1. Spirit Fanfics >
  2. Unfair Life >
  3. Discovery

História Unfair Life - Capítulo 16


Escrita por:


Notas do Autor


⭐Gente me perdoem, ontem eu acabei dormindo, por isso não postei. Mais está ai, não me matem.

⭐Boa leitura e perdoem os erros.

Capítulo 16 - Discovery


CAPITULO 16  

 

P.O.V. ANY  

 

          - Mentira que vocês fizeram isso! – surpreendo com a surpresa que estava me aguardando. Bem no centro da sala, tem uma faixa escrita “Seja Bem-Vinda novamente Any”, com duas mesas repletas de docinhos e salgadinhos, e um bolo de chocolate com morango.  

 

          Sabina- É claro que fizemos larina! – diz vindo até mim em um abraço.  

 

          Joalin- Sentimos saudades! – corre até mim.  

 

          - E eu não senti a suas?! – abraço a mesma.  

 

           Krystian- OU! – nos chama desviando toda a atenção – VOCÊS IRÃO FICAR AÍ, OU ESTÃO ESPERANDO UM CONVITE FORMAL? – diz e rimos. 

 

           Heyoon- Abraço coletivo! – grita e todos vieram em minha direção.  

 

          - Gente – falo com um pouco de dificuldade – acho que já está bom de abraço né? – todos assentem e nos distanciamos.  

 

          Sofya- Como você está?  

 

          - Bem e você? – ela assente, mais não estende o assunto, talvez ainda não estivesse preparada para contar.  

 

           Shivani- Que bom que todos estão bem, mais agora é hora da festa – vira para Lamar – solta o som DJ.  

 

           - Lamar? De DJ? – me espanto – Eu perdi tanta coisa assim essa semana?  

 

           Krystian- Mais do que você possa imaginar.  

 

           - A é mesmo? O que? – percebo que alguns começam a se entreolhar.  

 

            Josh- Nada pequena – me abraça por trás – o que o Krys estava se referindo sobre a sua “festa” surpresa.  

 

           - Por que você fez aspas ao dizer festa?  

 

           Noah- Sem querer ofender todos, mas isso aqui não é bem uma festa. 

 

           Sina- Está mais uma reunião pela sua chegada.  

 

            - Vocês estão brincando? Esta é a primeira festa que eu vou a minha vida toda.  

 

            Shivani- Jura? – assinto – E você já está gostando? Porque assim, nem começou ainda.  

 

                Lamar- Agora vai gente. – grita e olhamos em sua direção, que o mesmo estava arrumando toda a caixa de som, conectando o mesmo no notebook. Logo a sala é invadida apenas pelo som da música. Bayley apaga as luzes, e Josh liga uma discoteca de festa que estava guardada no deposito. Começamos a festa, dançamos, cantamos, bebemos e muito, mais acima de tudo, nos divertimos em família. Porem percebo a ausência de Josh e Krys, não como pessoa, mais sim se tratando de sentimento, felicidade a me ver bem.  

 

            - Você está bem? – pergunto para Krys.  

 

             Krystian- Eu estou mais já você.  

 

             - O que tenho eu? Estou bem, por isso sai do hospital seu louco. – rio mais parece que ele falava sério.  

 

            Krystian- Aí que está, você não está 100% bem minha linda. – diz parecendo ser a verdade, pois o mesmo está com uma carinha triste.  

 

           - O que você está dizendo? – paro de rir – KRYS DO QUE VOCÊ ESTÁ FALANDO? – percebo que todos param de dançar e agora estão com os olhos fixados em nós.  

 

           Josh- O que está acontecendo aqui? – aproxima de nós.  

 

           - O Krystian está dizendo que eu não estou 100% bem, sendo que isso é impossível, pois já recebi alta do hospital, e se algo de ruim estivesse acontecendo comigo, alguém já teria dito. – falo em um único fôlego.  

 

           Heyoon- Lamar desliga o som. – ela ordena e o mesmo assente, e todos no ambiente ficam calados.  

 

          - ALGUEM PODERIA ME EXPLICAR O QUE ESTÁ ACONTECENDO AQUI CARAMBA? – me exalto e começo a ficar tremula.  

 

          Joalin- Any, - vem até mim e segura os meus braços – fica calma! 

 

          - Não me peça para ficar calma, quando eu sei que vocês escondem algo de mim. – solto de suas mãos, fazendo com que ela assuste, e começo a chorar.  

 

          Priscila- O que está acontecendo aqui? – diz ao entrar na sala assustada – Any, você está bem solzinho? – vem até mim. – Gente alguém pode me explicar o que aconteceu?  

 

           Hina- Desculpa tia, mais o Krystian contou... – percebo que a mamãe já sabia do que se tratava, pois, a mesma simplesmente abaixou o seu olhar.  

 

         - Por que vocês não me contam o que é? Por favor – suspiro – eu odeio que as pessoas escondam algo de mim.  

 

         Sofya- Acho melhor deixarmos vocês a sós.  

 

         Priscila- Não precisam, fiquem por favor – ela implora – talvez eu não consiga sozinha.  

 

         - O que você não consegue sozinha mãe? Me diz! – as lagrimas não paravam de correr sobre as minhas bochechas e eu nem sabia o motivo. 

 

         Priscila- Mantenha a calma, a mamãe irá dizer tudo a você. – assinto e respiro fundo – A doutora disse que a quantidade de luz solar que afetou você, foi em um total de 40%. – ela dá uma pausa.  

 

        - Mas isso não é ruim né? – pergunto já conseguido ter controlado um pouco as minhas lagrimas.  

 

          Priscila- Achávamos que não, - suspira – até os seus exames nos provarem o contrário. – percebo os seus olhos marejarem – filha, - começa a chorar.  

 

         Josh- Posso? – pergunta para a mamãe se ele poderia continuar já que a mesma estava aos prantos e a ela assente. – Linda – se aproxima de mim e segura as minhas mãos, que estavam tremulas de tanto suspense – como você acarretou 40% dos problemas do XP, existe uma pequena possibilidade... para que você... – uma lagrima cai de seu olhar, porem ele tentar controlar as outras. – não sobreviva. – não acredito no que ouvi, e começo a chorar novamente e ele me abraça.  

 

        Noah- Mais a doutora disse que isso poderia acontecer – se aproxima de nós – se você fosse mais uma vez exposta ao sol. - percebo que todos a volta estão chorando. 

 

        Sina- Exatamente, não deixaremos que isso aconteça.  

 

        - VOCÊS NÃO PRCISAM PARAR AS SUAS VIDAS, PARA CUIDAR DE UMA DOENTE. – grito me soltando dos braços de Josh, e subo as escadas rapidamente, adentrando em meu quarto, não queria ver mais ninguém. Isso tudo que está acontecendo não é culpa deles, por isso me exaltei quando a Sina disse que não iram deixar que acontecesse isso outra vez, não gosto de depender das pessoas pra nada. Ainda mais por causa dessa doença estúpida.  

 


 

[...] 

 

             


             Josh- Bom dia boneca – diz batendo em minha porta. Mais não respondo, pois não queria conversar com ninguém. – Any qual é? Abre pra mim, por favor. – implora mais continuo deitada. 

 

           Joalin- Tem quatro irmãos que querem ver a garota mais linda do mundo. – cantarola mais dou de ombros.  

 

            Noah- Gente vamos, ela precisa de um tempo só pra ela.  

            

          Sofya- Você tem razão. Depois voltamos Any. – escuto passos, e os mesmos saem.  

 

         - Por que está sendo tão difícil papai? – digo a mim mesma, e começo a chorar, não de tristeza, mais sim por medo.  

         

 







          uma semana depois...  

 

 

        Não estou bem o suficiente ainda pra poder sair e conversar com as pessoas. E já que não tenho muito tempo de vida assim, tenho que aproveitar ao máximo longe dos outros. Não queria os ver sofrendo por mim. Em todos os dias dessa semana, alguém sempre via me ver, não literalmente, já que não abria a porta, ao menos para minha mãe. Sempre me alimentava de madrugada, pegava os mantimentos necessários para dias, juntamente de líquidos para beber, e os guardavam todos no frigobar que há no quarto. Por isso não sentia fome, evitando que eu vesse as pessoas daqui. Nesse momento, estou me levantando para um banho. E de repente, vejo um bilhete abaixo vindo abaixo da porta. Vou até o mesmo, e o pego.  

 


“Saia desse quarto, por favor, não aguento ver mais.              uma filha sofrer”.  

 


       Na hora não consigo identificar quem possa ser pela caligrafia. Por isso, resolvo abrir a porta, por curiosidade, somente para averiguar se a pessoa ainda estava por perto. Assim que a porta é aberta, não pude deixar de sorrir ao ver quem era, e simplesmente pulo em seus braços.  

 

       Mãezona- Sabia que você não aguentaria ficar mais tempo presa sozinha nesse quarto. – diz passando a sua mão em meus fios de cabelos.  

 

       - Como você tinha tanta certeza assim? – nos afastamos do abraço, porem ela envolve as suas mãos em meu rosto.  

 

      Mãezona- Por que eu sou a Mãezona querida. – diz me tirando uma gargalhada – Então quer conversar? – assinto. – Posso? – pergunta se referendo se poderia entrar em meu quarto, e assinto. Sentamos em minha cama. – E então, o que está passando nessa sua cabecinha? – diz e aponta o indicador em minha cabeça.  

 

      - Eu tenho medo! – digo e sinto o meu rosto queimar, e aos poucos, lagrimas vão descendo.  

 

      Mãezona- De que, minha princesa?  

 

      - Das pessoas sofrerem após me perder, não quero que a vida delas seja uma desgraça por que não estarei mais aqui. Não quero que a minha mãe deixe a vida dela, por que não conseguiu salvar a vida da própria filha. – não consigo controlar as lagrimas, e apenas permito que elas caiam.  

 

      Mãezona- Mais quem disse que você irá morrer? Tire essas coisas da cabeça. Eu escutei muito bem o que o Noah disse aquele dia, e não permitiremos que você tenha contato com o sol, não se preocupe, cuidaremos de você.  

 

     - Mais é isso que eu não quero – choro – que vocês parem a suas vidas por minha causa. Não quero ser um peso pra vocês.  

 

     Mãezona- Me escuta bem – segura as minhas mãos, fazendo com que olhe para ela – você não é e nunca será um peso para nós, okay?! Se as pessoas estão dizendo que irão cuidar de você, te proteger, não é porque você é uma incapacitada que não consegue realizar as coisas sozinhas. Você é muito mais do que isso, e te amamos do jeitinho que você é. E por favor, não pense que só por você ter nascido com uma doença, que não seja perfeita aos olhos humanos, pois ninguém é perfeito aos olhos de Deus, mais para os nossos, ah minha querida, - da uma risada de conquista - você é muito mais que essa moléstia, você é a nossa estrela, que foi enviada para mudar a vida de cada um de nós desta casa. Como diz a sua mãe, você é o nosso sol, e faremos de tudo para que nada te aconteça de ruim pequena.  

 

   - A Mãezona, - neste momento, as minhas lagrimas eram comparadas com um rio escorrendo pelas minhas bochechas, e a abraço a mesma, como nunca tinha abraçado alguém antes, nem mesmo a minha mãe. Como eu precisava ouvir essas palavras, ela não imagina o quanto aparada eu estou nesta casa. – Eu te amo – colamos nossas testas.  

 

   Priscila- Mais não mais que eu garanto! – vejo parada na porta e vou correndo aos braços – A minha filha, vai ficar tudo bem, e nada de ruim acontecera com você.  

 

   - Te amo mãezinha! Obrigada por vocês duas estarem comigo.  

 

     Mãezona- E pode ter a certeza que estarei até os últimos dias da minha vida. – diz caminhando em nossa direção e damos um abraço coletivo.  

 

     Noah- Estamos convidados para esse momento? – ergue sua cabeça em direção ao meu quarto, e aos poucos revelando os irmãos Beauchamp’s. Assinto e os mesmo entram participando do abraço, que com certeza era o melhor momento da minha vida. Desapegamos do abraço, e pude ver os olhinhos azuis brilhando sob mim, estavam marejados, e vou até o mesmo, dando um abraço preciso, que logo me retribui, e pude sentir suas lagrimas caindo em meus ombros, os encharcando.  

 

    Joalin- Acho melhor deixarmos vocês sozinhos. – não dizemos nada contra a ideia, e os mesmos saem.  

 

    Josh- Senti saudade pequena! – seco as suas lagrimas com o polegar.  

 

    - Também senti as suas Beauchamp.  

 

    Josh- Vem – diz me puxando pra cama – vem logo.  

 

    - Josh o que você quer? - digo e ele sorri. 














Notas Finais


⭐Eu esqueci de falar no capítulo anterior pra vocês, mais quando eu digo que a Any saiu, é por que está de noite, a não ser que eu diga ao contrário.

⭐O que vocês acharam do Krys ter contado a verdade?

⭐Essa é a minha nova fic, vão la ler: https://www.spiritfanfiction.com/historia/i-need-to-remember-20064481

⭐Obrigada por lerem e até o próximo capítulo 🌷


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...