História Uniq Academy - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 1
Palavras 786
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Ficção, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shounen, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Vou tentar manter essa história

Capítulo 1 - O vento que leva


Um jovem descansava em seu quarto, deitado em sua cama e encarando o teto, já estava cansado da monotonia e da demora para chegar no colégio. Já fazia 2 dias que estava no navio responsável de levar os alunos para a Uniq Acadamy, que fica numa ilha que se liga a uma cidadezinha não muito grande.

O garoto se levanta da cama e olha pela pequena janela que tem e vê apenas água, então decide que não vai mais ficar parada, sai do seu quarto determinado a animar as coisas, mesmo sem conhecer nenhum novato ou veterano. Ao sair do seu quarto, anda em um corredor com diversas portas, quando chega no final, sobe alguns lances de escada até chegar no saguão principal, muito iluminado com uma porta aperta ao fundo, uma recepção e diversos alunos.

-Alguém sabe me dizer mais quanto tempo vamos navegar?- O garoto grita.
-Vamos chegar logo, só paciência- Uma garota responde.
- Quem é você?- O garoto pergunta se virando para ela.
- Eu sou Wiu Prestorn.
-Te algo interessante pra fazer aqui?- O garoto perguntou.
-Tem sim, tem uma arena de batalha do lado de fora, mas foi recomendado que alunos não lutassem sem permissão- Respondeu Wiu.
-Eu não ligo muito para regras. Sabe de alguém pra lutar comigo? Quero que seja alguém forte.
-Eu te levo até a arena, no caminho procuramos alguém, o que acha?- Disse Wiu pegando na mão do garoto e o puxando.

Wiu tem o cabelo preto e longo, sua pele branca, seus olhos cor de mel, vestida com um short verde claro que vai até um pouco abaixo da bunda, sua blusa branca com vários detalhes amarelos e está descalça.

O garoto se deixou ser levado pela garota, quando passam pela porta, os olhos do menino doem por conta do sol, mas logo se acostuma com a luz. Ela puxa o garoto para a outra ponta do barco e encontram dezenas de alunos conversando em volta da arena.

-Então, essa é a arena- Disse Wiu soltando a mão do garoto.
-Obrigado! Consegue encontrar alguém forte o suficiente pra me enfrentar?- O garoto disse de forma eufórica.
-Eu mesma- Respondeu Wiu.
-Tem certeza?
-Absoluta.

Sem relutância, o garoto aceitou. A garota se direciona para o lado direito da arena e o garoto foi para o lado esquerdo. A arena, de formato retangular, tem seu chão feito de areia e pedras. Os alunos que estavam ali até pararam o que faziam para assistir a coragem que os dois alunos tinham de quebrar a única regra do navio.

Wiu cerrou os punhos e começou uma ventania forte. O garoto deu um sorriso de canto, seu verde e arrepiado era singular, seus olhos sem cor eram estranhos e davam a impressão de ser cego, sua camisa é preta com manga normal, usa uma calça verde com alguns rasgos, calçando um tênis completamente preto e seus dois braços estão enfaixados até sua mão.

Wiu fez o primeiro movimento, correu na direção do garoto com o soco preparado, mas quando se dá conta, o garoto sumiu e ela ficou sem entender, o garoto aparece atrás dela e acerta um soco nas costas dela que a lança para beirada da arena. A menina se levanta e se pergunta como aquele garoto podia ter tal velocidade.

A menina analisa a arena e não encontra o garoto, que aparece em cima de o punho em chamas preparado para acertar um soco, mas a menina desce seu braço e o levanta rapidamente, gerando uma corrente de ar muito forte que faz o garoto ser jogado para o alto. A menina dá um salto que gera uma corrente de ar que a leva até a altura que o garoto foi jogado, quando ela o alcança, reverte seu punho com vento e acerta a barriga dele lançando no chão.

O garoto cai numa velocidade muito grande, quando atinge o chão, faz uma cratera ao seu redor, ele fica apagado por 2 segundos, quando abre seus olhos, vê uma garota com a o braço estendido com a mão esperando a dele parar ajudá-lo a levantar.

-Acha que já acabou?- O garoto perguntou.
-Te muito sangue no chão, em você e na sua roupa, acho que isso indica minha vitória.- A garota então esboça um sorriso inocente.
-Tá enganada- O garoto, com muita dificuldade, diz enquanto se levanta.
-Desconfiei que fosse desse tipo, mas realmente não podemos continuar.- Termina recolhendo o braço.
-Por qual motivo?
-Tem 100 caras com armas controladoras apontadas pra gente.

Quando a menina termina de falar, o garoto perde suas forças e caiu no chão desmaiado. A garota realmente não estava mentindo, há 100 guardas da Uniq Academy preparados para matar ambos.

Notas Finais


Valeu por ter lido


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...