História Uncover - Rilaya. (Hiatus) - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Garota conhece o Mundo (Girl Meets World)
Personagens Maya Hart, Riley Matthews
Tags Maya Hart, Rilaya, Riley Matthews, Romance
Visualizações 220
Palavras 1.122
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Primeiramente: desculpem a demora pra postar esse cap, amo vcs.
Segundamente: obrigada a minha namorada por escrever pra mim o inicio do cap pq eu tava com bloqueio. ❤

Capítulo 2 - Capítulo 02.


Assim que adentramos a sala, Matthews ainda nao estava na mesma então fomos para nossos devidos lugares, com Riley meu lado e Lucas a sua frente.

— Estranho seu pai nao estar aqui ainda. – murmurei apoiando minha cabeca na mesa e Riley concordou.

— Talvez tenha perdido a hora. – Ela sorriu e acabei sorrindo junto. 

Engatamos uma conversa divertida e então senti meu celular vibrar, ao virar para pega-lo e voltar a olhar para o 'casal', logo me arrependi pois Lucas estava beijando Riley. Estranhei a vontade enorme que eu tinha de bater com a cabela de Lucas no chão mas logo fui tirada dos meus devaneios por Matthews entrando na sala

— Bom dia, alun... – Se interrompeu, fazendo uma careta de espantado na hora e andando rapidamente até a mesa de Lucas. — O que?! Como!? – Perguntava sem saber para quem olhar, oscilando os olhos entre todos naquela sala.

Quando Lucas finalmente se separou de Riley, o mesmo tinha um leve sorriso no rosto, enquanto Riley tentava evitar o olhar do pai, que ainda parecia assustado com toda a situação. Matthews segurou o encosto da cadeira de Lucas e puxou a mesma para o fundo da sala, fazendo a mesma fazer um barulho horrível enquanto arrastava pelo chão. 

— Meu melhor dia, com certeza. – Murmurei irônica, me levantando e saindo da sala. 

Andei pelos corredores com uma cara de poucos amigos e estava entrando no banheiro quando a porta do mesmo foi aberta com tudo, batendo em minha testa, me fazendo cair.

— Tá de brincadeira! – Falei irritada, me levantando e já praparada para atacar quem quer que fosse atrás daquela porta, até que vi a garota.  — Carla? – Chamei confusa, não entendendo a presença da garota no local. 

— Maya! Você está bem? Eu te machuquei? – Ela perguntou eufórica, enquanto passava as mãos pelo meu rosto em uma "avaliação". 

— Eu tô bem. Para. – Pedi rindo e afastando as mãos da garota, as segurando. 

— Que bom. Eu estava com saudades. – Ela falou soltando minha mão e pulando em meu colo. 

— Maya? – Ouvi a doce voz de Riley, abri os olhos e entre os cabelos de Carla que estavam em meu rosto, vi seu semblante mudar de preocupação para raiva. Será que ela podia ver que era Carla ali? Ou estaria apenas enciumada?  

Carla se afastou de mim e olhou em direção a Riley, e a expressão de raiva da garota, se possível, piorou mais ainda, se ela pudesse cuspir fogo, com certeza Carla já não estaria mais ali.

— Carla. – Disse com total desdém, que nem sabia existir dentro da pequena garota.

— Riley. – Carla pronunciou seu nome com o mesmo desdém, se aproximando da mais nova.

— Perdida por aqui? Podia jurar que o hábitat das antas ficava no zoológico do outro lado da cidade. – Riley falou de forma fria.

— Uh. A garota aprendeu a se defender. Fez um curso no verão, foi? – Carla perguntou, se aproximando mais e mais da menor.

Ambas ficaram em silêncio quando ja estavam cara a cara, e então Carla se moveu lentamente ao redor de Riley, dando uma boa olhada na garota. Fiquei em meu canto, esperando qualquer movimento suspeito para poder intervir, mas antes de qualquer coisa, o sinal tocou, indicando o final da primeira aula, e Carla se afastou de nós, a perdi de vista no meio dos outros alunos.

O resto do dia correu normalmente, como tem sido nos últimos anos: monotono. Tive mais uma aula com Riley, mas era química e a garota agora é dupla de Lucas e eu fui obrigada a me sentar na frente junto com um nerd qualquer. Pelo menos assim garanto meu A.
A todo momento a imagem do Lucas beijando Riley ficava passando em minha mente, já havia visto os dois juntos antes, não sei porque desta vez me incomodou tanto.

Estava descendo as escadas para o metro quando vi Riley vindo no mesmo caminho, ela sorriu para mim e eu sorri de volta, decidi espera-la. Quando a garota estava a poucos passos de mim, Lucas surgiu de algum lugar, parando a sua frente. Por conta da pouca distância, podia se ouvir facilmente o que os dois conversavam.

Ia ir embora sem se despedir? –Perguntou a ela e em seguida roubou um selinho da garota.

— Achei que fosse ficar par a seleção dos caras para o time de futebol desse ano.

— Eu vou, só dei uma fugida quando te vi passar.

Ao terminar de falar ele a segurou nos braços e a beijou. Fiz uma cara de nojo e rolei os olhos, avistando Carla do outro lado da rua, ela estava entrando na biblioteca, decidi a seguir.

— O que essa garota tem na cabeça? Vai vandalizar uma biblioteca? — Falava comigo mesma enquanto atravessava a rua.

Ao chegar em frente ao local, empurrei a grande porta e entrei, olhei ao redor e nada da garota. Caminhei pelo local até achar um velho balcão, provavelmente onde deveria ter alguém vigiando o local. Atrás desse balcão podia se ver uma porta de vidro. Bati algumas vezes no pequeno sino colado ao balcão e aguardei até que alguém aparecesse.

Ótima ideia, Maya, alguém vai aparecer e você vai dizer "Oi, eu vim avisar que tenho uma amiga em algum lugar aqui dentro que provavelmente vai roubar alguns livros ou risca-los. Mas eu não sei onde ela está"

Interrompi meus pensamentos ao ver uma pequena movimentação por trás do vidro, para, em seguida, ver Carla sair pela porta com uma caixinha de suco nas mãos e uma cara de poucos amigos.

— Você me seguiu até aqui? – Perguntou sem mudar sua expressão.

— Eu... Não. O que você faz aqui? – Perguntei olhando em volta, procurando por mais alguém.

— Eu trabalho aqui. O que você faz aqui? – Perguntou terminando de tomar o suco, fazendo um barulho estupidamente irritante com o canudo, tentando sugar as últimas gotas do suco.

— Vim ver uns livros. – Menti. — Mas acho que já está na minha hora. – Falei e fui me afastando do balcão.

Carla não me chamou e não falou mais nada, me deixando seguir para fora. Quando sai do local, o casal ainda estava ali, provavelmente naquela melosidade de um não querer deixar o outro ir. Revirei os olhos e decidi caminhar até em casa, precisava esfriar a cabeça. Era para hoje ser apenas mais um dia de aula, e eu faria o resto do dia ser como se tivesse sido apenas isso, ignorando totalmente o que senti ao ver Lucas e Riley juntos, e o que senti ao ver um fantasma do passado novamente. Amanhã terei tempo para pensar nessas coisas e falar com Carla. Hoje eu só quero minha cama. 


Notas Finais


<33


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...