1. Spirit Fanfics >
  2. Unfair >
  3. Omaya!

História Unfair - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Boa leitura!

Capítulo 1 - Omaya!


Fanfic / Fanfiction Unfair - Capítulo 1 - Omaya!

- Tá bom, é a minha vez agora. - Sehun disse se concentrando conforme olhava para a sua mão de cartas.

Kyungsoo que se encontrava do outro lado do painel com sua péssima mão de cartas, o encarava apreensivo e ao mesmo tempo não parava de se amaldiçoar por ter cedido e resolvido jogar pôquer com o estagiário da estação. Maldita hora em que inventou de apostar sua discografia do Daft Punk.

- Então - começou a desconversar afim de desconcentrar Sehun - você já assistiu Interestellar 5555?

O mais alto o encarou com um olhar de reprovação. - Boa tentativa Do Kyungsoo, mas eu ainda estou ganhando esta partida.

- Mas que droga! - o rapaz mais baixo e de óculos reclamou - Você não pode simplesmente levar toda a minha coleção! É de colecionador!

Sehun o encarou por alguns segundos antes de voltar a falar.

- Seguindo as regras do jogo, eu posso sim. - o Do bufou alto - Mas pra você não dizer que eu sou ruim eu tive uma ideia melhor do que levar sua coleção. Sabe o que a gente podia fazer?

- Eu sei que eu deveria quebrar a cabeça de vocês dois. - a voz autoritária de Jongin falou fazendo o pesquisador assistente e o estagiário da estação de vigia da NASA pularem no lugar.

Ambos os rapazes pularam de suas posições relaxadas e ficaram de pé, curvando a cabeça em desculpas.

- Foi tudo ideia dele. - Kyungsoo explanou.

- Nem vem me culpar, você aceitou! - Sehun rebateu.

- Ora mais eu-

- Não me importa de quem foi a ideia, vocês deveriam estar trabalhando e não jogando cartas. - Jongin, o pesquisador chefe da estação repreendeu fazendo os dois rapazes mais novos abaixarem ainda mais a cabeça - Tem milhares de pessoas ao redor do mundo querendo as vagas de vocês e vocês perdem tempo com… o que é aquilo?

O pesquisador de pele bronzeada e óculos aguçou a vista para perceber o ponto vermelho piscando no grande painel atrás dos aprendizes.

- Alguma coisa está se aproximando da estação espacial 1205. - Ele disse abismado.

- Alguma coisa? Tipo o quê, um pedaço de meteorito? - Sehun perguntou.

- Impossível, - Jongin respondeu - nenhum dos telescópios e radares capitaram nada do tipo daqui até a Alpha Centauri. Rápido Kyungsoo, essa coisa vai passar pelo satélite ERI2014, abra a câmera dele, vamos descobrir o que é essa coisa.

O Do correu para a cadeira mais próxima e rapidamente entrou no sistema do satélite, fazendo com que a imagem preto e branca das câmeras aparecerem no painel em frente ao trio. Assim que terminou, se levantou ficando ao lado de Sehun e Jongin que encaravam a tela, conforme o pontinho vermelho no radar se aproximava do satélite.

Quando o objeto não identificado finalmente passou ao lado das câmeras, os rapazes congelaram.

- Omaya. - Foi tudo o que Jongin conseguiu dizer em choque , enquanto retirava os óculos ainda observando a tela.

Porém foi tirado de seu estado de choque assim que o som do corpo de Kyungsoo indo ao chão se fez presente. 

- Droga! - Sehun disse conforme tentava levantar o colega que tinha desmaiado no meio da sala.

- Sehun - Jongin chamou ainda encarando a tela - você já fez contato com o pessoal da estação espacial?

Sehun, assustado pela possibilidade de poder conversar com Kim Junmyeon o astronauta que lhe inspirara a iniciar a carreira de pesquisador do universo, soltou o corpo de Kyungsoo que fez um barulho feio ao cair no chão novamente.

- Acho que isso foi um não. - Jongin disse agora encarando o corpo torto de seu assistente no chão. - Então é melhor se preparar, pois vamos ter que avisar eles.

***

 

O som da campainha que denunciava a chamada urgente da estação terrestre era alto dentro da estação espacial, mas para a raiva e frustração de Junmyeon nenhum de seus companheiros estavam atendendo.

Abrindo os olhos raivosos o astronauta condecorado  flutuou para fora de seu quarto na estação indo para a sala de controle.

- YA! - Ele berrou antes mesmo de entrar na sala - Eu estou em meu horário de dormir, por que diabos não estão atendendo a chamada?!

No entanto assim que entrou no local deu de cara com uma cena inusitada: Baekhyun tinha a boca presa num saquinho cor de prata enquanto estava agarrado em uma coluna enquanto Jongdae agarrado em outra coluna, o puxava com uma mão.

- Que porcaria é essa?! Ainda temos comida o suficiente pra todos.

- Vew fei. - Baekhyun respondeu ainda mordendo o saco que era puxado por Jongdae.

- Como é que é? - Junmyeon arqueou uma sobrancelha.

O rapaz soltou da coluna e tirando o saco da boca encarou-o.

- Eu disse que eu sei. - Baekhyun se corrigiu.

- Mas Jun sério, é impossível abrir essa porcaria. - Jongdae disse - Eu quase arranquei um dente dele e nada de abrirmos o saquinho de suco!

Junmyeon encarou de leve a embalagem e voltou a olhar os companheiros de missão.

- Talvez porque vocês estejam puxando do lado errado, não?! - ambos os rapazes se encararam sem graça ao ouvir sua constatação, mas ele não lhes deu chance de inventarem desculpas - Que seja, me dá esse saquinho aqui e Jongdae atende essa chamada por favor, minha cabeça já está doendo.

Assim ele flutuou para perto do companheiro mais novo afim de abrir o saquinho de suco enquanto Jongdae flutuava para perto do comunicador da estação.

- Alô, algum problema? - Jondae disse direto.

- Sehun fala logo, eu ainda tenho que passar pomada nesse galo na testa dele. - O astronauta ouviu a voz do colega de trabalho Jongin, murmurar ao fundo antes de outra pessoa começar a falar - O-Oi e-eu t-t-tenho um re-recado p-pra d-d-ar.

Jongdae franziu o cenho sem entender o nervosismo, provavelmente era alguém novo na estação. - Calma cara, é só respirar fundo e me dizer qual é o recado.

- DO QUE É FEITO ESSA PORCARIA?! - O astronauta ouviu a voz de Junmyeon berrar atrás de si e se virou encontrando ele e Baekhyun lutando para abrir o saco de suco, que era mais resistente que o normal, quando um objeto não identificado passou ao lado da  janela da estação o fazendo arregalar os olhos.

- E-então, o recado é que-

- O que é isso?! - Ele disse abismado de forma que Junmyeon e Baekhyun pararam de brigar com o saquinho afim de olhar para a janela da estação que se encontrava atrás deles.

O choque de ver tal coisa ao vivo e a cores fora tanto que Junmyeon puxou o saquinho de uma vez da mão de Baekhyun, e este por sua vez rasgou, fazendo com que suco de groselha flutuasse em gotinhas em sua frente.

- Rápido, avise aos rapazes lá fora para terem cuidado! - Junmyeon instruiu a Jongdae que ainda tinha o comunicador no ouvido.

O rapaz arregalou os olhos ao se lembrar dos outros três companheiros astronautas, que viam de duas em duas semanas realizar reparos na parte externa da estação.

Ele encarou o comunicador. - Foi mal novato, mas tenho que avisar meus amigos.

***

Minseok sabia que era importante a missão que fazia, mas não podia evitar se sentir um idiota.

Quando entrou no programa de vigia da estação 1205 esperava pelo menos ajudar a explorar planetas novos, mas logo descobriu que isso custava muito mais milhões do que lhe fora dito na faculdade e infelizmente quatro anos depois ainda fazia parte da equipe de reparos. Sabia que era bobagem se sentir tão mal e de qualquer maneira ele estava no espaço, mas caramba nem era uma missão oficial, ele era só assistente dos caras que levavam todo crédito.

'Bom, pelo menos deu pra conhecer umas pessoas legais.' Ele pensou enquanto via Chanyeol flutando para parte mais distante da estação.

- Olhos de gato, tá me escutando? - Ouviu a voz do irritante astronauta o chamar no comunicador.

- Meu nome não é Olhos de gato, meu nome é Minseok!

- Por que seu colega Olhos de sono não atendeu? Estou ligando há cerca de dez minutos!

Minseok olhou na direção contrária da estação vendo Yixing balançar a cabeça animadamente de um lado para o outro enquanto soldava um pedaço de metal. Yixing tinha o péssimo costume de estar sempre de fones de ouvido, mesmo sem ouvir música, apenas para se concentrar na canção que estivesse viciado no momento, o que era perigoso e proibido no horário de trabalho.

- É complicado… - Minseok desconversou.

- Que seja Olhos de gato, a questão é que tem uma espécie de baleia indo na sua direção!

Minseok arregalou os olhos e então caiu na risada.

- Francamente Jongdae, isso não é hora para brincadeiras!

- Eu não estou brincando Olhos de gato, olhe para trás!

- Não eu não vou olhar!

- Pare de ser teimoso, essa baleia ou seja lá o que for isso pode ferir tanto a você quanto a sua equipe.

- Jongdae você sinceramente…

- OLHA LOGO!

Minseok revirou os olhos e na velocidade em que a gravidade lhe permitia e então ficou frente a frente com a tal baleia.

O rapaz não soube dizer quanto tempo encarou o animal incomum mas assim que ele se moveu e flutuou por cima de cima de si passando pela estação ele saiu do transe.

- E então, o que me diz Olhos de gato?

- Isso está ficando perigoso, temos que ir com calma. - Minseok respondeu enquanto via o gigante se afastar indo embora na direção do amigo mais distante.

 

Enquanto isso, um distraído Chanyeol, que soldava na parte mais longínqua da estação, pensava no suco de groselha que um dos astronautas responsáveis da missão tinha lhe oferecido. Parecia bobo, mas fazer o quê se ele amava esse sabor do suco?

Após algum tempo, o rapaz ouviu um zumbido em seu comunicador e resolveu o ligar. Porém devido a distância era difícil entender do que falavam em ambas as estações, já que o comunicador de apoio podia sintonizar em ambas as bases.

- Jongin viu… desmaiou… comunicamos… ele acordou agora.

- Mas de onde vem?... Não fazemos ideia, só seguimos instruções.

- Ser vivo… Não não é normal… Sim, ele está com um galo enorme na cabeça.

- Ele gaguejava demais, não entendi nada… Minseok me atendeu os rapazes lá fora sabem.

 

Piscando com a última mensagem o rapaz que já havia parado de soldar sentiu uma presença em suas costas.

Se virando e olhando para o rumo do sol que brilhava distante há uma segura distância de si, ele viu o que parecia ser uma baleia gigante, flutuando, nadando na imensidão do espaço.

Mas sendo o rapaz doce que era, Chanyeol sorriu abertamente com a cena, só conseguindo pensar em uma palavra afim de expressar sua incredulidade e felicidade por presenciar tal acontecimento.

- Omaya!

 

 


Notas Finais


Desde que ouvi Unfair pela primeira vez sempre me perguntei como seria um MV para essa música levando em consideração o conceito de astronauta do Sing For You e bem, aqui está a resposta: uma one-shot que eu imaginava sempre que ouvia a música.
Obrigada Gabi do EXOFANFICS por ter me ensinado como escrever no Google Drive, ou esta história nunca teria saído da minha mente kk ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...