História Unfair destiny (Imagine CNCO) -Zabdiel de Jesus - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias CNCO
Personagens Christopher Vélez, Erick Brian Colón, Joel Pimentel, Personagens Originais, Richard Camacho, Zabdiel De Jesús
Tags Christopher, Cnco, Erick, Imagine, Joel, Richard, Zabdiel
Visualizações 85
Palavras 571
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Essa é minha nova história espero que gostem 😊
•Boa leitura amorecos💞

Capítulo 1 - Ela esqueceu...


____________ on

-Ela esqueceu de novo -Sussuro baixo para mim mesma enquanto entro na cozinha, é o terceiro ano seguido que minha mãe esquece o meu aniversário.

Depois que meu pai foi embora, ela deu uma desandada e eu a entendo pois ela amava ele, morávamos na Califórnia mas depois do término nos mudamos para Porto Rico em busca de esquecer o passado.

Ouço um barulho na porta, vou correndo em direção a mesma e a abro, dando de cara com um Joel sorridente, com várias sacolas de mercado em seus braços. Franzo o cenho.

Nesses últimos três anos, desde que mudei pra cá Joel foi meu porto seguro, ele é meu melhor amigo, um anjo.

- Ela esqueceu de novo, né? -Assinto com o olhar tristonho. -Mas eu não esqueci, da licença. Aliás feliz aniversário, te devo 17 puxões de orelha. -Diz me empurrando e entrando em minha casa. -Alias, porque está tão arrumada? - Diz entrando em minha cozinha colocando as sacolas, em cima da mesa e as abrindo.

-Se você não viu que horas são, é hora de ir a escola inclusive .-Pego meu celular que está em cima da bancada ao lado da mesa. -São 12:30 puta que pariu, Joel corre e se troca, eu vou pe...-Iria correr em direção ao meu quarto, mas sou segurada pelo mesmo.

-Sussega a raba lá no sofá, hoje é o seu aniversário você tem que aproveitar. -Diz me soltando e indo em direção ao armários. -Onde tá o liquidificador? .-Falou abrindo as portas do armário.

-Para que você quer? -Digo pegando o liquidificador que estava na pia.

-Pra fazer bolo, ué. Nunca vi aniversário sem bolo. -Disse vindo em minha direção e dando um beijo em minha testa, é realmente ele meu anjo...

Depois de ter feito o bolo, comemos o mesmo e umas besteiras que ele trouxe, lógico depois do parabéns. Assistimos umas séries na Netflix, na sala ele deitou em meu colo e durmiu enquanto acariciava seus cabelos perfeitos enrolados.

Sinto meus olhos pesarem, e durmo juntamente a ele.

Acordo com um barulho vindo da garagem, tento me levantar mas o corpo de Joel, estava sobre o meu me deixando imóvel. Olho para a mesa de centro, onde avisto um relógio que marcava exatamente 18:30, estranho porque minha mãe costuma a chegar mais tarde...- Sou interrompida de meus pensamentos, com minha mãe entrando todo risonha em casa com, um cara???

Empurro Joel do sofá que cai no chão e levanto imediatamente.

-Ai brutalidade... -Diz o mesmo levantando.

Arregalo meus olhos e a mesma me olha como se tivesse esquecido alguma coisa, e bom esqueceu...

-Feliz aniversário, muit... - A mesma vem em minha direção e me abraça começando a falar e eu a ignoro completamente, e encaro o homem, que aparenta ter 20 e poucos anos, parado na minha sala, até ela me sacudir. -Hey, filha desculpa mesmo, mamãe faz um bolinho agora é a gente canta parabe...-A interrompo.

-Muito obrigada, eu e o Joel já comemos bolo, e cantamos parabéns e se me der licença eu e ele vamos para o meu quarto. -Digo pegando a mão do mesmo e indo em direção às escadas.

-Calma... -Diz o cara vindo atrás de nós. -Eu nem tive tempo de me apresentar, me chamo Zabdiel. -Diz dando um sorriso sem mostrar os dentes.

Paro no primeiro degrau e o encaro:

-Que interessante, porque não te perguntei nada -Volto minha atenção as escadas, e subo com Joel resmungando e deixando o tal Zabdiel e minha mãe de boca aberta...


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...