História Universo Paralelo - Samífer - Capítulo 4


Postado
Categorias Supernatural
Personagens Abaddon, Adam Milligan, Amara, Anna Milton, Balthazar, Bela Talbot, Benny Lafitte, Bobby Singer, Castiel, Charlene "Charlie" Bradbury, Chuck Shurley, Claire Novak, Crowley, Dean Winchester, Ellen Harvelle, Gabriel, Garth Fitzgerald IV, Jo Harvelle, Jody Mills, John Winchester, Kevin Tran, Lúcifer, Mary Winchester, Meg Masters, Miguel, Naomi, Personagens Originais, Rowena MacLeod, Sam Winchester
Tags Bobbyandcrowley, Casdean, Crowbby, Destiel, Samífer, Supernatural
Visualizações 19
Palavras 637
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Famí­lia, Festa, Ficção, LGBT, Magia, Policial, Romance e Novela, Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Desculpa a demora

Capítulo 4 - As desculpas


P.O.V Sam

Acordei com o olhar pesado. Eu chorei a noite, me sinto solitário, e muito triste porque magoei meus amigos os ignorando. Charlie, Claire, Jack, Balthazar e até Ruby, mas o que mais me dói ignorar é Lúcifer. Nos conhecemos a pouco tempo, mas já temos uma amizade muito forte, eu já o considero meu melhor amigo.

 

Eu não vou aguentar magoar mais alguém, até porque tudo isso estava me magoando.

 

Maldito castigo! Maldita obediencia que tenho por meu pai!

 

E se eu... Não! Não, essa atitude é do Dean, não minha!

 

Mas eu não consigo nem pensar em ter que passar por aquilo de novo.

 

Sim, eu vou fazer isso! Vou fingir que estou com uma dor de cabeça muito forte, como nunca fiz isso antes, com certeza ele vai acreditar.

 

Cambaleio para fora da cama, um pouco por sono e outro pouco por teatro.

 

Chego até o quarto dos meus pais e faço uma careta de dor, fingida mas convincente.

 

- O que foi filho? - minha mãe, Mary pergunta.

 

- Eu tô com muita dor de cabeça.

 

- Oh querido, venha cá.

 

Caminho até ela massageando a testa. Ela já havia se sentado na cama e me pegou no colo, abraçando-me.

 

- Tudo bem? Quer algum remédio?

 

- Acho que só preciso descansar...

 

- Acha que pode ir pra aula?

 

- Acho que não. - falo fingindo uma cara triste e logo fazendo uma careta de dor, eu realmente deveria ser ator!

 

- Então tá, deita aqui.

 

Ela me puxou pra cama e me abraçou por trás, me aconchegando em seus braços.

 

- Mamãe?

 

- Fala meu filho.

 

- O... O papai me proibiu de falar com qualquer um.

 

- O que?

 

- É... Ele me deixou de castigo por ir pra pracinha sem a permissão dele. Eu só posso falar com os professores e com o Dean e o Adam.

 

- Que absurdo! Como tu vai ignorar todo mundo? O que tu fez foi errado, mas eu vou falar com ele, tentar mudar teu castigo para... Ficar sem tevê. Pode ser?

 

- Tá bem...

 

- Agora tenta dormir meu amor.

 

Acabo me inscorando no travesseiro e me permitindo relaxar. Tomara que a mamãe consiga, assim eu posso voltar pra escola e explicar tudo pros meus amigos.

*P.O.V Dean*

Hoje acordei meio encomodado, pois eu e o Adam não cosseguimos bater naquele idiota que está fazendo amizade com o Sam. Onde já se viu, um garoto dois anos mais velho se aproximar do meu irmãozinho! Na próxima vez eu não vou cometer erros vou chamar todos os meus colegas e os do Adam para bater no idiota e alguns vão ficar distraindo Castiel não haverá como perder dessa vez, mas não dará para ser hoje, porque eu vou ter que ficar "o Sam esta doente"  e eu e o Adam teremos que cuidar dele.

*P.O.V.  Lúcifer*

Hoje acordei meio dolorido do empurrão que levei dos irmãos do Sam fiquei me perguntando o porque que eles fizeram isso, foi por pouco que não sai muito machucado, se não fosse o Castiel eu estaria morto. Fiquei com medo deles me baterem, mas ainda bem que eles não foram a aula.

*Narador*

Uns dias depois, Dean estava pronto para execultar seu plano. Todos estavam prontos nas suas posições, mas Dean deu uma descupa. Falou que o diretor estava os olhando e que não iria dar certo, mas na verdade ficou pensando como Castiel iria ficar decepcionado com ele e sentiu um pouco de pena de Lúcifer.

 

O Dean percebeu que o Sam estava meio estranho ele estava meio que se escondendo do Lúcifer e dos irmãos dele, mas não se importou. Sam na verdade estava se escondendo de vergonha por causa do dia que o Dean e Adam empurram ele.


Notas Finais


Gostaram?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...