História Undertale o outro mundo (interativa) - Capítulo 13


Escrita por: e Donokoni

Postado
Categorias Undertale
Personagens Alphys, Asgore Dreemurr, Asriel Dreemurr, Chara, Flowey, Frisk, Grillby, Mettaton, Muffet, Napstablook, Papyrus, Personagens Originais, Sans, Toriel, Undyne, W. D. Gaster
Tags Demência, Personagens Originais, Undertale
Visualizações 21
Palavras 841
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Ficção Científica, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 13 - A batalha


Pov.s Katsuo

???: Estou falando de algo simples, LOVE.

Ashura: Você não irá tirar a vida de nenhum outro monstro.

???: Isso é o que veremos.

Sans: Não pode ser... Dust!

Dust: Isso mesmo... Meu outro eu inútil.

Katsuo: Todos vocês parem com essa idiotice.

Dust: Enquanto não tiver o máximo de LOVE eu nunca irei parar.

Gabriel: Então, não nos resta outra escolha a não ser pará-lo.

Dust: Isso mesmo.

Dust invoca cerca de dez blasters, eu me sento e fecho os olhos. Dust abre um grande sorriso e fala.

Dust: Parece que um dos seus amigos já desis...  Mas o que é isso!

Katsuo: Você está muito errado Dust. Ah, esqueci de agradecer, valeu pelos blasters. – Katsuo tinha cerca de 23 blasters em volta dele.

Dust: Mas como é possível, somente Sans podem ter blasters...

Sans: A menos que seja um Sans de outra A.U.

Katsuo: Lamento lhe informar, mas não sou um Sans, sou apenas uma criança que está presa neste maldito subsolo.

Dust: então, como?

Katsuo: Primeiro morra e me dê LOVE, e daí a gente conversa.

Eu toco no Gabriel e no Ashura, desmaiam no mesmo momento, murmuro alguns agradecimentos.

Katsuo: Então que comece a festa.

Faço um campo de linhas, qualquer movimento que não seja meu, a pessoa vai ter um grande problema para se soltar. Vejo Dust invocando mais uns 3 Blasters. Então ele tenta fazer um circulo com os mesmos, mas todos se enrolam em minhas linhas, faço um minúsculo movimento com meus dedos e todos se despedaçam.

Dust: Mas... Mas como?

Katsuo: Não te devo explicações, agora, morra.

Eu liberto minha Kagune e vou em direção a ele, perfurando completamente sua alma, me sinto ficando mais forte e mais rápido, era realmente muito LOVE. Sans me olhava pasmo, já Lili, Mary e Willymara me olhavam horrorizados. Depois de um tempo tentando acalmar todos, vejo Gabriel e Ashura acordando, eles me perguntam meio confuso?

Gabriel: O que aconteceu aqui?

Katsuo: Houve uma batalha entre mim e o Dust, e eu venci.

Ashura: Por que me sinto tão fraco?

Katsuo: Isso eu já não sei – falei mentindo.

Ashura: Ok... Ok. Vamos indo porque temos um longo caminho pela frente.

Gabriel: Verdade, temos que sair logo daqui, é muito perigoso.

Sans: Esperem... eu queria agradecer vocês, mas antes eu gostaria de saber sua alma Katsuo

Katsuo: Tenho certeza de que não vai querer saber.

Sans: Nem uma dica?

Katsuo: Nem uma dica.

Gabriel: Só vamos logo, já vai escurecer, além de tudo estamos sendo seguidos, por não sei o que.

Lili: Verdade, vamos logo, quero ir dormi.

Gabriel: Sei...

No momento que Gabriel disse isso, percebi uma leve ruborização no rosto da Lili.

Lili: Mas é verdade!

Mary: Eu também Ashura.

Ashura: Também sei...

O mesmo que aconteceu com a Lili, aconteceu com a Mary.

Katsuo: Tá, deixem os momentos quentes pra outra hora, por enquanto foquem em ter uma ideia em sair... Vou estar com os ouvidos bem abertos para tudo, e vocês sabem que é para TUDO. E mais uma coisa, se eu pegar alguém em momentos pessoais se preparem para passar o maio mico da vida de vocês. Acho que falei tudo... Ficou claro?

Todos: Sim – todos falam extremamente nervosos e vermelhos, que até um tomate teria inveja.

Katsuo: Vamos indo.

Sans: Esperem, tenho uma coisa para dar a vocês... – ele entrega algo enrolado em um pano.

Eu dou uma pequena espiada e agradeço. Ele cochicha algo no ouvido do Ashura, nada que me interessasse. Pegamos nossas coisas e fomos na direção que Sans havia mandado. Começou a anoitecer e montamos um pequeno acampamento, eu tinha no total três barracas, e dividimos assim: Ashura e Mary, Gabriel e Lili e eu sozinho.

Pov.s Ashura 
Mary: Ei então já que estamos sozinhos que tal fazer algo divertido – fala maliciosamente 
Ashura: Só tente não gemer muito, se não o Katsuo acorda.

Mary: Ok
Então eu tiro a calça dela junto com a calcinha então começo a lamber a parte íntima dela 
Mary : Ah... ah... ah... isso continua .
Ashura: hehehe vamos ir mais longe.
Então eu tiro minha calça, minha camiseta e minha cueca, então eu enfio nela fazendo ela gemer de prazer e de dor, então eu fico parado por um tempo para ela se acostumar com a dor, depois de um tempo ela me dê um sinal para me mexer, eu começo devagar e vou aumentando a velocidade das estocadas 
Mary: Ah... ah... ah... ah... ah... Ashura... ah... ah... 

Ashura: Mary eu n-não aguento mais 
Mary: Goze dentro de mim, me preencha com sua porra 
Então eu gozo dentro dela e ela dá um grito de prazer, eu acabo me deitando na cama e a Mary deita comigo 
Mary: Foi legal – fala ofegante 
Ashura: Concordo – fala ofegante

Mary: Só espero que o Katsuo não tenha ouvido.

Ashura: Não se preocupa, ele não deve ter ouvido, já que a maioria dos nossos gemidos foram abafados pelo nosso beijo.

Mary: Boa Noite Ashura.

Ashura: Boa Noite Mary.

E então nós dois dormimos abraçadinhos.


Notas Finais


hentai feito pelo Rdzrenatoundert ( meu chefe )


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...