1. Spirit Fanfics >
  2. Une Seule Chance. - Stlaujah. >
  3. 1TxC8. - Unconditionally.

História Une Seule Chance. - Stlaujah. - Capítulo 9


Escrita por:


Capítulo 9 - 1TxC8. - Unconditionally.


— Hora, vejamos quem finalmente deu as caras, estava demorando. — Klaus falou sarcástico tomando mais um gole de seu whisky, sem se importar em se virar. 

— Irmão. — Elijah o cumprimentou. 

— Suponho que já saiba. — Niklaus ofereceu-lhe um copo, mas Elijah apenas recusou-se. 

— Sobre o Doppelganger? — Elijah supôs e seu irmão assentiu tomando um gole de sua bebida. — Sim, sei dele desde que chegou na cidade com a garota. — Elijah respondeu se sentando na poltrona e Niklaus sorriu de lado como se soubesse algo que Elijah não. — O que? 

— Ele não é um Doppelganger. — Niklaus falou sorrindo de lado e Elijah arqueou uma sobrancelha em sua direção. — É o Henrik irmão. — Niklaus falou sorrindo maior e Elijah se levantou. 

— Não brinque com uma coisas dessas Niklaus. — Elijah falou raivoso e Niklaus apenas se virou para fitá-lo. — Você não vai usar Henrik como meio de fazer o que quer que tenha pensado, ele não é o... — Elijah parou de falar respirando fundo. — Ele não é o nosso irmão, e eu não vou permitir que você se iluda com isso, irmão. — Completou e Niklaus olhou para Elijah que se encaminhou para a porta, Niklaus respirou fundo tomando uma expressão mais séria e segurou no braço do irmão mais velho o impedindo de sair. 

— É o Henrik, Elijah. — Niklaus falou certo de si. — Ele está nos procurando, eu, eu estive na casa dele, eu o vi, ele não se lembra de nós. — Niklaus falou soltando o irmão que se virou lentamente na direção do mais novo. — Ele não se lembra da gente. — Niklaus murmurou se afastando de Elijah que o olhava desacreditado. — Nossa mãe o transformou antes, antes da gente. — Explicou. — Eu, eu tenho como provar caso não acredite em mim. — Apontou e Elijah respirou fundo passando as mãos pelo rosto. 

— Você sabe que está não é a questão. — Elijah respondeu. 

— Sim, perder ele nos destruiu. — Niklaus respondeu desviando o olhar e deu mais um gole em sua bebida abandonando o copo em cima da lareira acesa se virando para o irmão novamente. — Mas nós podemos recomeçar irmão, nós o temos de novo, podemos recomeçar nossa vida juntos, pense bem irmão, ele está nos procurando. — Niklaus falou sorrindo feliz e Elijah pôde observar melhor o irmão mais novo, ele estava tão mais... Leve? Essa era palavra? Não sabia dizer, sabia que Niklaus sempre se culpou pela morte de Henrik, pois Mikael não dava uma trégua em acusações para cima de Niklaus. 

Ver ele se agarrar naquele fio de esperança tão rápido, era de partir seu coração, antes deles se envolverem, Elijah sabia que Niklaus nutria sentimentos amorosos por Henrik também, não o culpa, Henrik era especial, conseguia fazer qualquer um se apaixonar, poderia até dizer que Finn também era apaixonado pelo mais novo dos irmãos, Henrik tinha um jeito que cativa as pessoas ao seu redor, o jeito sarcástico, irônico e debochado, eram só o brinde de vários outros aspectos. 

No início, Elijah pensava que era apenas atração sexual que sentia para com Henrik, mas era muito mais que isso, soube disso na primeira vez em que se beijaram escondidos no celeiro. Aquela tarde de domingo foi o dia mais especial em sua vida, foi uma descoberta e tanto naquela época. Foi difícil aceitar de início que amava outro homem e que nunca poderia ter uma família ou dar netos aos seus pais, mas com Henrik valia a pena o risco. 

Sempre valeu. 

Quando Henrik disse-lhe que também era apaixonado por Niklaus, sentiu ciúmes, muito ciúmes, o queria somente para si, tanto que na época teve uma discussão feia com Henrik sobre aquilo, mas então com o tempo se passando se pegou tendo sentimentos por Niklaus também, no início foi estranho, sabia das escapadas de Henrik para o quarto de Niklaus no meio da noite, não era idiota, com o tempo esse ciúmes foi passando e acabou aceitando o fato depois de descobrir esses sentimentos por ambos, e aos poucos se engatando em um relacionamento secreto com os dois mais novos. 

Então sim, ver seu irmão tão iludido com aquele duplicata estava lhe doendo o coração, não podia deixar isso acontecer, mas não queria destruir seu irmão mais ainda, Niklaus era tão quebrado que vê-lo sorrir novamente era um milagre. 

Estava com medo de negar aquilo e o sorriso de seu irmão sumir, fazia tanto tempo que não o via sorrir genuinamente feliz que só de pensar em desiludir Niklaus estava lhe quebrando. 

— Você tem que ver com os próprios olhos, também tem a garotinha irmão. — Niklaus falou sorrindo maior. — Você não vai acreditar no que vou te dizer agora, mas, ela é do futuro, ela me disse coisas, irmão, ela é nossa filha. — Falou apontando entre eles e Elijah franziu o cenho. — Você tem que ver, você só vai acreditar em mim quando vê-los de perto. — Niklaus falou empolgado. 

— Nik.. — Elijah tentou falar. 

— Não, irmão, é sério, você tem que ver com seus próprios olhos. — Niklaus o cortou pegando seu casaco. — Você vai acreditar em mim quando você ver. 

— Niklaus! — Elijah chamou alto parando o irmão que parou no meio do caminho. — Pare, Nik, Henrik está morto, por favor, pare. — Elijah pediu respirando fundo e Niklaus negou com a cabaça. 

— Não irmão. — Niklaus falou o olhando por cima do ombro. — Henrik não está morto, pense, o que é preciso para se ter um duplicata? — Niklaus deixou a frase no ar, Elijah franziu o cenho. 

— Onde quer chegar com isso? — Elijah questionou. 

— Vamos Elijah, o que é preciso para se ter um duplicata? — Niklaus repetiu a pergunta. 

— Descendentes. — Elijah respondeu e Niklaus abriu os braços como se apontasse o óbvio. 

— Henrik não tem descendentes. — Niklaus respondeu e Elijah arregalou os olhos. — Por tanto... 

— Não é um duplicata. — Elijah respondeu passando as mãos no rosto desacreditado. 

— Pois é. — Niklaus falou e Elijah o olhou. 

— Como? 

— Você não ouviu o que eu disse? — Niklaus questionou revirando os olhos. — Esther e Dahlia. — Niklaus repetiu. — Henrik foi transformado antes da gente. — Voltou a explicar. 

— Temos que falar com ele. — Elijah falou respirando fundo olhando para Niklaus que negou com a cabeça. 

— Não podemos. — Niklaus diz e Elijah o olhar incrédulo. 

— Como assim não podemos? 

— Ele não se lembra da gente. — Niklaus voltou a repetir aquele fato importante. — Ele vai nos achar, ele sempre nos acha. — Niklaus falou sorrindo maior e Elijah suspirou, era verdade, Henrik sempre os achava. — No momento só podemos ter contato com a menina, a nossa... 

— Filha do futuro? Como? Por que? — Elijah voltou a questionar. 

— Eu não tenho ideia. — Niklaus respondeu sincero. — Só sei que temos três anos antes de ela vir ao mundo. 

— Quem de nós, — Elijah quis saber. 

— Os dois. — Niklaus respondeu. — Segundo ela sem exceções, somos os dois pais dela. 

— Isso... É... Uao. — Elijah disse sem saber o que dizer. 

— Eu sei, é incrível não é? — Niklaus falou sorrindo maior e Elijah se permitiu sorrir também. 

— Sim, irmão, é incrível.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...