História Undecided Love - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Shawn Mendes
Personagens Shawn Mendes
Tags Romance
Visualizações 8
Palavras 2.848
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Gente, espero muito que vocês gostem, ficou meio longuinho mas eu gostei bastante desse primeiro capítulo, se gostaram por favor comentem para eu saber o que vocês estão achando💖

Capítulo 1 - Cheguei, Canadá!


Fanfic / Fanfiction Undecided Love - Capítulo 1 - Cheguei, Canadá!

E aqui estava eu, adentrando o aeroporto que iria me levar para o meu sonho.

Nem me apresentei, meu nome é Giulia Lamborghinie nasci no Canadá e depois fui para a Itália, aprendi a falar inglês e italiano, porém meu pai quis morar no Brasil e assumir a sede da Lamborghinie de lá, quando eu estava com meus 10 anos já, minha mãe é brasileira e sempre me levava para visitar a família lá, fiquei muito empolgada quando descobri que íamos morar lá pois adorava a família da minha mãe, aprendi a falar o português do Brasil em 6 meses e estou aqui desde então.

 Sempre adorei a cultura do Brasil, eles são muito animados. Quando eu tinha meus 15 anos me chamaram para ser modelo para uma propaganda da MAC, eu logicamente aceitei, mas não foquei muito porque sempre quis ser atriz. Com 16 anos me chamaram para interpretar uma sereia na novela das 18:00 da Globo por eu ser morena com os olhos azuis, fiz o papel.

No final do mesmo ano quando a novela terminou, comecei á fazer testes para a protagonista da novela das 21:00 da Globo também, o dia mais feliz da minha vida foi quando recebi o papel, ainda tinha 16 anos quando a novela começou, ia fazer 17.

Quando terminou a novela eu já estava com 17 anos, saindo da escola. Fui convidada para fazer uma novela como uma das protagonistas junto com Bruna Marquezine, aceitei o papel e no inicio de 2018 começariam as gravações.

Nesse meio tempo de fazer novelas e ser a garota propaganda brasileira da Gucci estava no auge da minha fama, tinha mais de 46 milhões de seguidores nas minhas redes sociais, principalmente no Instagram, sempre tive fama pelo nome da minha família, meu bisavô foi o fundandor da Lamborghinie, então sempre participava de entrevistas e premiações sobre a marca, cresci com a cabeça de que algum dia iria assumir a marca e vou, mas não é o que quero para o resto da vida.

Estava no começo das gravações quando fui chamada para ser a garota propaganda da Dolce & Gabbana. Comecei á fazer muitos desfiles e campanhas aqui no Brasil mesmo, pra Dolce & Gabbana e Gucci, até que fui convidada para começar á desfilar para as duas marcas no Canadá, mas teria que parar com as gravações da novela e nesse tempo, fiquei muito amiga de todos os famosos, conheci vários, minhas melhores amigas eram a Bruna Marquezine e Marina Ruy Barbosa, mas como adolescentes mesmo eu era muito amiga da Maisa Silva e Jade Picon, namorei com o João Guilherme por um tempo mas terminamos, mas minha melhor amiga da vida era a Kendall Jenner, de tantos fazermos campanhas juntas ficamos muito amigas, digo que ela é minha alma gêmea.

Então, eu pararia de atuar e começaria as passarelas ou não? Sinceramente, sem parecer metida nem nada mas eu sempre me arrisquei nessas duas coisas porque gostava, nunca fiz por dinheiro, sempre foi um ganho á mais mas nunca me importei muito, saberia que de qualquer jeito eu assumiria as empresas da família. Antes meu sonho sempre foi ser atriz mas depois comecei á amar as passarelas em um nível absurdo.

 Nunca desfilei então era só um sonho mesmo, mas quando me chamaram nem demorei muito para pensar. Meus pais disseram que em algum momento eu iria ter que assumir as empresas, mas poderia ser do Canadá mesmo e que eu não precisaria parar com minha carreira de modelo.

Isso tudo no começo de 2018, então estaria saindo meus resultados para as universidades, tinha meu futuro inteiro formado mas para poder administrar essa empresa teria que ter uma escolaridade especializada, não iria comandar algo desse porte sem nem ter me formado.

Quando fui ver, só podia ser destino, sinceramente. Era inecreditável, tinha passado na University Of Toronto. Quase chorei, estava feliz demais, você acreditaria que estudaria na mesma cidade em que iria trabalhar?!

Voltando

Minhas aulas começariam no final de fevereiro, então teria tempo para me ajeitar em Toronto.

- Tchau mãe, se cuide, amo muito a senhora.

Disse já abraçando minha e contendo as lágrimas, sempre gostei da companhia da minha mãe.

- Oh meu amor... Eu lhe amo demais, mas é lindo ver que eu criei uma filha forte e independente que vai atrás de seus sonhos.

Ela disse já com os olhos marejados, não segurei as lágrimas, comecei á chorar e abracei mais uma vez minha mãe, era como se ela fosse meu porto seguro, ela e meu pai.

- Meu amor não chore, eu e seu pai vamos sempre lhe visitar lá.

Ela disse se desfazendo do abraço e secando minhas lágrimas.

- Obrigada mãe, a senhora é minha inspiração.

Agora quem chorou foi ela

- Não vai se despedir de mim não boneca?

Meu pai falou já com lágrimas se formando em seus olhos.

- Pai...

Eu disse abraçando ele, tinha algo muito especial com meu pai, ele sempre foi um pai muito presente, mesmo com toda a correria dele, sempre jantávamos juntos assistindo TV e contando sobre nosso dia, ele realmente era um paizão, nunca faltou em algum evento meu da escola entre outras mil coisas, eu o amava com todo meu coração, ele era meu cumplice para tudo, já quebramos tantas louças da minha mãe e ela não sabe até hoje.

- Você vai pra longe, mas como eu sempre disse pra você, você é a coisa mais importante das nossas vidas, você nos ensinou á ser pessoas melhores, você é nossa razão de viver meu amor, vai, mas volta.

Nesse momento olhei meu pai e não o vi só como meu pai, mas como uma pessoa que se eu desistisse de tudo, ele ainda estaria ali falando aquelas palavras pra mim, agradeci a Deus nesse momento por ter duas pessoas maravilhosas desse jeito na minha vida, e eu ainda podia chama-las de “pai e mãe”, tantas pessoas querendo isso e muitos tem e não dão valor.

- O senhor e a mamãe são minha inspiração, seu eu já ensinei algo ao senhor foi conhecimento trocado, pois tudo que eu tenho de bom hoje veio de vocês dois.

Meu pai já desabava em lágrimas, colocou a mão nos olhos e me deu um ultimo abraço, a cada passo que eu me afastava era uma pontada de dor e felicidade, estava deixando as duas pessoas mais importantes da minha vida, mas tinha conquistado tudo que sempre quis e estava indo realizar mais um sonho agora, poderia chegar na velhice e dizer “Eu consegui”.

Puxei minha mala e fui em direção ao portão de embarque e milhares de flashs invadiam meu rosto. Já estava me incomodando com aqueles paparazzis, a cada passo que eu dava eles socavam celulares no meu rosto com preguntas dos tipo: “Giulia, como está se sentindo?” “ Vai sentir saudades do Brasil?” Óbvio né! “A Srta vai assumir as empresas do Canadá?” “Quanto você ganha?” Sinceramente, isso estava me irritando já.

Entrei no portão e fiz as paradas lá, finalmente os flashs cessaram, aleluia. Segui para o avião e sentei em minha cadeira que era para a janela, ainda bem, adoro a janela. Quando vi meu reflexo na tela do celular percebi o quanto as fotos que os paparazzis tiraram devem ter saído feias, não estava com um pingo de maquiagem pois não curto muito para viver a vida de verdade mesmo, toda inchada por ter chorado e sem um óculos de sol pra disfarçar as olheiras que estavam gritando, na verdade estava apenas com um óculos de grau pra descansar um pouco das lentes.

Vai ser até bom saíram fotos minhas assim, todo inchada e com o cabelo amarrado, pelo menos as pessoas vão perceber que eu tenho sentimentos, tem algumas pessoas que acham que só porque vivemos da imagem e da mídia não podemos sair dessarumadas, chorar ou passar raiva, como se não fossemos humanos, esse pensamento chegava a ser até um pouco estranho.

Peguei meus fones e coloquei, comecei a ouvir uma musica bem calminha, Changes-XXXTentacion pra ser mais exata, amo essa música, depois de todos os passageiros já estarem bem acomodados, o avião decolou e eu fechei os olhos, seria bom dormir um pouco.

Acordei com o senhor ao meu lado dizendo que havíamos chegado, não acreditei pois tínhamos embarcado 19:00 horas e pouco, e agora já eram... CARALHO, 5:48 da manhã. Meu Deus eu dormi 10 horas e pouco, peguei minha bolsa e tirei de lá um chiclete de menta, comecei a mascar e levantei indo em direção à saída do avião, quando sai estava um friozinho e eu estava sem casaco pois sai do Rio de Janeiro né!?

Peguei minha mala e quando já estava saindo do aeroporto mexendo no meu celular, avisando meus pais que tinha chegado e estava pedindo um Uber, uma sessão de flashs invadiu minha visão, GENTE COMO ELES SABIAM A HORA QUE EU IRIA CHEGAR?! Fui passando entre eles pedindo licença e sem responder nenhuma pergunta, quando estava quase no final els se dividiram entre eu e outra pessoa, imaginei que outro famoso estivesse no aeroporto.

Porém isso estava dificultando mais a minha passagem, do nada senti uma mão em minha cintura me direcionando para a frente, nem olhei quem era do segui, a pessoa me guiou para um montinho de seguranças, quando já estávamos mais tranquilos, me virei para agradecer a pessoa, dei de cara com... Shawn Mendes?! Wtf, ele não tava fazendo um show em um lugar lá gente, tá né.

- Nossa, muito obrigada, já estava com a cabeça doendo daqueles flashs.

Disse pra ele que tirou a mão de minha cintura quando percebeu que já não tinha mais necessidade dela ali e colocou no bolso.

- De nada, quando vi aquela rajada de flashs já fiquei meio apreensivo em sair, mas dai vi que tinha alguém no meio da multidão, por que estava sem segurança?

Ele perguntou dando um sorriso simpático, caramba que dentes bonitos, ok né.

- Não sabia que estariam no aeroporto as 5:00 da manhã, acabei de chegar do Brasil, não pensei que viriam só pra me ver á essas horas da manhã, ai quando te vi entendi. Duas presas em um mesmo lugar é sorte.

Ele riu e abaixou a cabeça, parecia pensar em algo, me olhou com o mesmo sorriso e disse:

- Pera, você veio do Brasil pro Canadá, vi algumas fotos suas no meu Instagram hoje, só tava dando notícias suas na minha timeline, você é a Giulia Lamborghinie?

Apenas assenti com a cabeça e ele continuou me olhando.

- Posso fazer uma pergunta?

Ele disse me olhando ainda, mas parecia meio envergonhado agora.

- Claro.

Eu falei observando seu rosto que era muito bonito por sinal

- Lamborghinie é só sobrenome mesmo ou seu bisavô fundou a Lamborghinie?

Ele perguntou um pouco envergonhado, ri mentalmente pelo jeito que ele falou.

- Meu bisavô fundou mesmo.

Ele me olhou um pouco surpreso mas disfarçou, fiquei com vontade de gargalhar alto, não é todo dia que Shawn Mendes fica surpreso por você ser a herdeira da Lamborghinie.

- Sério? Que legal, então tá indo pra onde?

Ele disse pegando o celular e olhando as horas.

- Estou tentando chamar um táxi para ir pro meu apartamento, estou cansada.

Eu disse pegando meu celular e soltando meu cabelo que era castanho claro, liso com alguns cachos na ponta e batia um pouco acima da bunda, Shawn me observava a cada movimento que eu fazia. Desbloqueei meu celular e entrei no aplicativo do Uber.

- Onde você mora? Vou pegar meu carro, quer uma carona?

Ele me perguntou enquanto eu olhava para o meu celular, o olhei meio sem acreditar, ele tinha acabado de me conhecer gente do céu, mas ok né, aqui é vivendo intensamente.

- Sério? Não vai atrapalhar?

Perguntei ainda meio chocada, seria segunda vez que ele me ajudava em menos de 30 minutos.

- Claro que não, não posso te deixar aqui sem segurança com aquele tanto de paparazzi ali.

Ele disse apontando para os paparazzis atrás de nós.

- Tudo bem então, se não for te incomodar.

Disse já me rendendo ao pedido dele, realmente não estava muito afim de pedir Uber.

- Jamais, vamos.

Ele disse pegando a chave do carro com um dos seguranças e andando até o estacionamento do aeroporto.

Peguei minha mala e fui atrás dele, cara não tava acreditando que em menos de 30 minutos tinha conhecido Shawn Mendes (Não era fã mas foi bem aleatório), ele sabia quem eu era, e estava pegando carona com ele.

Chegamos no carro e ele abriu o porta malas, pegando minha mala de minhas mãos e colocando dentro do carro junto com a dele, era um Jeep muito bonito, até porque de carros eu entendia.

Antes de eu tocar no carro para abrir a porta, ele já havia aberto pra mim, entrei e Shawn já estava colocando cinto, fiz o mesmo.

- E aí Giulia, o que lhe trouxe á Toronto?

Achei engraçado aquela “intimidade” dele mas segurei minha risada.

- Bom, primeiramente vim fazer desfiles e propagandas para a Gucci e Dolce & Gabbana, foca mais nos desfiles, também acabei de passar na Univesity Of Toronto que será essencial pois vou ter que conduzir as empresas daqui alguns anos e...

Ia continuar falando até que fui interrompida por Shawn que já estava dando partida no carro.

- Calma, você vai ser garota propaganda de duas marcas que provavelmente vão consumir todo seu tempo, ainda vai desfilar pra elas, e vai estudar na universidade mais difícil de Toronto pra poder assumir as empresas Lamborghinie?

Ele perguntou dessa vez deixando transparecer sua surpresa.

- É por aí.

Respondi pra ele que estava manobrando o carro.

- Nossa, você realmente vai sofrer um pouco esse ano, como vai estudar sendo uma pessoa pública?

Ele perguntou realmente curioso.

- Na faculdade não permitem todo esse assédio.

Eu disse pegando meu celular e ligando para meus pais. Shawn ia dizer algo mas quando viu que eu estava com o telefone no ouvido calou-se.

Liguei várias vezes e eles não atenderam, lá já eram quase 7 horas, meu pai deveria estar no banho. Mandei uma mensagem avisando que tinha chegado bem e que eu ia dormir quando chegasse, então não iria atender.

Quando percebi já estávamos fora do aeroporto.

- Então, preciso que você me dê seu endereço, coloca aqui no GPS.

Shawn disse quebrando o silêncio. Coloquei meu endereço e ele disse:

- Nossa, mora bem pertinho de mim, que legal.

Ele disse me olhando e dando um breve sorriso, sinceramente eu preciso falar que ele fica muito sexy dirigindo, só queria deixar isso bem claro mesmo.

- Sim, mas então, você não estava fazendo um show?

Perguntei enquanto Shawn ligava o som e deixava em “Bad Blood” da Taylor Swift.

- Acabei de voltar de um, você está de cinto?

Quando observei eu não estava, tirei na hora que fui pegar meu celular dentro da bolsa que estava no banco de trás. Coloquei o cinto e me desculpei.

- Sem problemas, se você se machucar seu pai com certeza me mata.

Ele disse e nós dois rimos juntos. Passamos o caminho conversando sobre coisas aleatórias então chegamos na porta do meu prédio.

- Chegamos.

Ele disse estacionando o carro.

Tirei meu cinto e peguei minha bolsa no banco de traz, colocando meu celular dentro da mesma, Shawn desligou o carro e desceu, tirando minha mala do porta malas, ajeitei meu cabelo e olhei meu rosto, que belo dia pra conhecer Shawn Mendes.

Desci do carro e peguei minha mala que estava em suas mãos.

- Obrigada por tudo hoje Shawn, você é um amor.

Eu disse abraçando-o, ele retribuiu o abraço e nos soltamos.

- Obrigado, você também, quer que eu te apresente a cidade amanhã?

Ele propôs.

- Seria ótimo pois não conheço muito daqui.

Eu disse olhando meu celular e vendo que já eram quase 7 horas da manhã, ótimo, não dormiria nada.

- Tudo bem, posso passar aqui 12:30? Imagino que você queira dormir um pouco.

Ele disse com um pouco de vergonha.

- Pode ser, realmente quero dormir um pouco, obrigada de novo Shawn, por tudo.

Eu disse encarando aquele rosto muito bonito por sinal.

- De nada, precisando é só me chamar.

Ele disse me dando um abraço rápido de despedida, vai que tem paparazzis na rua e entrando no carro. Quando ele entrou eu subi direto para o meu andar que era o 23, então iria demorar provavelmente, vim quase dormindo no elevador, quando cheguei na porta coloquei a senha e ele estava do jeitinho que eu combinei com a arquiteta.

Amei, apenas subi, deixei minha mala no closet que era ENORME, igual dos meus sonhos e fui pro banheiro, tomei uma ducha rápida porque estava muito cansada pra tomar banho de banheira, coloquei minhas peças intimas e um moletom bem grande e confortável, escovei meus dentes, penteei meu cabelo, coloquei meu celular para despertar 10:30 e pra carregar e me joguei na cama.


Notas Finais


Se vocês gostaram comentem aí, vamos ser friends💞


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...