História Universidade da criatividade - Interativa - Vagas abertas - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Criatividade, Drama, Graduação, Interativa, Interativas, Original, Romance, Universidade, Vagas
Visualizações 28
Palavras 2.099
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, LGBT, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Então, se eu fosse colocar todo mundo falando eu ia ficar maluca então vou fazer aleatório quem vai ter P.O.V. e quem vai aparecer de acordo com que está mais presente. É isso, boa leitura!

Capítulo 4 - Nosso campus, nossas personalidades


Fanfic / Fanfiction Universidade da criatividade - Interativa - Vagas abertas - Capítulo 4 - Nosso campus, nossas personalidades

  _Mais duas para a festa... esse ano vai ser divertido. Caham... qual das duas é Lean Scott Fraser?

Lean: Eu aqui! -se pronunciou a garota ruiva de sardas bem visíveis- Espero não estar atrasada, Prazer em conhecer de qualquer maneira.

  _Na real nós não temos horários para a chegada de vocês... contanto que arrumem suas bagagens nos dormitórios a tempo das aulas começarem...

Lean: Não se preocupe que eu tenho sobre controle!

  _Ótimo! Prazer em conhecer! Acredito então que você ao lado deva ser Alana Fox?

Alana: Sim. Prazer.

  _E você não é muito aberta eu vejo... relaxa que aqui nós viemos trazer seus sonhos em realidade. Prazer conhecer você. Peço que se dirijam ao corredor a minha esquerda, Akira, a vice-diretora, vai leva-las aos dormitórios em breve.

  As duas se dirigiram ao corredor, Akira estava indo recebe-las e se introduzir, enquanto isso acontece, voltemos um pouco da atenção aos primeiros alunos a chegar. Todos estavam caminhando nos corredores do dormitório procurando pelo quarto designado a cada um. O silêncio pairava no ar. Até que...

Susie: Eu encontrei meu quarto. Agradeço pela companhia de todos e espero que possamos todos nos entender bem. Com licença...

  A mesma entrou no quarto deixando todos para trás.

Link: Essa sabe como quebrar o clima gélido que a vice-diretora nos deu ao abandonar a gente aqui.

Ishigami: Com toda a licença que poderá me dar, não achas um tanto rude falar tais coisas? Novos colegas acabaram de chegar ao campus e deixa-los a esperar seria uma certa falta de consideração.

Link: Bem alunos que acabaram de chegar não são alunos que chegaram primeiro e mais, poderiam ficar com aquela meio maluca que a gente chama de diretora. -Ishigami manteve-se quieta ao comentário e continuou a procura de seu quarto.- Qual é? Eu não sou o único que acha que ela é meio doida, certo?

Strong: Independente do que a gente achar eu não acho que faz muita diferença, vamos ter que aturar ela de qualquer maneira, é a Diretora. Veremos se faz jus ao cargo no entanto.

Mirela: Eu também achei meu quarto... vou me retirar.

Henry: O mesmo aqui, peço que não façam barulho depois das oito.

Strong: Se não for uma regra eu não preciso seguir. -Disse a Henry antes do mesmo entrar no quarto de cara fechada.- Eu vou indo também, as bagagens não vão se arrumar sozinhas infelizmente.

  Com o clima esquisito que todo lugar novo e desconhecido passa, todos entraram em seus devidos quartos e não muito depois as novas alunas chegaram e entraram em seus próprios quartos também.

 

    Mirela P.O.V.

 

  Essa universidade... ela oferece muita coisa pela mensalidade.... mas lembro também que não é qualquer um que entra, isso significa que a diretora viu algum talento em mim? E todos os outros? Tem algo especial assim? Espero não ter passado uma má impressão para eles... eu me sentiria meio desconfortável se eu parecesse uma esquisita. *Respira fundo* Bem... já tem algumas horas que estou arrumando o quarto e parece bem decente já. Talvez dar uma volta pelo campus não seria ruim.

  Eu sai do meu quarto e fui na direção oposta que vim, esperando chegar no ginásio, no meio do caminho eu encontrei a vice-diretora carregando uma caixa média que parecia um tanto pesada.

Mirela: Boa tarde, vice-diretora. Algum problema?

Akira: Boa tarde. Não, estou apenas arrumando algumas coisas, inclusive bom te ver, é... Mirela, não? -Eu acenei com a cabeça concordando.- Certo. Aqui! -Ela me entregou o que parecia ser um tablet da universidade.- Aí tem algumas informações sobre o campus, além das regras e do mapa de cada lugar. Eu estou indo entregar aos alunos que ainda estão nos quartos!

Mirela: Certo. Obrigada e boa sorte!

  Receber esse tablet foi bem útil, eu posso saber por andar sem me perder. Olhando pelo mapa, algo chamou minha atenção na hora; “Salão de dança”; Mesmo que eu não vá dançar, eu super estou a fim de ver como é. E aparentemente esse não é o único lugar onde dá para dançar, também tem uma sala de aula própria para isso, porém está constando fechada no mapa. Me pergunto se não é porque as aulas ainda não começaram.

  Chegando lá eu me dei de cara com uma porta grande cheia de ornamento relacionados a dança; Chegando mais perto eu ouvi uma música meio Pop e meio clássica tocando. Eu abri a porta de leve e vi a garota loira de mais cedo, se não me engano ela se chama Susie, ela está dançando o que parece uma coreografia própria. Achei interessante a maneira que ela dança, na tentativa de ver melhor eu abri a porta um pouco mais e ela acabou me percebendo e tropeçou nos próprios pés.

Mirela: Desculpa! Eu não espiar ou algo assim! Eu vi você dançando e achei muito legal e...

Susie: Tudo bem, eu nunca acerto esse passo mesmo, além do mais, deve ter sido um sinal dizendo que é hora de uma pausa; Eu estou aqui já faz algum tempo.

Mirela: Então... você quer ser dançarina?

Susie: Hã? Ah, não, não! Eu gosto de dançar como hobbie. Eu tenho outros planos para meu futuro. Akira falou que podemos usar as salas especiais a vontade, tem vários CDs de música aqui, se quiser dançar fique a vontade, eu vou tomar um banho agora. Aparentemente eles tem um SPA também... eu quero ver tudo que tem de novo! Até as aulas Mirela.

Mirela: Até...?

  Eu não soube dizer direito, mas tem algo de estranho vindo dela. Algo que está por baixo dessa vibe positiva dela. Eu definitivamente não confio nela. Entretanto, não acho que ela mentiu quando falou do salão. Está vazio... talvez não seja uma má ideia se eu dançar um pouco. Eu posso ver que músicas eles tem aqui também. Se eu tiver essa liberdade aqui todos os dias, vai valer muito a pena.

 

      Strong P.O.V.

 

  Olhando meu quarto nesse estilo punk ninguém desconfiaria que meu objetivo não é tão punk assim. Bem, que se dane o que os outros pensam, eu sei o que quero da minha vida. Acho que vou dar uma volta, seria um desperdício não usar esse tablet ainda hoje; Mas onde eu gostaria de ir? Eu digo, o sol está para se pôr, não dá para fazer muita coisa agora. Talvez só uma volta pela praça seja o que eu precise, ficar presa aqui nesse quarto não vai me fazer bem. Não é tão longe e caso eu me perca eu tenho o mini mapa.

  Chegando na praça e parando para olhar, até que o lugar não é tão ruim assim. Vai dar para dar uma relaxada legal depois das aulas. Espero que a cantina atenda ao meu paladar também. Andando mais adentro da praça acabo dando as caras daquele garoto Link de mais cedo.

Strong: Se não é o senhor inconveniente passando por perto.

Link: Vai me dizer que eu peguei esse apelido só porque eu fiz um comentário sobre a diretora? E eu nem te conheço direito para você falar assim comigo.

Strong: Desculpe se eu só falo verdades, elas doem, eu sei. Não seja por isso, nós nos veremos de segunda à sexta até alcançar o sucesso sendo o que somos de melhor, por que ao menos não nos entendermos?

Link: Certo, você tem um ponto aí, mas o que quer que eu faça? Eu não te conheço não significa eu não te respeito.

Strong: Eu não disse que me senti ofendida, vamos dizer que eu não sou uma flor com as pessoas, mas não significa que eu quero me isolar do resto do mundo.

Link: E você ao analisar todo mundo, escolheu eu para tentar fazer amizade? Que nobre de você, não tiro sua razão.

Strong: Na real é porque você foi o primeiro que eu encontrei depois que eu sai do quarto.

Link: Você gosta de sinceridade, hein!

Strong: Querendo ou não é uma das minhas qualidades ser realista.

Link: Certo miss realista, vou fazer uma nota mental de você, mas agora eu tenho coisas a fazer, essa conversa vai precisar continuar em outra hora.

Strong: Que seja então, eu vou continuar por aqui. O dia ainda não acabou.

  “Miss realista”, huh? Não sei se considero isso um elogio ou uma ofensa. Eu gostaria muito de conseguir uma interação social melhor que isso antes das aulas começarem, mas me conhecendo bem, acho impossível.

  Perdida nos meus pensamentos, eu percebo que já é de noite, não tinha muita certeza se ficar perambulando é seguro ou até mesmo permitido já que eu não li as regras, então resolvi ir direto de volta aos dormitórios. No caminho eu vi uma garota ruiva que eu não tinha visto antes, uma das novas alunas de mais cedo talvez, poderia ser uma chance melhor de me introduzir.

Strong: Ei! Ruivinha!

Lean: Ruivinha? Sua mãe não te ensinou a ter modos não?

Strong: Ensinou sim, mas tem certas coisas da minha vida que eu decido, inclusive a maneira com como eu vou tratar as pessoas!

Lean: Diga logo o que você quer.

Strong: Eu só achei que seria interessante me introduzir já que não nos vimos mais cedo, mas parece que você não está para papo.

Lean: Você que interpretou errado. Eu deixei claro que me chamar de ruivinha era inapropriado e você já levou para um tom mais ignorante. Meu nome é Lean a propósito, se é que você ainda liga.

Strong: Minha personalidade é assim, um tanto... complicada. Me chame de Strong, prazer.

Lean: Strong? Isso parece mais um apelido do que um nome...

Strong: E é! Eu odeio ser chamada pelo nome, então é Strong e pronto.

Lean: Eu quero saber seu nome real! Eu disse o meu, nada mais justo.

Strong: Vai ficar querendo saber! Eu disse que é Strong como quero ser chamada e é Strong que você vai me chamar!

Lean: Eu ainda vou descobrir seu nome verdadeiro! Guarde essas palavras! Vejo você por aí “Strong”.

Strong: Sério? Você vai só sair assim e alguma outra hora falar comigo como se não fosse nada?

Lean: Eu não acho que essa foi a melhor forma de nos conhecermos. Seria melhor tentar em outro momento, vai por mim, isso vai ajudar nós duas.

Strong: Que seja, eu estava indo para o meu quarto mesmo.

  E essas foram minhas interações sociais do dia. Bom... me conhecendo, poderia ter sido pior. Vou relaxar depois de tudo isso.

 

   Narradora P.O.V.

 

  O dia chegou ao fim, para os alunos ao menos...

Akira: Você vai ser uma boa diretora, não pense demais...

  _Akira, você é muito positiva, e sempre vai ser. Independente da situação. Porque é assim que você foi feita para ser. É aí que entra a maior diferença entre eu e você.

Akira: Que seria...?

  _Apesar de meu papel ser alívio cômico, eu tenho minha vontade própria e mudo de sentimentos conforme as situações. Quando eu fui promovida para ser diretora dessa universidade eu larguei toda uma escola para trás, com vários alunos. Quantos anos faz isso? Dois? Três? Eu não me lembro mais. Sei que depois que eu reformei a universidade conforme meu plano de ensino e criei algo em mim que não deveria...

Akira: E o que seria isso que te aflige?

  _Expectativas. Uma única palavra carregando tanta dor. Eu me pergunto se meus alunos vão gostar da universidade e se eu vou gostar deles aqui. Ambos os lados estão tensos.

Akira: Você pensa demais...

  _Akira sai daqui! >:(

  Akira levou a sala em silêncio e a Diretora ficou pensativa, assim term....

  _Vaza você também narradora! Deixa que eu termino esse capítulo!

  _Caham....Então.... próximo capítulo começa as aulas oficialmente! Deixe-me dar uma breve explicação sobre como funciona as aulas aqui e fazer algumas perguntas que por voto popular vão ser aplicadas. Eu mencionei em algum lugar (espero que tenha, não me lembro) que as aulas são inovadoras e que cada semana tem algo diferente. Bem, eu estou falando tipo bem sério, o que aconteceu em uma semana não vai acontecer na seguinte a não ser que tenha sido bom demais para repetir. Sobre como vocês, tão diferentes terão aulas juntos fica para o próximo capítulo. Eu queria saber se vocês querem ter um começo normal ou só meter a louca? E sobre os professores? Vão querer que mude de acordo com a semana? Ou preferem um fixo? E por último, não menos importante um lembrete de deixarem interesses românticos ou interesses de amizade. É isso aí! Vejo vocês na sala de aula! Tchauzinho!


Notas Finais


Eu acho que ficou meio confuso o final, mas eu estou aqui para tirar dúvidas, certo? (Sim é um milagre eu postar esse horário, mas eu tenho toneladas de trabalho para fazer fim de semana)
Meninas em especial, Ishigami Akira ainda procura por uma colega de quarto!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...