História Unresolved Love - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Drama, Originais, Sequestro
Visualizações 9
Palavras 966
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Fluffy, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oiii meus anjos, tudo bem? Espero que estejam todos bem :)
Esse é o último capítulo da fanfic espero que gostem

Capítulo 4 - Dia 4


Algumas semanas depois:


- Eu quero beijinho - Afonso disse abraçando cintura da namorada -

- O que eu ganho em troca? - Bia disse mexendo no cabelo do namorado -

- Você ganha mais beijinhos - rio baixo -

A garota riu e colocou as mãos na nuca do garoto a sua frente e iniciou um beijo calma. Precisava de paz. Terminaram o beijo com um selinho e um eu te amo sussurrado pela parte dos dois

- Eu vou no manicômio falar com ele - a garota colocou os braços ao redor do pescoço do namorado e deixou alguns beijinhos por todo o rosto dele -

- Eu vou com você - sorrio com os beijinhos e aperto ela em um abraço -

- Não, eu quero ir sozinha eu preciso desse momento sozinha - olhou nos olhos do namorado -

- Posso pedir pro meu pai de levar? - suspirou ao ver a garota negar com a cabeça -

- Por favor... Eu preciso ir sozinha

- Podemos ir pra loja da minha mãe quando você sair?

- Tabom - sorriu fofa - Agora deixa eu ir - saiu dos braços do namorado -

- Me da mais um beijinho - falou todo manhoso -

Antes de sair Bia deixou um selinho demorado no namorado e logo saiu da casa do mesmo


~~~


- Boa tarde... Eu gostaria de falar com um dos seus pacientes o Matheus Higa - sorriu simpática pra moça da recepção -

- Você é quem? - a mulher perguntou -

- Beatriz Guerra... Eu sou ex namorada dele - a mulher apenas assentiu -

- Ele está no jardim, acho que vai ser facil acha -lo

- Er... Por que seria facil acha-lo? - perguntou com certo medo -

- Ele é o único que fica gritando seu nome no Jardim quando vê qualquer mulher entrando pro Jardim

Aquilo assustou um pouco a garota

- Obrigada moça - sorriu fraco e segui na direção do jardim -

Assim que chegou no jardim ouviu alguém gritando seu nome e suspirou pois sabia que aquela pessoa era o Matheus. Fechou os olhos por um momento e olhou para as pessoas do jardim até que viu o ex namorado. Era impossível não reconhece-lo com aquele cabelo loiro e comprido. Com poucos passos chegou ate ele

- Eu preciso falar com você - disse seria - Você ta lucido o suficiente pra falar comigo?

- Vamos pra outro lugar, aqui tem muita gente - o tom dele era carregado de segundas intenções -

- Não! Eu vou ficar aqui - falou bem seria e logo se sentou na cadeira na frente dele -

- Por que veio aqui? Já não basta ter me humilhado na frente de todo mundo? - olhou a garota de cima embaixo -

- Por que você fez tudo aquilo? Qual era seu plano quando vez aquilo? - amarrou os cabelos em um coque frouxo e arrumou os óculos - Eu posso dormir aqui mas eu vou ouvir você!

O garoto suspirou, conheci ela bem o suficiente pra saber que ela ia voltar se não dissesse nada

- Eu fiz isso por amor! Você acha que eu superei você? Acha que eu consigo acordar todos os dias sabendo que você está namorando e não é comigo?

- Qual era o seu plano Matheus? Qual era a intenção quando você sequestrou uma escola inteira? - falou com a voz falha -

- Eu ia sequestrar todo mundo por uma semana, eu ia fazer coisas horríveis com você e com todo mundo e depois eu ia cuidar de você, ia mostrar que sou melhor que o seu namorado - se ajeitou na cadeira -

- O que? - sentiu uma lágrima escorrer e logo outras começaram a vir - Você queria que um ficasse com Sindrome de Estocolmo e depois eu iria largar o meu namorado pra ficar com você?

- Eu te amo Beatriz, eu não esqueci você, se passou um ano e eu não consegui superer tudo o que a gente viveu

- O que a gente viveu? Matheus eu não vivi nada do seu lado. No primeiro mês eu realmente senti algo por você, mas depois que eu percebi quem você era eu passei a não sentir mais nada

- Você brincou comigo? - o garoto riu sem humor - Como eu fui trouxa

- A única trouxa aqui fui eu que fiquei com você por 3 meses sem sentir absolutamente nada - secou as lágrimas que insistiam em cair -

- Se não sentia nada o que tava fazendo comigo então?

- Era carência! Era a falta de sentir alguém do meu lado que pudesse cuidar de mim - sorriu -

As lagrimas começaram a escorrer pelo rosto do garoto

- Eu te amo Bia, mesmo sabendo de tudo eu ainda te amo - sorrio fraco -

Beatriz se levantou e secou as lágrimas, mesmo sabendo que elas iam voltar a cair

- Eu quero apodreça aqui dentro - olho pra ele com um olhar de nojo - Me esquece Matheus, eu morri pra você do mesmo jeito que você morreu pra mim

Beatriz saiu andando o mais rapido que conseguia enquanto secava as lágrimas e escutava o ex namorado gritar pra ela voltar


~~~


Se passou alguns dias, todos estavam bem. As aulas tinham voltado. Nesse momento Beatriz estava na loja da sogra, estava um pouco arrasada com a notícia de que o Matheus tinha se matado no manicômio com uma corda enrolada no pescoço. Aquela notícia tinha abacado com a garota

Talvez pros outros aquilo nunca mais seria lembrado, mas pra Bia cada segundo presa naquela escola estaria marcado nela pra sempre. E cada palavra dita pelo ex namorado estaria gravada na cabeça dela e talvez pela pressão e o sentimento de culpa ela poderia ter o mesmo final que o Matheus


~ Fim ~


Notas Finais


Acabouuu :((
Espero que tenham gostado da fanfic e obrigada por lerem a minha história


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...