História Unexpected Love - Shawn Mendes - Capítulo 16


Escrita por:

Postado
Categorias Cameron Dallas, Camila Cabello, Hailee Steinfeld, Harry Styles, Magcon, Shawn Mendes, Taylor Caniff
Personagens Cameron Dallas, Camila Cabello, Hailee Steinfeld, Matthew Espinosa, Nash Grier, Personagens Originais, Shawn Mendes, Taylor Caniff
Visualizações 172
Palavras 1.820
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Literatura Feminina, Poesias, Romance e Novela, Suspense, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Cross-dresser, Drogas, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Esse capítulo tá tão emotivo meu Deus! Preparem o coração...

Capítulo 16 - Distance between us


Fanfic / Fanfiction Unexpected Love - Shawn Mendes - Capítulo 16 - Distance between us

2 meses depois…

Estava de noite,uma noite um pouco fria por sinal. Estava vestindo um vestido azul claro,era lindo. Eu estava em um corredor,estava chorando,chorando muito. Parecia que ninguém me via,eu passava pelas pessoas,elas simplesmente me ignoravam,ou não me viam. Era uma festa na casa de Shawn,por que eu estava ali? Sai correndo,não conseguia controlar meu corpo,entrei no meu carro e sai,pisei fundo no acelerador enquanto as lágrimas caía sobre mim. Vi uma luz forte,era um caminhão,ele estava vindo em minha direção,na minha frente uma luz se formou. Alguém me chamava,uma voz longe,não sabia o que fazer,não conseguia falar,não conseguia me mexer.

Julie! - minha mãe estava em cima de mim - Ei… - eu a abracei,estava chorando - calma...filha...vai ficar tudo bem - ela falava,aquelas palavras pareciam me acalmar.

Podia ver meu pai no quarto,ele estava muito preocupado,andando de um lado para outro.

Ultimamente esse mesmo sonho me perseguia,ou melhor,pesadelo.

Quer conversar? - Minha mãe perguntou ainda abraçada comigo. Balancei a cabeça negativamente. - Tudo bem,eu estarei aqui se precisar.

Tomei um banho,deixei toda a água cair sobre mim. Eu não sabia o que estava acontecendo,eu devia estar ficando louca,não era possível.

Desci para tomar café,a rotina era apenas comer e descansar,talvez fazia compras para distrair um pouco. Eu sabia que não estava preparada para voltar ao trabalho,não tinha cabeça pra isso. Eu me desculpo com Shawn todas as vezes que eu falo com ele por não estar lá para ajudá-lo.

Faz três dias que ele não me liga,1 semana que não nos vemos,talvez seja o trabalho,ou está acontecendo algo,porém o maldito orgulho que vive em mim não consegue discar a droga do celular e perguntar como ele está. Eu me pergunto se fiz algo de errado,se o problema seja eu para ele estar me evitando sem ao  menos dar explicações.

Eu preciso dele aqui comigo,precisava do seu abraço,me sinto cada vez mais só,é um sentimento terrível de saber que estamos nos afastando aos poucos,não posso deixar isso abalar nosso relacionamento. Minha mãe pergunta por que ele não vem me ver,eu invento uma desculpa e falo que ele está ocupado,e para não deixá-la preocupada,falo que nos falamos todos os dias.

Eu sei que ela percebe que estou triste e diferente,mas tento sorrir e dar o meu melhor para essa impressão que ela tem sobre mim mudar.

Estava de tarde,meus pais tinham saído para fazer compras de comida,Bryan tinha ido para a casa da Aaliyah,eles começaram a namorar faz um mês. Antes de sair,meu pai perguntou milhares de vezes se eu não queria ir com eles,eu falei que estava tudo bem,não me importava em ficar sozinha,não ia precisar de nada.

Senti uma vontade imensa de caminhar pela cidade,coloquei uma calça jeans azul clara com alguns rasgos no joelho e uma blusa cinza da mulher maravilha,sim eu amo a mulher maravilha. Coloquei um tênis da Adidas.

Fui caminhando,depois de um tempo vi que estava perto da praia. Tirei meu tênis e fiquei andando pela areia da praia. O som estava se pondo,o céu estava numa espécie de laranja meio rosado que refletia na água. A brisa batia no meu cabelo,aquela sensação me fez lembrar eu e Shawn num final de semana na casa do Cameron. Senti meus olhos marejarem,mesmo ainda estando namorando com ele eu sentia que estavámos longes um do outro,não podia deixar meu orgulho acabar com isso. Senti uma lágrima rolar no meu rosto. Sentei na areia da praia me lembrando que da última vez eu estava aos braços de Shawn. Tomei coragem e disquei seu número,meu coração estava à mil,queria poder ouvir sua voz,mas a ligação caiu na caixa postal. Sim,ele podia estar me ignorando,queria poder saber o que houve. Alguém sentou ao meu lado,tomei um susto de primeira,essa pessoa que não via a um tempo estava ali,ao meu lado.

Estava andando pela praia,parece que o destino nos fez encontrar - Steve estava ali meu ex namorado depois de um ano,ele estava ali ao meu lado.

Por onde você andou? - sorri e o abracei

Estava em Londres,voltei semana passada. Recebi uma ótima proposta de emprego aqui em Los Angeles. Mas afinal,o que você faz aqui? - ele perguntou olhando o mar a frente.

Estou morando aqui.-  ri

É sério? - ele riu - Quando eu falei que o destino estava a nosso favor eu falei brincando - nesse momento me lembrei de Shawn.

Não brinca com isso,Steve - falei séria

Ah,me desculpe,você está comprometida? - ele me olhou de lado

Vamos se dizer que sim - soltei um suspiro.

Me desculpe,estava brincando - ele pareceu ofendido.

Tudo bem,é sério,não me leve a mal - sorri

Você sorrindo assim até me faz esquecer do que falou.- ele riu. Ficamos olhando a vista do mar,estava anoitecendo,vi que estava na minha hora de ir. Ele pediu meu número,não achei nada de mais,me despedi e fui embora. Fui caminhando do mesmo jeito que vim. Já estava escuro quando cheguei em casa,minha mãe apareceu na porta.

Onde você estava? - ela perguntou e me pareceu furiosa pelo seu olhar.

Estava dando uma volta por aí.-  entrei sem me explicar e subi as escadas.

Não sei se você sabe,mas ainda mora debaixo do mesmo teto que eu,mocinha. - Ela falou vindo atrás de mim.

Mãe,precisei dar uma volta,nem me lembrei de deixar recado ou algo do tipo,desculpa. - respirei fundo e olhei pra trás.- o Steve tá de volta.

Sério? - ele arregalou os olhos - mas ele não estava…

Sim,ele estava em Londres,mas teve uma proposta de emprego aqui em Los Angeles - falei calma.

Ele s… - interrompi novamente

Não ele não sabia que eu estava morando aqui - entrei no quarto e ela veio atrás.

Bom,a janta está pronta - assenti e deitei na minha cama.

Fitei o teto por um tempo,fiquei pensando o porque do Shawn não me atender. Meu celular vibrou,vi que era uma mensagem,desbloqueei o celular,era ele,Shawn,depois desse tempo todo ele mandou uma mensagem.

“Preciso falar com você. Me encontra em um parque que fica perto de onde trabalhamos em 30 minutos”.

Tudo bem,ele queria falar comigo,meu coração só faltava sair pela boca. O que ele queria falar? Eu não sabia se ficava feliz ou preocupada.

Tomei um banho e vesti a mesma calça jeans,só que coloquei uma blusa com mangas compridas preta,depois coloquei meu tênis.

Desci as escadas,meus pais estavam assistindo,meu irmão também estava lá.

Eu vou precisar sair,é um pouco urgente. - falei apreensiva

Está acontecendo alguma coisa,filha? - meu pai perguntou e todos me olharam.

Não sei,mas pode acontecer - sai dali,já tinha chamado um Uber. Depois do acidente,eu não uso o meu carro nem pretendo usá-lo mais. Dei ele para Bryan,ele só faltou enlouquecer de felicidade.

No carro fiquei olhando pela janela a cidade iluminada,fiquei pensando em como tudo isso tava uma bagunça,minha vida está de cabeça para baixo. Pensei também no que Shawn quer conversar,eu confesso que estou com um certo receio.

Desci do carro,fiquei procurando alguém conhecido o bastante para meu coração bater forte. Olhei para um banco perto do lago,ele era um tanto reservado. Shawn estava ali,sentado no banco me esperando. Quando me viu se aproximando se levantou,sua afeição estava diferente,ele não sorriu,e então meu coração parou,confesso que por um segundo ele parou. Ele não sorria,nem sequer me abraçou,no mesmo instante o desespero bateu.

Oi - falei olhando em seus olhos,para que neles eu pudesse ao menos saber o que estava acontecendo.

Oi - ele desviou o olhar. Ficamos em um silêncio,eu estava tremendo,não sabia o que falar,então deixei a droga de orgulho misturado com medo de lado.

Pelo amor de Deus,me fala o que está havendo. Eu te liguei e caiu na caixa postal,você não me liga a três dias,a última vez que nos vimos foi a uma semana - respirei fundo para que nenhuma lágrima caísse ali. - Poxa...me fala o que está havendo?

Julie… - ele não me olhava,parecia me ignorar. Ele estava olhando firme para o lago a nossa frente. - A gente precisa conversar,eu não posso continuar mentindo. - ele parecia desesperado,então me olhou,pela primeira vez naquela noite ele olhou dentro dos meus olhos.

Shawn - minha voz saiu falha e baixa,quase num sussurro - Me fala,se queremos continuar juntos,se queremos enfrentar isso tudo juntos,preciso que me fale,tudo bem,vou tentar te entender,mas...essa distância está acabando comigo - respirei o mais fundo que pude.

Não é tão fácil assim,eu não sei,só em pensar no que você pode pensar...eu nem consigo raciocinar.- sentei no banco e ele sentou também se virando para mim. - Eu não mereço ser perdoado,não mereço,o que fiz está me perseguindo a meses,está me deixando louco em saber que esse tempo todo estou mentindo para você.

Não conseguia nem sequer imaginar o que ele podia ter feito de tão horrível,ele estava desesperado,estava aflito.

P-por favor…só me fala - minha voz vacilou.


Antes do acidente eu estava te esperando chegar,te esperei ali,estava ansioso para te ver. - ele parecia procurar as palavras todas com cuidado. - Julie,eu ia te pedir em namoro,naquela noite,naquela maldita noite. - uma lágrima caiu do seu olho. - Você acordou e provavelmente deduziu que realmente estávamos namorando porque trabalhávamos juntos e,pelos momentos que tivemos,os melhores momentos que pude ter com alguém. Era um galinha antes de você chegar,não namorava com ninguém,eu apenas transava e jogava fora no dia seguinte. Mas aí você apareceu na empresa do meu pai,ele teve que sair porque minha mãe estava um pouco doente,então ele me ligou às pressas e fui entrevistar uma pessoa,não sabia que era você. Te encontrei naquele elevador,agradeço por ele existir ali,naquele lugar,porque foi aí que te conheci,foi aí que conheci a pessoa que mudou minha vida.


Oi - ele sorriu - é nova?

A-a eu vim para uma entevista - sorri de volta

Prazer,sou Shawn - ele sorriu

Julie...Julie Williams - sorri para aquele pedaço de mal caminho ao meu lado.

Parece que vamos para o mesmo andar - ele riu

É... - o elevador abriu,então eu fui em direção à sala,quando ia bater na porta,Shawn entrou rapidamente me dando um susto.

Bom,parece que eu vou te entevistar hoje - ele sorriu quando viu que eu também estava na sala

Mas,não era o seu pai que ia me entrevistar? - fiquei confusa

Ele me ligou agora e teve que sair urgentemente


Eu nunca agradeci tanto por ter entrevistado alguém - rimos - você mudou minha vida,Julie - ele pareceu tão aflito quanto eu. - Mas eu tive que estragar tudo isso,tive que estragar uma relação que estava construindo com a melhor pessoa que poderia conhecer. 

Naquele dia da festa chegou uma moça,ela me ofereceu bebida,talvez eu tenha bebido demais,tive que ir para meu quarto para me recompor. Essa mesma moça entrou e… - ele estava chorando,minhas lágrimas rolavam pelo meu rosto,o ouvindo ali,pude perceber o quão importante ele era,mas no mesmo instante foi como um balde água fria e acordar para a realidade. - Nós transamos.

Naquele mesmo instante meu mundo caiu,eu não podia estar ouvindo aquilo,mesmo ainda não estando namorando,estavámos criando um laço,um laço importante nas nossas vidas.

O olhei sem reação,não sabia simplesmente o que falar,era como se meu mundo tivesse sido destruído ali,naquele banco de um parque qualquer,de frente para um lago escuro,tão escuro quanto o meu eu naquele momento.





Notas Finais


Só digo uma coisa: aguentem o coração de vocês.
Eu sei que sou má kkkkkk mas foi preciso


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...