História Unidos pelo acaso - imagine Min Yoongi. (Hiatus) - Capítulo 13


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bts, Minsuga
Visualizações 125
Palavras 1.356
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura...

Capítulo 13 - Só não vá embora...


Fanfic / Fanfiction Unidos pelo acaso - imagine Min Yoongi. (Hiatus) - Capítulo 13 - Só não vá embora...




Ficamos ali por um longo tempo enquanto ele trabalhava no computador, no celular e escrevia algumas coisas em um caderno bem grande. Eu apenas fiquei ali observando aquilo tudo, ele consegui ficar ainda mais bonito quando está concentrado e sua nova cor de cabelo só veio acrescentar na sua beleza. Preto... Com toda certeza essa é uma das cores que melhor caem em Yoongi!

Enquanto ele trabalhava em suas composições e eu ficava mexendo no celular - as vezes sendo pega o admirando -, pude perceber que ele parecia está com sono, mas suponho que pra ele isso seja normal.

Estava concentrada no que eu estava fazendo no celular até que vi ele se afastar com a cadeira um pouco da mesa, se relaxa jogando a cabeça pra trás e suspirar de uma forma exalta.

S/n: Você ta cansado né?- disse e ele virou a cabeça pro meu lado, mas estava com os olhos fechados.

Yg: Cansado e com sono!...- disse sem nem abrir os olhos.

S/n: Isso não é novidade!- cheguei com minha cadeira mais pra perto dele e pegando sua cabeça e a encostando no colo do meu peito acariciando seus cabelos.

Yg: Assim eu não vou querer mais sair do seu colo!- disse se aconchegado de olhos fechados, ele realmente luta constantemente contra o sono, se percebe isso quando ele fecho os olhos e não consegue abrir mais!

S/n: E quem disse que é pra sair!- disse ainda acariciando seus fios, mas ele levantou um pouco a cabeça pra me olhar.- O que foi!?- perguntei sorrindo o olhando também.

Yg: É que você é muito linda e eu não queria que fosse embora!...- disse me olhando nos olhos.

S/n: Eu não vou embora! Eu ainda estou aqui, com você...- disse e segurei sei rosto e o puxei pra um beijo, um beijo terno e com muito carinho.

Ele foi se ajeitando aos poucos na cadeira e eu também, como as cadeiras que estávamos sentados eram de rodinhas, ele puxou a minha fazendo eu ficar de frente pra ele. Ele passou as mãos por minhas costas a acariciando e depois me abraçou pela cintura fazendo eu chegar mais perto dele, quase em seu colo enquanto acariciava minha língua com a sua.

Yg: Vem cá!- disse me fazendo levantar, me puxando pela mão e fazendo eu me sentar em seu colo com as pernas em cada lado do seu corpo.

Passei um dos meus braços em volta de seu pescoço e com a outra mão eu segurei seus cabelos macios, ele alisava minha cintura e as vezes em movimentos involuntários eu acabava rebolando em seu colo e sentindo ele arfar em meio aos meus labios.

Quando nos faltou ar, nós nos separamos e ele começou a fazer uma trilha de beijos da minha boca até meu pescoço, chegando lá ele o beijou e deu leves mordidas que arrepiavam lugares onde eu nem sabia que tinha cabelo. Com seu ato automaticamente me fez rebolar mais ainda em seu colo sentindo seu membro já despertado roçar em minha intimidade.

Yg: Caralho...- disse em meio a uma arfada enquanto eu rebolava, ele segurou com forca minha cintura e me fez levantar, mas não deixou eu me afastar.

Enquanto eu estava em pé em sua frente, e ele sentado. Ele alisou minhas coxas com suas mãos e foi subindo até minha bunda e a abertando, logo depois procurando a alça do minha fina calcinha de renda. Assim que achou foi a deslizando por minhas pernas, ele fazia tudo muito atentamente sem tira os olhos dos meus, que estava mais alta que ele por está em pé.

Yg: A melhor escolha que você fez hoje foi vir de vestido!- disse com um olhar pervertido me fazendo rir de lado.

O ajudei a tirar minha calcinha depois ele me puxou mais uma vez pro seu colo, passei minhas mãos por seu abdômen ainda coberto por uma blusa fina que ele estava usando, indo em direção a sua calça. Ele enlaçou seus dedos firmes em meus cabelos os puxando levemente, e eu o beijei enquanto abria seu cinto.

 Levantei minimamente sua blusa para que minha mão chegasse onde queria, abri o botão de sua calça e abaixei o ziper e levei minha mão pra dentro de sua box que pelo que vi era preta e puxei delicadamente seu membro pra fora o vendo já extremamente duro, ele se separou de mim me olhou e deu um sorriso malicioso.

Com as mãos em minhas coxas ele foi subindo lentamente até minha cintura fazendo o meu vestido levantar um pouco, ele segurou firme minha cintura e com minha ajuda se posicionou em minha entra e o resto eu mesma fiz. Coloquei minhas mãos em seus ombros e lentamente fui me afundando nele e ouvi um leve e quase inaudível gemido rouco dele enquanto entrava em mim.

Antes de começar a me mexer, segurei sei rosto e o beijei e nesse momento comecei a fazer movimentos de sobe e desce, quase que automaticamente soltei um gemido, não muito alto, mas soltei entre nossas bocas e ele imediatamente se separou de mim e colocou a mão em minha boca, já que sua própria boca não iria abafar som nem um. 

Ele tampava minha boca enquanto eu me mexia e tentava não gemer e ele também tentava se segurar, de vez em quando ele tirava a mão de minha boca e me beijava colocando as duas mais em minha cintura me ajudando com meus movimentos e fazendo do jeito que preferia.

Depois de loongos minutos, minhas pernas já estavam doendo, e eu já estava cansada, mas mesmo assim não queria parar até porque quando não conseguia seguir o ritmo dos movimentos que eu estava fazendo, Yoongi me ajudava com suas mãos forte em minha cintura, quadril e bunda. 

Enquanto nos beijavamos comecei a sentir mais prazer do que o normal e meu interior se comprimiu e eu comecei a aumentar a velocidade dos meus "sobe e desce", ouvindo Yoongi começar a não conseguir segurar seus gemidos roucos que me excitavam mais ainda. Minhas pernas ficaram fracas e nem os olhos eu conseguia abrir, com a mão de Yoongi em minha boca cheguei em meu limite e senti meu líquido escorrer, mas ele não, que bom, até porque não estava com camisinha então depois do meu ápice, o tirei de dentro de mim e mesmo ainda tendo espasmos pelo meu corpo e com a adrenalina no sangue não deixei ele sem o que ele queria e agora com a mão eu comecei a o estimular e como ele também já estava perto do seu limite ele logo chegou com os movimentos que eu fazia com a mão.

Ele gozou e acabou sujando minha mão e como eu não tinha saído do colo dele eu só sentei direito e o abracei, pois sabia que não iria conseguiu levantar agora. Ele passou seus braços em volta de mim e fez o mesmo, depois de uns minutos eu me separei dele, o dei um selinho e me levantei, peguei minha calcinha que estava no chão.

Yg: Ali tem um banheiro!- disse apontando pra uma porta que tinha ali.

S/n: Ok!- disse pegando minha bolsa e quando olhei dentro tinha uma pequena toalha que nem eu sabia que estava lá dei pra ele.

Fui até o banheiro que tinha eli e lavei minha mão e me limpei, arrumei meu cabelo que estava todo bagunçado e coloquei minha calcinha. Quando terminei, voltei pra lá e o vi ali sentado pensando, já "vestido" e a toalha que o dei... nem sei onde foi parar!

 Fui até ele e ele não me permitir voltar a sentar na cadeira que ele tinha pegado pra mim me abraçando pela cintura antes que eu pudesse sentar. Ele me puxou e mais uma vez fez eu sentar em seu colo e ficou me olhando e acariciando meu rosto.

Yg: Não vai embora não!...- disse calmo e eu ri balançando a cabeça e acariciando seu rosto que tinha uma feiçao de cachorro abandonado.- Fica aqui, eu consigo te manter até você conseguir um emprego, posso arrumar um pra você aqui mesmo na Big Hit... Só não vá embora!- esse apelo fez meu coração se partir com a ideia de não ter como aceitar sua proposta.




Continua...


Notas Finais


Mano, eu aceitava...
Por muito menos eu ficava nessa merda!

Espero que tenham gostado...
Favoritem e comentem o que acharam, me ajudem a fazer essa fic crescer novamente!

Me sigam aqui @jeonicolly

Beijin na bunda e até o próximo capítulo!...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...