1. Spirit Fanfics >
  2. Universidade Shiz >
  3. Don't Play With Me Loukamaa

História Universidade Shiz - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Voltei, voltei voltando com mais capítulo cheio de mistérios meu bem.
Aqui tem Referência, hein?
Desafio a você achar qual é, e comentar.
Quem acertar vai ganhar um bixcoito.
Boa Leitura 😉😉

Capítulo 3 - Don't Play With Me Loukamaa


Fanfic / Fanfiction Universidade Shiz - Capítulo 3 - Don't Play With Me Loukamaa

Ontem, arrumamos a Sabina pro encontro que seria o melhor encontro da vida dela.

Mas, por algum motivo desconhecido, ela não quis falar o aconteceu. Any achou que eles transaram no jardim ontem.

Mas enfim, hoje é um grande dia por que é hoje que decidiremos qual curso iremos fazer.

Eu realmente estou em dúvida em tudo, estou agora na fila da recepção esperando a minha vez de me cadastrar.

- A Secretária está chamando uma Joalin Loukamaa - me levantei rapidamente e andei até o Escritório com o coração na boca.

- Joalin Loukamaa? - perguntou a mulher que estava lá dentro - Sim, sou eu - disse com um sorriso mas ela não o retribuiu, antipática? Muito - Pode se sentar Senhorita Joalin - me sentei - Não precisa me chamar de Senhorita, me chame apenas de Joalin - ela revirou os olhos - Bom, Senhorita Loukamaa, já sabe os cursos que você irá fazer? - Pronto, parece que eu ganhei antipatia por alguém aqui - Sim, irei fazer Música e Dança - Falei o mais seco que eu poderia falar na face dessa maldita Terra - Ok - Como ela consegue ser mais seca do que eu? - Assine aqui por favor Senhorita Loukamaa.

A fuzilei com o olhar, peguei a minha caneta e assinei o papel.

- Aqui está o mapa de sala, os professores e os horários - ela me entregou uma pasta, que não era tão grande assim. - O número e a chave do seu armário, você pegará na recepção. Tenha um Bom Dia - peguei a pasta me levantando - Chame por gentileza Millie Hidalgo - assenti com a cabeça - Com licença.

- Millie Hidalgo - uma garota que parecia ser bem alegre se levantou e veio em minha direção - Se prepara garota, ela é super grossa e antipática - ela assentiu - Obrigada, por avisar - sorri e peguei minha ficha. Armário 23

Meu Bisavô dizia que 23 era um número amaldiçoado por os espíritos malignos, eu tô ferrada.

Caminho sem rumo, apenas para explorar o local. E me esbarro com uma pessoa que nunca queria ter me esbarrado.

- Olha, olha vejam só - Diarra Sylla - Se não é Loirinha - revirei os olhos - Se não é a Lacraia - ela arregalou os olhos - Não brinque comigo Loukamaa - disse chegando perto de mim - Eu não tenho medo de você Sylla - ela riu - Eu sei que no fundo você tem - Ahh, pena que você tá errada né bebê?

- Jojo! - ouço a voz da Nessa - Diarra? - Nessa pareceu nervosa - Olha tem a irmãzinha também - disse se virando para Nessa - Deixa ela em paz, falei a empurrando Diarra - Vamos Nessa Rose - Falo indo embora pisando forte.

- Me desculpe por isso Jojo - disse Nessa cabisbaixa - Não foi sua culpa meu amor - falei a olhando nos olhos - Foi daquela Lacraia que não tem o que fazer - Nessa riu - Você nunca muda Jojo - ela revira os olhos - Mudo sim, cada dia mais linda - Nessa riu mais o que me fez rir também - E aí, com quem você ficou no quarto Nessa? - ela suspirou - Uma tal de Shivani, que é muito certinha, e a Winniester - ela revirou os olhos - O que tem com a Winniester, acho ela super de boa - Nessa deu de ombros - Eu tentei fazer amizade com ela, e simplesmente eu não consegui.

- Talvez você tenha que dar outra chance para ela, você sabe que a Winniester é depressiva - Nessa assentiu - Vou falar com ela mais tarde - olho para o relógio, e vejo que já são 11:00 - Eu tenho que ir Nessa, te vejo mais tarde tá bom? - ela sorriu - Ok, tchau Jojo - sorri Tchau.

Eu e a Nessa somos irmãs, muito independentes. Já que a nossa mãe morreu faz muito tempo, eu tinha 3 anos e a Nessa tinha 2 ainda. Nosso pai não era a melhor pessoa para cuidar de crianças, principalmente de mim. Ele deixava toda a responsabilidade da Nessa Rose em cima de mim.

Sempre fomos unidas, e sempre seremos, apesar das dificuldades.

Ano passado nosso pai faleceu por conta de uma Overdose, eu mesma não derramei uma lágrima, já que ele me odiava.

Depois disso eu fiquei totalmente responsável por tudo, água, luz, comida e os nossos estudos. Foi difícil, mas eu dou conta, a mãe da Any ajudou bastante nisso.

Por falar na Any, preciso falar com ela. Acho que ela tá no refeitório, estava indo até o refeitório até que me esbarrei em outra pessoa.

Sério isso Joalin? Você não sabe andar normalmente? Mas esses pensamentos saem da minha cabeça quando vejo com quem eu me esbarrei. Bailey May, irmão mais velho da Any, e um babaca por assim dizer - Joalin? - ele me encara surpreso - Bailey - ele suspira - Você está linda - ele fala, sem vergonha do caralho - Eu sei.

- Joalin! - Graças a Deus - Joalin eu tava te procurando - A olhei com gratidão - Desculpa maninho, temos coisas de menina para fazer - Any disse e sorriu para Bailey que a encarava com raiva - Hmm verdade Bailey, até mais! - falei com sarcasmo sendo puxada por Any.

- Ufa, obrigada Any - ela sorriu - De nada Jojo.


Notas Finais


Então, acharam a referência?
Vou dar uma diquinha marota.
É do musical Wicked.
Pensei bem aí, até a próxima 🤪🤪


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...