1. Spirit Fanfics >
  2. Under The Covers (Vkook Taekook) >
  3. Teach you

História Under The Covers (Vkook Taekook) - Capítulo 12


Escrita por:


Capítulo 12 - Teach you


– Por que, exatamente, eles dois estão sem camisa enquanto se alongam? – Jeon perguntou, enquanto Jimin empurrava suas costas para alongar.

– Tem outros garotos fazendo isso também – o loiro comentou observando em volta.

Como era semana de integração dos calouros e, naquele domingo em específico, eles estavam conhecendo os prédios de esportes, os atletas (e dançarinos) estavam fazendo atividades em conjunto no grande campo (já que o sol era forte). Os treinadores também queriam que os alunos de outros departamentos de esporte pudessem se entrosar, por isso que Jungkook e Jimin eram uma dupla, assim como Shin Hoseok e Taehyung - que atraiam atenções com seus físicos invejáveis. Porém, todos sabiam que o real motivo para todos estarem juntos era: ouvir o velho discurso sobre a boa convivência com os calouros.

– Como estão as coisas com Hyungwon? – Taehyung perguntou, enquanto tentava empurrar as costas do jogador mais para baixo.

– Ele deve estar acordando agora. Eu disse para ele me esperar para tomarmos banho juntos – Hoseok comentou, tentando encostar as mãos nos pés (o que, obviamente, não iria acontecer).

– Eca, vocês já estão chegando a esse ponto? Não é muito cedo para transar no banheiro?

– Está brincando? É ótimo acordar meu wonnie assim – ele sorriu.

– O que ele fez com você? Até mesmo se apelidam… – o Kim riu fraco, zombando.

– Você não pode falar muita coisa, vive grudado com aquele garoto da natação.

– Bem, não tem como rebater isso – Taehyung ajudou o mais forte a se levantar.

– Por que todo mundo está olhando para cá? – Hoseok encarou as pessoas e foi fazer outro exercício, junto do Kim.

Enquanto isso, Jungkook tentava esconder o incômodo dos olhares voltados para Taehyung, durante sua conversa com Jimin.

– Vocês se acertaram então? – o loiro perguntou, mesmo já sabemos a resposta

– Sim, agora estamos bem de novo. Eu até dormi com ele.

– Acho que a noite de vocês foi quente, nesse caso – ele riu de lado.

– Não, só dormimos… Taehyung é um estraga prazeres – reclamou, se lembrando da noite passada.

– Falando nisso, eu disse que ia te falar mais sobre os brinquedos, mas me esqueci. Vamos ao meu quarto e eu te mostro.

– Parem de fazer corpo mole e vão correr, todos vocês! – a treinadora chamou. – Não me façam passar vergonha na frente dos mais novos!

– Sim! – todos disseram e começaram a correr.

Depois de terminar os exercícios matinais, Jungkook foi até o dormitório de Jimin.

O quarto era muito bem arrumado e a cama do loiro era repleta de pelúcias de gatinho.

– Vamos ver – ele buscou algumas coisas numa gaveta e colocou sobre a cama.

– Você tem bastante coisa…

– Tem épocas que estou sozinho e preciso me aliviar, mas gosto de ter opções.

Em cima da cama estavam 3 pênis de borracha (de três tamanhos diferentes), 2 vibradores, alguns plugs anais, muitos lubrificantes e duas coisinhas de plástico que pareciam conta gotas grandes.

– Então, isso é um aparelho para fazer chuca – o loiro pegou. – Você enche com água e tem que introduzir para limpar por dentro.

– Entendi.

– Esses aqui são vibradores, acho que não preciso dizer para que serve. Você não precisa, necessariamente introduzir, pode só massagear ao redor – ele colocou o acessório na bolsinha. – E esse aqui são lubrificantes, vou colocar os com efeitos diferentes aqui e você se diverte tentando.

– Por que você tem tantos? – Jungkook olhou a quantia de saquinhos.

– Eu acabo ganhando quando faço alguma compra em sex-shops. É tipo um brinde.

– Entendi… Mas aí eu só me lavo e uso?

– Isso. Você pode fazer sozinho ou com um parceiro, decide a velocidade e a força. As opções são diversas.

– Obrigado pela ajuda.

– De nada, só cuidado para não gemer o nome do Tae muito alto – ele riu da face do nadador, que estava pegando fogo.

– Quem disse que isso é para mim? – ele tentou se justificar. – É para um amigo...

– Tudo bem, espero que seu amigo se divirta – ele abriu a porta. – Mas diga a ele que Taehyung é muito melhor que qualquer um desses brinquedos.

– Como você sabe disso?

– Nós ficamos um tempinho, na época do colégio. Dias sombrios… – o loiro falou com uma voz macabra.

– Vocês tem um tipo de amizade estranha… – Jeon riu e se curvou, saindo do quarto.

Depois de descer as escadarias ele pegou seu telefone e percebeu que seus amigos tinham mandando mensagem para ele, estavam o esperando para comer.

Tinha que colocar aquela sacola em seu quarto rápido, vai que alguém visse o que tinha lá dentro.

– Porque está com um pinto de borracha numa bolsinha? – Moonbin olhava para dentro da bolsa de papel rosada, de um jeito travesso.

– Isso aqui é para o meu amigo! Jung Hoseok, conhece?

– Na verdade eu…

– Pois deveria conhecer ele! Estou indo agora. Tchau – ele cortou o garoto e disparou para o seu dormitório.

– Mas eu o conheço… – Moonbin disse, mesmo sabendo que o outro já estava bem longe. – Garoto estranho.

Depois de uma corrida (um tanto desesperada) até seu próprio quarto, Jeon respirou fundo se encostando na porta.

O que Moonbin pensaria se soubesse que aquelas coisas eram para ele? Pior ainda, e se contasse para Taehyung???

Guardando os objetos no seu armário, Jungkook saiu do seu quarto e foi até o restaurante da universidade, encontrando seus amigos de sempre e seus novos (que acabaram se agregando).

– Cansamos de esperar você e estamos comendo – Yoongi falou ainda de boca cheia.

– Você demorou um tempão – Hoseok ofereceu lugar ao seu lado.

– Pois é, até Taehyung perguntou por você – Seokjin mordeu uma grande quantia de carne.

– Onde ele está? – Jeon se sentou, com sua bandeja metálica em mãos.

– Ele saiu para ajudar Moonbin – Jimin falou, apontando com os dos hachis, também metálicos para a porta. – Faz uns dez minutos.

Ignorando todo impulso que teve de sair correndo para descobrir se o de cabelos rosa contaria o que viu a bolsa, Jungkook apenas se sentou, esperando que Moonbin esquecesse.

– Qual a relação deles dois, afinal? – Yoongi perguntou arqueando a sobrancelha.

– Moonbin é irmão de alguém que foi muito importante para o Tae – Seokjin comentou, rindo de lado.

– Taeny acabou cuidando dele quando o irmão faleceu, então Moonbin sempre esteve por perto. Mas, sendo sincero, às vezes eu acho que o Taehyung carrega uma "obrigação" que não é dele.

"Poxa Jungkook, você é muito burro" – ele pensou, se lembrando do ataque de ciúmes silencioso no parque.

– E qual a de vocês? – Yoongi olhou para Jeon. – Dá para ver que não são nem um pouco amigos. 

– Antes de trocar de escola, ele e eu caímos no soco por causa de um vídeo game do shopping, que ele quebrou mais disse que fui eu! – Jungkook fez cara feia. – Só sei que não gosto dele.

– E vocês guardam rancor só por causa disso? – Namjoon riu, mas foi repreendido pelo olhar do nadador.

– Não é "só isso", eu fui expulso da Arcad-land por causa dele – choramingou.

– Bem que eu tinha percebido que você parou de gastar sua mesada naquele lugar – Hoseok disse.

– Mas o que Taehyung foi fazer, Jimin? – o moreno mudou o assunto.

– Ele disse que ia ajudar Moonbin com a documentação e deve ir treinar depois – Park bufou. – Ele só tem feito isso esses últimos dias. Nem está comendo direito...

– Na verdade ele parece ter piorado desde ontem – Seokjin comentou. – Ele acordou bem mais cedo que o normal e foi se exercitar.

Isso respondia o porquê de Jeon ter acordado sozinho naquela manhã.

– Taehyung sempre faz isso? – Namjoon perguntou. – Acho que não é algo muito saudável pro corpo dele.

– Eu já falei isso milhares de vezes, mas ele nunca me ouve... – Jimin bufou, mas Hoseok fez carinho em sua cabeça.

No fundo, Jungkook se sentia um pouco culpado pelo comportamento do Kim. Mesmo ele dizendo que tinha perdoado o nadador, aquele comentário deve ter magoado de verdade. Não era algo que se esquece tão fácil.

O resto do almoço Jeon passou em silêncio e se despediu para poder ir fazer seu treinamento normal nas piscinas. Às vezes ele esquecia que as competições estavam muito próximas. Deveria estar se dedicando um pouco mais, porém Taehyung estava ocupando sua cabeça.

Será que ele realmente estava bem?

– Jungkook, o que está acontecendo com você hoje? – o treinador agachou para vê-lo. – Você faz muito melhor que isso normalmente. Se concentre.

– Me desculpe. Vou prestar mais atenção na próxima volta – ele disse e ajeitou seus óculos de nado.

Realmente, naquele momento, não deveria estar pensando em nada exceto na competição que de aproximava. Sua mente andava muito bagunçada, mas tinha que deixar isso de lado por hora.

O foco era: ir bem nas competições de primavera e nas de verão.

Durante o ano existiam diversas competições, algumas maiores e outras menores. A que Jungkook queria participar era bem famosa em Daegu e diversos olheiros, da equipe olímpica de Seul, assistiam para descobrir novos rostos do esporte.

O sonho de Jeon era conseguir ir para Seul e se tornar um atleta olímpico e ganhar diversas medalhas de ouro. Mas, por vezes, esse sonho parecia estar bem longe. Além disso, algumas pessoas se formavam na faculdade mas não conseguiam trabalhar com o esporte e isso também o assustava.

Será que chegaria lá?

Ele sempre era o último a sair das piscinas, porque sempre ficava pensando na vida enquanto boiava. Nesse dia em particular seus pensamentos se tornaram mais palpáveis.

– Michael Phelps junior, está tentando criar guelras? Acho que isso é ilegal – Taehyung se agachou e deu um sorriso. – Está treinando ou alguma coisa assim?

– Não, só estou boiando. Seu treino já acabou? – Jungkook voltou a ficar de pé e se aproximou da borda da piscina.

– Meu treino acabou faz algumas horas. Eu sempre continuo até tarde, seja para limpar, treinar ou os dois.

– Você não pode relaxar um pouco? – Jeon brincou, mas com fundo de receio.

– Eu nem estou tão mal assim – Taehyung sorriu fraco. – Preciso ir jantar, já são 17:30.

– Isso é horário de jantar? Você sempre está seguindo dieta?

– Sim e sim – Tae retirou a touca do nadador e bagunçou seus cabelos.

– Você me espera tomar banho ou sua dieta também não deixa? – ele zombou e recebeu um tapinha na cabeça.

Jungkook nadou até o outro lado da piscina e subiu pela escadinha, passando rápido para não ser visto com o short colado em seu corpo, mas as mãos do ginasta foram mais rápidas em segurar a cintura alheia.

– Está querendo fugir de mim?

– Claro que não, só não quero te atrasar – Jeon colocou o dedo no nariz na ponta do nariz do mais velho.

– Sendo assim, tudo bem. Mas estou de olho – brincou.

Taehyung ficou sentado esperando, enquanto o moreno tomava seu banho e trocava de roupas.

Mesmo já estando acostumado ao cheiro de cloro em seu corpo (mesmo após o banho), hoje em particular, Jeon esteve mais determinado a retirar de si a fragrância, o que fez de demorar um tempinho a mais que queria. Na verdade, os banhos de Jungkook eram bem mais demorados, mas não queria fazer o Kim esperar muito tempo. Ele deveria estar com fome.

– Se você continuar demorando assim eu vou entrar aí e te arrastar pelado pelo campus – Taehyung gritou.

– Você não teria coragem de fazer isso – rebateu.

– Tem razão, só eu posso ter o privilégio de te ver assim.

Taehyung sabia muito bem como fazer o coração de Jungkook balançar com qualquer frase, mesmo que sem querer.

– Você fala isso, mas estava desfilando pelado de manhã… – o moreno disse, assim que saiu do vestiário.

– Ciúmes nadador Jeon? – ele mordeu o cantinho do próprio lábio, em um sorriso estranho.

– Óbvio que não… Mas você parece estar – se aproximou do banquinho.

O Kim puxou a cintura do nadador e o colocou entre suas pernas, enquanto olhas em seus olhos.

– Sim, eu sinto ciúmes de ver outras pessoas te admirando, mesmo sabendo que isso é o natural, afinal, você é uma obra de arte – Tae sorriu de lado o olhando com devoção. – Ainda não aprendi a me conter quando o assunto é você, meu bem.

– E eu deveria te ensinar?

– Eu adoraria que você fosse ao meu quarto me dar algumas aulas particulares – O Kim sorriu e se aproximou mais do moreno.

– Vamos jantar – Jungkook se levantou e pegou sua mochila. – Vamos logo, senão vou te deixar aqui sozinho.

Como Jeon Jungkook podia ser tão rancoroso?

– Me lembre de nunca mais negar alguma coisa a você – Taehyung disse, quando alcançou o garoto na porta de saída, com passos meio tontos.

– Acho que aprendeu a lição – Jeon riu e apertou o braço do Kim para saírem. – Vamos?

– Jungkook… – ele chamou e o garoto se assustou pela nomenclatura. – Eu preciso ir para enfermaria – ele se recostou.

– O que aconteceu? Você está bem? – o nadador se assustou e sentou Tae no degrau, perto da pilastra.

– Acho que passei da hora de comer. Minha pressão deve ter caído – ele respirava devagar. – Eu acho que vou acabar desmaiando, então me leve lá, por favor.

Dito e feito, depois de um minuto exato o corpo do mais velho recostou na pilastra.

Havia desmaiado.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...