História Unrelenting Passion - NamMin - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Rap Monster
Tags Bangtanboys, Bts, Kimnamjoon, Minjoon, Nammin, Parkjimin, Rapmonster
Visualizações 210
Palavras 1.990
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hmmm essa é a minha primeira história e puta merda eu tô muito nervosa, caralho.
NamMim é tipo o meu otp e fazer uma fanfic sobre eles é tipo:AAAAAAAAAAAAAAAA
Espero que gostem, e se não gostarem, que pena né, nem todo mundo tem bom gosto.

~ beijinhos na rodela do cu

Capítulo 1 - Odeio Sábados


Fanfic / Fanfiction Unrelenting Passion - NamMin - Capítulo 1 - Odeio Sábados

P.O.V Namjoon

Mais um dia comum e chato, hoje é sábado, e claramente não tem nada pra fazer. Odeio sábados, o pior dia da semana. Nunca tem nada pra fazer nessa porra. Eu não costumo reclamar de minha vida, mas caralho, hoje está difícil.

Meu celular começa a apitar, notificando que havia chegado alguma mensagem, reviro os olhos e pego o mesmo em cima do criado-mudo, desbloqueio e me deparo com a seguinte mensagem.

[ 14:24 ] Jiminie Bochechudo: Namjoon-Hyung, está aí? 

[ 14:25 ] You: Estou sim, o que aconteceu pequeno?

[ 14:26 ] Jiminie Bochechudo: Eu quero que você me diga se essa foto está boa!

[ 14:26 ] Jiminie Bochechudo: [Mídia do capítulo]

Ah não, ele não fez isso comigo. Jimin está me provocando, ah meu Deus. Essa bunda.. Que vontade de fudê-la com força.. Namjoon! Pare com isso! Park Jimin é seu amigo e ele deve estar apenas brincando com você! Ah meu Deus, eu estou com um problema entre as penas, caralho santo G-Dragon.

[ 14:29 ] Jiminie Bochechudo: Hyung? 

[ 14:29 ] Jiminie Bochechudo: Hyung tudo bem?

[ 14:30 ] Jiminie Bochechudo: NAMJOON AINDA TA AÍ???????

[ 14:30 ] You: Tô aqui sim e tô bem (eu acho)

[ 14:31 ] Jiminie Bochechudo: O que achou de minha foto?

[ 14:32 ] You: Hmm... Digamos que ficou bonita. Realçou suas curvas e principalmente sua bunda. E caralho que bunda gostosa hein.

Caralho eu não acredito que enviei isso, eu vou me matar. Adeus mundo, eu fiz muita cagada aqui, já deu.

[ 14:33 ] Jiminie Bochechudo: E por acaso, você queria fuder a minha linda bundinha?

Sinto o meu pau dar um salto dentro da calça e arregalo os olhos. Esse menino só pode estar louco.

[ 14:35 ] You: O que você bebeu hein?

[ 14:36 ] Jiminie Bochechudo: Nada, mas eu quero beber uma coisa...

[ 14:36 ] Jiminie Bochechudo: O seu leitinho

Puta merda. Puta merda. Puta merda. Isso não pode estar acontecendo. Admito que já tive uma quedinha (ou um penhasco) pelo Jimin, mas PUTA MERDA EU QUERO FUDER ELE AGORA. Abaixo um pouco a barra de minha calça e coloco minha mão dentro de minha box e começo a me masturbar lentamente imaginando como seria fuder aquela bundinha, com a mão livre eu vou tentar escrever alguma coisa para ele.

[ 14:38 ] You: Menino você é louco

[ 14:39 ] Jiminie Bochechudo: Louco por você Namjoon-Ah

[ 14:40 ] You: Está mesmo querendo me provocar?

[ 14:40 ] Jiminie Bochechudo: Sim Namjoon-Ah, eu estou te provocando.

[ 14:41 ] Jiminie Bochechudo: Eu quero você dentro de mim agora. Quero você fudendo minha bundinha com força

[ 14:42 ] Jiminie Bochechudo: Eu sempre te desejei Namjoon-Ah..

[ 14:43 ] You: Você está no cio Park Jimin?

Acho que já entendi tudo, o Jimin está no cio. Meu Deus, agora eu entendi porque todo esse desespero.

Vou explicar como funciona o cio de um Ômega: Começa duas semada depois que eles fazem 18 anos e eles ficam necessitados de alguém para satisfazer o seu prazer durante uma semana. Eles não pensam direito, a única coisa que eles querem tem dois nomes: Prazer e sexo.

[ 14:45 ] Jiminie Bochechudo: Isso não vem ao caso mas por favor Namjoon-Ah me foda

[ 14:46 ] You: Posso mesmo?

[ 14:47 ] Jiminie Bochechudo: Sim, pode sim Namjoon-Ah, pode fazer o que quiser, venha aqui em casa por favor. Eu necessito de você agora, Daddy.

PRONTO, ACABOU, a minha sanidade foi embora. Ele me chamou de "Daddy", puta merda. Tiro a mão de dentro da cueca, desligo o celular e corro para o armário, trocando de roupa e saio de casa correndo para a casa de meu pequeno "Baby".Sim, eu sei onde a casa dele fica. Já fui algumas vezes lá para fazer trabalhos ou jogar video game.

Chego em frente a sua casa e apoio minhas mãos em meus joelhos, respirando fundo, buceta, eu corri pra caralho. Tomo fôlego novamente e bato na porta, tentando compasitar minha respiração que estava alterada pra caralho.

Vejo um Park Jimin com uma blusa xadrez grande que dava até suas coxas, e que coxas minha santa Sehuna do céu. Sou acordado do transe quando o menor balança suas mãozinhas em frente ao meu rosto.

- Alô! Terra chamando Namjoon - Logo olho para frente e vejo o menino sorrir fofo e me puxar para dentro de sua casa, nem tive tempo de olhar ao redor, só sinto o meu braço ser puxado em alguma direção, subimos escadas e entramos em um quarto. Ele me empurra na cama tranca a porta ficando escorado na mesma.

Ele olha para mim e morde o lábio inferior, sobe em cima da cama e vai engatinhando até mim e se senta em cima do meu colo, mais expecifico em cima da minha ereção.

- Eu esperei tanto tempo por isso Daddy.. Você nem sabe quantas vezes eu me toquei pensando nesse seu corpo e nessa sua boca.. - Ele sussura em meu ouvido e sinto sua mão polsar em meu membro, e mesmo por cima da calça, ele acaricia levemente, fazendo o mesmo "acordar". Rosno para ele e inverto as posições, ficando por cima.

- Não precisa mais se tocar Baby.. Agora eu estou aqui, e vou satisfazer suas necessidades - Falo dando um beijo molhado em seu pescoço, vejo o mesmo se arrepiar e dou um sorriso ladino. Coloco minhas mãos sobre suas coxas e aperto-as, ouvindo arfadas do menor. Me levanto e separo suas pernas bruscamente, deixando a visão apenas de sua box branca, onde já era visivel a sua ereção, sorri e sussurei em seu ouvido "Mal começamos e já está assim Baby?", retiro sua box e seu membro de tamanho mediano pula para fora, fico na altura do mesmo e dou mordidas no interior de suas coxas, escuto-o dar um grito baixo e fino e levo minha mão até seu pênis, masturbando-o.

- Awnn.. A-ah Daddy mais rápido.. - Não obedeço o seu pedido e falo em um tom grave e baixo "Você foi um menino mal por ter feito o seu Daddy ficar duro", vejo-o assentir e revirar os olhos de prazer, acelero os movimentos e logo diminuo-os, torturando-o cada vez mais. Vejo que ele logo chegaria em seu ápice e paro ouvindo o menor gemer em reprovação, apenas rio baixo e retiro minha calça, apoio minhas costas na cabiceira da cama e aponto para o meu colo. Ele engatinha até mim, sobe no meu colo e começa a rebolar, jogando sua bunda e fazendo movimentos que me fazia delirar. Desço minha mão até suas bandas e aperto as mesmas com força, logo o puxando para mais perto.

- Então me diga Baby, o que quer que o seu Daddy faça com você? - Falo baixo e no final deixando um rosnado sexy e vejo seus pelos se arrepiarem.

- Quero que o Daddy abuse de minha entradinha. - Ele sussura em meu ouvido e sinto o meu pau pulsar, puta merda, ele está me deixando louco. Retiro ele do meu colo e mando-o ficar de quatro, ele obedece deixando aquela vista maravilhosa de sua entrada piscando para mjm, seu rabinho estava balançando inquieto e suas orelhas estavam levantadas, ele estava atendo a cada movimento que eu fazia, Park Jimin estava muito desesperado para aquilo. Polso minhas mãos em suas duas bandas separando-as, dou uma lambida em sua entrada e o pequeno arqueia suas costas dando um gemido alto e manhoso. Repito o movimento várias vezes até que começo a chupa-lá, ouvindo ele gemer meu nome várias vezes e murmurar algumas coisas que eu não entendi direito. Mordo sua banda esquerda vendo a marca, sabendo que aquilo iria ficar roxo algum tempo depois. 

- Chupe - Estendo meus dois dedos para ele, o mesmo assente e começa a chupar, eu observava aquela boquinha maravilhosa fazendo aquele serviço.. Como é que seria ela no meu pau? 

Retiro os meus dois dedos de sua boca e coloco apenas um em sua entrada, ouço ele gritar e arranhar/apertar os lençóis. Espero ele se acostumar e logo ele rebola em cima avisando que poderia continuar, ouço ele dar uma fungada, deve ser por conta da dor. Coloco um segundo dedo e percebo sua entrada se contrair, querendo expulsar os "intrusos" que estavam ali. Ele gemia alto e manhoso, aquilo era como música para os meus ouvidos. Enfio um terceiro dedo e o mesmo arqueia as costas, vejo suas pernas tremerem um pouco e dou beijos em seu pescoço para distraí-lo um pouco.Percebo que ele já não sentia mais dor e retiro os dedos de sua entrada vendo o fazer um biquinho em reprovação. Sorrio e dou um tapa forte em sua bunda.

- Vem aqui chupar o Daddy vem, se chupar ganha leitinho. - Vejo a carinha rechonchuda se alegrar, ele me joga na cabiceira da cama e puxa minha box para baixo colocando o meu pau na sua boca.

Não deu tempo nem de raciocinar e ele já estava com aquela boca pequena e carnuda no meu pau, fazendo movimentos de vai e vem com a cabeça, passando a língua pela minha glâde, não me contive e dei um gemido rouco, vejo o menor sorrir e continuar com aquele boquete divino. Ele fez garganta profunda algumas vezes e eu não me contive e gemi alto, mordendo o lábio infeior. Caramba, a visão de Park Jimin te fazendo um boquete é maravilhoso, trocaria tudo só pra ver esse rostinho lindo chupar o meu pau assim todo dia. Seguro em seus cabelos estoco em sua boca, ouvindo alguns barulhos eróticos, aqueles que eu tanto ouvia na madrugada com os meus vídeos educativos. Dou mais umas três estocadas em sua boca e me desfaço na mesma, vendo ele lamber tudinho.

- Você tem o gosto muito bom Daddy... Porém eu quero mais - Ele se senta em meu colo e ajeita o meu pau dentro da sua entrada, tão apertadinha. De primeira, ele não conseguiu nem na segunda, comecei a rir do desespero dele e pedi para ele ficar de quatro, ele me obedece e eu tomo o controle da situação. Me posiciono e coloco meu membro lentamente na sua entrada, vendo o pequeno gritar de dor, masturbo o seu membro para fazer ele se distrair um pouco. Vendo que o mesmo já não reclamava dou a primeira estocada, o menor arqueia as costas geme alto o meu nome. Mordo o lábio inferior e estoco mais uma vez, bem fundo, fazendo-o delirar. Começo o ritmo das estocadas rápidas, puxo o seu cabelo e o mesmo arfa em resposta, seguro minhas mãos em sua cintura, a apertando dando um toque de possessividade. Nossos corpos se chocavam, o quarto já estava abafado e quente, minha testa suava e eu a limpava constantemente com as costas das mãos, Jimin fazia o mesmo. Sua boca não consiguia mais ficar fechada, a cada segundo era um gemido que ele dava em resposta a minhas estocadas que iam fundo e forte em seu interior. O quarto já cheirava a sexo e eu estava delirando com tudo aquilo. O menod dá outro grito e geme o meu nome e então percebo que achei seu ponto especial, decido apenas estocar ali, vendo suas pernas ficarem bambas e ele gozar novamente nos lençóis, fazendo sua entrada se contrair e eu dar as últimas estocadase gozar também, cara, ele é tão apertado!

Me deito em seu lado, cansado e ofegante, vendo que ele estava pior que eu. Sorrio ladino e vejo ele olhar para mim.

- NamJoon-Ah, eu posso te pedir uma coisa? Na verdade, duas. - Eu apenas respondo com um "Hm", não consigo responder direito, eu não consigo ao menos sequer respirar direito.

- Eu queria que você me marcasse - Arregalo os meus olhos, não acredito que ouvi isso, Park Jimin, a pessoa mais gostosa do mundo dizendo que quer que eu a marque. - E o segundo é... Você quer namorar comigo?

Então meus amigos, esse foi o final de uma bela história, eu marquei Park Jimin, e agora nós estamos namorando, minha vida está um arraso e eu amo meu namorado mais que tudo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...