1. Spirit Fanfics >
  2. Unexpected Passion -Jikook >
  3. Capítulo um;

História Unexpected Passion -Jikook - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


As imagens dos capítulos vão ser sempre bem aleatórias ok.

Boa Leitura.

Capítulo 2 - Capítulo um;


Fanfic / Fanfiction Unexpected Passion -Jikook - Capítulo 2 - Capítulo um;

Jimin ON 


Triiim....Triiim....Triiim....


Escutando o barulho ensurdecedor do meu alarme, desligo o mesmo e enfim levanto.


Olho ao redor do meu quarto e vejo meu uniforme ja pendurado no cabide, ao lado da minha cômoda.


(Foto do quarto do Jimin, link nas notas finais)


Solto um longo suspiro e levanto da cama, indo em direção ao banheiro. Entro no mesmo e vejo que minha banheira ja está cheia com as minhas ervas preferidas... Noona, ela me conhece tão bem. 


A noona Susana, mas eu chamo ela de Susan, ela já é uma senhora de idade. Ela é como uma mãe pra mim, ela é na verdade a mãe que eu nunca tive.


"Jimin, você não tem mãe?" Tenho, porém minha mãe consegue ser pior do que meu pai. Não quero parecer clichê, muito menos dramático, mas a verdade é que eles não ligam pra mim, nunca ligaram. A única preocupação deles é dinheiro, empresas, etc. E como se não fosse o suficiente, eles querem comandar a minha vida. Eles sempre decidiram as minhas amizades, minhas escolas, minhas roupas, jeito de falar, tudo! 


Eles sempre foram assim, e eu acabei me acostumando a fazer tudo do jeito deles. Um saco, eu sei.


Eu estou no auge dos meus dezessete anos, e eu nunca fui numa balada, nunca bebi nenhuma bebida se quer, pra falar a verdade eu quase nunca saia de casa. Só saia pra ir pro colégio. 


Enfim, to pensando demais.


Sai da banheira é fui em direção ao meu quarto de roupão, peguei meus hidratantes, passei pelo meu corpo e peguei meu uniforme. (notas finais)


Já pronto, desci as escadas e me dirigi até a cozinha. Lá vi na mesa meus pais sentados tomando café, minha mãe com seu notebook na mesa, e meu em suas milhares de ligações. 


- Bom dia..- Citei vendo apenas o olhar da minha mãe sob mim, ninguém se pronunciava ali. Peguei uma maçã e me dirigi até porta, sendo interrompido pela voz do meu pai.


- Aonde você vai?


- Para o colégio appa.- falei de cabeça baixa.


- Senta na mesa e come alguma coisa decente, não quero ser chamada na escola por você ter desmaiado por não ter comido nada.- Minha mãe falou fria como sempre.


Eu sem escolhas, apenas obedeci e sentei na mesa pegando uma fatia de bolo e um gole de café.


- Ancioso para o último ano do ensino médio?- meu pai perguntou.


- Não muito... Irá ser a mesma coisa de sempre. Ano que vem eu entro na faculdade de dança e-


- Não, nem pensar. Você não vai fazer faculdade de dança coisa nenhuma!- Eu travei encarando meu pai.


- Mas pai é o meu sonho.


- Jimin, a gente ta fazendo isso pelo seu bem querido.- Minha mãe se pronunciou.


- Meu bem? Vocês nunca ligaram para mim e agora quer falar que vocês querem o meu bem?


Autora ON 


- CHEGA! Park Jimin, pra escola.- o Alfa falou batendo as mãos na mesa.


O Park levantou lentamente com os olhos marejados. Pegou sua mochila e foi em direção à porta da entrada. Saiu e seguiu seu caminho para escola pensando no que acabara de acontecer em sua casa.


Jimin andava calmamente até ouvir barulhos de rodinhas deslizando pelo chão, revirou os olhos já sabendo quem era.


- Eai loirinho.- Falou Jeon parando de andar com o skate agora andando a pé ao lado do Park.- Posso te acompanhar até sua escola de Elite vossa majestade?


- Jeon você nunca desiste?


- Porra gato me dá uma chance.- falou ficando na frente do menor, fazendo o mesmo ver a roupa que o Lúpus usava.(notas)


- Chance do que Jeon?


- Chance de você ser feliz comigo.- falou risonho.- Caralho loiro, já faz quase três anos que eu fico correndo atrás de você, uma hora eu vou cansar e vai ser ai que você vai acorda e ver oque você perdeu.


- Ai Jungkook, primeiro dia de aula, to cheio de coisa na minha cabeça e você vem com essa? Você corre atrás de mim porque você quer, faz três anos que você corre atrás, e três anos que você continua levando um fora.- Jimin cuspiu as palavras na cara do Lúpus, que ao terminar de ouvir tudo aquilo fechou a cara e caminhou ao lado do menor olhando pro chão.


- Você não quer nada comigo só por que eu não sou da classe A que nem você não é?


- Nada a ve Jeon, nós somos muito diferentes entende? 


- Não quer nada comigo por que eu moro num barraco na favela, e você numa mansão no bairro dos boy? Ou então por que você só usa roupa cara de marca e eu tenho meu estilo largado? Ou é por que você estuda numa escola particular que só aceita quem tem sobrenome, e quem é cheio da grana, que é cheia de mauricinho de merda que acha que o mundo gira em torno só da porra do umbigo deles, e eu estudo em uma escola pública? É esse o seu diferente loiro? Ou você não quer ficar comigo só pra manter a imagem de bom ômega pra porra dos teus pais que não tão nem aí pra você?


Nesse momento Jimin não se controlou e acabou acertando um tapa estalado no rosto do Alfa, chamando atenção de algumas pessoas que passavam por ali.


- Você não sabe nada sobre mim! E a próxima vez que você chegar perto de mim de novo, eu juro que chamo a polícia.- Jeon ainda com o rosto virado acariciando o lugar onde foi atingido, deu um risinho debochado e encarou o menor. Que ao mesmo tempo que estava com olhar de arrependimento, estava com uma carranca no rosto.


- Eu achei que você era diferente Jimin, mas você é igual a todos. Um playboyzinho de merda que se acha melhor do que todo mundo. E que não pode entrar numa discussão com um favelado que nem eu que fala que vai chamar a polícia e os caralho a quatro. Mais sabe oque é mais foda Jimin?- Jeon falou pegando um fininho em seu bolso logo pegando o esqueiro.- Que eu realmente achava que a gente poderia te um futuro junto ta ligado?- deu uma tragada e soltou no ar.- Mas papo de futuro é só pra quem tá na mesma intensão que você. Se cuida aí Park.- Jeon terminou de falar e logo voltou a andar com seu skate.


Jimin ficou realmente mal com oque tinha acabado de acontecer. Mas porra!!? Quem o Jeon pensa que é pra falar daquele jeito com ele? 


Jimin ainda puto com tudo voltou a ir em direção ao seu colégio, mas com a cabeça distante, ele não queria ter feito aquilo com o Jeon, mas ele realmente passou dos limites em falar aquelas coisas para o Park.


. QUEBRA DE TEMPO .

. Depois da aula .


O dia no colégio para o Park não tinha sido nada demais, as mesmas coisas de sempre, porém agora com uma dificuldade a mais, já que estava no último ano. 


Jimin estava voltando para cara, eram seis e pouco, já que estudava em horário integral. O ômega estava passando por um Parque onde também tinha várias pistas de skates, e lá ele avistou Jeon saindo com uns amigos. Jimin encarou demais e só saiu de seu transe quando percebeu que Jeon também o encarava. Mesmo do outro lado da rua Jimin conseguiu ouvir os amigos do Jeon zuando o mesmo. Mas a resposta dele fez Jimin se sentir... Triste.


- I ala JK, não é o teu loirinho?


- Não sei do que vocês estão falando.- falou curto e grosso.


- Ah qual é? Vai dizer que brigaram? Você vivia querendo chamar a atenção dele.


- Cobrar atenção jamais parça, nois só passa e finge que nem conhece também.- ao terminar sua frase que foi dita alta de propósito, Jimin se sentiu diferente, então apenas virou a esquina e foi embora para sua casa, sentindo seu peito apertado.


[...]


Chegando em casa o menor foi recepcionado por seu cachorro, Achilles, que ao ver o dono passou a pular no mesmo.


- Oi Achilles, como foi o seu dia meu amor? O meu foi péssimo sabia?- ajoelhou no chão para fazer carinho na barriga do cachorro.- Cadê a Susan Achilles? Cadê a Noona?- Nesse momento Achilles levantou todo alvoroçado e correu em direção à cozinha, trombando em algumas coisas pelo caminho.


Jimin seguiu o cachorro até a cozinha e viu Susana fazendo a janta.


- Oi Noona.


- Olá meu filho. Como foi seu primeiro dia de aula?


- Normal, nada de diferente, mas omma, lembra do Jeon?- Jimin manhou pra Susan enquanto sentava na mesa.


- O Skatista que fica dando encima de você?- Jimin assentiu.- Lembro sim, oque tem ele?


- Eu bati nele.


- Como Jimin?


- Ele começou a falar um monte de coisas e eu não me controlei. Ele ainda insiste nessa história de querer ficar comigo.


- E por que você não dá uma chance pra ele Mochi? 


- Até você Susan?- falou indignado.



- Sim ué, eu não vejo problema nenhum nisso.



- Mas isso iria decepcionar muito meus pais Susan. E você sabe que eles abominam qualquer tipo de droga.


- E oque tem a ver Park Jimin?


- Tem a ver que o Jeon fuma!


- Cigarro?


- Maconha omma!


- Puta merda em Jimin. Olha só o que você foi arrumar.- falou rindo.


- Mas eu não tenho nada com ele.


- Jimin você tem dezessete anos e ainda é virgem Jimin.


- Eu não achei a pessoa certa.


- Você não achou ou os seus pais não acharam pra você? Jimin ta na hora de você dar um basta nisso tudo, e ir escrever a sua própria história, ta na hora de você fazer suas próprias escolhas.





Continua...


Notas Finais


QUARTO DO JIMIN:

https://pin.it/2Ipm7m3

UNIFORME DO JIMIN:

https://pin.it/2Ipm7m3

ROUPA DO JEON:

https://pin.it/2zz9yBQ

CACHORRO DO JIMIN:

https://pin.it/6Utjifz


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...