História Universo alternativo de undertale yaoi - Capítulo 50


Postado
Categorias Undertale
Personagens Personagens Originais, Sans
Tags Errink, Undertale, Yaoi
Visualizações 47
Palavras 563
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Festa, Hentai, Magia, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Mais um capítulo hoje por que eu tô com vontade de escrever, espero que gostem do capítulo.

Boa leitura.

Capítulo 50 - Outer x Dream parte 1


Outer on.


Estava sentando numa pedra observando as estrelas de Outertale, como eram lindas, eram brilhantes como ouro, pareciam estar queimando, me traziam uma sensação de calor e conforto. Mais oque eu mas gostava nelas, era que elas me lembravam do meu pequeno guardião. Ele conserteza era muito mais bonitos do que aquelas estrelas, o meu pequeno sonho, como eu o amo.


Outer: ah como eu o amo, mais por que ele não tem olhos pra mim, por que universo eu tenho que amar uma pessoa que só me vê como um amigo e nada mais?! Falo com uma voz tristonha. Solto um suspiro longo e pesado. 


Fecho os olhos e começo a pensar no meu amado guardião, em cada detalhe. Desde seu lindo sorriso até suas curvas. Como ele era tão perfeito, suas curvas me provocavam, sentia vontade de beijar seus lábios carnudos e delicados, queria marcar sua pele branca com vários beijos e mordidas. Queria poder chamá-lo de meu, queria ouvi-lo cantar para mim, chamar meu nome, pedir por mais. Queria ouvir sua doce voz dizendo o quanto me ama. Pena que tudo isso é apenas uma ilusão, uma fantasia que eu inventei.


Outer: Ah Dream, meu pequeno Dream como eu te amo! Dizia abrindo os olhos. Fico um tempo sentado, soltou um suspiro e logo levanto da pedra e começo a caminhar até minha casa.


Caminhava em passos lentos, estava quase me arrastando, não estava com muita vontade de andar. Poderia usar teleporte mais até pra isso eu estava com preguiça de fazer.


Depois de uma breve caminhada chego até minha casa. Ao entrar percebi que a casa estava vazia, melhor assim, não queria que Papyrus visse minha cara de abatido.


Caminho até o sofá e me jogo no mesmo, dando de cara na almofada de estrelas. Fico pensando um pouco até me sentir sonolento, quando estava prestes a dormir ousso o barulho da campainha.


Outer:AGH JA VOU! Grito para a pessoa que estava a tocar a campainha sem parar, meu Deus pra que isso.


Me arrasto até a porta e seguro a maçaneta com força a girando rapidamente e abrindo a porta com força.


Outer: Dream? Pergunto para o pequeno guardião que estava de pé na frente da minha porta, estava um pouco sem jeito enquanto olhava para lado com um pequeno rubor amarelado cobrindo suas bochechas.


Dream:O...Olá Outer, e...eu posso entrar? Pergunta o menor com a voz meio envergonhada e trêmula. 


Apenas concordo com a cabeça e dou espaço para que ele entre. Ao entrar ele vai até a sala e senta-se no sofá. Eu caminho até ele e me sento no sofá proximo ao que ele havia sentado. 


Não era melhor eu ficar muito próximo a ele pois senão eu não conseguiria conter o desejo de atacar ele.


Outer: então oque te traz aqui Dream? Pergunto para o menor que estava distraído olhando em volta.


Dream: ah sim, eu vim aqui te ver... é que...eu queria ficar mais próximo da você! Falou o menor meio envergonhado, apertava forte o tecido de sua calça, percebi que um forte rubor amarelo surgiu em suas bochechas.


Outer: ficar mais próximo de mim, por que? Pergunto para o menor meio incrédulo, levantei uma sobrancelha como sinal de dúvida.


Dream: bem... por isso! Fala o menor se levantando e caminhando até mim.


Quando o menor se aproximou de mim ele me empurrou no sofá, me deitando no mesmo logo subindo em cima de mim.


Corei em imediato quando...


Continua...








Notas Finais


Oque será que aconteceu, descubra no próximo capítulo de universo alternativo de undertale yaoi.

Um beijo e um abraço para meus queridos leitores.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...