História Undertale - New Mysteries - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Undertale
Personagens Alphys, Asgore Dreemurr, Asriel Dreemurr, Burgerpants, Chara, Doggo, Flowey, Frisk, Gerson, Greater Dog, Grillby, Mettaton, Muffet, Napstablook, Papyrus, Personagens Originais, Sans, Toriel, Undyne, Vulkin, W. D. Gaster
Visualizações 11
Palavras 1.116
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Fluffy, LGBT, Literatura Feminina, Luta, Magia, Mistério, Musical (Songfic), Poesias, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


No capítulo anterior: Eu não faço ideia! Mas eu quero descobrir! Você sempre foi assim! Hehe! Isso está sendo um pesadelo pra mim! Eu garanto que não! Eu sei que há algo por trás disso tudo!



Nesse capítulo Amanda acha um livro em sua escola, um livro que parece ser antigo e curioso para a mesma...Depois de ter falado com sua mãe sobre um assunto sério, ela decidi ler o livro e ela está cada vez mais perto de sua resposta para isso tudo!

Capítulo 2 - 2 Capítulo - Are you thinking me crazy?...


Fanfic / Fanfiction Undertale - New Mysteries - Capítulo 2 - 2 Capítulo - Are you thinking me crazy?...

13 de Outubro de 2022 ESCOLA Casa 112 Warrior

15:00

POV AMANDA

13 de outubro quarta-feira um dia dublado, hoje, seria um feriado comum, como todos os dias...Em minha escola, todas as quartas seriam um feriado, por algum motivo que ninguém soube, nem mesmos as professoras e professores...Eu resolvi ir ''visitar'' ela...São quinze da tarde, esse é o horário do lanche do diretor, como eu sei? He...Tenho meus truques, mudando de assunto...Eu tinha pego minha mochila onde tinha água, comida e uma arma tipo uma faca, nunca se sabe, né? Eu sei que é loucura ir pra escola, mas...Agora, eu preciso descobrir...Preciso descobrir oque o diretor está tramando, alguma coisa está...E irei descobrir! 

 

•~•

 

Eu estava contra a parede vendo se ninguém estava por perto...Nada...Ótimo! Vou me escondendo entre os arbustos indo até a porta onde daria o longo corredor da escola...Nunca gostei daquele corredor...Por algum motivo...Hum, isso não importa agora! Foco Amanda! 

Chego nos corredores, o corredor vazio...Silencioso...Até de mais...Ouço passos vindo em minha direção, rapidamente me jogo em uma das salas ao meu lado e me escondendo debaixo da mesa do professor...

Não ouço mais nada, talvez tenha se distanciado, tendo certeza que não havia mais ninguém no local, quando estava prestes a sair da mesa eu bato com minha nuca nela, gemi de dor e coloco a minha mão esquerda no local abatido e na mesma hora cai um livro...Um livro que nunca tinha visto antes...Ignoro a dor e pego o livro curiosa, estava empoeirado assopro as tirando, fico apreciando a capa...Devia ser antigo, escrito há muito anos atrás...Hum...Acho que nenhuma escola guardaria esse tipo de livro...Saio dos meus pensamentos ouvindo os passos novamente e na mesma hora penso ''devo saí daqui, e agora!'' pego o livro com minhas mãos geladas e frias, saio debaixo da mesa e quando estava prestes a sair da porta, o diretor aparece em minha frente ''merda...'' pensei na mesma hora

-Amanda? Oque está fazendo aqui...Há essa hora? - Ele falou segurando um dos meus braços

-N-nada...Apenas tinha esquecido...O meu caderno aqui... - Falei escondendo o livro atrás de minhas costas com o braço livre

O mesmo ficou pensando e me encarando com seus olhos castanhos, minhas mãos estavam tremendo...Apenas estava torcendo pra minha vida...Até que finalmente, ele respondeu uma palavra...

-Hum...Ok, mais da próxima vez tenha cuidado com suas coisas! - Disse o mesmo

-Hehe...Pode deixar! -  Disse com um sorriso de lado

-Bom...Pode ir! - Disse soltando meu braço 

E logo sorri e disse tchau para o mesmo, ''salva pelo bongo!''  pensei com um sorriso em meus lábios avermelhados

 

•~•

 

Eu tinha chegado em minha casa, a casa estava vazia...Talvez estejam dormindo...Mas, não estou com sono...Depois do que aconteceu hoje! 

Falei entrando em meu quarto...E pela primeira vez, arrumado...Depois jogo minha mochila no chão e tiro dela o livro que encontrei hoje de tarde...Tiro meus sapatos antes de me joga naquela cama quentinha...Me aconchego e coloco o livro em frente ao meu rosto e eu o encaro...Hum...Talvez uma olhadinha não irá machucar ninguém...

Abro o livro estava manchado e sujo...Mas...Parecia tão novo...Por algum motivo...Saio dos meus pensamentos com minha batendo na porta, talvez tenha acordado...

-Filha, está aí? - Perguntou minha mãe parando de bater

-Sim! Estou bem! - Respondi

-Isso é muito bom...Posso entrar? - Falou a mesma falando com uma voz clara e gentil

Eu apenas vou até a porta a abrindo

-Sinta-se a vontade! - Falei num tom engraçado, e minha mãe dá algumas risadas

-Hum...Vejo que arrumou seu quarto - Falou olhando cada detalhe

-Hehe, acho que uma arrumadinha é bom, algumas vezes... - Falei com um sorriso em meu rosto

Minha mãe se senta em minha cama e eu ao lado dela, a mesma percebe o livro jogado ao lado dela a mesma curiosa, pega ele

-Oque é isso? - Perguntou a mesma virando as páginas

-A-an...É um livro...Antigo...(Oque eu falo?!) Que...A professora mandou para estudamos mais! - Falei quase suando 

Se ela soube que fui lá...Não dará para inventar desculpas ou mentiras...Minha mãe sempre sabe!

-Hum...Interessante... - Falou a mesma - Então filha - A mesma mudou de assunto enquanto fechava o livro - Eu vim aqui, para ter uma conversa séria com você...

-Hum? Pode fala! - Eu coloquei os meus olhos nela, esperando oque era tinha a dizer

-A sua professora, Camila, me ligou mais cedo... - Ela não parecia está muito feliz... - E ela...Disse que você está diferente ''ultimamente'' 

-An? - Tentei SER inocente

-Está dizendo que VOCÊ, está falando para seus ''amigos'' sobre monstros e etc... - Ela falou e na mesma hora abaixo minha cabeça e sinto ela coloca sua mão sobre a minha - Oque estiver acontecendo...Pode me contar!

Eu engulo seco...Sem pensa no que fala...Deixando um silencio entre nos duas até que ela suspira e se levanta 

-Falaremos isso mais tarde...Agora...Descanse-se - Falava a mesma saindo do quarto e na mesma hora que ouvi a porta se bater eu começo a soluça entre choros

As minhas lágrimas eram geladas e miúdas...Me perco em meus pensamentos...

''Até minha mãe...Me acha louca?...E-eu sei que não sou...Né?...'' Fiquei pensando até ter uma resposta clara...Mas...No final, nada...

Logo olho ao meu lado, e lá estava...O livro quieto e esperando alguém para lê-lo...Limpo minhas lágrimas com a manga de minha camisa e pego o livro e começo a ler...

''Há muito tempo atrás, duas raças governavam a Terra...Os humanos, e os monstros. Porém, um dia, uma guerra se iniciou entre ambas raças. Mas no fim, os humanos foram vitoriosos. Os humanos selaram os monstros no subsolo com uma barreira feita há magia, que só podia ser atravessada com uma alma humana. Mas muitos anos depois, um humano chamado Chara, caiu no subsolo. Porém, a família real adotou a criança e tratava ela como um membro da família. O príncipe, Asriel Dreemurr e Chara eram melhores amigos, faziam tudo juntos, mas...Um dia, a criança adoeceu gravemente e que ela morreria em minutos, e isso aconteceu...Mas antes, de ela ter sua terrível morte, pediu a seu amigo, Asriel, que a levasse para ver as flores de sua vila. Ele com tristeza da pobre amiga, coletou a alma da criança e atravessou a barreira, caminhou até a vila dos humanos, e colocou Chara sobre uma cama de flores douradas. Os humanos pensaram que ele tinha havia a matado, atacaram com tudo que tinham. Mas, Asriel tinha o poder de matar todos, mas não atacou. Ele sorriu, e saiu caminhado até a sua casa. Asriel, fraco. Morreu no caminho...''

Fecho o livro, ainda não tinha acabado...Mas...Acho que já vi o suficiente...E se essa história for real...Não acaba por aqui...Pois sinto que estão escondendo algo a mais...E dessa vez...Eu irei...Provar a todos!



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...