  assim que a porta do elevador se abre Ford olha para mim.

 

_Vamos?

 

Ele pergunta já entrando dentro do elevador e eu instintivamente o sigo.  ele aperta o botão número 2 que levava para o quarto que ele me havia me mostrado uma vez, me lembro que esse era o lugar onde ele dormia assim que voltou para nossa dimensão.

 

  Quando a porta do elevador se abre realmente percebo uma grande diferença as paredes estavam pintadas com uma coloração azul. Todas aquelas prateleiras cheias de papéis e adorações a Bill Cipher haviam sumido e agora todas as prateleiras estavam preenchidas por uma grande quantidade de livros. Havia uma cama, uma escrivaninha, parecia realmente um quarto normal.

 

_Você Dipper, é a criança mais esperta que já conheci, por isso não pude deixar esse lugar com mais ninguém além de você. Para você eu deixo todas as minhas pesquisas, você decide o que fazer com elas.

 

_Tivô Ford... Eu nem mesmo sei oque dizer

 

     Estava tão admirado com aquilo tudo, me sentira honrado pois ele confiava em mim o suficiente para deixar o trabalho da vida dele.

 

_obrigada Tivô Ford!

 

  Lhe dei um abraço e o mesmo retribuiu, dando um leve sorriso.

 

_Se precisar de alguma ajuda para entender algo é só me chamar, fique a vontade para desfazer suas malas.

 

 

 

_sim, está bem, Até mais tarde!

 

    Ele acena para mim, entrando no elevador, não pude deixar de encarar seus incríveis e peculiares seis dedos, talvez essa mutação de Ford seja um dos maiores mistérios da vida dele.

 

   Eu logo desfiz minhas malas, guardei minhas roupas numa gaveta, por ordem de cor e também pelo modelo, me lembro que no verão havia perdido minha mala de roupas então minhas opções eram o colete, uma bermuda cinza e uma camisa laranja.

 

_Ahh... Nunca mais vou esquecer algo de novo.

 

    Tirei meu boné de minha cabeça e coloquei sobre a cômoda, ao lado dele havia um abajur, como brincadeira coloquei o boné sobre o abajur e sorri com os lábios juntos.

 

     Essa de fato seria uma brincadeira que Mabel faria e morreria de rir.

 

  Peguei uma peça de roupa e uma toalha e me dirigi para o banheiro, Mabel estava lá dentro e realmente demorou muito para sair, uns 30 ou 40 minutos.

 

_Mabel! Sai logo daí pelo amor de tudo que lhe é sagrado.

 

   Imploro para que ela saísse dalí pela milésima vez, minhas costas já doiam então as escorei na porta, mas como o destino realmente me odeia, a porta foi aberta na mesma hora, fazendo eu cair sentado.

 

    Mabel claro que começou a rir, usando sua risada mais escandalosa, batendo palmas e apontando para mim.

 

_Haha, bem feito, quem mandou me apressar?

 

_Você demorou quase uma hora, não me arrependo.

 

 

  Ela me estende a mão, me ajudando a me levantar, me dá a língua e sai andando, eu logo entrei no banheiro, Tranquei a porta e comecei a me despir.

 

  Entrei no box e me arrepiei um pouco com a água gelada que bateu em meu corpo, comecei a passar a esponja em minha pela, mas logo veio uma pergunta em minha mente.

 

        "Onde está Bill Cipher?", repreendo a mim mesmo por pensar na possibilidade dele estar vivo, me enxaguo e desligou o chuveiro, vendo o restinho de agua junto com minha hipótese maluca descendo pelo ralo.

 

  Sai do box e peguei uma escova que estava lá, começando a pentear meu cabelo, logo observo o rádio alí e resolvo colocar alguma música.

 

_Hey, eu conheço essa música, é save me, não é?

 

   Kpop pode ser até que um pouco divertido e parece ser bom para dançar.

 

  Me lembrava um pouco da coreografia então comecei a dança-la, parecia mais uma mistura de robô com alguma outra coisa mas eu acho que estava ficando parecido com a coreografia.

 

_Dipper, eu deixei meu CD aí!

 

    Escuto apenas o barulho de Mabel empurrando a porta com força, fazendo o trinco se soltar.

 

   Fico realmente pensando se fiz algo para o destino me odiar tanto assim, apenas torço para que ela não tenha me visto dançando.

 

_Haha, você estava dançando!

 

_Não fode Mabel!

 

  Coloco uma toalha na cintura, pego minhas roupas e saio correndo para a direção do elevador que era a única forma de ir para meu quarto.

 

_Dipper! Não vai por aí!

 

   Mabel falou mas eu não dei ouvidos, segui minha rota e quando cheguei na frente do elevador e apertei o botão, apenas percebi o barulho de vozes e vejo uns clarões como flash.

 

_Dipper...?

 

    Soos fala, com um monte de visitantes atrás dele. Naquele momento veio a memória o que Ford falou sobre mudar a rota de tour.

 

_E bem aqui temos um filhote de nerd esquisito!

 

  Stan fala com seu antigo terno que usava quando fazia o que Soos faz agora.

 

_Olha! É o senhor do mistério!

 

  As pessoas viraram para Stan e começaram a tirar fotos dele ao lado de Soos, eu aproveitei a oportunidade para correr para o lado de fora. Que vergonha e humilhação, esse dia está sendo um verdadeiro desastre.

 

_Aaah...

 

 

    Respirei pesadamente, fiquei atrás da cabana, para que pudesse colocar minha roupa em paz. Primeiramente coloquei minha roupa intima e depois coloquei minha calça de moletom.

 

    Me sentei em uma pedra e abaixei a minha cabeça, fechando por um tempo meus olhos. Quando eu os abro vejo um par de All star amarelo, eu logo olho para cima para ver a quem pertenciam e revelou ser de um garoto com cabelos amarelados.

 

_Você está bem? Vai ficar resfriado se ficar sem camisa neste tempo.

 

   Ele falou, demonstrando preocupação. Ele possuía um rosto delicado, ele tinha olhos castanhos claros e usava um óculos da cor preta, uma pequena parte de seu rosto era um pouco tampado pelo cabelo, ele usava roupas com a cor predominante preta. Não sabia que existia pessoas bonitas assim em Gravity Falls, ele deve ser bastante popular.

 

_Me desculpa, mas a cena alí de dentro foi engraçada.

 

  Ele dá uma pequena risada e estende a mão para mim, eu a seguro e ele me ajuda a levantar.

 

_Ah, nem me fale disto, foi realmente humilhante, e só aconteceu por causa de que...

 

_tudo bem, Eu sei que você não está acostumado com essa rota da cabana do mistério já que chegou a pouco tempo, Dipper Pines.

 

   Com aquela frase fico levemente em guarda, me afastando um pouco.

 

_Como sabe disso?

 

     Ele me olha com um sorriso confiante e se pronuncia.

 

_Eu sei de tudo.

 

    Eu estava prestes a fazer algum comentário rude sobre ele ser alguma criatura mágica, porém ele logo dá uma risada.

 

_Cara, você é famoso por aqui, todos estão comentando sobre a você e sua irmã terem chegado na cidade.

 

   Depois desta frase dele eu dou uma risada, tenho que me lembrar que nem todos em Gravity Falls são criaturas mágicas.

 

_Me perdoe, eu não perguntei seu nome

 

    Perguntei a ele e pude ver um pouco de decepção em seu rosto, me pergunto se disse algo de errado.

 

_Aah jura que não lembra de mim?

 

  Ele dá um leve suspiro e fecha os olhos, logo que ele os abre o tom mel se transforma em um amarelo forte e cintilante.

 

_Não...

 

    Falo assim que percebo com quem estava falando.

 

_Como pode esquecer de seu grande amigo Bill Cipher?

 

  Tenho certeza que fiz uma expressão assustada, pois ele olhou para meu rosto e sorriu.

 

_Aah já ficou assim? eu ainda não fiz nada.

 

  Ele falava com um tom de deboche, sua voz era muito humana e também um pouco grossa, não poderia imaginar como Bill havia conseguido se adaptar tão bem a um corpo que ele possuiu.

 

_Eu não tenho medo de você! Ford!

 

   Gritei e ele me segura com força, me impossibilitando de me mecher.

 

_Estamos na parte menos movimentada da cabana do mistério, acha que gritar vai adiantar?

 

  Ele dá uma risada, mas logo para quando escuta a voz de Wendy chamando por mim. Estava pronto para gritar, porém ele me impede, me puxando para um beijo.

 

_Dipper?... Oh...

 

  Wendy chega e nos vê naquela situação e realmente congela.

 

_Aaah moça!

 

   Bill a chama, porém ela sai correndo, sem eu dar tempo de pedir ajuda ou me explicar. Tinha muitas coisas para me preocupar como o demônio que quase destruiu essa cidade estar de volta em uma forma humana, o que ele faria a seguir, porém a única coisa que conseguia pensar era que aquele havia sido meu primeiro beijo. E novamente foi com um homem. Senti minhas bochechas esquentarem.

 

_Oh... Ela se foi...

 

  Ele por um tempo finge tristeza mas logo dá um sorriso perverso, com a lembrança de tudo que havia acontecido mais cedo e sentindo novamente toda vergonha que senti mais cedo, senti lágrimas quentes saírem de meus olhos. Eu estava com tanta raiva que acho que poderia explodir.

 

_Porquê está assim com tanta raiva? Eu te fiz algo bom.

 

  Ele sorria, mas quando reparou em minhas lagrimas, ele parou, eu aproveitei essa oportunidade para me soltar e correr para dentro. A porta do elevador estava aberta então simplesmente entrei e apertei no botão que me levaria até meu quarto.

 

(Bill CIPHER)

 

_wow, eu não deveria ter feito isso.

 

    Coloco minhas mãos sobre os lábios e dou um pequeno sorriso.

 

_mas não decidi ainda se me arrependi ou não.

 

(DIPPER POVS)

 

      Já em meu quarto, me lembro do que havia ocorrido mais cedo, Bill estava de volta e eu me sinto culpado pois eu realmente não pretendo contar para ninguém essa situação constrangedora.

 

     E também tem a Wendy, a primeira garota que eu amei e que amo até hoje, ela me viu daquele jeito e realmente me preocupa o que ela pensará de mim. Percebo que estava prestes a chorar novamente, seco minhas lagrimas e vou até uma caixinha que estava em cima da cômoda.

    De lá tiro uma gilete, que havia  trago comigo. Eu nunca gostei de chorar, então encontrei uma outra maneira de aliviar minha tristeza

 

                                                 {Quebra de tempo}

 

 

_Uau, Senhor Stanford, sua comida é sensacional.

 

     Melody fala, pegando mais um pedaço do carneiro.

 

_se não fosse também, me fazendo pagar uma fortuna em aulas de culinária.

 

     Stan resmunga, mas aposto que ele também achou a comida maravilhosa. Não tinha como não achar, agora Ford era realmente o melhor no que faz.

 

       Era uma janta especial, para comemorar minha chegada e a chegada de Mabel. Estavam ali Eu, Mabel, Stanley, Stanford, Wendy, Melody e Soos, Todos que fazem praticamente parte da família. Percebi que Wendy me observava, isso me deixava um pouco nervoso e com  vergonha. Mas ela não me olhava com nojo ou algo do tipo, ela até mesmo sorriu e deu uma piscadela.

 

_Gente eu tenho algo a falar para todos!

 

   Wendy se pronuncia, fazendo com que todos olhassem para ela.

 

_Bem, como vocês sabem, a um tempo eu e Robbie voltamos a namorar, ele disse que não queria mais uma relação que toda hora estava sujeita a terminar. O que eu quero dizer é que... Robbie e eu vamos nos casar.

 

   Todos começam a bater palmas e alguns até mesmo falam aquele tipo “eeeh”, eu apenas bato palma porque aquela noticia não era umas das melhores que eu poderia ter no momento.

 

        Depois daquilo, todos desejamos felicidades para Wendy e voltamos a comer. Quando terminamos, Soos e Melody vão para o quarto deles assim como Stan e Ford, Wendy foi para a loja para buscar as coisas dela, então eu fui atrás, tinha que conversar com ela.

 

_eh...wendy?

 

_Dipper!

 

     Ela vem correndo e me abraça, logo acariciando meus cabelos.

 

_Olha, não fique com medo de que eu fale alguma coisa, eu realmente te entendo, você queria  experimentar algo novo e eu apenas cheguei na hora errada, acredite em mim, eu sei como é.

 

      Eu queria negar, queria dizer a Wendy que não era nada do que ela estava pensando porém eu gostava deste consolo dela.

 

_obrigada.

  

       Eu falo, a soltando e me afastando um pouco.

 

_muito obrigada por isso, eu realmente precisava ouvir isso.

 

_nada, você sempre será meu melhor amigo, independente de qualquer coisa.

 

      Eu sorrio e digo tchau para a mesma, quando chego na cozinha vejo que Mabel ainda estava lá.

 

_mano.

 

   Ela se levanta da mesa e vem me abraçar forte.

 

_eu sei que você deve estar mal por causa disso da Wendy se casar, quer desabafar?

 

    Sorrio levemente e aperto o abraço de Mabel, ela sempre se preocupou com a minha maneira de lidar com situações assim, ela é a única pessoa que sabe sobre os cortes.

_Mabel, hoje aconteceu tanta coisa, mas eu realmente não estou afim de falar sobre isto hoje.

 

     Ela solta o abraço e me dá um beijo na bochecha.

 

_eu entendo, estou indo dormir, boa noite.

 

_boa noite.


Notas Finais


espero que tenham gostado, se sim, me encorajem a escrever mais com seu comentário.

agora eu vou indo descansar um pouco e voltar a escrever o segundo capitulo.

Até a proxima


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...