1. Spirit Fanfics >
  2. Unexpected proposal - jake kiszka >
  3. Único.

História Unexpected proposal - jake kiszka - Capítulo 1


Escrita por: strokiszka

Notas do Autor


só um devaneio que eu tive nesse domingo chuvoso........

Capítulo 1 - Único.


Fanfic / Fanfiction Unexpected proposal - jake kiszka - Capítulo 1 - Único.

Já eram quase sete da horas da noite de um domingo chuvoso, preguiçoso e deprimente. O fato de Jake não ter ido almoçar com ela, como o planejado, irritando-a intermitentemente. Ele tinha prometido.

A comida estava toda posta sobre a pequena mesa da cozinha, alguns panos e tampas de potes cobrindo e protegendo a refeição contra qualquer sujeira ou mosca. Maya estava sentada no sofá, tentando se entreter com um livro, mesmo que isso não estivesse funcionando tão perfeitamente. A todo instante ela parava e encarava a porta, esperando que a mesma fosse aberta revelando um Jake culpado, enrolado tentando expor seu convincente argumento sobre o atraso. Contudo, isso também não estava acontecendo.

Ela soltou um suspiro e se levantou do sofá, deixando o livro sobre o estofo e caminhando até a cozinha, mais especificamente para a pia, para poder observar o céu escuro pela janela que ficava por ali. Maya abriu a janela e respirou o ar frio da noite, observando que a chuva tinha cessado, que tudo estava úmido e molhado, e meio triste. Ou talvez fosse apenas o estado de espírito dela que estava contaminando tudo.

Um estrondo na porta a fez pular de susto, rapidamente virando-se para ver Jake com algumas caixas nos braços, um par delas caídas diante dos pés dele na entrada. Irritada, mas com pena do jeito desastrado dele, ela caminhou até lá em passos largos, pegando duas caixas dos braços do namorado e levando-as até o sofá. Em seguida o rapaz colocou as caixas que estavam em seus braços no chão e fechou a porta, já olhando na direção da mulher.

— Maya, eu...

— Não, Jake! — Ela o interrompeu, a mão aberta, parada no ar, soando como um alerta para ele ficar longe. — É sempre a mesma merda, a mesma desculpa! Que porcaria você e seus irmãos andam fazendo todo domingo? — Perguntou, já exasperada, sentindo seu coração bater rapidamente contra o peito de tanta raiva.

Jake olhou para o chão e coçou a nuca, incomodado.

— Já te disse, Maya, nós ensaiamos. — Ele disse, mas claramente não transmitia verdade naquilo.

Ela encarou com exaustão, franzindo o cenho e soltando um suspiro frustrado.

— Jake... — Se jogou no sofá, cobrindo o rosto com as mãos. — Se você está me traindo... Me fala! — Pediu, finalmente deixando sua desconfiança sair de seu peito.

Jake franziu o cenho numa careta.

— Por favor, Maya... É... é sério isso? — Indagou, nervoso, passando a mão pelo nariz desajeitadamente. — Eu não minto quando digo que estou com Josh e Sam. — Sua voz suavizou novamente, seus ombros caindo.

– Então por que, por que em todo domingo você chega em casa e age como se estivesse escondendo algo de mim?!

Jake suspirou e mordeu o lábio inferior com força, lentamente caminhando até a mulher. Prestes a se agachar e ficar de frente para ela, o rapaz perdeu o equilíbrio e, num reflexo, puxou uma das caixas que estavam sob o estofado. O resultado: ele e a caixa no chão.

Maya olhou para a cena e franziu o cenho ao notar que a caixa tinha aberto alguns objetos familiares caíram de dentro, no entanto, sua atenção foi totalmente puxada para o pequeno objeto brilhante que estava do lado do pé de Jake, que ele tentou pegar, mas a mulher foi mais rápida e inclinou o corpo, pegando o pequeno anel brilhante em suas mãos. Ela sentou-se de volta no sofá, o objeto brilhando na palma de sua mão. Sem entender, ela desviou o olhar para um Jake claramente pálido e murmurou:

— O que é isso? — Questionou quase num sussurro, seu cérebro aos poucos saindo da nuvem de raiva e cogitando uma certa situação.

Ele se pôs de joelhos, apoiando os braços nas pernas da namorada enquanto gentilmente pegava o anel de suas mãos.

— Jake... — Maya murmurou em um tom de dúvida, sentindo medo de deixar sua pergunta sair e não ser o que ela estava pensando.

— Eu estraguei tudo. — O rapaz deu uma risada anasalada, balançando a cabeça em negação. — No final, todos os atrasos e domingos que eu passei com o Sam e Josh não serviram de nada. — Ele levantou o rosto e encarou a namorada, um rastro de sorriso, desejando por ser liberto, decorando seu rosto levemente avermelhado.

— Por que?! — Ela perguntou, sentindo seu coração bater tão forte e rápido que quase a fazia desmaiar. Ver Jake naquela posição, segurando o objeto brilhante em mãos com aquela expressão tímida e boba só intensificava tudo.

— Porque eu planejava te pedir em casamento, de um jeito romântico, mas claro, meu lado desengonçado teve que estragar tudo. — Jake riu e ela gargalhou, atônita demais com o que estava acontecendo.

Ele segurou o anel próximo ao rosto de Maya, e mordeu o lábio, tentando lutar contra a vontade de sorrir.

— O que você acha? — Ele girou o objeto nos dedos, sentindo o rosto queimar ainda mais.

— Você tá me pedindo em casamento?! — A mulher finalmente perguntou, deixando uma lágrima solitária escorrer pela bochecha.

— Só se você for dizer sim. — Ele respondeu de maneira divertida, balançando a cabeça minimamente.

— Então eu digo sim, seu idiota! — Maya respondeu com a voz embargada, vendo Jake segurar sua mão e enfiar o anel em seu dedo anelar direito gentilmente, em seguida levantando-se e juntando os lábios com toda a felicidade que sentia no momento.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...