1. Spirit Fanfics >
  2. Unidos pelo Sangue 2 temporada >
  3. Doce sonho ou belo pesadelo?

História Unidos pelo Sangue 2 temporada - Capítulo 5


Escrita por:


Notas do Autor


Espero que gostem <3

Capítulo 5 - Doce sonho ou belo pesadelo?


Fanfic / Fanfiction Unidos pelo Sangue 2 temporada - Capítulo 5 - Doce sonho ou belo pesadelo?

Capítulo cinco: Doce sonho ou belo pesadelo?

 

 

 

Estava em uma floresta densa e escura, os raios de sol não conseguiam alcançam o chão, paravam no topo das árvores com suas enormes folhas, o solo era terroso e as raízes das árvores ultrapassavam a superfície. Eu corria, não sabia o porquê, mas sentia que precisava correr, corria como se minha vida dependesse disso. Ofegante, me perdi. Todas as árvores pareciam iguais e qualquer caminho que eu tomasse não me levava a lugar nenhum. Eu estava sozinha. O silêncio era ensurdecedor, como uma floresta daquele tamanho podia ser tão... silenciosa. Minhas pernas fraquejaram e eu caí de joelhos no chão, lágrimas começam a escorrer dos meus olhos involuntariamente e o medo começou a tomar conta do meu corpo. Passos... Eu comecei a ouvi-los e a cada segundo ficavam mais perto, me sentei e apertei meu próprio corpo, rezando por minha vida. Seria um animal? Seria um ser humano? Ou um vampiro? Eu já não sabia o que era real ou não. Queria gritar por socorro, mas minha voz falhou. Me desliguei alguns segundos do que estava acontecendo ao meu redor, mas quando abrir meus olhos já era tarde demais, aquele par de botas pretas de couro estavam parados em minha frente. Ergui minha cabeça com uma dificuldade excessiva procurando o rosto que eu já esperava -Madara...

 

Acordei assustada, meu coração batia tão forte que parecia que ia explodir dentro do meu corpo. Puxei minha coberta até minha cabeça, me escondendo de um mal que eu não sabia qual era, afinal, Madara se encontra na cadeia, não poderia me fazer mal nenhum... Ou poderia?

 

Balancei a cabeça tentando afastar esses pensamentos ruins e me sentei. Suspirei fundo e me concentrei no sonho. Aquela floresta era o local no qual me casara com Madara... Seria isso um presságio? Não, não pode ser. Preciso confiar na justiça dos vampiros. Respirei fundo, fiquei repetindo para mim mesma: foi só um sonho, não é real.

 

Me levantei devagar, colocando um pé na frente do outro para não tropeçar em nada, minhas pernas ainda estavam bambas por causa do sonho e eu não conseguiria voltar a dormir. Desci as escadas lentamente e me joguei no sofá da sala. Na mesa de centro estava meu celular, peguei-o e olhei as horas, eram 03:00 da manhã, me arrepiei pelo simbolismo do horário. Tudo parecia estar contribuindo para que eu acreditasse que o sonho não foi só um sonho. Balancei a cabeça novamente, precisava parar de pensar nisso e tentar voltar a dormir. Era sexta feira e ainda tinha aula pela manhã.

 

Suspirei, peguei meu celular e automaticamente liguei Nagato, ele atendeu rapidamente - Konan, aconteceu alguma coisa? - perguntou ele preocupado, parecia que já sabia que tinha tido uma noite ruim - Oi nag, você está ocupado? - perguntei timidamente - Iie, pode falar - respondeu ele negativamente, suspirei - tive um pesadelo... com ele- falei a última palavra depois de uma longa pausa, Nagato ficou em silêncio do outro lado da linha, só ouvia a sua respiração que estava mais pesada - não consigo voltar a dormir - falei por fim, ele suspirou- se eu estivesse em Konoha, iria pra sua casa agora - ele disse, sorri do outro lado da linha - obrigada nag - agradeci, ele deu uma breve risada - disponha, nana- após um longo silêncio, ele disse - por favor, tente dormir um pouco mais - eu ri - tudo bem, eu tentarei. Oyasuminasai (boa noite) - falei docemente - Oyasuminasai - respondeu ele e eu desliguei. Liguei a tv em um canal de filmes e fiquei assistindo até adormecer. Acordei com o barulho do despertador, desliguei e me virei para o outro lado do sofá, eu estava com sono, não queria levantar. Coloquei uma almofada na minha cabeça e voltei a dormir.

 

Meia hora depois ouvi batidas na minha porta, abri meu olhos lentamente  e os esfreguei-os, levantei devagar e fui em direção à porta - quem é? - perguntei sonolenta - Somos nós - falou Yahiko, eu abri a porta - Oi meninos - falei sorrindo e um pouco surpresa, além de Nagato e Yahiko estavam lá Deidara, Sasori, Itachi, Hidan, Kakuzou, Zetsu, Kisame e Tobi.

 

- Bitch-chan está sexy hoje - disse Hidan rindo, eu o olhei confusa e depois lembrei que estava de pijama, corei - C-cala a boca, Hidan - falei gaguejando - Por que você ainda está de pijama, Konan? Deidara e Sasori disseram que vocês têm aula hoje - perguntou Yahiko, suspirei - eu não ia pra aula hoje - confessei, Nagato se solidarizou comigo pelo olhar. Yahiko me analisou - então vamos ficar aqui com você, disse ele empurrando a porta da minha mão e entrando, os meninos entram logo atrás, todos se acomodaram na minha sala de estar, enquanto eu processava o que acabara de acontecer.

 

- Konan, você não vem? - perguntou Nagato me olhando, balancei a cabeça e fechei a porta, caminhei até a sala e os meninos estavam sentando vendo o noticiário da manhã e discutindo sobre as notícias. Fiquei os olhando calada, porque todos resolveram matar aula para ficar comigo? Será que Nagato tinha contado sobre meu sonho?

 

Nagato estava recostado na parede lateral da sala observando atentamente a Tv, me aproximei dele lentamente e perguntei baixinho -Nag, você falou sobre... o sonho? - ele balançando a cabeça negativamente e eu suspirei aliviada - então tudo bem, eu vou me trocar e já desço para ficar com vocês - falei enquanto caminhava para as escadas.

 

Subi até o meu quarto e fechei a porta, me virei para ir em direção ao meu guarda roupa e notei uma pessoa sentada em minha cama - Itachi? - perguntei confusa - oi - disse ele com um meio sorriso - o que faz aqui em cima? - perguntei - eu queria ficar com você um pouco, sem os garotos - ele disse enquanto se deitava na minha cama, olhei para ele - é porque eu ia... trocar de roupa - falei envergonhada, ele sorriu maliciosamente - pode se trocar, eu prometo que não vou olhar - chacoalhei minha cabeça negativamente - fique, eu trocarei de roupa no banheiro - falei pegando a primeira coisa que vi dentro do armário e sai rapidamente, não dando tempo para que ele me respondesse.

 

Alguns minutos depois, voltei devidamente vestida para o meu quarto. Itachi continuava no mesmo lugar com os olhos fechados, descansando tranquilamente, me encostei na porta e fiquei o observando. Os Uchihas tinham uma beleza única, seu cabelo preto que batia em seus ombros estava solto e em seu rosto tinha um leve sorriso – Eu sei que você está ai – disse ele me tirando dos meus devaneios, levei minhas mãos ao peito, as vezes eu esquecia quem ele era – Você me assustou – disse me aproximando e me sentando na beirada da cama – eu sinto as batidas do seu coração, Konan – disse ele depois de uma breve risada, também ri. Ele ainda de olhos fechados, puxou meu braço firme, mas sem machucar, e me deitou em seu lado – Ita-Itachi – sussurrei baixinho e ele riu, o moreno passou suas mãos envolta da minha cintura e colou meu corpo ao dele, o seu hálito estava no meu pescoço, me fazendo arrepiar – te machuquei? – ele perguntou no meu ouvido, corei – N-não – balancei a cabeça negativamente.

 

Ele encaixou seu rosto em meu ombro e eu sentia seu corpo gelado encostado no meu, que agora estava extremamente quente – Konan – disse ele depois de alguns minutos de silêncio – Oi – disse timidamente – Ashiteru – disse ele, eu gelei – Eu... – tentei falar, mas minha voz falhou, senti ele sorrindo atrás de mim, ele me virou para que ficássemos face a face. Meu rosto estava vermelho de vergonha, coloquei as duas mãos em cima para que Itachi não me olhasse, ele riu e tirou as minhas mãos do meu rosto – Você é linda – ele disse sorrindo, balancei a cabeça – Você que é – disse sem pensar e me arrependi logo em seguida, ele puxou meu rosto mais para perto – você acha? – ele perguntou divertido – eu...acho – respondi fechando os olhos, eu estava tão envergonhada que não conseguia olhar para ele. Senti os seus lábios colando nos meus pedindo permissão para continuar, permiti e começamos um beijo tímido, conhecendo a boca um do outro, aos poucos o beijo foi se intensificando, ficando mais voraz, nossas línguas brigavam a procura de um vencedor, a falta de ar fez com que eu me afastasse dele e respirasse fundo. Seus olhos ônix procuravam os meus, eu estava corada e sem ar, olhando para ele – Precisamos descer – falei – Devem estar preocupados com a gente – ele fez uma careta e eu ri – Eu não quero descer – reclamou e me deu um selinho – Vamos Ita – disse puxando levemente suas mãos, ele riu – Tudo bem – concordou ele por fim.

 

Me levantei e ajeitei minha roupa na frente do espelho, o moreno levantou logo em seguida e ficou parado atrás de mim com as mãos em minha cintura, eu sorri – Arigatou Ita – falei o olhando, ele me olhou confuso – Está agradecendo pelo que? – não o respondi, apenas o abracei e ele correspondeu.

 

(...)

 

Quando cheguei no primeiro andar, ninguém notara que eu tinha saído, todos estavam entretidos em uma conversa sobre algo que eu não prestei atenção. Fui a cozinha preparar algo para comer, não tinha comido nada desde que acordei, peguei uma maçã dentro da fruteira que ficava na bancada e olhei para janela distraída para a casa da frente, Gaara se encontrava na soleira lendo o seu livro, dei um sorriso e vi seus olhos verdes cravarem em mim, acenei e fui ignorada pelo ruivo que se levantou e entrou em sua casa. Dei um suspiro, talvez ele não tenha me visto... talvez.


Notas Finais


ITAKONAN saiu meu povo, finalmente! Gostaram? Comentem!
ps:Tive um final de semana muito produtivo, então essa semana vou postar três capítulos <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...