1. Spirit Fanfics >
  2. Unlimited Blade Works - The Story of Naruto Namikaze >
  3. I am the Bone of my Sword...

História Unlimited Blade Works - The Story of Naruto Namikaze - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


EU VOLTEEEEIIIIIIIIIIII!!!(desviando de flechas, balas e pedras arremessadas em mim)
SEUS INGRATOS, EU SÓ FIQUEI FORA POR ALGUNS MESES, sim, agora voltei pra ficar, eu desapareci por que comecei a trabalhar nessa historia, que é a historia que eu mais coloquei minha mente pra trabalhar, foram mais de 100 horas só redigindo enredo e estudando lore de personagem, então, espero que gostem, e nas notas finais vocês terão uma pequena surpresa sobre outro projeto que eu também trabalhei durante esses meses...

Capítulo 1 - I am the Bone of my Sword...


Fanfic / Fanfiction Unlimited Blade Works - The Story of Naruto Namikaze - Capítulo 1 - I am the Bone of my Sword...

Em uma espécie de prisão, um garoto de cabelos loiros estava sentado, encostado na parede completamente encolhido, olhando para o chão, várias marcas de chicotadas, queimaduras por gelo e queimaduras comuns eram visíveis pelo corpo do jovem, mas, um som de aço sendo quebrado chamava a atenção do loiro.

— Cansou de brincar Esdeath, e veio me dar um fim logo? — O loiro olhava para a porta com uma expressão de cansaço, até que algo o surpreende.

— Nossa Naruto, me comparando com aquela crápula, não gostei nem um pouquinho disso... — A porta explode, sendo jogada do outro lado da masmorra, enquanto que Naruto tinha um sorriso no rosto.

— Arturia... — Lagrimas saiam do rosto de Naruto, com uma garota de mais ou menos a sua idade, com fartos seios e uma grande bunda, trajando uma espécie de farda azulada, com vários botões dourados, e seus cabelos loiros amarrados em um complexo penteado, a loira caminhava na direção do loiro, fazendo com que a espada que segurava emanasse um brilho dourado poderosíssimo, cortando as correntes que prendiam o loiro a parede.

— Você não faz ideia de como eu senti sua falta... — Arturia é interrompida por um abraço do loiro, que ainda chorava.

— Você está bem? — O loiro olhava para a amiga com uma feição preocupada, com a loira sorrindo para ele.

— Nunca pensei que diria isso, mais a segurança da vadia da Esdeath é inútil. — Arturia olhava para o amigo, enquanto via um brilho queimar em seus olhos. — Tem forças pra lutar? — A loira olhava para o amigo, que abre um sorriso.

— Trace... ON!!! — Várias linhas esverdeadas surgiam nos pulsos de Naruto, subindo na altura das bochechas do loiro. — KANSHOU, BAKUYA!!! — Ao abrir as mãos, duas lâminas surgiam, uma branca, e uma negra com detalhes avermelhados, o símbolo de Yin-Yang repousava nas guardas das lâminas. — É bom estar de volta.

— Vamos nessa Archer... — Arturia havia falado o velho codinome do loiro, fazendo o mesmo sorrir.

— Estou atrás de você, Saber... — Naruto olhava para a loira com um sorriso no rosto, que era retribuído pela garota.

— ARTURIA LE FAY PENDRAGON, NÃO SE ESQUEÇA DE MIM! — Uma voz gritando nos ouvidos de Arturia havia feito a loira lembrar de algo importante, enquanto enfiava a mão em um dos bolsos.

— Pega... — A loira havia arremessado uma espécie de ponto eletrônico preto para Naruto, que sorria. — A Orelha Esquerda trabalhou muito nesses. — Naruto havia aberto a boca, enquanto olhava para Arturia.

— Estamos de volta Orelha Esquerda? — Naruto havia perguntado, ouvindo a voz de uma velha amiga, abrindo um sorriso largo em seguida.

— De volta e com tudo mapeado, não vamos demorar para chegar a saída, Archer, cuide da Saber, e não faça besteiras. — A voz de Orelha Esquerda havia feito o loiro pensar em suas missões ao lado de Arturia e seus outros amigos.

— Seu padrinho armou essa invasão, ele já vem batendo cabeça com a Esdeath desde que ela matou o Jiraya... — Arturia falava, enquanto que Naruto tinha flashes em sua mente, da morte de seu mestre.

— E o Caster, a Lancer, a Ruler, a Avenger e a Assassin, onde eles estão? — Naruto olhava para a amiga, enquanto corria ao lado dela.

— Esdeath os capturou, nem os anjos caídos do Azazel conseguiram os achar, e eles não estão nessa prisão. — Arturia tinha uma expressão de preocupação no rosto, enquanto que Naruto olhava para ela.

— Iremos os encontrar, a gente sempre se esbarra, e eu não acho que o Arata, a Rin, a Jeanne, a Tifa e a Aerith vão se deixar subjugar pela Esdeath assim tão fácil. — Vários soldados cercam Naruto e Arturia, que abrem sorrisos cumplices.

— O que tem em mente? — Arturia questiona, vendo o loiro de olhos fechados, os abrindo, fazendo com que sua magia tomasse conta de todo o andar.

— I Am The Bone of my Sword... — Os olhos de Naruto ganham um brilho prateado, fazendo com que uma aura encobrisse o corpo do loiro.

Naruto avança contra um dos soldados, cruzando Kanshou & Bakuya de cima para baixo, fazendo um corte em X no meio do peito do homem, destruindo a armadura que ele trajava.

— Fire is my Blood, and Steel is my Body… — Naruto pronuncia mais uma frase, com agora seus cabelos ganhando mechas prateadas, mas o loiro-prateado se teleporta e surge na frente de outro soldado, atravessando Kanshou no pescoço do homem, chutando o mesmo para longe de si em seguida. — Rho Arias: Steel Arrows... — Naruto cria um círculo de chamas, e das chamas, diversas flechas nasciam, perfurando os diversos homens ao seu redor.

— Belo golpe Archer, pelo visto, ficar dois meses preso não te deixou enferrujado... — Orelha Esquerda dizia pelo ponto, fazendo com que Naruto abrisse um sorriso.

— Vamos embora, Archer e Saber desligando. — Com um clique no ponto, a voz de Orelha Esquerda havia desaparecido, agora só sobrando ele e Arturia.

— A Rainha Má de Cabelos Azuis deve estar se remoendo no seu trono de merda. — Arturia olhava para o loiro-prateado, que solta uma risada alta, abrindo um sorriso coberto de marra em seu rosto.

Naruto faz Kanshou & Bakuya desaparecerem, trocando para um arco prateado com chamas nas bordas, puxando uma corda imaginaria, fazendo um cordão de chamas surgir.

— Hrunting II... — Naruto cria uma flecha avermelhada, a disparando contra uma das paredes, a explodindo em chamas avermelhadas.

Naruto e Arturia saem correndo pelo buraco, com Naruto se virando para a parede e puxando novamente a corda imaginaria do arco.

— RHO ARIAS: HRUNTING III!!! — Uma flecha avermelhada e faiscante era criada pelo arco, a disparando na parede ainda intacta acima do buraco, desmoronando toda aquela parede, destruindo a mesma e fechando o buraco.

Arturia coloca a mão em um dos bolsos, tirando uma espécie de papel de pergaminho com um círculo em dourado, pronunciando algumas palavras em alemão, fazendo o círculo se ativar, com o papel entrando em combustão e caindo ao chão, criando um círculo do mesmo tom ao redor de Naruto e Arturia, teleportando ambos para uma espécie de sala de algum executivo importante.

— Onde estamos? — O loiro-prateado olhava para Arturia, que abre um sorriso.

— Kuoh, Japão, mais especificamente, no Instituto Grigori... — Arturia havia feito com que Naruto abrisse um enorme sorriso, olhando para a amiga.

— Exato, senhorita Pendragon... — Uma voz invade a sala, fazendo com que Naruto e Arturia se virassem, vendo um homem de cabelos escuros, tendo algumas mechas douradas na frente.

— Azazel... — Naruto dispara, abraçando seu padrinho, enquanto que o mais velho retribuía o gesto.

— Você está bem Naruto? — Azazel, ainda abraçado ao afilhado, perguntava, enquanto afagava os cabelos do loiro.

— Melhor agora... — Um som alto se faz presente, com Naruto soltando de Azazel, enquanto colocava a mão direita na barriga. — Tá, eu tô com um pouco de fome... — O loiro-prateado havia abrido um sorriso, fechando os olhos, fazendo com que Arturia e Azazel olhassem para ele.

— Vamos comer, você merece uma boa refeição Naruto. — Azazel olhava para o afilhado, que abria um sorriso maior ainda.

(...)

Algumas horas haviam se passado, com isso, Naruto agora estava devidamente alimentado, e agora usava uma roupa completamente preta, composta de uma camiseta preta com detalhes também pretos, uma espécie de jaqueta de mangas curtas também preta, uma calça jeans preta e usando coturnos também pretos, o loiro tinha um pingente com uma espécie de joia no pescoço, e andava ao lado de Arturia, com seu típico sorriso no rosto.

— Não sei por que você não escolheu algo de outra cor, seu guarda-roupa só conhece a cor preta? — Arturia olhava para o amigo com um sorriso no rosto, fazendo o mesmo colocar as duas mãos atrás da cabeça.

— Sobre a parte do guarda-roupa, fazer o que, eu tenho um cabelo loiro vibrante e olhos azuis oceânicos, poucas coisas combinam comigo, ou era isso, ou preferiria que eu usasse um macacão laranja ridículo? — Naruto olhava para a amiga, que havia começado a balançar a cabeça, pensando em como a ideia do macacão laranja era horrível.

— Continua com o preto que tá bom, tudo menos laranja, por favor. — Arturia havia arrancado uma risada do loiro, que havia fechado os olhos.

Os dois loiros param na frente de uma porta, com Arturia digitando uma senha no painel, abrindo a porta, revelando um lugar cheio das mais variadas coisas, desde um enorme computador, até peças espalhadas pelas diversas mesas.

— Ruby, tá ai? — Arturia havia perguntado, enquanto olhava pela sala, com a cadeira na frente do enorme computador se virando, revelando uma garota, de cabelos negros com diversas mechas ruivas, enquanto tinha um aparelho auditivo no ouvido esquerdo.

— NARUTO!!! — A garota pula da cadeira, correndo na direção do loiro, que a abraça, a girando no ar.

— Como você tá garota, senti falta da minha irmãzinha problemática. — Ao segurar a garota, Naruto lembrava do motivo de Ruby ser chamada de Orelha Esquerda, a garota, quando mais nova, havia explodido um banheiro do DAE, por causa de alguns dos jovens agentes da agencia, assim feito que todos se machucassem, mas a garota acabou por ganhar uma espécie de problema no ouvido esquerdo, só conseguindo ouvir com o aparelho auditivo.

Enquanto Naruto abraçava a garota, um alarme começava a apitar, com o pingente de Naruto brilhando em um tom roxo.

— Ataque de anjos caídos, barreira para impedir anjos e demônios fora erguida. — O computador havia falado, fazendo com que Naruto e Arturia arregalassem os olhos.

— Eu vou. — Naruto e Arturia haviam dito ao mesmo tempo, soltando uma risada e olhando para Ruby.

— O que estão esperando, vão logo porra... — Ruby sorria para a amiga e o irmão, que clicam mais uma vez no ponto eletrônico, o ligando, enquanto Ruby corria para sua cadeira.

Naruto e Arturia saem correndo, cruzando por várias pessoas em diversos corredores, até chegarem a porta principal do instituto, saindo correndo pela cidade.

— Caliburn! — Arturia se pronuncia, fazendo com que um dos seus anéis começasse a brilhar, se tornando uma espada com a guarda azulada, e com diversos detalhes na base da lâmina.

— Trace... ON!!! — As linhas esverdeadas surgiam ao redor dos braços de Naruto, com o loiro manifestando seu arco e logo, junto a Arturia, entram em um beco, subindo no topo de um dos prédios, pulando de prédio em prédio, enquanto sentiam a energia magica ficando mais forte.

Naruto e Arturia corriam pelos telhados, vendo o céu brilhando em roxo conforme eles se aproximavam, ao ver Naruto parar e ir para a borda de um dos prédios, Arturia se aproxima do loiro, vendo o Namikaze olhando para uma espécie de praça.

— Chegamos... — Naruto havia ficado em pé, puxando a linha imaginaria do arco, fazendo agora que uma linha flamejante surgisse, manifestando uma espada prateada com a guarda dourada. — Hrunting II... — Ao soltar a linha do arco, a espada avermelhada é disparada como se fosse uma flecha, atravessando o corpo de uma garota, que usava um traje completamente revelador, e tinha um par de asas nas costas.

— Archer... — Arturia olhava para o loiro, que havia feito o arco desaparecer enquanto seus olhos se tornavam cinzas.

— Raynare... — Naruto olhava para a garota na praça, e conseguia ver um garoto de cabelos castanhos, com uma lança de luz cravada em sua barriga. — KANSHOU, BAKUYA!!! — Naruto invoca suas lâminas, pulando em direção a praça.

— Archer, espere. — Arturia olhava para Naruto, vendo o loiro correr na direção da praça, segurando firmemente nos cabos de Kanshou & Bakuya.

Seguindo o loiro, Arturia corria, segurando firmemente no cabo de Caliburn, vendo Naruto olhando friamente para a anja caída, que tentava arrancar a flecha que fora atravessada em si.

— O que você faz aqui Raynare? — O loiro olhava friamente nos olhos de Raynare, enquanto apontava Kanshou para a garota.

— Não é da sua conta, humano... — Raynare cria uma lança de luz rosa, idêntica à que estava cravada no garoto ao chão, tentando atingir Naruto, que se defendia somente com Kanshou, olhando fundo nos olhos de Raynare, vendo um prisma roxo em suas íris.

— Não... — Naruto estava assustado, a última vez que ele havia visto aquele prisma, fora em um passado recente e perturbador, e isso estava mexendo com ele.

Naruto atravessa Kanshou em Raynare, fazendo a garota cuspir sangue, puxando a espada de volta, enquanto seus olhos ganhavam um brilho avermelhado.

— Vá embora, antes que eu lhe mate... — Naruto havia dito aquilo com um tom sombrio na voz, enquanto que a anja caída via a aura que o loiro emanava, decolando, sentindo os danos da flecha cravada em seu corpo e com a perfuração em seu abdômen.

A barreira magica começava a desaparecer, com duas garotas correndo na direção do garoto de cabelos castanhos, uma ruiva e uma morena, mas, logo se viram para Naruto e Arturia, vendo os dois loiros segurando suas lâminas.

— Quem são vocês dois? — A ruiva olhava para Naruto, que abre um sorrisinho, antes de fazer Kanshou & Bakuya desaparecerem.

— Não temos um nome. Nascemos a apenas dois dias. — Naruto e Arturia haviam dito ao mesmo tempo, deixando as duas garotas confusas.

— Brincadeira, podem me chamar de Archer. — Naruto se pronuncia primeiro, com seu típico sorriso de ponta a ponta no rosto.

— E eu sou a Saber. — Com um sorriso de canto, Arturia também havia falado, fechando seus olhos no mesmo momento.

Naruto e Arturia se viram, caminhando para longe daquela praça, deixando as duas garotas mais confusas do que antes.

(...)

Naruto e Arturia estavam no quarto do loiro no Grigori, enquanto que o loiro falava do que havia visto nos olhos da anja caída para Arturia.

— Raynare, a filha adotiva do Azazel, eles tem literalmente a princesa da porra toda nas mãos, controlada com a merda de um daqueles Piety Module, porra, não sabíamos que a gente ia viver um repeteco de Nova Orleans. — Arturia estava literalmente possessa de raiva, vendo que Naruto havia abrido os olhos.

— Trace... ON! — Linhas esverdeadas envolvem a mão direita de Naruto, o fazendo respirar fundo. — Caladbolg II. — Naruto cria uma espécie de espada fina avermelhada, se levantando e olhando para Arturia.

— O que tem em mente Naruto? — Arturia olhava para o loiro, que segurava firmemente a espada.

— Vou conversar com a Ruby, ver se ela consegue recriar aquela ponta personalizada para a Caladbolg II, a que eu usei pra perfurar a cabeça da Jeanne e tirar o Piety Module dela. — Naruto olhava para a espada, materializando seu arco novamente, disparando a espada como se fosse uma flecha, a cravando na parede.

A porta do quarto do loiro se abre, e com isso, Azazel adentra o cômodo, vendo Naruto e Arturia com as expressões fechadas, se virando para ele.

— Notei que vocês dois estão tensos, por acaso, seria medo da Esdeath invadir aqui e sequestrar vocês dois? — Azazel olhava com preocupação para os dois.

— Na verdade estamos preocupados com nossos amigos, a Esdeath, depois da minha fuga, vai dar um jeito de foder com tudo, principalmente os nossos amigos. — Naruto olhava para o arco em sua mão, enquanto Azazel olhava para o loiro.

— Tenho uma coisa a falar para vocês dois. — Azazel olhava para os dois loiros, que haviam mudado as expressões na hora, se virando para o mais velho.

— O que foi? — Os dois loiros haviam falado ao mesmo tempo, olhando para o anjo caído com uma feição séria.

— Vocês dois... — Azazel havia feito uma pausa, deixando Naruto e Arturia tensos, abrindo um enorme sorriso em seguida. — VÃO PARA A ESCOLA! — Fazendo dois joinhas com as duas mãos, Azazel havia feito com que Naruto e Arturia arregalassem os olhos.

— Você por acaso tá rindo da buceta que eu não tenho? — Naruto olhava com os olhos arregrados para o padrinho, que ria.

— Você tá zuando com o pau que eu não tenho? — Arturia, seguindo a fala de Naruto, havia feito com que Azazel caísse na risada, enquanto ambos olhavam sérios para o anjo caído.

— Não, eu preciso que vocês dois sejam minha linha de espionagem dentro da Kuoh Academy, as irmãs mais novas dos Maous Vermelho e Rosa estão em risco de serem atacadas, pelo o que as minhas fontes disseram, e tendo vocês dois lá, eu posso garantir que nada vai acontecer, além de conseguir acelerar um tratado de paz, entenderam agora? — Azazel tinha um olhar firme no rosto, enquanto que Naruto e Arturia respiravam fundo.

— Deixe-me ver se entendi, você quer que eu e a Arturia sejamos babas das irmãs dos siscons vermelho e rosa? — Naruto e Arturia olhavam para Azazel com um olhar semelhante, que dizia o seguinte: explica essa história direito, senão eu vou enfiar a Caliburn/Kanshou no seu rabo.

— Eu preciso que a paz seja alcançada Naruto, se uma guerra estourar, o meu lado e o lado dos humanos não sobreviverá, tivemos muitas baixas durante a última guerra, não posso deixar que meus protegidos morram, e não posso deixar que meu afilhado e os amigos dele morram. — Azazel havia surpreendido Naruto e Arturia, que tinham a boca em um perfeito “O”. — Eu prometi pro Minato e pra Kushina que ia proteger você, e depois reforcei a promessa ao Gilgamesh e ao Jiraya, eu vou proteger você, mesmo que eu tenha que sacrificar a minha vida nisso. — Azazel era firme em suas palavras, deixando Naruto e Arturia surpresos, com Naruto se levantando e abraçando o padrinho.

— Nós vamos fazer o que você falou, por que, se não fosse por você, eu não estaria aqui agora. — Naruto abraçava o padrinho com força, ato que era retribuído pelo mais velho.

— Então, quando começamos? — Arturia tinha um sorriso no rosto, que era retribuído por Naruto, que havia se separado de Azazel.

(...)

Uma segunda feira havia amanhecido, e com isso, o primeiro dia de aula de Naruto e Arturia havia chegado, Naruto usava a camisa da escola aberta por cima de sua camisa habitual, com sua jaqueta sem mangas por baixo da camisa, e Arturia trajava o uniforme completo, com um acréscimo de uma jaqueta semelhante a de Naruto, fazendo um contraste com o tom esbranquiçado do uniforme.

— Me diz, por que não pegamos um dos carros do Azazel, se bem me lembro, você já sabe dirigir, Naru? — Arturia olhava para o amigo, que abre um sorriso de canto.

— Sei lá, depois a gente pensa nisso, já estamos chegando. — Naruto olhava para o muro da enorme construção, fazendo Arturia ficar surpresa.

— Chegamos mais rápido que eu pensava, tem certeza que não estamos com um Piety Module na testa e a Esdeath tá rindo da gente nesse momento? — Arturia olhava para o amigo, que solta uma risada.

— Não sei, mas esse pensamento seu me deu uma ideia, o primeiro a chegar na porta do prédio principal ganha. — Naruto diz, logo disparando em correr, deixando Arturia com os olhos arregalados.

— SEU FILHO DA PUTA! — Arturia começa a correr, tentando alcançar o loiro a qualquer custo.

Naruto estava um pouco à frente de Arturia, com um sorriso no rosto, olhando para trás vez ou outra, vendo a loira correr em sua direção, com um olhar raivoso em seus olhos esverdeados.

— VOLTA AQUI, NARUTO NAMIKAZE, ANTES QUE EU TE ESGANE! — Arturia gritava, fazendo com que Naruto soltasse uma alta risada.

Os dois loiros atravessam o portão principal da escola, correndo em direção a porta do prédio principal em uma velocidade insana, batendo contra a porta fechada ao mesmo tempo, com ambos caindo ao chão com expressões desnorteadas.

— O que... — Naruto começava a se levantar do chão com a mão na cabeça, olhando para o lado.

— Acabou... — Arturia estava igual o loiro, olhando para os olhos do loiro.

— De acontecer? — Os dois loiros se viram para a porta, a vendo completamente fechada.

— Vocês dois não abriram a porta, isso que aconteceu. — Uma voz invade os ouvidos dos dois loiros, que se viram para trás, vendo uma garota de cabelos loiros, com belos olhos violetas e um corpo de dar inveja em muitas garotas.

— E você seria? — Arturia olhava para a loira, que caminhava na direção deles.

— Lieselotte, Lieselotte Sherlock, o contato de vocês, Arturia Pendragon, Azazel falou sobre mim, né? — Lieselotte olhava para os dois loiros, com um sorrisinho de deboche na face, vendo que Naruto fazia um movimento com as mãos.

— A hibrida de anjo caído com velocista, se bem me lembro, estamos corretos, senhorita Sherlock? — Naruto olhava para a loira com um olhar sério, e Arturia olhava para o loiro. — Não precisa se preocupar, ergui uma bolha de privacidade entre nós, ninguém poderá ouvir nossa conversa. — Naruto ainda continuava sério, com as mãos fechadas.

— Primeiro, podem me chamar de Liese, segundo, o que você é, Naruto Namikaze e terceiro, você está correto, meio velocista, meio anja caída. — Liese olhava para o loiro de olhos azuis, vendo que aqueles olhos tinham um brilho de chama, como se queimassem.

— Um hibrido, eu sou filho de um Humano que foi treinado como Cavaleiro e de uma Bruxa que se entregou para que eu vivesse, eu sou o herdeiro do sangue Uzumaki, na Fúria e na Magia, e herdeiro do sangue Namikaze, na Fúria e na Coragem. — Naruto tinha um sorriso no rosto, destoando completamente do Naruto sério de antes.

— Eu ouvi as histórias, sobre o Archer das espadas infinitas, o homem que subjugou diversos oponentes com suas espadas. — Liese olhava para Naruto com uma expressão de curiosidade, arrancando uma risada de Naruto.

— Você faz parte de uma nobreza, não faz? — Arturia olhava para a loira, com uma expressão calma na face, enquanto que a loira sorria.

— Sim, eu faço parte da nobreza de Sona Sitri, sou uma de suas Cavaleiras. — Liese havia dito animada, fazendo com que Arturia soltasse uma risada.

— Então, teoricamente, você é uma tribrida?  — Naruto havia dito, com uma estranha animação na voz.

— Quer dizer, igual a personagem Hope Mikaelson de Legacies? — Liese questionava Naruto, que assentia, com um sorriso no rosto. — Sim, pode dizer que sim. — Naruto agora dava pulinhos, enquanto olhava para a garota. — Alguém já disse que você é um viciado em séries?

— Apesar de tudo, eu sou americano, estranho seria se eu não gostasse de alguma série. — Liese solta uma risada, ao ouvir a fala de Naruto, que agora tinha colocado as mãos atrás da cabeça.

Os três ouvem o sinal bater, com Naruto desfazendo a bolha de privacidade e se virando, junto a Liese e Arturia, com a loira mais baixa abrindo a porta e os três disparando em correr para dentro da escola.

— Me sigam, vou levar vocês para a sala de Sona-chan. — Liese sai na frente de Naruto e Arturia, guiando os dois loiros mais altos pelos corredores.

Caminhando lentamente na direção de Liese, Naruto e Arturia pensavam, Naruto olhava para sua mão direita, coberta por uma luva sem dedos que ia até o antebraço, levando sua mão até a sua testa, colocando os dedos descobertos em seus cabelos loiros espetados.

— Pensando em alguma coisa? — Arturia olhava para o loiro, que ainda mantinha a mão na testa e os dedos no cabelo.

— No meu pai, nós dois estamos pensando tanto em Nova Orleans que eu não esqueço daquele dia, Lydia fez o que prometeu, ela prometeu me quebrar, e realizou a promessa, fez com que a Ruler se tornasse Avenger, e junto com o Hojo, fizeram que eu me tornasse um Alter Saber, quase te fez sucumbir a maldição draconiana e eu não tô com cabeça pra citar o que o babaca do Sephiroth fez. — Naruto olhava para Arturia com uma expressão triste, fazendo Arturia sentir a tensão no olhar do loiro.

— Naruto, você lutou contra o seu Alter, mesmo tendo empatado com ele, você ainda manda em si mesmo, ela tirou o Gilgamesh de nós, mas naquela noite, você se tornou Naruto Namikaze, não o Archer, não o Saber, mais sim, o Naruto Namikaze, o garoto que salvou a minha melhor amiga de um Piety Module, o garoto que lutou e matou Sephiroth, além de ser o garoto que roubou... — Arturia é interrompida por Liese, respirando fundo e notando o que ia dizer, agradecendo mentalmente pela intromissão da mais baixa.

— Arturia-san, você está bem? Suas bochechas estão avermelhadas. — Liese olhava para Arturia, que abre um sorriso.

— Sim, eu tô bem sim. Mas, por que paramos? — Arturia olhava para Liese, que se vira para a porta.

— Nós chegamos. — Naruto e Arturia abrem sorrisos idênticos, logo com a Sherlock abrindo a porta e a adentrando.

Os dois loiros ficam parados, vendo que Liese caminhava na direção de outra porta, a abrindo e adentrando, saindo logo em seguida com um sorriso na face.

— Podem entrar, a Sona-chan já está lhes esperando. — Liese tinha um sorriso belíssimo no rosto, saindo da frente da porta e dando entrada para a dupla loira.

Naruto e Arturia atravessam a porta, com a loira de olhos verdes se virando e a fechando, logo se virando e ficando lado a lado com Naruto, olhando para a garota que estava atrás da mesa de Presidente do Conselho Estudantil.

— Sona Shitori, estou correto? — Naruto havia tomado sua postura formal, olhando para Sona com seus olhos azuis estando frios, diferente da hora que ele e Arturia haviam conhecido Lieselotte.

— Correto, Naruto Namikaze. — Sona tinha uma expressão semelhante a do loiro, seus cabelos escuros emoldurando seu rosto perfeitamente, seus olhos violetas com um brilho gélido, e sua postura, tão formal quanto a de Naruto.

— Creio que sua Cavaleira já tenha lhe avisado sobre os planos de Azazel, Sona Sitri. — Arturia olhava para a morena com um olhar frio, mais frio que os olhos azuis de Naruto.

— Então você sabe quem eu sou realmente, Arturia Le Fay Pendragon. A herdeira do sangue de Morgana e do sangue de Arthur, a verdadeira herdeira da Excalibur. — Sona dividia o olhar frio com Arturia, olhando para a loira com total frieza.

— A irmã mais nova de Serafall Leviathan, a Maou Rosa. Sim, eu também sei quem você é, só queria manter um pouco das aparências. — Naruto se intromete, com seus olhos azuis, queimando, com a mesma chama azulada de antes.

— Liese-chan me contou dos planos de Azazel, como sua amiga pontuou antes, se uma guerra estourar, nenhum dos lados sobreviverá, Azazel acha que só os Caídos e os Humanos cairão, mas, nós, os demônios, também estamos com baixos números. — Sona surpreende os dois com tal informação, pois até então, eles achavam que somente os Caídos e os Humanos estavam ameaçados.

O sinal mais uma vez toca, agora dizendo que era hora das aulas, e Sona se levantando de sua mesa, enquanto olhava para os dois loiros.

— O que estão esperando, a sala de vocês é a mesma que a minha. — Sona pega uma mochila do lado de sua mesa e caminha em direção a porta, a abrindo e passando pela mesma, indo em direção a um sofá, que Liese e uma garota também morena, mas com longos cabelos, que iam até a metade de suas costas estavam sentadas.

— Naruto, Arturia, essa e a Tsubaki-chan, a rainha da Sona-chan. — Liese sorria enquanto pulava com Tsubaki, segurando nos ombros da morena.

Naruto e Arturia tinham sorrisos no rosto, ao verem a animação da garota de cabelos loiros, e Sona balançava a cabeça em negação.

— Vocês duas vão ficar quietas, para que a gente vá pra sala de aula, ou eu vou ter que castigar vocês? — Sona tinha uma expressão sádica na face, olhando para Liese e para Tsubaki.

Liese começa a se acalmar, olhando para Naruto e Arturia com um olhar de suplica, só recebendo uma risada de Naruto e um olhar divertido de Arturia.

 Sona havia abrido um sorriso, olhando para Tsubaki e Liese, sentindo o olhar divertido da dupla loira atrás de si.

— Ela é igualzinha a Rin, concorda? — Arturia havia sussurrado no ouvido de Naruto, que ria baixinho.

— Igual, tava pensando que era irmã gêmea separada no nascimento, só faltou ter olhos azuis. — Naruto também sussurrava, sorrindo para a amiga.

— O QUE VOCÊS DOIS AI TANTO SUSSURRAM? — Sona olhava para Naruto e Arturia com uma expressão de raiva, arrancando uma risada do loiro mais alto.

— Sobre como você é uma total Tsundere. — Naruto falava com um sorriso no rosto, vendo Sona se virar para si, com uma expressão sombria.

Sona caminhava na direção de Naruto, com seus óculos emitindo um brilho esbranquiçado.

— Repete, Naruto, repete. — Sona tinha uma expressão de sadismo completa, fazendo o loiro mais alto abrir um sorriso.

— Você é uma total Tsundere. — Naruto não havia mudado sua fala, arrancando risadas de Liese e Arturia, que olhavam focadas para o loiro e a morena.

Uma aura fria envolvia o corpo de Sona, que, conforme se aproximava do loiro, aumentava exponencialmente de tamanho, fazendo com que diversos cantos da sala se congelassem.

— Tudo isso pra mim, não precisava. M as já que é assim, I Am The Bone of my Sword. — O frio de Sona é completamente subjugado pela aura avermelhada que o corpo de Naruto emanava, vendo os olhos do loiro brilhando em prateado.

— Isso tudo, é poder bruto? — Liese havia sussurrado para Arturia, que olhava para o loiro com um sorriso.

— Isso se chama Aria, o Naruto tem que dizer seis frases, vulgo, Seis Arias, para liberar seu Fantasma Nobre, que é poderoso o bastante para se equiparar com uma Sacred Gear do tipo Longuinus, mais precisamente, tanto a True Longuinus, tanto a Boosted Gear ou a Divine Divide, dependendo de quanto poder o Naruto ainda tenha guardado. — Aquela explicação havia deixado Liese de olhos arregalados, como alguém como ele poderia ser tão poderoso assim.

Tsubaki havia saído de perto de Liese e Arturia, vendo sua rainha e o loiro de olhos azuis caminhando um na direção do outro, vendo o brilho branco no olhar de Sona e o brilho prateado nos olhos de Naruto.

— Vocês dois ai, já chega! — Tsubaki havia se colocado na frente dos dois, estendendo as mãos e parando Naruto e Sona.

— TSUBAKI! SAI DA MINHA FRENTE, EU VOU ACABAR COM ESSE LOIRO DOS INFERNOS. — Sona gritava com sua Rainha, vendo o olhar nulo da garota.

— Tenta garota, eu só liberei um Aria, e seu poder já ficou nulo, imagina se eu soltar o resto. — Naruto tinha um tom debochado na voz, olhando para Sona com um sorrisinho cínico na face.

— Sona, se acalma, não deixe ele te descontrolar, e você, Naruto, cala a porra da boca. — Tsubaki respirava fundo, olhando para Sona, vendo Naruto respirar fundo e seus olhos voltando para o tom azul, travando seu Aria.

— Foi mal, eu me descontrolei agora. — Naruto falava, olhando para Sona com uma expressão mais calma, e com um tom de voz mais calmo.

Sona havia se desprendido de Tsubaki, caminhando na direção de Naruto e dando um soco na cara do loiro, o derrubando no chão, surpreso.

— POR QUE VOCÊ FEZ ISSO GAROTA! TÁ MALUCA POR ACASO? — Naruto se levantava, com a mão no nariz, olhando para Sona com uma expressão fechada.

— ME CHAMA DE TSUNDERE DE NOVO PRA VOCÊ VER O QUE EU VOU FAZER COM VOCÊ! — Sona havia gritado tão alto que fez Naruto arregalar seus olhos, soltando uma risada para a morena.

— Vamos pra sala, antes que esses dois se matem. — Arturia havia sussurrado para Liese, vendo que a tensão entre Naruto e Sona havia voltado.

Arturia caminha na direção de Naruto, puxando a orelha do loiro, o arrastando em direção da porta.

— Arturiaaaa, paraaa, isso dói. — Naruto tentava fazer Arturia lhe soltar, sem sucesso, já que a loira tinha uma feição mal-humorada na face.

— Não vou parar, você provocou a Sona, quase destruiu essa sala, você pensou nas consequências em liberar mais de um Aria em uma construção civil? Imagina se você tivesse terminado de os liberar, você teria destruído essa escola. — Arturia falava, olhando para o loiro com uma expressão séria, só restando para Naruto ouvir a fala da garota.

— Então, vamos para a aula, ou não? — Tsubaki ainda tinha a expressão fechada, olhando para seu Rei, com uma sobrancelha erguida.

— Vamos, já estou mais calma. — Sona olhava para baixo, evitando de olhar para Naruto.

Liese sai da sala, sendo seguida por Arturia, que ainda puxava Naruto, e por Sona e Tsubaki, caminhando pela escola, vendo todos os alunos olhando para o loiro sendo arrastado, até chegar na sala, com Arturia soltando o loiro e vendo Sona adentrar na sala.

— Ela foi avisar a professora sobre vocês dois, agora é só esperar. — Tsubaki explica para os dois, que assentem e encostam na parede.

Sona novamente sai da sala, chamando Tsubaki e Liese, e entrando na sala, dando a deixa para que Naruto e Arturia entrassem na sala, mas, ao adentrarem na sala, eles se surpreendem, vendo as duas garotas que haviam o abordado no dia anterior, mas ignorando isso e parando na frente da lousa.

— ARCHER, SABER? — A ruiva e a morena haviam gritado em suas mentes, surpresas ao verem os loiros ali.

— Poderiam se apresentar? — A professora questiona os loiros, que abrem sorrisos gêmeos.

— Meu nome é Naruto Namikaze, muito prazer. — Naruto falava, com um sorriso de ponta a outra na face, atraindo a atenção da maioria das garotas da sala.

— Meu nome é Arturia Pendragon, muito prazer. — Arturia também sorria, olhando diretamente para as garotas do dia anterior.

Continua...


Notas Finais


Então, aqui estamos, eu não pretendo desaparecer de novo, tanto que eu não fiquei todos esses meses fora atoa, eu estava estudando sobre as lores que eu precisava aprender, principalmente Fate, que eu preferi me afundar igual a um viciado, então, eu prometi uma surpresa de outro projeto, espero que gostem da surpresinha...
"Eu to a quanto tempo fora mesmo? Eu não me lembro, mais... DEVIL TRIGGER!!! Eu voltei pra ficar vadias..."
Entãoooo, qual historia eu estou falando, é uma outra historia de Naruto que muitos de vocês adoravam, se adivinharem, quem sabe eu não adiante um pouco mais da postagem dela, até a próxima galera, sábado que vem estamos de volta


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...