História Unexpected - Capítulo 93


Escrita por: ~

Postado
Categorias Kaya Scodelario, Magcon, Shawn Mendes
Personagens Aaron Carpenter, Cameron Dallas, Carter Reynolds, Hayes Grier, Jack Gilinsky, Jack Johnson, Jacob Whitesides, Mahogany LOX, Matthew Espinosa, Nash Grier, Shawn Mendes, Taylor Caniff
Tags Sam
Visualizações 51
Palavras 2.812
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 93 - 93


Sinto algo apertando minhas costelas e abro os olhos, é Shawn, me viro de lado e o encaro.

Passo meu dedão em seu rosto e acaricio sua cicatriz, deixo meu dedo ali e o observo, ele está todo desajeitado nessa cama pequena de hospital.

Acaricio o cabelo dele e o mesmo se vira, ficando de costas para mim mas logo se vira novamente e volto a acaricia-lo e sorrio ao lembrar de algumas coisas.

-Você está me observando enquanto dorme? Perguntou Shawn.

-Sim... Respondo em um sussurro.

Ele abre os olhos e sorri.

-Bom dia. Ele disse rouco.

-Bom dia... Como você está?Pergunto.

-Bem... Está com dor? Ele perguntou.

Nego e ele me puxa para o peito dele.

-Você deve estar com dor. Digo.

-Por que? Perguntou.

-Você dormiu todo desajeitado nessa cama... 

-Ah... Eu estou sim, mas pelo menos estou com você. Falou e abro um sorriso grande.

Sinto a mão dele estacionada na minha e a entrelaço na minha.

-Que horas você vai operar? Pergunto.

Me solto dele e o  encaro.

-As quatro da tarde, mas tenho que estar quatro horas antes no hospital. Respondeu.

-Se chego quinze para uma... Prometo ir te ver antes da cirurgia. Disse.

-Eu posso ir te buscar e depois vou para o hospital. Falou.

Ele coloca uma mecha do meu cabelo atrás da minha orelha e sorri.

-Não... Você vai ir para o hospital no horário certo, eu pego um táxi assim que eu chegar, sigo para o hotel e depois para o hospital amor...

-Mesmo? Meu pai pode ir te buscar.

-Mesmo amor... Não vou dar trabalho, eles já vai estar com um monte de coisa com a sua cirurgia, não precisa se preocupar comigo... E outra meu hotel é quinze minutos do hospital. Disse.

Arrumo o cabelo dele e o mesmo fecha os olhos.

-Tudo bem... As fotos para a Eangels sai semana que vem. Ele diz e afirmo.

-Elas ficaram incríveis. Comento.

Ele ri.

-Voltou a falar com Cameron? Perguntou.

O encaro e refiro os olhos.

-Não e nem vou. Respondo.

-Por que? Perguntou curioso.

-Você já sabe... Podemos mudar de assunto? São seis horas da manhã e você já vem com o assunto Cameron Dallas. Digo.

Ele ri e concorda.

-Quando eu sair daqui irei te levar para passear. Digo.

-É mesmo? Falou.

Afirmo e ele passa a mão pelo cabelo.

-Bom dia... Como você está? Perguntou a enfermeira.

-Bom dia... Bem. Respondo.

-Bom informar que você irá operar para retirar o tubo e a bolsa, as seis e vinte virei te buscar para a anestesia. Ela diz e afirmo.

-Quando tempo demora a cirurgia? Perguntou Shawn.

-Meia hora... Ela poderá sair por volta das sete e meia, oito horas. Respondeu.

Shawn afirma e ela se retira.

-Vai dar tudo certo. Ele fala.

Afirmo e ele passa o dedão em minha bochecha.

-Sabia que você fica muito linda com vergonha? Falou.

Nego e sorrio.

-Mês que vem faz dez meses. Ele diz.

Concordo.

-Aonde você vai estar dia dia quatro  de março? Pergunto.

-Estarei em Los Angeles... Prometo que teremos algo espacial para comemorar nosso um ano de namoro. Ele diz.

Sorrio e sou um beijo na bochecha dele.

(SHAWN MENDES PVOS)

A Samé levada para a sala de cirurgia, pego minhas coisas e sigo para o banheiro, tomo um banho e escovo meus dentes.

Termino tudo e sigo para a cafeteria, compro um café e um muffin, me senti em uma das mesas vazias e começo a comer, pego meu celular e começo a responder minhas mensagens.

Enquanto Sam está na cirurgia resolvo algumas coisas importantes e sigo de volta para o quarto.

Me senti na poltrona e começo a jogar candy crush.

                   

-Hey! Digo assim que vejo Sam.

-Hey! Ela diz batendo na perna.

-O que foi? Pergunto.

-Não sinto minhas pernas. Respondeu.

-A senhorita tomo anestesia local... Logo voltará a senti-las! Logo o médico vai vir te ver. A enfermeira diz.

Afirmamos e ela coloca Sam na cama e se retira.

Sam ri e a encaro.

-O que foi? Pergunto.

-Eu não as sinto, mesmo batendo nelas.

-Sam, para... Você vai se machucar... Já já voltará a senti-lás. Digo.

Ela ri e faz sinal para me aproximar.

- Você está muito cheiroso, tomou banho? Ela pergunta.

Afirmo e ela sorri.

-Eu queria tomar banho, mas a enfermeira disse que só depois que eu receber alta. Diz em um tom triste.

Rio.

-Podemos tomar sorvete depois que eu sair daqui? Perguntou.

-Podemos. Digo.

Ela sorri e faz um coque alto.

-Você comeu? Perguntou e afirmo.

-Tomei um café e como um muffin. Digo.

-Uau...Que novidade, você comendo muffin. Disse e Rio.

-Eles são ótimos. Digo.

Ela afirma.

-Mas nada supera pudim e Açaí. Falou.

Sorrio e sou um beijo em sua festa.

-Hospital é tão chato. Comentou.

-É sim... Estarei nele dia quatorze. Digo e ela ri.

-Pois é. Disse e encara a televisão.

Ela fica fica na TV que está passando hora de aventura e tudo algumas fotos dela.

-Eu sei que você está tirando fotos minha. Disse de surpresa.

Rio.

-Desculpa. Peço e ela ri.

-Tudo bem... Também faço isso. Falou.

Me senti na beirada da cama e ela começa a acariciar minha meu cabelo.

-Com licença, como você está? O médico perguntou.

Sam o responde e a encaro sorrindo.

-Vim avisar que você está liberada, o senhor pode assinar a liberação dela? Perguntou.

Afirmo e pego a prancheta, assino e o pago e ele agradece.

-Esta liberada. Disse e Sam sorri.

-Obrigada. Falou.

O médico sorri.

-Siga a dieta que eu lhe passei e tome muita água. Disse e ela concorda.

Ele se retira do quarto e a encaro.

-Está sentindo suas pernas? Pergunto.

-Aham. Respondeu.

A ajudo a levantar e pego a bolsa dela.

-Obrigada. Falou.

Sorrio e sou um abraço nela.

-Te amo. Digo e a mesma sorri.

-Eu também. Disse.

Saímos do quarto e seguimos para o carro, coloco a bolsa dela no banco de trás e adentro.

Ela liga o Radio e está tocando minha música, Sam cantarola.

-Podemos tomar sorvete? Perguntou.

-Sam, agora não! Vamos para sua casa e você irá tomar café, São sete e meia da manhã! Respondo.

-Você é um chato! Quem liga que são sete e meia da manhã!? Falou.

-Eu! Você tem que se alimentar bem! Ouviu o que o médico falou! Digo.

-Eu quero o sorvete! Tem horas que você supera a Melissa no quesito chatisse e eu odeio isso! Você é muito chato! Falou e freio bruscamente.

-E tem horas que você supera uma criança de cinco anos Samantha! É a droga do sorvete que você quer, nósiremos tomar essa porcaria. Digo 

-Eu não quero mais. Falou cruzando os braços de baixo do peito.

Desligo o som e volto a dirigir, Sam continua encarando a rua com a mesma cara e nao diz absolutamente nada.

Assim que chegamos na frente da casa dela, a mesma tira o cinto e pega sua mala e sai do carro.

-Sam! Você não pode sair andando assim! Acabou de sair de uma anestesia. Digo.

-Eu não me importo. Falou sem me encarar.

-Pare de agir assim! Pelo amor de deus! 

Ela me encara seria.

-Você pode ir embora! Agora! Eu vou entrar e tomar meu banho e você vai pra sua academia. Falou.

A puxo para um abraço e a abraço forte.

-Isso tudo é bobagem. Falou.

-O que? Pergunto.

-Tudo! Respondeu se soltando.

A encaro mas a mesma já estava abrindo a porta da casa, á sigo.

-O que estão fazendo aqui? Elizabeth perguntou.

-Recebi alta mamãe... Eu vou tomar banho. Disse e subiu.

-Quer comer algo querido? Ela perguntou.

-Não, obrigada. Agradeço e sorrio.

-Como você está? Obrigada por ter ficado com ela. Falou sorrindo.

-Bem... De nada, Sam recebeu uma dieta especial para esses quinze dias e ela precisa tomar bastante água.  Digo.

-Muito obrigada Shawn! Venha jantar conosco essa noite. Disse e assento.

-Eu vou indo senhora Grier, obrigado pelo convite... Até mais tarde. Digo e ela se despede.

Saio da casa deles e sigo para a cidade.

(SAMANTHA GRIER PVOS)

Assim que termino meu banho visto uma blusa sem manga, coloco uma blusa de frio e um moletom, saio do quarto e sigo para a cozinha, vejo minha mãe e ela me encara.

-Você e Shawn brigaram? Perguntou.

Nego.

-Apenas discutimos... Pode me fazer um cappuccino? Pergunto.

Ela afirma.

-Como você está? Posso ver sua dieta? Aliás Shawn irá jantar aqui. Ela diz.

Concordo e encaro a tela do meu celular, que começa a mostrar todas as notificações.

-Bom di.... Escuto a voz de Nash.

-Bom dia. Mamãe e eu falamos em coro.

-Quando recebeu alta? Perguntou.

-Hoje de manhã. Respondo.

Dou um abraço nele.

Tomamos o café e "descubro" Que Hayes está andando de moto, o que não é uma novidade.

                             

Meu celular vibra e o encaro, há uma notificação do Instagram, que Finn Wolfhard havia me seguido.

-Isso! Digo e eles riem.

-O que foi? Perguntou Nash.

-Finn me seguiu no Instagram! Respondo animada.

-Parabéns! Falou Nash.

Sorrio e posto um tuite agradecendo por ele ter me seguido e bloqueio o celular.

-Sam! Podemos fazer Slime? Perguntou sky.

Concordo e a sigo, chegamos na cozinha e a bancada está cheia de coisas da Sky.

-O que vai ter de janta? Pergunto.

-Macarrão de forno. Respondeu.

-SHAWN não gosta de tomates. Digo.

-Eu sei... Pode me fazer um favor?  Perguntou.

Afirmo e pego Sky no colo.

-Você pode colocar algumas cervejas para gelar e dois vinhos também? Perguntou.

Afirmo novamente e coloco Sky sentada na cadeira.

Sigo fazer o que minha mãe pediu e logo volto para brincar com Sky, começamos a preparar o Slime.

-Não é para me sujar! Você ouviu? Digo.

Ela ri e faz o que acabei de dizer para ela não fazer, saio correndo atrás dela, Hayes a pega no colo e Nash faz o mesmo comigo.

-O que é isso no seu rosto? Perguntou Hayes.

-Slime. Respondo.

Ele faz cara de nojo e Sky arruma o cabelo dele e seguem para a sala.

-Cuidado para não se machucar. Nash diz me colocando no chão.

O encaro.

-Como assim? Pergunto sem entender.

-No sei namoro com Shawn... Cuidado para não se machucar. Respondeu.

-SHAWN é umaotima pessoa. Digo.

-Eu sei... Mas você se entrega de corpo e alma e as vezes no final sai machucada.

O encaro.

-Não se preocupe...

-A subida é lenta, mas a descida é rápida e sem freio... Só não quero te ver sofrendo. Falou.

Sorrio.

-Obrigada por se importar. Digo.

-Sempre... Falou.

-Seu namorado vai jantar aqui? Perguntou Hayes.

Afirmo.

-Então vá tomar banho, já são quinze para as sete. Falou Nash.

Afirmo e sigo para o meu quarto.

  Assim que saio do banho, visto um moletom da merch do Justin, visto uma blusa de manga comprida e um moletom da merch do Hunter, e saio do quarto, desço e escuro a voz de Shawn na cozinha, sigo até lá e o vejo conversando com Nash, John e minha mãe.

Sigo quieta até ele e tampo os olhos dele, ele segura minha mão e se vira.

-Oi. Falou 

-Oi. Digo.

Ele sorri

-Podemos conversar? Pergunto.

Ele afirma e seguro a mão dele, seguindo para a sala.

-Hm... Desculpe por hoje de manhã. Digo.

-Tudo bem... Parabéns pelo Finn ter seguido você. Disse e sorrio.

Dou um beijo nele e me senti de frente para ele.

-Descansou? Pergunto.

-Um pouco... Fui para a academia, depois dei uma volta na cidade. Falou.

-Hm. Nesse frio? Pergunto.

-Sim... Estava agasalhado. Falou.

-Ah! Posso tirar sua sobrancelha? Pergunto.

Ele ri.

-Pode. Respondeu.

-Eu vou subir para pegar a pinça já volto. Digo.

Subo correndo e pego a pinça e volto, Shawn estava encarando a tela do celular, me sento na frente dele e ele me encara.

Começo a tirar a sobrancelha dele e algumas vezes ele faz careta e diz estar doendo.

Rio e término a sobrancelha direito dele.

-Agora está ficando ainda mais bonito.

Ele ri e me da um selinho.

-Podemos acabar com isso logo? Perguntou.

Afirmo e volto a tirar.

-Já está acabando. Comento.

-Ótimo. Falou e Rio.

-Pronto...

Ele se levanta e coloco a pinça na mesa de Centro.

-Obrigado. Disse e sorrio.

-De nada! Respondo.

Ele me encara e sorrio tímida.

-Por que está sorrindo tímida? Perguntou.

-Eu não sei. Respondo e ele ri.

-Eu adoro te ver com as bochechas cotadas. Falou e o abraço.

                           

O jantar foi feito em harmonia e com muita conversa, Shawn parece não estar mais tímido e ele disse muito no jantar, me surpreendeu.

(SHAWN MENDES PVOS)

Sam está sentada em cima de mim e a encaro.

-Gostou do jantar? Perguntou.

-Sim... Sua família é bem legal... Sua mãe é ótima. Respondo e ela ri.

-Ela é a melhor... Digo feliz em saber que gostou. Falou.

Tento me inclinar para beija-lá mas a mesma me empurra antes e me encara.

-Não mendes... Você vai ficar aí. Disse.

Ela segura minhas mãos e começa a distribuir pequenos beijos em meu rosto e desce para o meu pescoço.

-Esses dias estava lembrando do dia em geoff entrou no quarto. Ela diz rindo.

Rio e ela está vermelha.

-Agora você ri- Digo e ela afirma- Você parecia um pimentão... Seu desespero era muito bom.

Ela ri ainda mais e leva as mãos para o rosto.

-Foi constrangedor Shawn. Disse.

Tiro as mãos dela do rosto e ela sorri.

-Eu sei... Mas foi ótimo...Bom quase ótimo. Digo e ela ri.

Sam tira o moletom e fica apenas com uma blusa de manga colada, ela está mais magra e seus seios estão maiores.

-O que foi? Perguntou.

-Nada.... 

Ela tira o sorriso do rosto.

-Oque foi? Você ficou quieto do nada e parecia estar em outro mundo. Falou.

-Nada... Eu apenas estava reparando que você está um pouquinho mais magra.

Ela revira os olhos.

-Isso te incomoda? Perguntou.

-Não... Mas você está feliz com isso? Pergunto.

-Sim... Eu só estou seguindo a dieta. Disse.

Ela sorri e me da um beijo.

-Eu acho que um passarinho azul me contou que tem possibilidades de você dormir aqui. Disse.

-Mesmo? Pergunto.

Ela afirma e acaricia meu cabelo.

-Hm... Sabe o que eu trouxe para você? 

Ela nega e faz cara de criança.

-Sorvete de M&M. Digo e ela abre a boca.

-Eu adoro! Obrigada! Obrigada! Obrigada! Disse me dando diversos beijos pelo rosto.

Rio e seguro as mãos dela.

-Isso significa o que? Pergunto.

- Hm... Que eu adorei. Respondeu óbvia.

Ela deita seu tronco para frente ficando próxima a mim, a encaro e lhe foi um selinho.

-Nós poderíamos marcar uma viagem, só nós dois. Digo e ela sorri grande.

-Mesmo? Perguntou.

-Mesmo... Podemos ir para Paris ou Vienna. Sugiro.

-Hm... Acho que prefiro Paris. Disse.

A encaro.

-Eu me lembro de ter te levado para Paris... Foi sua primeira vez. Digo.

Ela afirma e me encara nos olhos.

-E eu amei... Foi incrível amor...  Foi uma das maiores viagens que eu te acompanhei...Mesmo Você tendo shows e Q&A e M&G, mas foi ótimo. Ela disse.

Ela sai de cima de mim e se senta com pernas de índio.

-Prometo que iremos antes de eu ter shows. Digo.

Ela ri.

-Não tem problema! Eu gosto de ir nos seus shows e conhecer seus fãs. Disse ela.

Sorrio e me sento.

-Eu adoro saber que eu estou cantando e você está lá no meio, me vendo... E eu adoro ainda mais quando você da sei passe para algum fã que está sem e o leva para me conhecer depois dos shows. Digo.

-Elas são incríveis Shawn! Lindas também. Ela diz animada.

Afirmo.

-Amo cada uma delas. Falo.

-Será que eu devo sentir inveja? Perguntou.

Rio e a deito, me deito por cima e inicio um beijo calmo e tranquilo, Sam estaciona uma de suas mais em meu cabelo e faz pequenos cafunes, termino o beijo aos poucos e a encaro.

-Não precisa sentir ciúmes. Digo.

Ela ri nasalado.

-Eu sei... Confio em você. Disse.

Ela começa a enrolar no dedk o fio que sai do meu gorro e dou um selinho nela.

-Eu vou pegar sorvete, quer? Perguntou e afirmo.

Saio de cima dela e ela se levanta, saímos do quarto e todas as luzes da casa está acesa.

-O pessoal aqui em casa demora para dormir. Ela diz.

-Percebi... Já são duas da manhã. Digo encarando meu relogio.

-Credo. Falou rindo.

Envolvo a cintura dela com minhas mãos e seguimos para a cozinha, Ela caminha até a geladeira e pega a caixa do sorvete.

-Está nevando... Olha só que pena, você não poderá ir embora. Disse sarcástica.

-Que pena. Digo.

A abraço por trás e beijo o topo de sua cabeca.

-Vamos subir novamente. Ela diz e a solto.

Ela me encara e faz uma cara fofa, irá pedir algo.

-Pode me subir no colo? Pediu.

Concordo.

A pego no colo e ela entrelaça suas pernas em volta da minha cintura e passa os braços em volta do meu pescoço.

-Não vou poder te levar ver o lago... Já que está nevando. Comentou.

-Triste... Vejo outro dia. Digo.

Ela concorda e chegamos ao seu quarto, Ela pula na cama e me encara.

-Anda logo. Falou e Rio.

Me senti ao seu lado e ela me entrega um dos sorvetes.

- Como está sua família? Perguntou.

-Bem... Mandaram um beijo para você.

-Awn... Você vai mesmo se apresentar no Rock In Rio? Perguntou.

-Noventa e nove virgula nove de certeza... Falo e ela me encara.

-Se você for eu vou sentir ainda mais orgulho de você,Shawn. Ela falou.

Sorrio e sou uma mordida no sorvete.

-Seus pais sabe do ocorrido? Pergunto.

-Qual? O de Nova Iorque? Falou.

Afirmo.

-Não! Claro que não... Madison, a Taylor e Elizabeth sabem... Se eles souberem acabou. Ela diz e dou risada.

-Drama em ação. Falo e ela ri.

Ela termina seu sorvete e pega outro.

-Seus pais também não sabem. Falou.

-Não... Agora é uma história engraçada... Digo.

-Muito... Coitado do Mike. Falou.

-Por que? Pergunto.

-Depois de mim ele é o que mais ficou sem graça. Respondeu.

Afirmo e término meu sorvete.

                               

-Sam, já tomou seus remédios? Você tem que dormir, já são quinze para as cinco da manhã. Digo.

Ela me encara com a escova na boca.

-Já... Pode ir pegando os edredons e a coberta no armário. Respondeu.

Concordo e faço o que ela falou, estendo sobre a cama e entro debaixo delas, Sam aparece e faz o mesmo.

-Dorme bem. Disse me encarando.

-Você também. Digo.

Ela se vira para mim e a abraço, fazendo ficarmos de conchinha, Ela apaga a luz e não a escuto dizer mais nada.

Dou um beijo em seu pescoço e fecho os olhos.

























Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...