1. Spirit Fanfics >
  2. Unstoppable >
  3. O acordo

História Unstoppable - Capítulo 5


Escrita por:


Notas do Autor


Pega fogoooo

Boa leitura meus amores😚💙

Capítulo 5 - O acordo


Fanfic / Fanfiction Unstoppable - Capítulo 5 - O acordo

— Thomas... - ver seu maior inimigo na sua frente causou a Henry uma raiva tão grande que a qualquer momento ele poderia enfiar sua espada no coração de Hiddeleston .

— Olá princesa, é uma grande honra conhecê-la. - disse o rei beijando a mão de Lucy que até o momento estava inpactada com a revelação. "Vejo que está seduzindo mais uma jovem para sua teia", o que essa frase causou nela fora uma sensação de horror e extremo nojo. "Ele apenas quer me usar, como fui burra e idota!"

— Olha Hiddeleston se você não percebeu eu e minha princesa estávamos tendo uma conversar particular. - Henry estava fazendo de tudo para se manter calmo, ele ainda tinha que conquistar a princesa e vendo que agora Thomas estava na competição, só lhe deu mais sangue para ganhar.

— Podem convesar, eu já estava me retirando. - ela queria sair o mais rápido possível dali, como poderá ser tão fraca e ir beijar um homem que só vira uma vez na vida. "Como você é idiota Lucy."

— Não minha princesa, você fica. - retrucou Henry puxando a fina cintura da dama com suas mãos grandes, que causou na menina arrepios pelo corpo inteiro que ele correspondeu com um sorriso enorme.

— Só para você saber... - disse ela se desvinculando dele e mantendo uma distância segura das mãos dele. - Eu vou para onde eu quiser!

— Viu Cavill, as damas não lhe obedecem mais. - Hiddeleston conservava um sorriso maldoso no rosto diante da situação que o seu ex amigo se encontrava.

— Eu acho que você está tentado colocar a princesa contra mim! - Henry estava a uma mísero passo de explodir naquele lugar.

— Ah é, você acha? Por que pelo o que me lembro…

— Cale esse sua boca suja Hiddeleston. - Henry já estava segurando a gola do traje do homem a sua frente, ele só queria matar esse idiota.

— Cavill se não me soltar agora eu juro que mato você, mas dessa vez para valer! - ele falava em um susurro, não queria que Lucy visse ele daquele jeito.

— Por favor parem! - a princesa tinha se metido entre os dois homens, ela estava apavorada, como em menos de 5 minutos tinha sentindo tantas emoções?

— O que está acontecendo aqui? - Jamie tinha adentrado na sacada onde estava acontecendo a discussão. A primeira reação dele foi tirar Lucy daquele fogo cruzado, que estava com uma expressão de terror no rosto. - O que estão fazendo seus idiotas? Dois reis brigando dessa forma, francamente vocês são dois imbecis.

— E quem é você, para me chamar assim? - Thomas tinha que evaporar seu ódio.

— Eu que me pergunto, você pode ser rei, mas como essas atitudes está mais para um bobo da corte! - a menina queria gritar, e muito, como pode ser tão boba a ponto de quase beijar Henry.

— Eu? Sou o duque e chefe da academia de Belgrave e não admito seus insutos.

— Cavaleiros é melhor paramos por aqui. Eu tenho certeza que a princesa está horririzada com essa discussão.

— Só para deixar bem claro aqui. EU NÃO SOU UMA PRINCESINHA IDIOTA E INDEFESA! - ela apontava para todos os lados, deixando bem claro que ela podia se virar sozinha.

— Ninguém está duvindo da sua capacidade…

— Cale a boca você também, seu rei de araque. - e em um giro de calcanhares ela saiu daquele lugar em direção ao seu quarto, não queria ser mais a sociável, só o que sentia era a raiva percorrendo suas veias em um ritmo frenético.

— Lucy espera! - os nobres corriam para acompanhar o andando da princesa.

— Se algum de vocês continuar me seguindo, eu juro por Merlim que eu mesma enfio uma flecha na cabeça de cada um!

Ao chegar no seu quarto ela rasgou o vestido para se livrar dele, a sua fraqueza quando estava perto de Henry só provou para ela que era uma boba, ela se cobrava tanto. Numa socidade onde a mulher era tão desvalorizada ela tinha que se manter forte o tempo todo, para provar para os homens o quanto essa mulher era poderosa e lutava por direitos iguais. Ela tinha que se vestir de acordo com a moda, não podia ser gorda ou magra demais, não podia ter cabelo curto e etcs. " Uma grande merda, eu posso ser quem eu quiser!"

— Bom dia mama. - susurrou Lucy. Tinha gritado tanto na noite anterior que sua voz encontrava-se fraca.

— Filha, o que aconteceu ontem? - perguntou a mãe preocupada com a menina - Você saiu e não voltou, tive que mandar Jamie atrás de você minha querida. - completou a grande leoa passadando a mão pelo rosto delicado da filha.

— Nada mama. - tentou esconder o acontecimento da noite anterior para a mãe, não queria perguntas sobre o ocorrido. - Só me senti casada e resolvi ir para meu quarto. - ela odiava mentir e principalmente para as pessoas que amava.

— Certo meu amor.

Mama… - ela queria tirar uma das dúvidas que lhe ocorreu a noite inteira, talvez por isso que se encontrava com bolsas roxas no rosto.

— Sim meu amor?

— Eu não escolhi ninguém. - disse em tom baixo. - aliás eu nem queria mesmo. - completou num surruro.

— Eu sei meu bem. - a rainha sabia disso pois o velho Riddle foi ao castelo e eles resolveram o assunto.

— E… - por que ela estava com uma sensação ruim nesse momento? O que de tão ruim estava por vir? "Oh meu Deus mãe acabe logo com isso!"

— Acabamos de assinar um acordo com um dos reis. - "Já era. ACABOU PARA MIM"

— Que…que…acordo? - ela mal conseguia formular uma frase direito. Lembrou-se dos momentos de felicidade, quando cavalgava no seu cavalo branco que dera o nome de Aluado, quando ganhou de 5 anos de seu pai seu primeiro arco e que 3 dias depois ele morreu, lembrou-se também das leituras à beira do rio, de tantas aventuras que ela vivera. Podia ser muito nova mas tinha história para contar. E por um pigarrejo da sua mãe fôra traziada a realidade.

— Esse acordo fala sobre o seu casameneto. Filha é a essa melhor opção que tínhamos, até os aldeões estavam fazendo pequenas revoltas. Você tem que entender, é pelo um bem maior.

— E…e quem é esse rei. - ela engoliu em seco. "Qualquer um menos aqueles dois. Por favor destino seja gentil comigo. É pelo um bem maior", isso rondava pela sua cabeça.

— O rei que você Lucy. - Jamie tinha entrado na sala de jantar como um vento, ela tinha uma expressão fria no rosto, parecia que havia chorando muio. De verás passou a noite em claro assim como a princesa.- terá de se casar é…

— Jamie, vossa graça…- disse uma voz rouca que expressava prazer e felicidade. - deixe que eu mesmo fale.


Notas Finais


Gente que babadooooo!
Quem será esse rei gostosão?🙅
Sim,sim girls! Nosso Jamie é o Christian Grey


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...