1. Spirit Fanfics >
  2. Underground World -- Jeon Jungkook >
  3. Se conhecendo melhor

História Underground World -- Jeon Jungkook - Capítulo 6


Escrita por:


Capítulo 6 - Se conhecendo melhor


Fanfic / Fanfiction Underground World -- Jeon Jungkook - Capítulo 6 - Se conhecendo melhor

Fiquei totalmente sem reação, minhas mãos suavam frio, meu coração batia rápido que jurava que ele ia sair pela minha boca, a única coisa que eu consegui fazer foi dar um sorriso meio forçado. Ele apertou sua mão mais forte na minha.

- nunca senti isso por ninguém, geralmente costumo não ligar pro sentimentos, desde que vim parar aqui, não quero ter contato com ninguém, conversar com ninguém, muito menos ver pessoas, mas com você é diferente, eu quero te ver, conversar com você, te ter por perto 

- talvez você só precise de alguém, talvez você tenha cansado de ser tão sozinho e queira alguém para poder contar como foi seu dia

- exatamente disso que eu preciso, preciso de você para estar comigo, para eu contar como foi meu dia e depois você me contar como foi o seu, eu preciso de você para não me sentir mais sozinho 

- bom, se você insiste, não me importo de vir te ver mais vezes

- sério?

- sim, as vezes também me sinto sozinha, e sei o quão isso horrível 

- acho que podemos nos apresentar decentemente agora 

- o que? Como assim?

- eu começo, meu nome é Jeon Jungkook, nasci em Busan, tenho 26 anos de idade e vivo aqui

- meu nome é Choi Yumi, nasci aqui em Seul mesmo, tenho 22 anos e faço faculdade de moda 

- então a garotinha faz faculdade, que inteligente 

- eu faço, daqui a pouco acabo 

- e aquele cara?

- que cara

- o que te bateu?

- é meu ex

- ok, odeio ele mais ainda agora 

- podemos dizer que não acabamos nossa relação muito bem, como você viu

- é não foi nada bonito 

- íamos nos casar, a festa já tinha até data marcada, os pais dele estavam tão orgulhosos, as vezes penso que não deveria ter decepcionado eles, só que não aguentava mais

- e seus pais, o que acharam disso?

- nunca conheci minha mãe, e meu pai morreu a cinco anos atrás, estou sozinha 

Senti algumas lágrimas rolarem pelo meu rosto, era difícil falar sobre tudo isso sem chorar. Jungkook segurou meu rosto, a trouxe para perto de seu.

- tá tudo bem garotinha, eu também estava sozinho nesse mundo, sem pais ou amor, mas agora eu tenho você e você me tem, não estamos mais sozinhos

Ele deu um beijo na minha bochecha, senti a região arder, estava tão nervosa, o que ele estava fazendo comigo? Eu não estava me apaixonando por ele, estava?

- garotinha, seu rosto é tão lindo, seus olhos, a cor deles, o seu narizinho, a curva perfeita do seus lábios, tudo é perfeitamente harmônico 

Com certeza eu estava corada.

- acho que na verdade somos mais parecidos do que diferentes garota

- acha?

- nos dois estamos sozinhos

- é isso nos torna parecidos?

- acho que sim, e amigos, você tem?

- tenho uma irmã de consideração, o nome dela é Hana, fazemos faculdade juntas

- Hoseok é meu irmão de consideração, se não fosse por ele já teria tirado minha vida, e tem alguns outros caras, mas não sou muito próximo, são alguns alunos do Hoseok, não gosto muito de me enturmar 

- entendo, também sou um pouco tímida 

- tá vendo, outro ponto em comum 

- como você faz para comer?

- Hoseok trás comidas para mim, as vezes ele desce e come aqui comigo, mas na maioria das vezes é comida congelada 

- nunca tentou cozinhar? Um dia eu tenho que temos que cozinhar juntos, aí eu te ensino  

Ouvi o mesmo rir baixinho.

- eu não sou o melhor na cozinha garotinha, mas você pode tentar me ensinar, aí passamos mais tempo juntos

- combinado então, um dia venho aqui para a gente cozinhar, o que quer fazer?

- minha mãe adorava fazer Bulgogi pra mim quando eu era mais novo

- certo, vamos fazer Bulgogi então 

- você me lembra muito ela

- eu?

- sim, não sei bem o que é, mas algumas coisa me lembra dela 

- como ela era?

- muito bonita, tinha um coração de ouro e era boa com todos 

- sinto muito por ela ter ido, você deve sentir falta dela

- sim, eu sinto muito falta dela 

- é seu pai?

- não faço ideia de onde ele está, a última vez que o vi foi quando ele fugiu de casa totalmente bebado

- nossa, que terrível 

- ele batia na minha mãe quase todos dias, e algumas vezes sobrava até para mim, acho que foi aí que eu me interessei pela luta, queria me tornar mais forte que ele, só que infelizmente acabei indo para o lado errado, me tornei extremamente agressivo e tudo ficou uma bosta 

Segurei a mão dele, ele parecia estar nervoso.

- tá tudo bem

- não tá não, eu to queimado lá fora, todo mundo acha que eu sou um descontrolado que sai matando qualquer um por aí 

-ei, esquece o mundo lá fora, eu to aqui com você, você mesmo disse que temos um ao outro agora, e de alguma forma eu sinto que isso é mais do que suficiente 

- você é mais do que o suficiente pra mim

Senti sua mão segurar meu queixo.

- você já se apaixonou por alguém? Tipo muito rápido?

- sim

- é o que você fez?

- deixei rolar

- e deu certo?

- mais ou menos, por um tempo deu certo, aí depois de um tempo terminamos em um beco escuro

- conheço essa cena 

- imagino

Rimos juntos, estava adorando passar um tempo com ele, conhecê-lo melhor, conversar, acabamos conversando sobre assuntos idiotas, quando percebi que já era tarde demais, lá em baixo não tinha nenhuma janela ou porta que pudéssemos ver o mundo lá fora, então perdi a noção do tempo, e depois de muita insistência, finalmente fui embora, porém prometi que voltaria assim que pudesse para cozinharmos juntos.









Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...