História Unidos por uma rebeldia (Castiel) - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Ambre, Castiel, Debrah, Lysandre, Nathaniel, Rosalya
Tags Amor Doce, Castiel
Visualizações 12
Palavras 1.223
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - A confusão


-Khaterine Carter!!!!!

Levanto no susto ao perceber que era a diretora berrando meu nome. Eu não tinha dormido muito bem na noite passada, então estava totalmente avoada

-S-Sim?

-Mais foco durante as aulas! E me acompanhe, por favor.

-Claro. -Ao me levantar dei uma olhada de canto para Castiel que estava sentado ao meu lado, consequentemente rindo da minha situação. Babaca.

Chegamos no corredor e ela se virou para mim:

-Bom, você vai precisar preencher sua ficha de inscrição com o representante de turma.

-De boa. Mas você me chamou só pra isso? -Ela me olhou com um olhar fuzilador e sério, ai percebi que se eu não calasse a boca seria expulsa ali mesmo. Então apenas abaixei a cabeça

-Nós levamos as coisas muito à sério por aqui, senhorita Carter! Não duvide das minhas atitudes, eu sei oque estou fazendo! --Ela arrumou sua postura e depois continuou-- Você pode ir ao grêmio, é la que o representante de turma está. Agora com licença.

Fiquei observando a velhota ir em bora, era engraçado o jeito que ela andava. Ainda bem que a diretora não lia pensamentos, ou então eu estaria expulsa desde o primeiro dia que à vi.

Respeirei fundo e entrei na porta que estava em minha frente, o grêmio no caso. Lembrei que o garoto loiro que esbarrou em mim ontem, cujo nome era Nathaniel, era o representante, então entrei chamando por ele

-Nathaniel? -Ele rapidamente se vira para mim

-K-Khaterine, que surpresa você por aqui. -Suas bochechas coraram.

-Por que a surpresa? Você não disse que eu poderia vir caso tivesse algum problema? -Falei encostando na mesa. Ele estava nervoso e tímido com minha presença

-Ah é...Mas enfim, você está com problemas? Posso ajudar? 

-Não é exatamate um problema. Só a diretora que me tirou da sala para preencher papelada. -Ele soltou um riso abafado.

-Entendo. Sua ficha de inscrição?

-Essa ai mesmo.

-A diretora é bem rigida com isso mesmo --Ele disse enquanto remexia alguns papéis-- Prontinho, é essa aqui. Pode sentar ali e preencher com seus dados, use o tempo que precisar.

Peguei a ficha e fui até o lugar indicado. Não era muita coisa para preencher, mas o suficiente para me entediar.

-Por que veio para a Sweet Amoris, senhorita? -Disse Nathaniel de repente 

-Fui expulsa da minha outra escola. -Olhei de canto e vi o olhar surpreso dele

-E-Expulsa? P-Por que?

-Você não vai querer saber - Falei com um sorriso irônico...Bom, terminei. -Dei a ficha para ele.

-Obrigado, Carter.

-A gente se vê, Nath.  

Ao sair do grêmio dei de cara com o Castiel.

-E em falar no diabo...-Ele se virou rindo

-Falando de mim, Carter?

-Se ofendeu, Collins? -Ele apenas sorriu

-Eai? A velhota te expulsou? Vai precisar morar com o papaizinho?

-Se ela tivesse o poder de ler mentes, provavelmente sim. Mas para sua infelicidade, você vai ter que me aguentar por um ano.

-Oh Deus...-Ele disse fingindo vitimismo.

-Hahaha sou muita areia para seu caminhãozinho, não é? -Falei passando a mão em seu queixo mordendo meu lábio inferior. Passei por ele pronta para entrar na sala mas ele segura meu braço.

-Não me provoque, Carter. -Ele sussurrou em meu ouvido com uma voz extremamente sexy

-Se sentiu provocado, Collins? -Entrei ma sala e ele veio junto.

Entramos com um sorriso involuntário, então recebi diversas encaradas das garotas. Hm, até que eu gostava disso...hehehehe

(...) Intervalo

Sai da sala com meus inseparáveis fones. De repente algo me empurra tão forte que quase caio

-Ops...-Levanto e vejo uma loira acompanhada de duas garotas. Pela sua expressão, elas fizeram aquilo de propósito.

-Olha por onde anda. -Falei tentando passar por elas mas elas não deixavam.

-Você esta muito ousada para uma novata, não acham meninas? -As três estavam com um sorriso ridículo 

-Hãn?

-Olha aqui queridinha, fica longe do meu Castizinho! Você não chega aos pés dele! Você não sabe quem eu sou e nem do que sou capaz de fazer!

-Hm, deixe-me adivinhar. Você é uma barbezinha com os neurônios provavelmente afetados, que acha que manda em alguma coisa mas na verdade não manda em porra nenhuma? E oque você vai fazer...Hm, tentar me bater? Acho melhor você se preocupar mais com suas unhas do que ficar ameaçando pessoas que você nem conhece, princesa.

Percebi que aquela discussão ja havia chamado a atenção de muita gente, então abri caminho para sair de la antes que a barbie falsificada pudesse abrir a boca. Só sei que mesmo assim recebi muitos, muitos mesmo, olhares espantados.

Enfim, cheguei ao pátio e sentei na árvore 'do Castiel' mas não fiquei muito tempo sozinha. Logo a garota platinada e um garoto de cabelos azuis se aproximaram 

-Garotaa, você merece um Oscar! -Falou o de cabelo azul 

-Concordo plenamente! -Falou a platinada 

-Hun?

-Primeiramente, meu nome é Rosalya e o dele é Alexy --Disse apontando para o de cabelo azul --E sério, você é incrível!!

-Sou? Por que?

-Mona, você enfrentou a Ambre e suas fantoches Charlotte e Li. Pelo nível de popularidade delas, ninguém ousa falar um 'a' para as três, mas você não falou um 'a'...Falou o alfabeto inteiro!!!! -Falou Alexy

-Ahh, isso não foi nada. Só me defendi ué - Os dois se olharam 

-Bom, qual seu nome? -Falou Rosa

-Katherine.

-Ótimo, nós somos da sua turma, então qualquer coisa pode contar com a gente. -Eles sorriram e logo se distanciaram.

Bom, talvez eu realmente não sei do poder dessa tal Ambre, mas pra falar a verdade, eu não me importo. Ta pra nascer uma patricinha enjoada que coloque medo em mim. 

Coloquei meus fones e logo me deparei com uma cena...nojenta...Uma garota basicamente se jogando igual uma lagartixa para o Castiel. Ser o Castiel não me incomoda, só me incomoda o fato delas se rebaixarem tanto, por...UM HOMEM!

Meu olhar com o do Castiel se cruzaram enquanto a garota passeava pelo pescoço dele. Não consegui conter a risada e nem ele. Logo ele sussurrou algo no ouvido da garota, que a animou e saiu saltitando. Castiel vinha em minha direção ao perceber que a garota ja estava longe com um sorriso enorme

-Você é um canalha. -Falei

-Esse é o preço de ser lindo e gostoso, gatinha. -Ele falou sentando ao meu lado

-É, mas sua popularidade ta chegando a me afetar.

-Te afetar?

-Aham, a poucos minutos tive um pequeno desentendimento com uma Barbie do Paraguai por sua causa! 

-O que? Hahaha você brigou por mim?

-Eu? hahahaha eu nunca. Mas a loira brigou comigo. Me empurrou e disse o monte de merda pra mim.

-E você deixou? uau, parece que você não é tudo isso que mostra ser.

-Cala a boca. Eu também disse o monte pra ela, só não quis estender a briga para a culpa não cair em cima de mim depois

-Hmm, julgo que essa loira é a Ambre

-Essa mesmo.

-Hahaha ela é louca por mim desde fundamental. Você arranjou problemas batendo de frente com ela. Ela é tonta mas consegue ser extremamente má

-Ah fala sério. Mal cheguei na escola e ja vou ser perseguida por garotas histéricas por causa de você! Olha, por tudo isso que vou ter que passar você vai me pagar um lanche.

-O que?  Hahahahaha por que?

-No mínimo um lanche!!!

-Hahahaha ok ok. No final da aula a gente passa em algum lugar.

-Perfeito. -Dei um sorriso vitorioso 

P.O.V CASTIEL COLLINS

Confesso que fiquei feliz com sua exigência.Eu estava começando a gostar da presença dessa novata...






Notas Finais


Esse cap ficou bem longo né?
Mas espero que gostem :))


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...