História Uncontrolled Love - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Got7
Personagens Jackson, JB, Mark, Youngjae
Tags 2jae, Drama, Got7, K-pop, Lemon, Markson, Momo, Nayeon, Twice, Yaoi
Visualizações 86
Palavras 910
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Suspense, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


EAE. cara... mais uma fic, jesus.
2Jae também é meu otp risos (um deles)
Eu peguei inspiração para escreve-la em um filme que vi esses dias... A fanfic é baseada nela. But, não é plágio, pois, eu estou modificando diversas coisas.
Então, eh isto
Boa leitura :)

Capítulo 1 - Um; Prólogo


Choi YoungJae

Meus pais morreram em um acidente onde, infelizmente, eu estava presente. Eu tinha 4 anos quando isso aconteceu. Nenhum parente me queria. Minha tia por parte de mãe, me levou para um orfanato. Eu gostava tanto dos amiguinhos que tinha feito lá. As freiras cuidavam de nós. Eu as achava um pouco rígidas conosco, mas eram legais, mesmo sendo assim.

Nossa casinha era ao lado de uma igreja católica. Muitas pessoas iam lá às quartas e aos domingos, eu achava muito bonito o que essas pessoas faziam, tiravam um tempinho de seus dias cheios para rezar.

Eu tinha uma amiguinha, a única com quem falava direito no orfanato - de menina -. Hirai Momo. Momo era muito legal comigo, ela era Japonesa e eu um Coreano. Eu achava engraçadinho. Tínhamos quase que a mesma idade. Eu: 6 anos e ela 7 anos.  

Momo era muito especial, muito mesmo. Eu não lembro direito o que aconteceu para que ela virasse órfã. Só sei que foi algo muito triste...

Todas as vezes que eu lembrava de minha Omma e do meu Appa, eu chorava e Momo estava sempre me consolando.

Numa manhã, eu a vi saindo do orfanato com um casal. Uma moça muito bonita e uma homem muito bonito também. Eu não entendi o que estava acontecendo e chamei Momo diversas vezes, mas parece que ela não me ouviu.

Depois de umas horas, ela não tinha voltado. Perguntei a uma freira o que havia acontecido.

Ela foi adotada.

Corri para dentro da igrejinha aos prantos e me sentei no quarto banco, perguntando a Deus, o porquê de Momo ter ido e ter me deixado aqui, sozinho. Estava com os pensamentos longe, até que uma freira apertou meu ombro de leve, me dando um susto.

- Oh, pequeno YoungJae... - Acaricia meus cabelos. - Por que está chorando?

- A-a M-m-omo... Ela foi adotada e agora estou sozinho... Ela era minha única amiguinha... - Falei aos prantos. - Por que ninguém me quer? Eu sou uma criança legal, não sou? Por que sempre acabo sozinho?

- Um dia, meu pequeno, alguém irá gostar muito de você, vão acabar te adotando e levando para casa. Você terá uma bela família. Até lá, não vire uma criança diferente, seja você mesmo, tudo bem? - Ela sorriu e eu concordei. - Pare de chorar, hm? - Beijou minha testa e saiu da igreja.

Eu fiquei lá pensando um pouco. Já estava com saudade de Momo, espero que um dia, eu a ache novamente.

Tomo um susto - de novo -, Uma senhora e um garotinho estavam no meio da paróquia, onde ficava o tapete.

- Hm, qual o seu nome? -O garotinho de terno preto me pergunta, parece ser rico.

- C-choi YoungJae. - respondo fitando meus pés.

- Levanta. - Ele manda e eu obedeço, ficando na frente dele - Me chamo Im Jaebum. - Diz, apertando minha bochecha com força a deixando mais vermelha do que antes. - Você é uma menina? - Ele deve estar de brincadeira.

- N-não... Eu lhe disse meu nome, e ele é de menino.

- Você parece uma menininha. - Revira os olhos - Mãe, é esse que eu quero. 

Me quer para que?

- Tem certeza, filho? Tem outr- Ele interrompe a mãe e volta a falar

- É esse que eu quero! - Exclama batendo o pé no chão. - Agora, Choi YoungJae, você é meu. Pertence a mim e a mais ninguém.

.

.

.

Fui adotado pela mãe e pai daquele garoto quando completei 7 anos (4 meses depois da ida de Momo). Durante a viajem até a casa deles, ele (Jaebum) me disse que só havia duas regras: Sou dele; Irei serví-lo.

Bom, pensei que ia ser tratado como um escravo qualquer, mas foi diferente. Ao chegar na casa dos senhores Im, eu congelei. Era imensa e muito linda. Antes eu pensava que eles tinham bastante dinheiro, agora tenho certeza.

- Esse é o novo membro da família. - Disse a senhora Im para os empregados que estavam presentes, olhando para mim. - Im YoungJae.

Im YoungJae... Não gostei, prefiro o sobrenome dos meus pais. 

Jaebum pegou no meu pulso e me mostrou a casa toda, ficamos um tempão rodando aquela casa imensa.

- Jaebum... eu 'tô cansado.

- Okay, YoungJae. Vou lhe mostrar o seu quarto.

Subimos a escada, ela terminava em um corredor com várias portas brancas, que medo.

- Seu quarto é ao lado do meu. - Disse abrindo a porta, dando-me a visão do imenso quarto.

- Obrigado.

.

.

.

Eu estava pronto para apagar a luz da luminária que ficava em cima de meu criado mudo azul, quando a porta é aberta por alguém. Estava pronto para gritar: "fantasma! fantasma!" loucamente, até que vi a silhueta de Jaebum.

- Oi, vou dormir com você.

Ele estava sendo carinhoso e isso me assustava. Pensei que seria tratado como um empregado qualquer dele.

Chegou mais perto de minha cama e sentou na mesma, tirou as pantufas de cachorrinho que estava calçando e deitou ao meu lado. Eu me virei do lado ao contrário e, finalmente, apaguei a luz. Me ajeitei, senti um braço rodear minha cintura, era o braço de Jaebum.

- É bom dormir abraçado com você, YoungJae.

- Nunca dormiram abraçados comigo... - Murmuro.

- Agora você tem alguém para dormir abraçado. - Beija meu ombro. Arrepiei, não sei o porquê. - Você é só meu. Meu Im YoungJae.


Notas Finais


IH ALA
bom, foi isso
pequeno pq é prólogo.
a capa e a sinopse estão uma BOSTA. Elas são temporárias, eu já vou fazer outra.
tuts tuts, foi isso. Até o próximo capítulo <3
VAI LÁ NO MEU PERFIL, TENHO FIC VKOOK.
***VIEW EM DRAMARAMA E TURN UP***


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...