1. Spirit Fanfics >
  2. Underground World -- Jeon Jungkook >
  3. Tá prestando atenção?

História Underground World -- Jeon Jungkook - Capítulo 10


Escrita por:


Notas do Autor


Gente!!
Como vocês estão?
Se cuidem e evitem de sair de casa (quem puder)!
Lavem as mãos agora!
Um beijo pra vocês e fiquem bem!

*OBS: é hot ((+18))

Capítulo 10 - Tá prestando atenção?


Fanfic / Fanfiction Underground World -- Jeon Jungkook - Capítulo 10 - Tá prestando atenção?

Estava super tensa, agora que o Jimin sabe do Jeon, tenho certeza de que ele ia ficar me perseguindo para saber mais sobre algo que ele nem podia estar sabendo, e se ele fizessem algo pro Kook?  Não ia me perdoar.

Eu só faço bosta, não deveria nem ter falado pro Park que eu estava com alguém, aí nada teria acontecido e estaria tudo bem agora.

- Choi Yumi, tá prestando atenção?

- desculpa eu tava distraída, pode repetir Kook?

- o Hoseok me disse que ele está treinando um garoto novo pro campeonato do bairro, e que se ele ganhar, eles iam competir no regional e depois no estadual e por fim no nacional

- que legal

- ele me pediu para eu ajudar no treinamento, já que eu tenho mais experiência, o nome do menino é Kim Taehyung, ele tem a sua idade

E se o Jimin percebeu que eu entrei aqui com o Jungkook? Ele saberia onde o Kook se esconde.

- amor, o que tá acontecendo com você, não tá prestando atenção em nada do que eu to falando

- eu só to tensa

- ué? Qual o motivo?

- nada, bobagem 

- pode me contar

- eu só to com medo do que o Jimin pode fazer

- ele não vai fazer nada com você, eu não vou deixar 

- não comigo, o que ele pode fazer com você

- ele também não vai fazer nada comigo

Ele subiu em mim, prendendo meus braços com uma mão só.

- seu namorado é o melhor lutador da Coreia, ele sabe se proteger- assim que acabou a frase, selou nossos lábios, dando leves mordidas em seguida.

Eu e Jungkook nunca tínhamos tido relações sexuais um com o outro, não tínhamos pressa para isso. Porém no momento, me subiu uma sensação de inquietação, eu prescisava dele, queria me entregar para ele, entretanto minha vergonha ainda falava mais alto, não teria coragem de virar para ele e dizer “quero transar”.

Nossos beijos já estavam tão intensos que seus lábios já se encontravam no meu pescoço, aquilo era tão bom, nossos cheiros misturados, as marcas que ele deixava no meu pescoço, a sensação de tesão que eu sentia.

- garotinha, posso te perguntar uma coisa?

- pode 

- você me ama?

- amo muito 

- você confia em mim?

- amor, você é a pessoa que eu mais confio nesse mundo 

Ele voltou a me beijar, e senti um certo volume entre suas pernas, era ótimo saber que ele também estava se sentindo assim, que eu também o deixava nesse estado.

- eu quero ser seu, e também quero que você seja minha 

- a coisa que eu mais quero agora é ser sua 

- eu não to mais aguentando 

Ele se levantou por um instante e tirou o moletom e a camiseta que usava, ele era tão gostoso, seu abs super definido, com seus braços fortes e tatuados, ele estava me deixando louca.

Em seguida me ajudou a tirar meu vestido e voltou a me beijar. Suas mãos percorriam o meu corpo inteiro, me fazendo arrepiar, e quando achei que não dava pra ficar melhor, senti seus dedos massagearem meu pontinho de prazer, arqueei as costas jogando a cabeça para trás, esse homem tava querendo me matar de prazer.

- amor, eu posso entrar em você?

- o quanto antes melhor 

Jeon, tirou minhas últimas peças de roupas, dando vários beijinhos pelos meus seios, em seguida foi até o armário, onde tirou um pacotinho, tirando suas roupas e colocando a camisinha no seu membro. Se deitou por cima de mim novamente, roçando nossas intimidades, eu precisava dele o quanto antes.

- oppa eu preciso de você

- posso colocar?

- sim

Senti seu membro entrar dentro de mim devagar, foi a melhor sensação que já tive na vida.

- vida você é tão apertadinha e quentinha, eu sinto até que vou te machucar 

- você não vai me machucar

- qualquer coisa me avisa que eu paro na hora

- ok

Ele começou a se movimentar, sentir nossas peles se esfregando excitante. Começamos devagar, e conforme eu pedia, ele acelerava, até que chegou um ponto em que não aguentamos mais, gozamos ao mesmo tempo.

- isso foi tão maravilhoso garotinha, eu já tinha imaginado diversas vezes como seria nossa primeira vez juntos, mas isso foi muito além do que eu esperava

- foi perfeito, eu amei- disse deitada no seu peito, desenhando com a ponta do meu dedo todas as suas tatuagens.

- vamos tomar um banho minha gostosinha?

- vamos 

Nos beijamos pela última vez e fomos para o banheiro.








Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...