História Unlikely Love - Miraculous Ladybug - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alya, Chloé Bourgeois, Lila Rossi (Volpina), Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Mylène Haprèle, Nathalie Sancoeur, Nathanaël, Nino, Plagg, Sabine Cheng, Tikki, Tom Dupain
Tags Adrien Agreste, Adrinette, Alya Césaire, Chloe Bourgeois, Drama Miraculous, Hentai, Ladrien, Ladynoir, Lila Rossi, Luka Counffaine, Marichat, Marinette Dupain-cheng, Miraculous, Miraculous Ladybug, Mlb, Nino Lahiffe, Unlikely Love
Visualizações 916
Palavras 802
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Luta, Shoujo (Romântico), Terror e Horror, Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi meus amores ❤Obrigada aos 49 favoritos, apenas mais um apara atingirmos a metade de 100🐞❤

NOTAS :
[📍Os personagens da fic não me pertencem. Têm todo o direito e autoria do criador da série Thomas Astruc📍]
[📍Se você é sensível no assunto que diz respeito a cortes, suicídio e violência acho melhor não ler minha fic📍] srry

Vamos ao capítulo ❤🐞

Capítulo 5 - Dia difícil


Fanfic / Fanfiction Unlikely Love - Miraculous Ladybug - Capítulo 5 - Dia difícil


Nem tivemos tempo de pronunciar mais alguma palavra. Nossas bocas já estavam novamente coladas. Ele fez um gesto para que me sentasse em cima dele. Fiz o que ele me pediu mesmo me doendo um pouco por conta dos cortes na perna. 

Minhas mãos foram ao encontro dos seus cabelos loiros. Eram tão macios. Suas mãos passaram por minha bunda a apertando forte. Gemi contra seus lábios. Meu primeiro gemido enquanto ser vivo. 

- O QUE É ISSO?! - uma voz incrivelmente alta, gritou no local e eu saí de cima do Adrien. Totalmente corada. Aí vi que aquela irritante voz,  era da víbora da Lila.  - É por isso que hoje a defendeu?? Pra depois comer ela? 

- Você não tem nada a ver com isso Lila. Cai fora!! - ele disse se levantando. 

Eu apenas fiquei quieta e calada no meu canto. Mas pelos vistos isso não chegou. Ela veio em minha direção. 

- Você acha mesmo que ele gosta de você? Kkkk que ridícula. Ele te despreza. Você é apenas mais uma para ele. - ela falava. 

- Lila acabou! - Adrien tentou parar ela. 

- Não deixa eu acabar loirinho. Você é uma nerd. Totalmente idiota. Sabe para o que você serve? Para nada. Acho que nem beijar você sabe beijar direito. Você é um ser desprezível. Nem sei como sua mãe não te botou no lixo quando você nasceu. Acho que ela só ficou com você por pena. Tal como o Adrien está fazendo com você. Ele tá com pena do que ele próprio faz com você. - ela agarrou meu braço novamente em cima dos cortes - Você não merece nada Marinette. Você não é ninguém. Olha pra mim, com 17 anos e já sou uma das mais famosas atrizes de Hollywood mais recentes. E você? O que você é Marinette!? Filha de padeiros, uma retardada, trouxa e idiota. Além disso você é muito lerda. Acredita no Adrien. Ele só vai pegar você. Te usar. Se aproveitar. Te comer. E te jogar fora. Esse vai ser o ciclo da vossa relação. E no final disso tudo pode dizer uma olá novamente á sua vida de anti-social. Porque você não é N-A-D-A. - ela me falou aquilo tudo. As frases proferidas por ela ecoavam na minha cabeça. 

- Mas você tá louca Lila? VOCÊ TÁ PASSADA DA CABEÇA? - Adrien gritou com ele - VOCÊ É MUITO PUTA!! - ele falando palavrão? - EU TOU MUITO ARREPENDIDO DO QUE FIZ A ELA. E VOCÊ TAMBÉM DEVERIA ESTAR. QUEM PODE SER TÃO CABRA COMO VOCÊ PRA FALAR ISSO TUDO PARA ELA? 

- Antes cabra mas realista,  do que um foleirinho mentiroso como você - ela falou com um sorriso sínico. 

- CHAMA ISSO DE NOVO PRA MIM QUE TU VÊ!! 

A discussão deles,  mais a frases que ecoavam na minha cabeça,  me faziam querer explodir. Minha cabeça estava a mil. 

Peguei na minha bolsa e comecei a correr. Meu destino seria meu quarto. Só ouvi Adrien gritar meu nome, mas não liguei. Lila tinha razão. Quem mudaria assim de um dia para o outro? Ninguém. Muito menos o mimadinho do Agreste. 

Entrei em casa disparada. Ainda ouvi minha mãe chamando meu nome enquanto vinha atrás de mim. Mas eu não queria ouvir nem falar com ninguém. 

Me tranquei no meu quarto,  e deixei minhas lágrimas rolarem. Torturante e horrível. Eram as palavras ideais para descrever meus sentimentos naquele momento. Levantei um pouco o colchão da cama e vi lá a minha lâmina reserva,  junta de mais duas. Peguei nela e a pousei em cima da mesinha. Eu precisava me sentir aliviada. Precisava de sentir mais dor. 

Tirei minha roupa ficando apenas em roupas íntimas. Me sentei na beira da cama e peguei no objeto cortante. Não pensei duas vezes. Cortei muito mais meus braços. Cortes fundos,  rasgando meu braço por completo. Meus braços já não tinham mais espaço para cortes. Mudei então para as coxas. Rasguei elas sem dó. Era bom. Uma dor forte, forte mas aliviante. 

O sangue se misturava no chão junto das minhas lágrimas. 

Fortes batidas eram ouvidas na minha porta. 

- Marinette?? Marinette abre a porta por favor!! - era o Adrien. Ele batia constantemente na porta. 

- Me de-deixa Adrien - falei para ele que continuou batendo com força. 

- Marinette abre a porta! Ou vou ter que arrombar ela!!! 

Intensifiquei meus cortes. Minha visão estava embaçada pelas lágrimas e o chão agora pintado de vermelho. Minha visão começou a ficar turba. Já era enorme a quantidade de sangue que havia no chão. 

Larguei a lâmina no chão e fui andando com dificuldade até à porta. Destranquei ela e abri a mesma. Lembro de ver a cara de Adrien preocupada e cai em seus braços. Ouvi apenas mais um "Marinette" e apaguei completamente. 


Notas Finais


Então eu espero que tenham gostado ❤Claro que vcs não gostaram. Ninguém gosta dos caps em que a Mari sofre.
Mas bem, foi isso.

🐞Dicas e sugestões são sempre Bem-vindas 🐞
🐱Nao se esqueça de deixar nos comentários o que achou sobre esse capítulo 🐱⬇


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...