1. Spirit Fanfics >
  2. Unexpected Love >
  3. Vinte

História Unexpected Love - Capítulo 20


Escrita por:


Capítulo 20 - Vinte


-Casar?

Ela ainda não tinha se acostumado com a ideia de ter um casamento assim, tão cedo. Estava claro, já que sua pressão caiu e sua aparência pálida.

Estávamos no quarto dos meus tios, tia Kushina estava deitada na cama com três travesseiros apoiando sua cabeça, um copo de água estava em sua mão e Hinata a abanava com um papel qualquer que achou. Naruto, muito preocupado, segurava sua mão explicando o motivo pelo qual decidiu antecipar com a voz suave e lenta como um médico falava com uma criança.

Eu era mãe, entendia o motivo de Kushina desmaiar ao ouvir a palavra casamento quando se tratava de um filho. Para mães casamento era a mesma coisa que afastar.

Não que Naruto estivesse próximo, é claro. Ele vivia no apartamento de Hinata, fazia compras para lá, ajudava nas despesas e de vez em quando dormia na casa dos seus pais. Umas duas vezes no mês?

Enfim, tia Kushina já havia se acostumado, mas nunca pensou que o casamento ia chegar, não que desajasse o mal, mas ela só não achava que seria...

-Muito cedo.-Ela falou franzindo as sobrancelhas.-Não tem como mudar isso?

Dessa vez, Neji que respondeu negando com a cabeça.

-Já fiz os cálculos, eu sinto muito.-Acho que ele sentia mesmo apesar da aparência séria de sempre.

A ruiva suspirou. Já não havia mais jeito.

Sua expressão de derrota era de partir o coração.

-Precisamos arranjar alguém que estaja disposto fazer um casamento em menos de três meses.

-Sim, vamos procurar logo.

-E a lista de convidados, o salão e o buffet?-Ela perguntava nervosa.

-Calma, mãe!-Exclamou Naruto.-Vamos resolver, somos adultos.

Kushina respirou fundo.

-Daqui a pouco eu ligo para uma amiga, ela deve conhecer alguém.

Naruto fez carinho em sua mão.

-Certo, mãe. Mas agora, trate de descansar.

-Descansar?-Ela franziu a testa.-Eu não vou descansar nunca mais.

Segurei o riso ouvindo o drama da minha tia, até o Tio Minato chegar com Luna nos braços. Ele estava tão confuso quanto Luna estava escandalosa em seus braços. Notei que o quarto dos meus tios não fazia tanto barulho quanto o meu quarto, que eu jurava ouvir alguns ratos no sótão andando por lá.

O pai de Naruto, balançava Luna um pouco sem jeito até eu pegar e colocar na boca de Luna o que ela mais gostava, meu seio.

-O que está acontecendo? Kushina está doente?

Tia Kushina gemeu.

-Naruto vai casar.

Ele sentou ao seu lado dando beijos em sua mão.

-Ué querida, isso eu já sei.

-É que...-Decidi tomar a conversa.-Vai ser daqui a três meses.

Tio Minato olhou para o Naruto e Hinata. Sua expressão estava tensa, mas pelo menos ele não desmaiou como Tia Kushina.

-É um pouco cedo, não acha?

Neji explicou o ocorrido, acho que já estava cansado de dizer a história, bem, eu pelo menos ficaria. Mas parei pra pensar que quarto enorme seria, já que demoraria três meses.

-É um pesadelo voltar a morar com meu pai. Você não imagina.-Expicou Hinata.

-Ele não vai deixar nem você morar só?-Perguntou tia Kushina.

Ela fez que não.

-Eu tenho que estar casada.

Tia Kushina mordeu os lábios.

-Vocês não acham melhor morar nessa casa do lado? Ela é abandonada, mas podemos dar um jeito.

Naruto suspirou.

-Mãe, o apartamento fica perto. Não precisa ficar assim.

A tentativa foi falha, mas pelo menos tia Kushina tentou trazer seu filho para perto.

Enquanto a conversa desenrolava eu dava de mamar para Luna, aproveitei fui para o quarto e dei uma olhada no celular.

Lee me mandava mais pdfs das aulas perdidas que eu acompanhava com cautela quando Luna adormecia. No momento só mandei um emoji de coração em forma de agradecimento. Sem querer, abri a conversa com Sasuke, a sua última mensagem era de partir o coração.

No dia que fui encontrar minha mãe havia marcado de tomar um café, mas fiquei tão cansada com a agitação de sentimentos que cheguei em casa e dormi como uma mãe de recém-nascida. Quando acordei só olhei Sasuke me perguntando o que havia acontecido pois não me encontrou no café. Contei a verdade, mas não fiquei tão mal, estava ocupada demais para ter sentimentos por Sasuke, ou algo casual. Seja lá o que ele planejava não poderíamos ter, Luna precisava de mim em horário integral.

***

Uns dias depois de tia Kushina finalmente aceitar que seu filho ia casar, começamos a planejar melhor o casamento. Numa sexta-feira, pedimos pizza (eu sei que ia me arrepender uns dias depois) e convidei Tenten para planejar o vestido e decoração com a ajuda da tia Kushina e Hinata.

Naruto, tio Minato e Neji resolveram assistir o futebol na sala.

Luna estava dormindo então a deixei descansar enquanto lia revistas e sites de casamento no meu notebook. Peguei um pouco de ideia e ia juntando no caderno de casamento que minha tia comprou.

-Eu ainda não consegui achar alguém para organizar o casamento.-Falou tia Kushina com uma face de decepção.-Infelizmente muitos não aceitam por estar muito em cima.

Hinata desanimou.

-Eu também procurei alguns contatos, mas não achei nada.

Tenten que comia mais um pedaço de pizza falou:

-Acho que tenho um amigo que faz isso. Só um minuto, vou mandar mensagem.-Ela pegou o celular e digitou com uma mão enquanto comia com a outra.

-Tomare que consiga!-Dei um incentivo.-O que acha de um vestido sereia, Hinata?-Perguntei.

Ela pensou por uns segundos e fez que não.

-Acho que não vai ficar legal.

-Ok, vou procurar um estilos e vou te mandar. Eu também conheço um lugar ótimo para comprar vestidos, temos que ir lá.

-Podemos ir amanhã!-Tia Kushina se animou.

Hinata negou.

-Na verdade vou fazer entrega para um casamento.

Franzi a testa.

-Não sabia que fazia entregas.-Era uma novidade para mim.

-Comecei essa semana.-Ela explicou colocando mais um nome na lista de convidados.-Uma moça pediu e eu pensei porque não? Então resolvi adquirir essa ideia.

Tia Kushina pegou um pouco de suco e tomou.

-Podemos fazer panfletos e dar na loja. Com certeza vão querer uma encomenda para as festas. Céus, os doces da minha nora vão ficar famosos na cidade toda!

Hinata riu negando. Ela era modesta demais para aceitar que seus doces eram realmente bons. Ela fazia com tanto cuidado cada pastel doce, cada cupcake e cada bolo era impossível não ser bom.

Quando eu ainda trabalhava, no fim do dia podia olhar suas mãos vermelhas de tanto cozinhar, porém seu sorriso era tão doce quanto seus bolos.

-Com certeza fará sucesso!

-E a lua de mel, em?-Tenten perguntou.-Onde será?

-Não temos ideia ainda.-Hinata confessou.-Só pensamos no casamento.

-Querida, você está deixando a melhor parte de lado?-Se indignou tia Kushina.-Olha, quando eu e Minato casamos eu só pensava na lua de mel, estava com tanto medo de menstruar na semana e estragar tudo, mas no fim deu tudo certo.

Rimos tanto com a sinceridade da ruiva que até nos deconcentramos do assunto. Ela começou a contar as histórias das suas luas de mel com tio Minato e que planejava mais uma logo pois adorava fazer coisas quentes em lugares diferentes. Segundo ela, isso apimentava muito mais a relação que brinquedos sexuais como muitos casais faziam.

Antes de eu notar que a babá eletrônica não estava na cozinha, tia Kushina dava dicas de como enlouquecer um homem. Resolvi não ouvir já que era demais para mim. Fui procurar pelo o aparelho que me ajudava a saber se Luna estava ou não bem. Fui ao quarto e não estava lá. Nem na cozinha ou banheiro do andar de cima, então enquanto eu descia as escadas ouvi um barulho da campanhia e fui atender logo.

Para minha vergonha e tristeza, o meu cabelo estava bagunçado, meu rosto sem maquiagem revelando minhas olheiras de uma mãe que dormia pouco, e minha roupa, infelizmente, era uma camisola escrito "Jesus te ama!" um presente confortável (eu não podia negar) de uma tia distante que me deu no aniversário de 19 anos.

Para uma noite de sexta-feira em casa estava tudo bem usar, não me importava muito com Neji e nem com Tenten para usar uma roupa assim, mas agora com Sasuke...

-Boa noite.-Ele disse.

Eu deveria responder? Meu estado era deplorável, estava com tanta vergonha que quis ir para baixo da minha cama.

-O que você está fazendo aqui?

Eu não era grossa assim sempre, só quando eu estava passando vergonha.

-O Naruto me chamou.

-É claro!-Falei lembrando que Naruto era seu melhor amigo e que eu parecia uma tapada.-Desculpa, pode entrar.

Dei espaço e ele entrou indo para a sala.

Será que no livro dos recordes aparecia a pessoa que mais faz vergonha? Meu nome que tinha que estar lá.

Coloquei a mão na testa pensando o quão eu era tonta. Dei um suspiro para tentar esquecer o ocorrido.

Fiquei uns segundos nesse estado até ouvir sua voz de novo.

-Sakura?

Tirei a mão do rosto olhando para o moreno que estava lindo com aquela jaqueta de couro.

-Sim?

-Isso aqui é seu, não é?-Ele mostrou a babá eletrônica.

Fui pegar com mais vergonha do que estava antes, eu não imaginei que ele iria me flagrar com vergonha. Tem como aquela noite piorar?

-Sim, obrigada.

Ele só mexeu a cabeça e foi embora assistir o jogo. Diferente das minhas bochechas o clima estava bem gelado. Sasuke foi tão frio que nem sorriu ou perguntou por Luna. Apenas se sentou no braço do sofá e foi assistir o jogo de futebol. Saí do campo de visão antes que ele pudesse ver o meu rosto de decepção. Se bem que por que eu estava sentindo isso? Era bem desnecessário, não tivemos nada, apenas aquele clima de pode rolar alguma coisa que veio dos meus amigos.

Suspirei fundo voltando para cozinha e me sentando em frente a ilha.

Me perguntei porquê daquela sensação de vazio, não fazia sentido. Eu nem gostava dele, gostava de Sasori. Não que eu gostasse da sensação de amar alguém que me abandonou, mas era bem mais lógico eu estar apaixonada por algo que aconteceu do que alguém que conheci há pouco tempo atrás e não ter tido nada.

Balancei minha cabeça afastando o pensamento. Se ele seria frio, não teria problema algum, ele não era importante, nem para mim e nem para Luna.

Tentei me concentrar no casamento do meu primo que até o momento, estava nas mãos de quatro mulheres sem muita experiência.

-Por favor, me convidem para experimentar o buffet, eu amo comida de graça.-Brincou Tenten.

-Temos que convidar Lee para experimentar os drinks.-Lembrou Hinata. Lee estava tão ocupado com os trabalhos que nem pôde aparecer hoje.-Ele me disse que quando fica bêbado, faz umas danças loucas, eu preciso ver.

O celular de Tenten vibrou em cima da ilha, ela olhou rápido e arregalou os olhos.

-Hinata, Hinata!-Ela nos mostrou o celular, onde a conversa estava aberta, havia um emoji grande de "jóinha" e uma frase que não consegui ler rapidamente pois a morena movia rapidamente o celular.-Ele disse que sim!

-Então meu casamento tem um organizador?-Ela perguntou, ainda tentando assimilar.-Não acredito!

Tia Kushina colocou a mão em cima do peito.

-Céus! Eu estava morrendo de medo de ter que organizar tudo sozinha.-Ela pegou a mão de Tenten e beijou.-Você é minha mulher maravilha!

Tenten riu envergonhada.

-Só irei ver o preço, mas já podemos comemorar?

-Claro!-Tia Kushina pegou o copo de suco e levantou pedindo um brinde.

 Eu tentei ficar o mais feliz o possível, comemorei e sorri com as meninas. Logo essa sensação de decepção iria passar, só precisava de mais uns dias.


Notas Finais


O casamento vai rolar!
Gostaram? Não deixem de comentar, estou bem animada para o casamento, para a festa... Aguardem os próximos caps muita coisa vai acontecer!
Boa sexta, lavem as mãos e bebam água!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...