História UniversalMente - Capítulo 11


Escrita por:

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Drama, Esperança, Ficção, Magia, Mistério, Romance, Universo
Visualizações 42
Palavras 645
Terminada Não
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 11 - Rosas Brancas


Fanfic / Fanfiction UniversalMente - Capítulo 11 - Rosas Brancas

Depois de Demetry me deixar no meu dormitório, tomei um banho e me deitei, sem perceber fiquei corada ao lembrar de Demetry, afinal, aquele foi meu primeiro encontro, que a propósito foi bem interessante, Demetry era alto, tinha os cabelos escuros e usava óculos o que te dava um charme especial, um cara romântico bem diferente de Zero que sempre me recebe em broncas…

 

- Como foi seu encontro hoje? - Zero interrompe meus pensamentos aparecendo sentado na janela.

 

- Zero?  Desde de quando você está ai? - Me assustei

 

- E ai, ele faz seu tipo? - Me perguntou e depois comeu uma rosa branca.

 

- Ham, por que a pergunta? por acaso você ficou me vigiando durante todo o meu encontro? - Perguntei interessada em saber se ele viu que Demetry também era um Lumiére.

 

- Claro que não! por acaso você esqueceu que eu tenho coisas melhores para fazer? - Zero respondeu meio alterado.

 

- Ainda mais vigiar o encontro do quatro olhos com a chatonilda. - Zero deu de ombros seguido de uma bufada.

 

- Então o que veio fazer aqui se sua agenda é tão cheia? - Perguntei aliviada por ele não saber do meu trato com demetry tentando mudar de assunto.

 

- Deus me mandou dar uma olhada em você pra saber se a donzela não estava em perigo de novo,  - Respondeu rindo, e depois comeu outra rosa.

 

- Aproveitei e dei uma limpada na área que estranhamente estava infestada de servos das trevas e não consegui rastrear o líder dele, parece que ele desenvolveu um campo de força, proteção ou algo do tipo… Hum aquele Demetry ele é bem suspeito. - Zero indagou comendo outras pétalas de rosas.

 

- Não sabia que você comia, ainda mais flores! - Dispistei-o, suspeitando que Eu e Demetry tínhamos atraídos os demônios por sermos Lumiéres.

 

- Não como flores, eu só como rosas e não é qualquer tipo de rosa, os da minha linhagem só comem as brancas e as azuis! - Me explicou se sentando na minha cama.

 

- Por que os da sua linhagem? Por acaso todos os Guerreiros comem só rosas e para cada tipo de Guerreiro é uma específica cor de acordo com sua função? - Perguntei interessada.

 

- Na verdade é quase isso, Guerreiros como eu que lutam ou derramam sangue comemos rosas, já a cor vai de acordo com o seu chamado. Porém os Guerreiros de outras linhagem comem flores de outros tipos, como por exemplo o Guerreiro da sabedoria come Lírio, o da Beleza come de Lótus, o da franqueza a flor Jasmim e por aí vai… - Zero tenta me explicar o cardápio dos Guerreiros.

 

- Entendo. - Digo interessada em saber mais.

 

- Bom, já que está tudo em ordem, já vou indo. Ah e só pra te lembrar, antes de você ficar tendo encontros românticos com caras suspeitos por ai, não se esqueça que você é minha! - Disse Zero com o rosto perto do meu e me encarando com seus olhos que estavam com um tom de azul acinzentado.

 

Corei na hora e meu coração disparou, ele se levantou da cama e rapidamente subiu para o céu como uma estrela cadente. Deitada fechei os olhos e pude ver perfeitamente a imagem de Zero e de Demetry, meu coração e alma gritam por Zero mas Demetry com toda sua gentileza e atenção… Será que Lumiéres ficam entre si? Que relação de laço é essa que Lumiére tem com Guerreiro? E o que será que Zero quis dizer com a frase “não se esqueça que você é minha”? Por que Guerreiros não compartilham Lumiéres? Será que somos espécie de armas ou coisa do tipo?   Bom, independente do que eu me transformei, Demetry me fará mais forte e eu irei ficar ao lado de Zero em suas batalhas, eu farei Zero me notar!

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...