História Unidos pela lua - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias WINNER
Personagens Jinwoo, Lee Seunghoon, Mino, Personagens Originais, Seungyoon, Taehyun
Tags Mino, Romance, Winner
Visualizações 5
Palavras 885
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Comédia, Drabble, Drama (Tragédia), Fluffy, Mistério, Misticismo, Poesias, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - "Meu rosto vermelho?"


"ⓜⓔⓤ ⓡⓞⓢⓣⓞ ⓥⓔⓡⓜⓔⓛⓗⓞ?"

-- Ahh... Claro... -- Falou ele envergonhado.

-- O que foi? Devo denuncia-lo?

-- Não... Eu não fiz nada de errado.

-- Então... Conte-me.

-- Foi assim: Ontem você ia sendo atropelada e eu tentei lhe puxar... Consegui segurar-te, tu desmaiou e eu ia ao hospital com você, mas chegou um homem dizendo que era seu namorado e eu te entreguei a ele, mas enquanto eu voltava para casa fiquei com uma pulga atrás da orelha e para completar seu cachorro veio correndo para mim e ficou puxando minha calça... Então corri e o segui até um galpão velho onde ele estava lhe mordendo toda...

Molly lembrou dos hematomas.

-- Eu não acho que eram mordidas... -- Falou ela perdida.

-- O que poderia ser?

-- Sei lá... Mas eu estou toda roxa. Ahh... Continue a história.-- Falou ela apertando o tecido da blusa que o homem a dera.

- Então... Ele já tinha tirado metade da sua roupa... Era muito estranho aquilo tudo... Parecia que ele queria lhe comer ou algo assim.... Ai eu briguei com ele, vesti você e a trouxa para cá.

-- Essa história é um absurdo! -- Molly continuava calma, mas em sua mente a confusão reinava.

-- Tem uma versão melhor senhorita? -- Falou ele sério.

-- Você me entregou desmaiada para um homem qualquer e ele me mordeu toda? Quer realmente que eu acredite nisso?

-- Olha... Eu fiquei tão confuso na hora que eu vi ele com a boca no seu ombro... Fiquei... Ah sei lá! Eu tinha que o impedir... -- Ele falou articulando com as mãos.

-- Por que não me levou ao médico? -- Molly lhe perguntou.

-- Por que minha casa era bem mais próxima e percebi que você estava bem!

-- Como pode ter certeza?

-- Primeiro... Por mais que eu more num lugar assim, sou filho de médicos e segundo: Meu pai me ensinou como fazer primeiros socorros dos mais simples até os mais complicados.

Molly O'Connor sentia que ele falava a verdade, mas isso ainda não explicava muitas coisas...

-- Olha... É muito para me pedir acreditar... Mas...

--Mas... ? -- Ele a olhou com curiosidade.

-- Quer dizer que você me viu seminua?-- Ela falou inexpressiva.

-- Eu e o homem que lhe mordia. -- Song lembrava do corpo escultural da mulher.

-- Como eu posso ter a certeza de que você não está mentindo????

-- Câmeras! -- Ele levantou o dedo indicador para cima.

-- Amanhã irei averiguar!

-- Ok... Faça o que quiser... Mas... Por que seu rosto está tão vermelho? -- Ele virou o rosto de lado.

-- Hm? Meu rosto Vermelho? Não!

-- Que seja... Ah... O seu corpo é bem bonito!-- Falou piscando e levando sua tigela suja para a pia.

-- Eu poderia processa-lo.

-- Por salvar a sua vida e por ver você seminua? Boa sorte!

Era a primeira vez que Molly ficava sem argumentos. E por isso Song Min-Ho parecia ser cada vez mais irritante para ela.

-- Vou embora agora! -- Levantou e quase caiu, mas conseguiu ficar em pé e reta.

-- A senhorita está bem? -- Perguntou ele voltando da cozinha.

-- Sim... Só preciso de um táxi. -- disse ela indo até o sofá marrom de veludo. -- Para onde eu estou indo na casa de outra pessoa? E onde está minha bolsa?

-- O'Connor, tu me dá medo! --- Song disse isso enquanto caminhava até seu quarto.

-- E eu com isso? -- Molly fez cara feia para ele.

depois de alguns segundos, Song retornou com a bolsa.

-- Aqui está madame. -- A guiou até a porta do apartamento. -- Tchauzinho... "E até nunca mais"-- Essa última frase saiu em forma de sussurro.

Molly saiu elegantemente do lugar e se dirigiu as escadas praguejando:

-- Aquele garoto é ridículo e quem garante que ele não fez algo comigo? Ah... Mas se eu pudesse denuncia-lo... Até parece que eu vou acreditar que um cara aleatório me mordeu toda... E essa família de médicos? Ahahahaha... Esse garoto é uma piada.

Seu fiel companheiro a acompanhava como um guarda costas.

-- Concorda comigo Sky? -- Falava enquanto saia do prédio e via o sol nascer bem devagar. Naquele dia as nuvens estavam ao redor do sol como uma coroa de flores, de tons rosa, azul e lilás. Era realmente lindo e se Molly não estivesse tão atordoada e confusa, ela com certeza iria parar para admirar elas.

O táxi chegou, ela foi para sua mansão moderna, entrou, jogou a bolsa no sofá, subiu as escadas, andou pelo belo corredor com as s suas fotografias e pinturas favoritas, chegou no final dele e abriu a porta branca com a maçaneta dourada... Tinha chegado em seu quarto ou seu refúgio.

Ele tinha uma cama circular. quando se olhava para o teto e desligavam-se as luzes as Estrelas e galáxias particulares reinavam ali. Havia mais outras duas portas ali, uma era para seu closet e outra para seu banheiro... No canto do quarto uma cadeira de balanço e uma mesinha de madeira residiam ali completando o design diferente do local.

Ela olhou para seu relógio de mesa e disse:

   -- Ainda da tempo de dormir mais um pouco! -- Falou cansada e se jogou em sua cama macia.


Notas Finais


Vcs gostam de BTS? Tenho uma fic com o V. Se quiserem lê-la... Eu mandarei o link no próximo capítulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...