História Undertale - Uma História Charisk (Interativa) - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Undertale
Personagens Chara, Frisk, Personagens Originais, Sans, W. D. Gaster
Tags Betty, Chara, Charisk, Frisk, Glitchtale, Interativa, Sans, Undertale, W D Gaster
Visualizações 44
Palavras 1.112
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção Científica, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Hey galera, foi um inferno escrever esse capítulo, mas pelo menos postei hoje. Tô com pressa então flw!

Capítulo 7 - Surpresa


Fanfic / Fanfiction Undertale - Uma História Charisk (Interativa) - Capítulo 7 - Surpresa

Capítulo 07 - Surpresa

(Frisk P.O.V)

A Betty fez amigos bem rápido. Eu tô tentando achar a Chara. Eu queria conversar com ela sobre algumas coisas. Principalmente sobre... O nosso momento íntimo.

O problema é que, quando a desgraçada quer sumir, ela consegue. Nem o Asriel sabe onde ela tá. Eu falei com a Kelly, Sarah, Rixen, ninguém sabe. Provavelmente ela voltou pra casa e deve comer lá. Ainda sim continuo preocupada.

Nesse momento estou voltando pra casa. Eu comi uma fatia de pizza no colégio, e já fiquei satisfeita. Então acho que ir pra casa e procurar a Chara sejam prioridade.

Ao chegar, vejo o papai comendo na mesa da cozinha, vou perguntar se ele sabe algo.

— Hey, pai! Você viu a Chara? - Melhor perguntar sem muito alarde.

— Olá Frisk. Sim, ela chegou e subiu pro quarto. Estranhei que ela chegou cedo demais. Ela no comeu? - Então ela nem sequer comeu...

— Não, ela não comeu nada. Por isso fiquei preocupada - Tá bom... Não só por isso...

— Entendo. Frisk, se não for incomodo, leve alguma coisa pra ela comer, tudo bem? - Assim que ele disse isso já peguei uma laranja da fruteira.

— Pode deixar papai! - Dou um abraço nele e subo pro quarto.

Ao entrar no quarto, vi que Chara estava na parte de cima da beliche mechendo no celular, ela parece desanimada.

— Fala maninha. Trouxe isso pra você! - Eu arremesso a laranja, ela solta o celular e pega a laranja, já cortada.

— Valeu, Pirralha. Mas sei que você não tá aqui por isso - A Desgraçada é um gênio!

— Então, por que eu estou aqui? - Vou provocar ela, não deve ser perigoso nessa realidade.

— Pra falar sobre seus... Sentimentos, depois do nosso... "momento" - Ela sabe, droga.

— Sim. É exatamente sobre isso - pra que disfarça.

— Frisk. Vou ser franca com você. Eu não vou falar sobre isso, por que isso não importou. Foi só um desafio idiota - Soldada abatida.

— Então, nosso beijo... - eu preciso perguntar...

— Sim, não significou nada. Você continua sendo minha irmã mais nova e eu ainda tenho que cuidar de você! - Ela parece séria... Melhor deixar ela tranquila.

— Certo... - Mas mesmo assim, não posso negar o que sinto...

(Gaster P.O.V)

Fita número 9-9-8

O teorema... Funcionou. Através dos diversos cálculos realizados meticulosamente por mim. Percebi que a determinação retida em forma física, tem a propriedade especial de desintegrar a camada de Fiosfato em volta das dimensões.

Apenas uma nota lateral, Fiosfato é a camada de energia escura e matéria desintegrada que rege cada dimensão, é quase impossível as dimensões se unirem com ela, porém com determinação suficiente, eu poderia romper essa barreira e unir as dimensões.

Essa deve ser a única forma de impedir o desastre... Precisaremos de toda a ajuda possível, mas com tanto que as três cobaias já estejam prontas até o grande dia, conseguiremos uma boa força de retorno.

Mas não podemos ignorar os riscos... Não são apenas eles nos observando... Ao cada criança destruir o botão de Reset, o loop se prolongou, mas não teve seu fim, pela minha escala e cálculos é desconhecido quando ele vai nos atingir, porém é necessário que já tenhamos nos retirado da linha do tempo até então.

Por isso eu proponho um teste. Pelo que vimos, é possível reverter a camada temporal que cerca a todas as criaturas vivas através de magia. Pra isso eu terei que encontrar algum usuário muito poderoso de magia, ele tem que ter a capacidade de realizar magias de um nível muito alto, e na teoria, conseguiremos romper a barreira do tempo e espaço.

Outra coisa que poderíamos explorar, é a capacidade da alma do medo de nos ajudar. Por enquanto ela é extremamente instável. Porém talvez ela nos ajude de alguma forma, não podemos esquecer do que ela fará no futuro...

Voltando ao Loop, eu percebi que através das três cobaias poderíamos encontrar uma forma de parar ele. Seria muito complicado e teria que ser cirurgicamente preciso. Precisamos de um núcleo de gravidade, e de energia escura, na teoria:

A gravidade poderia desacelerar o tempo, e com a energia escura contida no núcleo de gravidade, poderíamos ampliar o efeito de modo que o tempo para de contar. Como vamos nos retirar da linha do tempo, os efeitos não nos afetariam, e poderíamos com a ajuda de uma alma de determinação, dar continuidade ao plano.

Isso nos leva ao próximo tópico: como vamos nos retirar da linha do tempo?

É um processo simples, porém extremamente difícil de se realizar... Em explicações mais detalha...

(Frisk P.O.V)

"Estava deitada na minha beliche. Chara tá na parte de cima ouvindo música. Eu só queria... Falar pra ela o que eu sinto ou... Sei lá, algo do tipo. Pra falar a verdade nem eu sei direito o que eu sinto.

Eu gostei muito do nosso beijo, e eu sempre tive atração por ela, mas... Ela é minha irmã caramba"

— Hey, Chara! - Não aguento mais preciso contar para ela...

— Fala Pirralha - Pelo menos ela ainda me escuta.

— Pode descer aqui, por favor? - Nem preciso terminar, ela literalmente deu um salto para falar comigo.

— O que foi? - Agora sim isso virou uma conversa.

— Sabe. Eu Andie pensando sobre o que aconteceu... E pensei que... Eu tinha que te falar uma coisa... - Contar ou não contar a verdade? Eis a questão...

— Pode falar Pirralha - Por favor continue com esse ânimo até eu contar

— Você, já sentiu como se tivesse algo errado. Como se essa... Realidade, não estivesse correta? - Chegou a hora, a hora de contar...

— Não. Por que? O que aconteceu? - Agora ela parece preocupada, é agora.

— Antes de tudo isso... Tinha outra... O-outr... O-o - Eu começo a me sentir tonta, fraca. Parecia que estava morrendo.

— Frisk? Frisk!! Frisk!!! Fala algum coisa... Frisk!!! Pai!!!  - foram as últimas palavras que eu escutei antes de desmaiar.

(Gaster P.O.V)

Me perdoem por isso... Tive que resolver um problema com a cobaia número 1. Ela quase fez maior merda da vida dela. Enfim, voltando ao teorema. Como eu disse, é possível utilizar da Determinação pra...

— Senhor Gaster, temos movimento detectado! - O computador fala. Pelo visto minha convidada chegou cedo.

— Ligue as luzes computador. Acabamos de receber a... - Acabo de a garota de suéter rosa em minha frente

As luzes se acendem, está tudo pronto para começar.

— Senhorita Noire! - Gaster disse olhando para baixo, em direção a Betty.

— Devo admitir que sua solicitação, foi uma...

Surpresa...


Notas Finais


Bjos pra quem quiser!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...