História Unexpected Love - Shawn Mendes - Capítulo 15


Escrita por:

Postado
Categorias Shawn Mendes
Personagens Personagens Originais, Shawn Mendes
Tags Amor, Romance, Shawn Mendes
Visualizações 628
Palavras 934
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 15 - Memoirs.


Fanfic / Fanfiction Unexpected Love - Shawn Mendes - Capítulo 15 - Memoirs.

O quarto parece mais frio,meus pensamentos parecem mais vagos. Olhando pela janela do meu quarto no hospital,posso ver a lua refletindo sua luz dentro do quarto,não sei o que pensar,é como se minhas memórias tivessem um buraco no meio de algo que não se tapa. 

Minha mãe está dormindo numa poltrona à minha frente,e eu só consigo imaginar o quanto deve estar sendo desconfortável estar alí e não poder dormir no conforto de sua casa.

 Estou nesse hospital a 4 dias,a única coisa que me faz dormir são os remédios constantes em meu soro,tirando isso,passo a noite olhando pela janela de vidro a lua refletindo nesse quarto,até que então o dia chega e não consigo pensar em nada que não seja estar perto de Shawn.

Camila,Katie,Francine,Patrick e até Nash vieram me visitar ontem. Fiquei feliz por eles se lembrarem de mim,eu estava morrendo de vergonha por estar nessa situação,devo estar com a maior cara de acabada do mundo. É um saco esse hospital,a comida nem se fala,não posso comer nada que quero,apenas umas sopas e algo do tipo saudável. Não sei muito bem quando vou embora daqui,não vejo a hora disso acontecer.

Shawn me visitou ontem a noite,enquanto ele estava no quarto,Francine entrou,eu não entendi nada,ele simplesmente saiu do quarto e me deixou sozinha com ela,sem ao menos dar explicações. Francine sempre foi uma prima ótima,além de amiga. Ela me falou várias coisas que fizemos quando cheguei em Los Angeles,não consegui me lembrar muito bem,mas fiquei feliz em saber que eu e ela depois de muito tempo,voltamos a ser amigas novamente. Mesmo com ela contando tudo,parecia estranho,tinha horas que ela falava algo,quando o assunto era Shawn,ela tentava mudar de assunto,eu não entendi,mas também não insisti.

Estava de manhã,o sol batia nas cortinas do quarto,me ver naquele estado era de dar desespero. Eu não sabia de onde eu estava saindo quando aconteceu o acidente,minha mãe que contou que eu tinha ido a uma festa na casa de Shawn,não explicou com tantos detalhes o que houve,mas falou que eu já estava indo embora e um caminhão desgovernado estava na contramão quando acertou meu carro que,por sinal,tive a sorte de pagar o seguro do carro,ele estava completamente destruído. O motorista foi preso por estar bêbado.

O médico passou aqui mais cedo,falou que depois de alguns exames eu teria alta,foi a melhor notícia que recebi em dias.

Coloquei uma roupa apresentável para ir para minha casa. A todo momento no carro minha mãe perguntava como eu estava me sentindo,meu pai sempre perguntava se estava doendo algo.

Cheguei em casa,me lembrava dela,não com muita clareza,mas conseguia me lembrar. Subi as escadas com a ajuda do meu pai,depois de muito tempo na situação de subir com cuidado,fui para meu quarto. Tomei um banho e tentei dormir. Shawn me mandou uma mensagem de que quando saísse do trabalho iria vir aqui me ver.


Acordei meio atordoada,peguei meu celular,era 18:34,dormi bastante desde a hora em que cheguei do hospital. Lembrei que Shawn iria vir aqui,tentei me levantar com cuidado,minha perna tinha uma bota ortopédica,o que dificultava de andar rápido. 

Peguei uma camiseta com uma frase estampada nela,e depois coloquei um short jeans. Parecia anos alí tentando vestir a roupa,até que consegui vestir a blusa. Não queria ficar dependendo da minha mãe até pra isso,é patético.

Fiquei mexendo no meu notebook,ouvi batidas na porta.

Pode entrar - olhei atentamente para a porta,era Shawn.

Oi,Bela adormecida - ele entrou sorrindo

Se eu estivesse com a perna boa,eu já teria corrido para te abraçar - sorri

Não seja por isso,eu vou até você.-  ele se sentou ao meu lado na cama,me deu um selinho demorado,cheio de afeto da parte de ambos.

Desculpa por não ter vindo mais cedo - ele falou me olhando com aquele olhar penetrante.

Não se desculpe,se você não veio,talvez não pode - sorri fraco.

O que você está fazendo? - ele perguntou apontando com a cabeça para o notebook.

Estava assistindo uma série qualquer.- dei de ombros.

Vamos assistir algo. - ele falou

O que por exemplo? - perguntei

Não sei,um filme que você goste.- logo veio na minha mente Harry Potter,mesmo tendo assistido milhares de vezes eu amava.

Você sabia que eu amo Harry Potter né? - ele arqueou uma sobrancelha.

Não.-  sorri

Temos coisas em comum - ele me deu outro selinho,só que rápido.

Ficamos assistindo por um bom tempo alí,ele segurou minha mão que não estava engessada,e as entrelaçou. Não sei o porque,mas aquilo me confortava em um nível absurdo.

Desculpa atrapalhar vocês,mas vim falar que a janta está pronta - minha mãe entrou no quarto.

Tudo bem,mãe,estamos indo. - olhei pra Shawn - você vai jantar aqui hoje,tudo bem? - falei tentando me levantar

Sem problemas - ele me ajudou a ficar de pé. Abracei sua cintura,afoguei meu rosto em seu peito,sentindo seu cheiro viciante.

Obrigada por estar aqui.- falei baixo

Eu sempre vou estar aqui.- ele olhou nos meus olhos.

Ele me ajudou a descer as escadas,e logo fomos para a mesa. Estávamos todos sentados ali.

Terminamos de jantar,me levantei e fui deixar meu parto na pia,junto com a minha mãe e Shawn.

Julie! - minha mãe me repreendeu

O que foi? - olhei assustada

Não fica fazendo esforço,o médico falou para repousar,não ficar andando pra lá e pra cá. - Shawn veio até a cozinha e concordou com ela. Revirei os olhos e fui andando até o sofá da sala,para assistirmos algo.

Flashes apareceram do nada na minha cabeça,eram vários,não conseguia decifrar o que aquilo era. Momentos de algo invadiram minha cabeça,senti uma dor terrível,me curvei para me apoiar em algo,era uma dor terrível.

Ei,tá tudo bem? - Shawn perguntou baixo enquanto todos estavam na cozinha

Está,só foi uma dor de cabeça.- segurei em seu braço e me sentei com cuidado no sofá




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...