História Unlikely Love - Miraculous Ladybug - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alya, Chloé Bourgeois, Lila Rossi (Volpina), Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Mylène Haprèle, Nathalie Sancoeur, Nathanaël, Nino, Plagg, Sabine Cheng, Tikki, Tom Dupain
Tags Adrien Agreste, Adrinette, Alya Césaire, Chloe Bourgeois, Drama Miraculous, Hentai, Ladrien, Ladynoir, Lila Rossi, Luka Counffaine, Marichat, Marinette Dupain-cheng, Miraculous, Miraculous Ladybug, Mlb, Nino Lahiffe, Unlikely Love
Visualizações 315
Palavras 1.111
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Luta, Shoujo (Romântico), Terror e Horror, Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


GENTEEEEE OBRIGADA AOS 70 FAVORITOSSSS EU AMO VOCÊS ❤❤❤OBRIGADA AOS 40 COMENTÁRIOS TAMBÉM ❤

⛔⚠⚠Esse cap contém uma leve pegação⚠⚠⛔

NOTAS :
[📍Os personagens da fic não me pertencem. Têm total direito e autoria do criador da série Thomas Astruc📍]
[📍Se você é sensível no assunto que diz respeito a cortes, suicidio e violência acho melhor não ler minha fic📍] srry

Vamos ao capítulo ❤🐞

Capítulo 7 - "A minha razão de viver"


Fanfic / Fanfiction Unlikely Love - Miraculous Ladybug - Capítulo 7 - "A minha razão de viver"


Eu queria muito sentir prazer. Mas... Não dava. 

- A-Adrien... Olha... Eu... Nós mal nos conhecemos, eu não quero que isso aconteça, e no final você vai embora se rindo de mim,  em como fui patética ao me entregar assim pra você. Além do mais mesmo que quisesse não posso , meu corpo dói. - falei e ele parecia estar atento a tudo o que dizia. 

- Tudo bem, estou indo rápido demais... Mas e que tal eu tratar do seu problema aí nos cortes? - ele falou e eu percebi o que ele queria dizer. Assenti e vi um sorriso se formar no seu rosto. 

Segundos depois ele já estava em cima de mim me beijando de novo. Oh céus, era tão bom o beijo dele. Sorte das garotas que pegaram ele. 

Suas mãos eram ágeis, e tanto estavam nas minhas costas como já estavam juntos á minha bunda,  fazendo movimentos circulares. 

Seus beijos desceram até meus seios, ele distribuiu pequenos selares neles ainda por cima do sutiã. Fez uma trilha de beijos pela minha barriga até minha intimidade. E chegando lá ele ergueu a cabeça me olhando admirado. 

- Oh Mari, nós só estamos ficando pelos beijos e você já está toda molhadinha? - ele me perguntou e eu corei. Aquilo havia me atingido de modo estranho e meu corpo começou a esquentar. 

Mas ele esquentou ainda mais quando Adrien deu uma lambida por cima da calcinha. Aquilo era sem dúvida maravilhoso. 

Mas tivemos de parar quando o celular dele começou a tocar. Ele saiu se cima de mim e atendeu o mesmo. 

- Alô? Eu... Tô na casa de uma amiga fazendo um trabalho de história. Mas porquê? Tudo bem estou indo para aí! - ele disse e desligou o mesmo. 

- Vai embora? - perguntei e ele assentiu. 

- Parece que a estofa da Lila foi lá em minha casa e disse pro meu pai que eu te xingava e essas cenas todas e agora andava me pegando com você atrás da escola. Eu tô odiando cada vez mais a Lila. - ele me disse se sentando á minha beira. 

- Olha,  eu posso ir lá e explicar tudo eu... - ele me beijou calmo. 

- Eu tomo conta disso. Não preocupa Marinette. Agora você vai se deitar aqui, quietinha,  pode ficar no celular falando comigo ou o que você quiser,  mas por favor. Não comete mais nenhuma besteira Marinette! - ele me disse e eu ri. Eu tava rindo finalmente. E vi a cara dele arregalando os olhos. - Você.. Você riu? 

- Sim... Pode ir,  eu não faço nenhuma besteira. - ele me deu mais um beijo e saiu do meu quarto. 

Suspirei. Ele me deixava cada dia mais caidinha por ele. Me deitei e pequei no celular. Fui até o Instagram e vi uma mensagem dele. Mal saiu de casa e já me está mandando mensagem. 

[Adrien_Agreste// 15:18]

Espero que não esteja fazendo besteiras ✔✔

Se estiver saiba que vou te prender as mãos ✔✔


Ri com o que ele escreveu. Era bom rir. Era uma ótima sensação. Então decidi respondê-lo. 

[Eu // 15:20]

Nah,  ainda não fiz nada disso. 

Depois me diz alguma coisa quando acabar a conversa com seu pai pfv. 

[Adrien_Agreste// 15:21]

Tudo bem. Agora tchau e se cuida Mari♥. Não quero chegar a sua casa e ver você no meio do chão.✔✔


Desliguei o celular e fiquei olhando somente o teto do meu quarto. Tonara que tudo corra bem com ele. Aposto que amanhã a Lila vai tomar uma bronca do Adrien. Ele pareceu não gostar muito do que a víbora fez.  

Acabei pegando no sono. E sonhando uma coisinha nada pura com o loiro que havia acabado de sair do meu quarto. Eu nunca havia sonhado tal coisa em 16 anos!! Mas era bom sonhar aquilo. Ótimo pra dizer a verdade. 

[. . .] 

Acordei com um peso em cima de mim. Me beijando no pescoço. Abri os olhos e vi Adrien sorrindo. 

- Adrien? - perguntei - O que faz aqui? 

- Eu mandei mensagem,  você nunca mais respondia,  achei que tivesse mesmo feito alguma loucura. Então vim correndo pra cá. - ele disse e eu o abracei. 

- Obrigada - sussurrei - Obrigada por estar comigo. Obrigada por se preocupar. 

- Eu tenho um pedido para te fazer Marinette... - eu olhei ele fazendo um gesto com a cara para que ele continuasse - Você... Quer... Na-namorar comigo? - ele me perguntou e meu coração falhou umas três batidas. 

Nunca ninguém me tinha feito esse pedido. 

- E-eu? Ma-mas porque eu? Tem tantas garotas por aí? Porque eu? - perguntei e ele se aproximou do meu ouvido. 

- Porque eu te amo. - falou e meu corpo estremeceu. Ele... Me amava? 

Eu não quero sair magoada dessa história. Mas... Eu também amo ele. 

- Eu aceito - falei e nos beijamos. Tenho se anotar esse dia num caderninho. 

Sorri e ele me retribuiu o sorriso. 

- Eu gosto de te ver sorrir. Fica mais bonita - ele passou a mão na minha bochecha eu corei um pouquinho. 

- O que o seu pai disse? - lhe perguntei. 

- Eu desmenti a parte que xingava você. Sendo que nunca mais farei isso. Mas confirmei que dei uns "pegas" em você. Ele preferiu acreditar em mim do que na Lila,  então ele deu uma bronca nela não em mim. Apenas disse que se... - ele ia falar alguma coisa mas parou. 

- Se? 

- Deixa pra lá. Não era muito importante... - ele virou a cara. 

- Sabe que pode falar comigo Adrien ... 

- Ele falou que se nós... Transasse-mos para termos cuidado que ele não quer ser avô - ele riu

- Oh... - só consegui dizendo isso. Eu estava imaginando a cena do meu sonho. E aquilo me fez morder o lábio. - Pois... 

- Como você imagina nosso futuro? - ele me perguntou e engasguei com a própria saliva. 

- E-eu nunca pensei que tivéssemos um futuro... E como você imagina? 

- Dois filhos, uma menina e um menino,  um gato e um cachorro. Nos numa mansão de luxo. Vocês teriam tudo o que quisessem. - ele falou me fitando. Seu olhar parecia mesmo apaixonado. Eu nunca tinha visto ele assim. 

- Porque não podemos ter um hamster? - perguntei e ele riu. 

- Você pode ter tudo o que quiser...Incluindo eu... E meu corpo - ele sorriu mostrando os dentes. 

- Adrien!! - dei um pequeno tapa no seu ombro. 

Ele era a razão de me ter cortado e de chorar litros. Mas também foi a razão do meu primeiro sorriso. 

No fundo,  ele tá virando... 

A minha razão de viver.... 




Notas Finais


Espero que tenham gostado ❤❤

🐞Dicas e sugestões são sempre Bem-vindas🐞
🐱Digam nos comentários o que acharam do capítulo🐱


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...