História Unintentionally love - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Arrow, Supergirl, The Flash
Personagens Alex Danvers, Alura Zor-El, Barry Allen (Flash), Cat Grant, Detetive Joe West, Dra. Caitlin Snow (Nevasca / Killer Frost), Eliza Danvers, Felicity Smoak, Iris West, Jeremiah Danvers, Kara Zor-El (Supergirl), Lar Gand (Mon-El), Laurel Lance, Lena Luthor, Maggie Sawyer, Oliver Queen (Arqueiro Verde), Roy Harper (Arsenal), Sara Lance (Canário Branco), Thea Queen, Wally West (Kid Flash)
Tags Arrow, Karamel, Olicity, Snowbarry, Supergirl, The Flash
Visualizações 53
Palavras 1.188
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Crossover, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 9 - Capítulo 9


         • ᴍᴏɴ-ᴇʟ ᴡᴇsᴛ • 

Com a chegada daqueles dois, o baile agitou. Mxyzptlk me dava olhares superiores, a Imra olhares intensos - o que prova que Alex estava certo sobre seus sentimentos pelo Mike - e eu resolvi ir atrás de Kara. Segundo Alex, o jardim do castelo é o lugar preferido dela, e fui direto pra lá a fim de encontrá-la. 

- Podemos conversar? - Perguntei assim que vi a princesa sentada no banco. Alex estava certa afinal. 

- Claro - se levantou - vamos mais para o fundo, existe muitos ouvidos nessas paredes - A segui pelos arbustos e nos sentamos em balanças que tem em uma árvore enorme - Por onde começar - passou a língua pelos lábios - acho que estava certo, eu estava sendo falsa. 

- Eu não deveria ter falado aquilo na frente de todo mundo. 

- Mas falou apenas a verdade, eu sempre agi assim perto deles, acho que para me encaixar. 

- Você não precisa disso, Kara. Elas são apenas madames plastificadas e sustentadas pelos maridos, e você é muito mais que isso. Não precisa ficar perto delas, pode ficar com a Alex, ela é sua amiga, certo?! 

- Eu devo desculpas a ela - Falou mais pra si mesma do que pra mim. 

- Vocês sempre são assim? Rodeados de ganância, ambição e aparências? 

- Perguntando assim, nem parece que você cresceu na realeza - falou rindo - infelizmente, sim. As pessoas só ligam pra status. 

- E pensar que estão corrompendo as crianças - revirei os olhos e ela concordou com a cabeça - Estamos de bem? 

- Estamos sim. 

- Bom, a duquesa Imra e o conde Mxyzptlk estão lá no salão - ela arregalou os olhos e se levantou rápido, rápido até demais.

- Ai - Colocou a mão na cabeça, e eu me levantei e a segurei - Deu uma tontura porque levantei rápido demais, mas já passou. Vamos lá e mostrar a eles que somos o melhor casal da realeza de Krypton.

- Ficou animada rápido - Lhe dei um olhar desconfiado de brincadeira.

- Temos que defender a nossa honra - Jogou os cabelos pro lado e deu um sorriso convencido, e logo riu - Vamos logo - Entrelaçamos nossos braços e voltamos para o salão. Foi como aquelas entradas triunfais de filme quando o personagem zoado volta bonito. Alguns deram sorrisos ao nós ver juntos, e outros apenas encararam. O conde Mxyzptlk pareceu não ter ligado muito, já a duquesa Imra parecia triste. 

- Pelo visto já se resolveram - Alex falou se aproximando. 

- Sim, e eu te devo desculpas. Somos amigas há anos, e te tratei como se fosse pior que eu, e não é. Me desculpa Alex, eu fui idiota. 

- Tudo bem, mas se fizer isso de novo, eu esqueço que você é uma princesa e de dói um soco. E quanto a você - Me deu um leve empurrão no ombro - tome cuidado, sua noiva é ciumenta - Kara riu sem graça e Alex foi para a mesa de bebidas. 

- Devo admitir que são um belo casal - Imra deu um sorriso forçado. Maravilha. Ela caminhava graciosamente, como se cada passo fosse calculado enquanto bebericava seu champanhe, o que pra mim, é bem elegante. 

- Obrigado, duquesa - Agradeci. 

- O que acho estranho, é como ficaram noivos tão rápido - destilou seu veneno. 

- Nós nos amamos, duquesa. Não queríamos perder tempo - Falou Kara. 

- Mike, podemos conversar? - Alternei o olhar entre Kara e Imra. Kara não expressou nada, e Imra parecia suplicar com o olhar e resolvi ir com ela. 

- Claro - Imra deu um sorriso e estendeu o braço, esperando que eu os entrelasasse e não fiz isso. Ela suspirou e me acompanhou até fora do salão - Diga, duquesa. 

- Que farsa toda é essa, Mike? Casal feliz? 

- Não sei do que está falando - Eu não estava desconversando, nem nada. Eu realmente não sei do que ela tá falando. 

- Você sabe sim - Segurou meu paletó - Nós estávamos bem juntos, você dizia que me amava e sempre deixou claro isso com suas atitudes, disse que ia assumir nosso relacionamento pros seus pais. 

Ah, maravilha. Mike não resolve seus problemas e deixa pra mim. 

- É complicado, Imra. 

- Você falou que ia me assumir, e que nunca aceitaria casar com a Kara, e no outro dia estava noivo dela e nunca mais olhou pra mim. Eu passei meses te ligando, tentando conversar e sua resposta foi o silêncio. 

Eu não sabia o que falar pra ela. Eu não sei o que aconteceu entre eles, é algo pessoal deles. Não faço mínima ideia de nada. 

- Você não tem nada pra me dizer? 

- Esqueça nós dois, eu sou o noivo da Kara e com ela que vou ficar - pude ver a tristeza nos seus olhos que começaram a marejar. Eu me senti mal por ter falado aquilo. Mike foi um babaca, devia ter se resolvido com ela. 

- Eu sei que quer ser o filho e o príncipe exemplar pros seus pais, mas não vai ser casando com alguém que não ama que vai conseguir isso. Por favor Mike, olha pra mim, você sabe que te amo e eu sei que me ama também. 

-Eu vou me casar com Kara - falei pausadamente - boa sorte encontrando alguém que sinta o mesmo por você - ela me encarou perplexa. 

- Tudo bem, se você quer insistir nisso, vá em frente. Não vou correr atrás de você e nem contar a verdade pra alguém, e muito menos estar na igreja quando o padre perguntar se alguém tem algo contra - Me soltou e voltou pro salão. Esperei mais um pouco e voltei pra lá, para que ninguém desconfiasse. 

- O que ela falou? - Kara perguntou assim que entrei. 

- É algo pessoal nosso, prefiro não comentar. 

- Entendo 

- O que é aquilo?  - Perguntei apontando para as pessoas que acendiam velas nas bandejas. 

- É uma tradição de Krypton. Quando um casal está noivo, colocam velas em frente de casa desejando algo bom pra eles - explicou e sorri. 

- Agora é a hora da dança dos noivos - A rainha anunciou. Eu e a princesa fomos pro centro, e fizemos a reverência um ao outro. A música começou a tocar e dançamos como havíamos ensaiado. 

- Mxyzptlk veio falar comigo. Me parabenizou pelo noivado, mas sei que foi falso.

- Como todos os outros aqui.

- Não entendo como quase me casei com aquele nojento. 

- Quando estamos apaixonados, ficamos cegos. 

- Concordo - Nos calamos e continuamos dançando. Logo o gran-finale chegou, para ser mais exato, a hora do maldito beijo - Não precisa fazer isso - Ignorei Kara e a joguei pra baixo, e no momento que a trouxe de volta, não perdi tempo e a beijei e ouvi um murmúrio de choque. Kara correspondeu o beijo na hora e logo nos separamos, e o salão explodiu em palmas. 

- Fizemos um ótimo trabalho - Ela Sussurrou. 

- É



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...