História United - (l.s) - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias One Direction
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Personagens Originais, Zayn Malik
Tags Comedia, Gay, Gayfic, Harrystyles, Harrytops, Hot, Larry, Liampayne, Louisbottom, Louistomlinson, Niallhoran, One Direction, Stylinson, Yaoi, Zaynmalik, Ziall
Visualizações 6
Palavras 1.384
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Adolescente, Fluffy, Lemon, LGBT, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Espero que gostem

Capítulo 2 - Two;


Louis não sabia exatamente como tinha ido parar no vestiário masculino da Uni, rodeado por vários rapazes sem camisa e suados, e que, curiosamente, o encaravam como se fosse um pedaço de carne pronto para ser abatido. Entretanto, mesmo tendo plena noção de sua vulnerabilidade naquele momento - e mesmo completamente apavorado por dentro, engolindo em seco e tentando impedir que percebessem que ele estava quase entrando em pânico - o garoto esboçou um sorriso amarelo.

"Lembre-se, Louis: isso não é o Ensino Médio. Todos aqui são praticamente adultos maduros que sabem lidar problemas reais. Relaxe.", ele tentou conter seu nervosismo.

- Com licença...

- Opa, gracinha, você tem licença para qualquer coisa que quiser fazer aqui. - um rapaz alto e loiro sorriu largo, fazendo o resto dos companheiros rirem alto e Louis se encolher de vergonha. Niall revira os olhos e lança um olhar de "eu te avisei" para o menor.

Louis respirou fundo.

- Com licença, eu estou procurando um rapaz chamado Harry Styles. - ele continou, e uma onda de risadas e gritos se estendeu pelo vestiário.

- Por que é sempre o Styles que consegue as melhores putas? - um outro rapaz alto protestou, e Louis entortou o nariz com a escolha das palavras.

Tomlinson estava começando a achar que ter vindo ao vestiário masculino atrás de Styles não havia sido uma ideia exatamente sensata. Quando o menor tinha dito a Josh e Niall que pretendia ir falar com Harry, nenhum dos amigos imaginava que ele queria conversar com o rapaz naquele instante.

A pertinência de Louis resultou no trio de meninos percorrerem todo o campus da Uni em busca de Harry, até que um dos alunos os avisou que o rapaz havia acabado de sair do treino e que provavelmente estava se trocando no vestiário.

E é claro que Louis não pensou muito ao entrar no ambiente com os rapazes mais populares da Uni seminus e com uma alta propensão para zombar de sua cara.

Era como se ele tivesse voltado ao Ensino Médio novamente. E, Deus, Louis não tinha batalhado todos aqueles anos para aguentar tudo de novo calado. Ele podia ser razoavelmente ingênuo, mas não era burro.

- Vocês poderiam parar de agir como completos imbecis e me dizer onde posso encontrar o Styles? - Tomlinson exclamou irritado, e os rapazes ao redor se calaram e o encararam incrédulos.

- Eu estou ciente que o resto da Uni veneram o fato de vocês serem idiotas por natureza e não controlarem seus micro-pênis, mas eu não dou a mínima para isso. Eu só quero conversar com o amigo de vocês.

Um assovio quebrou o silêncio mortal do ambiente, e todos se viraram para o garoto extremamente alto no final do vestiário, trajando apenas uma toalha branca amarrada na cintura e um sorriso com covinhas no rosto

- Calma aí, princesa. - o rapaz se aproximou de Louis, que tentava não olhar descaradamente para o abdômen malhado e coberto de tatuagens do maior.

Deus, ele era muito lindo, quase como um deus grego ou como os personagens viris que sempre estavam presentes nos livros que Louis costumava ler. Era como uma mistura de Mr. Darcy e de Al Pacino jovem, com olhos verdes tão intensos que fizeram Louis recuar um passo.

Era como uma estrela de Hollywood. E mais uma porção de figuras bonitas que Louis poderia listar, mas que fugiram da sua mente quando o rapaz abriu a boca.

- Desculpe, nós nos conhecemos? Por acaso foi você com quem eu fiquei ontem e desapareci mais cedo? Não é nada pessoal, eu só não gosto de criar intimidade com quem eu transo, principalmente com pessoas neuróticas que invadem o vestiário e começam a gritar. Sua mãe não te ensinou que isso não é muito educado de se fazer?

Um coro de risadas se instalou, e o rosto de Louis queimou de vergonha.

- Você é Harry Styles? - Louis perguntou, mas já sabia a respostas assim que viu o rosto pálido de Niall e Josh ao seu lado.

- O próprio.

- Será que podemos conversar em... particular? - Niall tampou o rosto com as mãos.

- Se tiver algo a dizer pode falar em frente aos meus amigos idiotas com micro-pênis. - Harry sorriu, e outra onda de risadas e gritaria percorreu o ambiente.

O sangue de Louis ferveu.

- Olhe, meu nome é Louis Tomlinson e estou concorrendo à presidência do Grêmio contra você. - ele respirou fundo. - Eu só queria conversar civilizadamente e...

- Louis Tomlinson?! - o sorriso de Harry aumentou. - Então você que é o rapaz mais brilhante da Uni?

- Bem, eu acho que sim, mas...

- O bolsista que ganhou passe livre da Reitoria para concorrer contra mim?

- Bem, sim, mas o que eu quero realmente dizer é...

- Uma das bundas mais disputadas da Uni! - um dos garotos gritou, mas Harry o lançou um olhar duro fazendo-o ficar quieto.

- Não fale com ninguém dessa forma. É rude. - Harry alertou, e Louis franziu a testa.

- Olhe, eu só quero falar com você sobre...

- Então, Louis - Harry se aproximou perigosamente do menor. - eu imagino que você tenha vindo para desistir de concorrer, certo? Talvez pedir um lugar dentro do Grêmio para quando eu vencer?

Louis ergueu a sobrancelha incrédulo.

- Sim! - Niall deu um passo a frente e segurou os ombros de Louis, puxando o amigo para fora do vestiário. - É exatamente isso que viemos pedir!

Mas discutimos os detalhes em outra hora, porque temos aula agora. Certo, Louis?

- Exatamente! - Josh exclamou, pegando o outro braço de Louis e o puxando.

- Não! - Louis se soltou dos braços dos seus amigos e se aproximou do sorridente Styles, metendo um dedo no meio do rosto do maior. - Eu nunca desistiria por um troglodita, acéfalo, prepotente, mal-educado e esnobe como você! Eu vim aqui para desejar boa sorte, mas agora eu quero apenas que você se ferre nessa campanha e não fique implorando por uma vaga no Grêmio quando eu acabar com você!

Harry abriu a boca.

- Ainda não acabei! - o menor exclamou completamente furioso. - Eu tenho pena de pessoas como você que só porque tem dinheiro acham que são reis de alguma coisa ou que mandam nas pessoas ao seu redor. Você não tem nenhum poder sobre mim e não tem direito de me tratar mal, porque não fico lambendo seu saco como o resto dos seus amiguinhos! Rei da Uni, uma ova!

Louis arregalou os olhos quando percebeu o que havia dito na frente de todas aquelas pessoas. "Porra, o que eu fiz?"

- Primeiro, - Harry agarrou o pulso de Louis e colou o corpo do menor no seu. - não aponte o dedo na minha cara. Isso não é lá muito educado.

Naquele momento, Louis queria cavar um buraco e se esconder até que ninguém mais lembrasse da sua existência.

- Segundo, você não me conhece. Se você se considera um rapaz tão culto, educado e claramente superior a todos nós, por que está gritando e supondo coisas sem sequer ter falado alguma vez comigo? - o menor engoliu em seco, tanto devido as palavras de Harry quanto pela proximidade dos seus corpos. - Terceiro, você sabe que não tem nenhuma chance de ganhar de mim nessa eleição, princesa. Mas desejo toda a sorte do mundo e que vença o melhor.

Harry soltou as mãos da sua cintura delicadamente, enquanto Louis empurrou o maior subitamente com o rosto completamente vermelho e o sangue fervendo. Ele nunca havia se sentido tão impotente durante toda sua vida. E nunca tão humilhado.

- Vá se foder, Styles. - Louis exclamou completamente transtornado, enquanto Harry sustentava um sorriso largo nos lábios.

- É uma hora ruim para te chamar a um encontro, Tomlinson? - Harry perguntou com a maior inocência do mundo, fazendo os rapazes ao redor rirem com a cara de pau do amigo.

Louis revirou os olhos, agarrando o braço de Niall e puxando Josh para fora do vestiário.

- Isso foi um sim? - Harry gritou.

Louis mandou o dedo do meio sem se virar e foi embora, deixando sua dignidade para trás e um bando de garotos seminus rindo da sua cara.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...