História Untitle - Uma Segunda Chance - Capítulo 13


Escrita por:

Postado
Categorias Big Bang, G-Dragon
Personagens D-Lite (Daesung), G-Dragon, Personagens Originais, Seungri, T.O.P, Taeyang
Tags Adulto, Big Bang, Bigbang, Dorama, Drama, Gdragon, Imagine, Interativa, Jiyong, Kpop, K-pop, Kwon Jiyong, Lovestory, Romance
Visualizações 48
Palavras 2.048
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá! Cá estamos para um novo capítulo! Hoje vamos conhecer um pouco sobre os problemas de Jiyong, o que passa na cabeça dele??? Será que ele está ajudando S/N por algum motivo específico? Será? Tem certeza disso? hahaha
Nesse capítulo teremos nossa segunda Hot Scene...e novamente eu falo...quem não gosta...só pular para o próximo capítulo...essas cenas não influenciam na história principal. Boa leitura!

Capítulo 13 - Meus erros - Parte II - HS


Fanfic / Fanfiction Untitle - Uma Segunda Chance - Capítulo 13 - Meus erros - Parte II - HS

- Está tudo bem?! – Pergunta preocupada, os olhos da garota observam atentamente o rosto dele.

- Então... – Ele respira fundo antes de continuar – Estou com algumas datas bem apertadas em relação ao meu trabalho, mas...

- Mas?

- O problema não são os curtos prazos, mas sim que eu estou tendo muitas dificuldades até mesmo em escrever as próprias músicas... – Ele inclina seu corpo para trás, apoia seus braços e observa o céu. - Eu... Notei que ultimamente eu estou tendo um pequeno bloqueio emocional, e não sei o porquê disso.

S/N volta seu corpo observando Jiyong, demonstrando interesse no assunto.

- Bom... Tem certeza que você não sabe o motivo disso?!

- Como assim?!

- Aquela noite quando nos conhecemos...

- O que tem?

- Quando nos encontramos, você disse que tinha sido uma noite difícil para você também, mas nunca comentou o que tinha acontecido...

Jiyong fica em silêncio, observando o céu ligeiramente estrelado apesar da grande poluição de uma cidade grande.

- Bom... E-eu não sei se isso tem a ver com o que estou passando.

- Ji...

Ele nota que é a primeira vez que ela o chama por um pequeno apelido, ele a observa a garota.

- O que foi??

- Você me chama para cá, nesse lugar que parece ter algum significado para você... E ainda teima em não me contar o que está acontecendo?

- A-acho que você não quer saber... Não é importante... – Disse tentando disfarçar sua timidez.

A garota se aproxima ficando bem ao lado de Jiyong, o homem sentiu um súbito calor em seu corpo, percebeu que seu coração começou a bater ligeiramente mais rápido e ficou mais sem jeito perto dela.

- Você já ouviu tanto da minha história... Agora eu realmente que saber da sua. – Disse sorrindo.

Ele olha para a garota, percebeu que ela estava muito próxima, o suficiente para sentir o cheiro do perfume que estava usando, não era do tipo enjoativo, era doce e delicado, quando se deu por si, seus olhos estavam fitando os lábios dela, estava com vontade de beijá-la naquele momento, porém se conteve, concluiu que ela não estava passando por uma boa noite, seus pensamentos começaram a voar longe.

- Então... Sobre o que vamos conversar? – Pergunta.

- Eu... – Disse hesitante.

Jiyong sente a mão de S/N segurar a sua, tendo a coragem de começar a falar.

- Naquela noite... Eu briguei com uma pessoa muito importante para mim.

- Alguma garota? – Pergunta curiosa com um ligeiro receio da resposta.

- Não... Foi com o meu Hyung... – Responde cabisbaixo.

- Seu Hyung? Do BigBang? TOP?

Jiyong hesita mas logo responde.

- Ele mesmo...

- Mas o que houve?

- Bom... Há um bom tempo atrás, uma garota na qual eu realmente gostava terminou comigo, e... Eu não aceitei... Fui atrás dela várias vezes, mas ela não me quis mais... Disse que eu não pensava nela em minhas decisões e que eu vivia para meu trabalho e não ligava para nossa relação... Enfim... Isso me deixou muito mal e simplesmente me fechei para todos. – Ele olha para S/N e a mesma percebe que ele estava se esforçando muito para contar a história. – Mergulhei em bebidas, gastava com coisas completamente supérfluas e com mulheres...

- Oh...

- Quando eu vi que nem isso conseguia suprir a falta que ela fazia... Simplesmente me afundei no trabalho e logo não era só cigarro que eu estava tragando... Foi uma época um tanto complicada na minha vida... – Disse hesitante, com medo da expressão de S/N, decidiu continuar evitando olha-la. – Mas o Hyung me ajudou a sair dessa fase, ficamos muito próximos, porém acabei me afundando no trabalho novamente... Chegamos de uma longa turnê há algumas semanas atrás e tive um pouco de folga para ver minha família e amigos por aqui... Até receber uma notícia que me deixou um tanto baqueado por alguns dias...

- Qual notícia?

- Na verdade são duas... A garota com quem disse que nunca iria se casar há um ano atrás, está noiva e... Hyung tinha me dito que iria se alistar... Naquela noite fui na casa dele pois eu estava prestes a fazer alguma besteira, pois eu tinha bebido, mas decidi procura-lo e pedir conselhos... Porém ele contou que iria se alistar e deixar o grupo por um tempo, disse que não contou a ninguém sobre isso, pois queria decidir sozinho, sem nenhuma influência externa... E eu tinha acabado de sair de uma depressão simplesmente estourei com ele...

- Jiyong...

- Eu... Me senti sozinho naquele momento... Aliás é assim que tenho me sentido ultimamente...

- Mas você se apresenta perante milhares de pessoas e conhece muitas outras... Como pode se sentir sozinho?

Ele dá uma pequena risada irônica.

- Todos pensam que eu tenho uma vida incrível, que eu vou para os melhores hotéis, melhores restaurantes, sempre cercado de muitas pessoas..., Mas... Principalmente quando estou fazendo turnê sem o BigBang, após me apresentar para 40 mil pessoas... Logo vou para uma sala e fico sozinho esperando o horário para eu ir embora... ás vezes isso demora horas... Vou embora sozinho para casa... Faço uma pequena refeição sozinho e vou dormir também sozinho, acordando bem cedo para viajar até a próxima cidade para fazer mais um show e esse ciclo se repete por meses até a turnê acabar...

- Nossa... Nunca imaginei que...

- Que a vida de uma pessoa como eu possa ser assim? – pergunta interrompendo a fala da garota.

- Sim...

- Bem-vinda a minha vida... Nela você aprende que ter dinheiro e estar rodeado de pessoas não significa que você é feliz...

- ...

- Eu tento meditar e estudar arte para ocupar minha cabeça..., Mas depois daquela briga com o Hyung... Nem isso está conseguindo me distrair... Agora sei que ele estava tentando me ajudar e quis contar o lance do alistamento, ele não estava bem e queria desabafar... Mas fui egoísta, pensei só em mim e acabamos brigando muito feio... Agora não consigo mais encontra-lo para me desculpar... Eu... Eu sou um lixo... – Conclui soltando a mão da garota e encara o chão, levando suas mãos para o rosto.

S/N percebe que algumas lágrimas escaparam dos olhos de Jiyong, sentada bem ao lado dele, ela decide levantar e desce um degrau e fica diante dele, ela se inclina, alcançando as mãos que estavam cobrindo sua face, o mesmo olha para a garota, tendo seus rostos bem próximos, ela se inclina mais um pouco, beijando-o.

Quando os lábios de ambos se separam ela puxa o homem, o fazendo levantar e ficar diante dela.

- Você não é um lixo de pessoa... Você me ajudou tanto, me levou para sua casa sem ao menos me conhecer, emprestou suas roupas, deixou eu fazer nesses dias sua casa de meu lar enquanto eu contava todos os meus problemas a você... Até me ajudou a me vestir melhor para ficar mais confiante para falar com Arthur...

-...

- Você é uma pessoa única Kwon Jiyong! É gentil, fofo, engraçado, bonito e pelo visto gosta muito de ajudar as pessoas...

-...

- Não deixe que algumas atitudes erradas tomadas em certas circunstancias, definam quem você é...

- E quem você pensa que sou? – Pergunta curioso.

- Talvez eu não consiga dizer exatamente o que eu penso de você ainda...

- Como assim?!

S/N sorri e se aproxima do homem o beijando novamente, ele a envolve em seus braços e acaricia seu rosto enquanto retribui o delicado beijo.

- S/N...

- Sim?

- Passe a noite comigo...?

A garota não respondeu, apenas puxou o homem até o carro de Kyung e, após entrarem o carro toma o rumo até a casa de Jiyong.

(Nota rápida: gente...novamente é uma Hot Scene até o final do capítulo... quem não gosta pode pular para o próximo, pois não irá afetar na história principal... mas quem gosta... boa leitura ;] )

Mal adentraram na casa e foram deixando tudo pelo chão em meio a vários beijos como chaves, bolsa, boné, celulares, moletom, sapatos, óculos, etc. Antes de subirem as escadas que davam para o quarto de Jiyong, ele a prende na parede, dando um beijo quente que alternava entre os lábios da garota e o pescoço da mesma, S/N se deu conta que ficava completamente sem reações quando ele a tomava em controle desse jeito, sentia um calor imenso inundar seu corpo e só pensava em sentir Jiyong novamente. Sem mais demora, ele a pega no colo e a leva até seu quarto.

Ele deita a garota delicadamente na cama, ambos trocam olhares, como se entendessem o que o outro estava pensando, o que queriam dizer um para o outro. S/N observava os olhos de Jiyong que passeavam pelo corpo da garota, notou que sua expressão alterou, de doce e delicado, para um olhar ousado e pecaminoso. Ele se aproxima e a beija sedentamente dançando com suas mãos pelo corpo dela. Em as carícias e beijos, a garota consegue tirar o moleton e a camisa do homem e o mesmo retribui tirando o cardigan e a blusa da garota e logo em seguida o sutien da mesma, passando seus beijos para os seios da garota que responde acariciando os cabelos dele.

- Você me deixa de um jeito que não consigo explicar... – Disse em meio as caricias sobre o corpo da garota.

S/N sorri e ajuda o homem a tirar sua calça, ficando apenas de calcinha diante dele, ela puxa Jiyong para seus braços e o beija ternamente, ele responde com uma de suas mãos puxando o cabelo da garota levemente e com sua outra mão acaricia a vagina da garota sob sua calcinha, a sentindo ficar cada vez mais úmida, S/N murmurava pequenos gemidos enquanto o beijava, insinuando seu corpo cada vez mais para ele, o deixando cada vez mais excitado.

Jiyong sentia o calor do corpo de S/N e queria cada vez mais possuí-lo, então decide descer seus beijos até a calcinha dela, a retirando e beijando a vagina da garota mesclando movimentos com seus dedos, a deixando cada vez mais excitada, ela tentava oprimir seus gemidos, mas não estava obtendo muito sucesso com isso.

- Jiyong...

- Quer que eu pare?

- Nunca.

Ele sorri olhando para a garota, e a mesma nota que até o sorriso dele mudou, para um cheio de desejo e malícia com o corpo dela.

- Por favor...

- Por favor o que, minha querida?

- Quero você agora.

Ele morde os lábios, não resiste ao pedido da garota, ele para com suas caricias, se aproximando dos lábios dela, beijando-a intensamente. Ele então se afasta um pouco dela e tira o resto de suas roupas, logo após ele a puxa, colocando de quatro na cama, penetrando-a devagar, como pedido da mesma, com um ritmo leve e suave, até chegar o momento em que S/N pede para intensificar seus movimentos, deixando-os em uma frenesi de grande prazer.

S/N não resiste e pede para Jiyong deitar na cama, sentando em seu colo logo em seguida, ele segura o quadril da garota, mas a deixa controlar totalmente os movimentos, ficando apenas a admirar o belo corpo dela e sentindo um imenso prazer com a inquietação de seus movimentos.

O ambiente estava quente e o fluxo de movimento da garota apenas o deixava com vontade de deitar a garota na cama e a penetrar com mais vontade, e assim o fez. S/N não conseguia esconder seus gemidos, que eram suaves e roucos, expressados próximos ao ouvido de Jiyong que estava ininterrupto em sua missão de dar o máximo de prazer a garota e em pouco tempo consegue fazer a garota atingir o orgasmo, e logo após a garota faz o homem também alcançar o clímax beijando seu pênis em intensos movimentos.

A noite estava levemente fria, então Jiyong puxa a roupa de cama e cobre a garota, a beijando delicadamente e acariciando seu rosto, ele deita ao lado dela e a mesma logo se aninha em seus braços.

- Dessa vez eu é que peço para não me deixar sozinho hoje até acordarmos. – Comenta com uma voz ligeiramente rouca, porém suave.

- E dessa vez eu é que digo que nunca vou te deixar sozinho...

Ele a abraça dando pequenos beijos na fronte da garota, até finalmente caírem no sono.


Notas Finais


Gostaram? Espero que sim! Se curtiram, curtam, favoritem e comentem ;)
Logo estarei trazendo mais um capítulo... pq já ta na hora dessa história pegar um pouco de fogo né? haushusa
até mais =)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...