História UNDERRATED BOYS - Chensung - Capítulo 24


Escrita por:

Postado
Categorias Neo Culture Technology (NCT)
Personagens Chenle, Haechan, Jaemin, Jeno, Jisung, Kun, Lucas, Personagens Originais, RenJun, Ten, Winwin, YangYang
Tags Baby, Boyxboy, Chenji, Chenle, Chensung, Jiminchapado, Jisung, Nct, Nct Fanfic, Nct2018, Nctdream, Park Jisung, Yaoi, Zhongchenle
Visualizações 112
Palavras 1.593
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Adolescente, Fluffy, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 24 - Especial 3k


Jaemin estava inquieto e Jeno já estava ficando irritado com o mais novo, tudo bem que estavam a beira de perder Renjun para os encantos de outros rapaz, mas ficar andando de um lado para o outro enquanto roía as unhas não adiantaria nada. Jeno sempre fora o mais lerdo dos três e isso não era novidade para ninguém, mas no momento era o mais sensato, pois mesmo após ter conversado com Chenle e o mesmo ter dito a Jaemin que eles deveriam se declarar a Renjun, o mais novo continuava agoniado por não saber como fazer. Não era somente simplesmente chegar e falar " Ah Renjun, gostamos de você! ", ou era?

- Jaemin, seus dedos estão começando a sangrar. E se você não parar, o que vai sangrar é a sua cara de tanto soco que eu vou dar. - o Lee resmungou sentado na cama observando o Na pelo quarto.

- Eu tô nervoso beleza? Eu não sei como se declarar para ele, porém se demorarmos muito pode ser tarde demais! - disse, mais angustiado do que nunca.

- Você é uma propaganda tão enganosa Jaemin, todo mundo que te vê acha que você é o chupa cu top inabalável, mas na verdade é só uma maricona mesmo. - negou com a cabeça enquanto passava as mãos pelo rosto, estava cansado do drama do namorado. - Até parece que você não conhece o Renjun né, ele não gosta dessas coisas muito elaboradas e não tá nem aí para nada, porém tem que ser com jeitinho porque debaixo daquele brutamonte de meio metro tem um coraçãozinho mole. - disse com o sorriso pequeno no rosto.

- Em primeiro lugar, eu vou te catar na porrada se você me chamar de chupa cu top inabalável novamente, até porque quando eu tô chupando o seu você não reclama beleza. - fez um joinha com os polegares. - Em segundo lugar, você nunca esteve tão certo. Hoje o Renjun vira nosso namoradinho nem que se seja na marra, embora eu ache que não será muito difícil.

- Ah mas a bicha ficou ofendida? - o mais velho cruzou os braços e arqueou as sobrancelhas, encarando o mais novo que também o encarava com os olhos cerrados.

- Só não termino contigo porque não vivo sem você, filho da puta.

- Também te amo.

°°°

Jaemin e Jeno sabiam que o garoto americano de Renjun estaria na Coreia em pouco tempo, ou talvez já até estivesse, e quanto mais rápido fossem melhor seria. A agonia que sentiam desde que o chinês havia revelado o seu " crush " pelo americano só aumentava a cada dia, haviam sido tão idiotas por não terem se declarado antes apenas por orgulho -  até porque da parte de Renjun nunca rolaria - e decorrente disso poderiam perder o seu docinho de côco. Tudo bem que era um pouco de drama da parte dos dois, mas aproveitariam toda essa afobação e a dose de vergonha na cara para pedir o mais velho em namoro.

Da forma mais torta possível.

De mãos dadas, os dois correram pelas calçadas incansavelmente até que sentissem aquela dor incômoda na barriga devido a má respiração e precisassem parar para descansar, coisa que durou poucos minutos e logo já estavam correndo desesperados entre as pessoas na rua. Jeno realmente queria bater em Jaemin, não havia necessidade de estarem correndo daquela forma, devido a hora Changjing não permitiria que Renjun saísse e o mesmo não fugiria voando, mas Jaemin era surtado horrores, somente Jeno para aguentar ele.

Changjing encarou os dois garotos a sua porta, levemente suados e com a respiração ofegante, aparentavam ter corrido uma maratona só pode.

- Oi meninos, entrem e sentem, ou vão acabar passando mal aí. - sorriu para os dois. - Aconteceu alguma coisa? - perguntou, realmente curiosa.

- Aconteceu, porém não é nada com que deva se preocupar. O Injun já tá dormindo? - Jeno perguntou afobado.

- Quem me dera se ele estivesse dormindo, aquele moleque é um alienado e não larga o celular, inclusive eu estava indo levar um lanche para ele quando vocês chegaram. - a mulher apontou para a bandeja sobre a mesa.

- Deixa que nós levamos tia. - Jaemin disse, após pegar a bandeja sobre a mesa e seguir para as escadas sem nem mesmo explicar nada.

- Me desculpe por isso, ele perde a noção de educação quando tá preocupado com alguma coisa. - Jeno disse, antes de subir as escadas rapidamente e alcançar Jaemin.

Renjun estava de fone e de costas para a porta, nem mesmo notou quando os dois entraram e fecharam a porta de seu quarto. Jaemin logo andou até a cama do mais velho, retirando o fone de seu ouvido esquerdo e o fazendo olhar para trás.

- O que vocês tão fazendo aqui? Me amam demais e não aguentam ficar muito tempo longe, não é? - o chinês perguntou, se sentando e apoiando as costas na cabeceira da cama.

- Errado não tá, mas viemos falar sobre uma coisa séria. - Jeno disse, puxando a cadeira da escrivaninha e se sentando.

- Tô vendo, deve ser bastante sério ao ponto de fazer vocês virem correndo até aqui, vocês tão com os cabelos parecendo uns ninhos de passarinho e a cara toda sebosa por causa do suor. - fez um careta.

- Delicado como um coice de cavalo. - Jaemin resmungou parado do lado da cama do mais velho.

- Mantenham o foco e desembuchem logo porra, tô curioso. - retirou o outro lado do fone e o deixou no criado mudo assim como o celular.

- Eu não sei como começar, tô nervoso. - disse Jaemin, rindo de desespero com as mãos entrelaçadas atrás das costas. - Começa aí Jeno... - olhou para o Lee, que revirou os olhos.

- Então Renjun, é o seguinte. Desde o dia em que você disse estar tendo um crush naquele seu amigo Harvey isso vem martelando na nossa cabeça, sabe? Nenhum de nós dois consegue dormir em paz sabendo que você tá começando a gostar de outra pessoa quando poderia estar num relacionamento com a gente. Nós dois namoramos e beleza, mas também sabemos que você sempre gostou da gente e nós de você, e eu não sei explicar o motivo de termos iniciado um relacionamento entre nós dois quando poderia ter sido entre nós três desde o começo, mas sei lá, acho que fomos orgulhosos demais para realmente aceitar essa confusão entre nós três. - o Lee começou com a explicação, Renjun ouvia tudo com atenção e sorria internamente com cada palavra que ouvia, finalmente os humilhados estavam sendo exaltados.

- Sabe Injun, pode parecer drama e exagero mas realmente ficamos com medo de te perder pra outra pessoa sem nem mesmo ter o ganhado, entende? Isso é meio bizarro, sei lá, eu não sei como funciona um relacionamento a três, mas se você quiser eu e o Jeno estamos dispostos a descobrir... - Jaemin completou e Jeno sorriu orgulhoso por finalmente terem coragem de abrir seus coraçõezinhos para Renjun.

- Quer ser o Injun do meu Nono?

- E o Injun do meu Nana?

Renjun cobriu o rosto com as mãos e sorriu, gritando internamente. Finalmente estava tendo seu sonho realizado, Jeno e Jaemin chegando no seu quarto durante a noite e o pedindo em namoro da forma mais simples e carinhosa possível fora a melhor coisa que poderia lhe acontecer. Embora fosse estranho de imaginar um relacionamento com três pessoas envolvidas, se desse errado ainda sim eles fariam o máximo para que desse certo.

- Puts eu não sei nem o que dizer, tô morrendo de vergonha, esperei por isso tanto tempo e agora que finalmente tá acontecendo eu não tenho nem palavras pra responder. É claro que eu aceito ser o Injun de vocês, aceitaria quantas vezes vocês pedissem porque sou completamente apaixonado por vocês. - Renjun disse com um enorme sorriso no rosto, não muito diferente dos sorrisos que apareceram nos lábios de seus amigos, agora ( e graças a Deus ) namorados. 

Os dois não demoraram para se jogarem na cama do mais velho, espalhando diversos beijinhos por seu rosto enquanto o chinês se encolhia devido as cosquinhas que os beijinhos lhe causavam. Os três estavam realmente felizes, os dois mais novos ainda mais aliviados.

Jeno observou Renjun, cada detalhezinho de seu rosto desenhado e impecável, já fizera isso muitas vezes, mas agora era diferente pois o mesmo era seu namorado, assim como Jaemin. Não se conteve e uniu seus lábios aos do chinês, que não estava esperando porém não demorou a retribuir. A textura dos lábios do Lee era tão macia e tão gostosa de sentir que não demorou para entreabrir os lábios quando o mesmo pediu passagem com a língua.

Jaemin, que encarava tudo sentado na beira da cama, tinha certeza que não poderia existir coisa melhor de ser assistida do que Renjun puxando os fios de cabelos da nuca de Jeno enquanto o mesmo acariciava sua cintura por debaixo da camisa, o mais novo sempre soube o quanto Jeno gosta do contato e não tinha porque agora não ser diferente, a tendência era sempre melhorar.

- Caralho, é muito melhor na prática do que só na imaginação. - Renjun murmurou ao separar seus lábios dos de Jeno, puxando o ar com força.

- Ainda não te mostramos nem metade do que é melhor na prática do que na imaginação. - Jaemin disse com seu típico sorriso de lado pintando os lábios.

- Então me mostrem.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...