História Untitled - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Neo Culture Technology (NCT)
Personagens Jaehyun, Mark
Tags Jaehyun, Jaemark, Mark, Markhyun, Markjae, Nct
Visualizações 11
Palavras 606
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), LGBT, Poesias, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


bom, essa estória foi baseada em "untitled", música do GD. espero que gostem!

Capítulo 1 - "nobody knows, we always know"


Fanfic / Fanfiction Untitled - Capítulo 1 - "nobody knows, we always know"

Seul, 15 de agosto de 2019.

"Eu sei que é muito difícil

Para você voltar para mim

Eu sei que você está com medo

De se machucar novamente

Mesmo no dia da sua partida

Eu te fiz chorar com as minhas palavras cruéis

Eu virei minhas costas para você

Me arrependo, desculpe

Apenas uma vez, se eu pudesse ver você

Só mais uma vez

Estou bem com a perda de tudo o que tenho

Eu quero te ver, mesmo que seja em um sonho

Para ama-lo novamente

Como sempre fizemos

Se esse tempo passar

E eu puder esquecer tudo

Aquelas memórias, memórias felizes também

Não, na próxima vida também, vou lhe encontrar

Para amar você de novo

Bem como antes"

com amor, jung jaehyun.

Jaehyun finalizou outra carta, porém nesta continha a letra de sua música favorita há alguns tempos, mas encaixava perfeitamente nos acontecimentos.

Jung namorava Minhyung, cujo teve de se mudar para sua terra natal em virtude de bolsas de faculdade. Mas os fatos ocorridos permaneciam na memória do coreano, não queria esquecer o seu menino e sempre chorava pela distância que surgiu entre ambos.

✎୭ flashback

— Jae, você prometeu que não iria interferir na minha escolha. Você prometeu me apoiar e até me aconselhou a seguir meus sonhos… me deixe ir. — mark falava com os olhinhos cheios de lágrimas, era difícil ter que largar sua história junto ao amor de sua vida para trás. — eu te amo e se diz que também me ama, entenda minha escolha.

— Mark… por favor, eu sei que eu disse isso, só que não imaginava que você teria coragem de partir assim. Eu te amo demais! — o mais velho ditava enquanto se aproximava do seu menino, onde beijou a testa alheia e enfim abraçou-lhe. — por favor repense nisso, nós podemos viver bem sem qualquer outra coisa. fizemos isso até agora, certo?

— Hyung, a questão é que eu quero conquistar meus objetivos. Não me impeça de me tornar independente. — o canadense se afastou, logo buscou pelo passaporte, assim mostrou para o jung. — Já está tudo confirmado, não posso mudar minha decisão logo agora… desculpa.

— Como conseguiu fazer isso por trás de mim, por que escondeu? Nós nunca escondemos nada… Certeza de que foi apenas isso que omitiu? — jaehyun indagou, arqueado a sobrancelha e assentiu. — Imagino que não...

— Está insinuando o quê? Que eu traí você alguma vez?

— Se a carapuça serviu... você era bem daqueles que se jogam em cima de qualquer um. — deu de ombros e negou incrédulo.

— Eu não sou nenhum covarde, Jaehyun. Se não acredita em mim... estando a sua frente, não acho que confiaria eu estando ao outro lado do mundo. — o lee ditou choroso, portanto seguiu até o namorado e juntou as bocas para um beijo lento, porém não demorou até que fosse encerrado pelo mais novo. — Me perdoe, mas não podemos manter um relacionamento desse modo… adeus.

…..

Jung se arrependia totalmente, se não fosse por sua enorme boca talvez ainda estaria namorando o seu garotinho, se não fosse sua grosseria, poderia trocar mensagens com o seu minhyung, não apenas ver fotos deste sorrindo sem ter audácia de chamá-lo. Em todos esses meses afastado de Mark fez com que Jung entendesse o significado do dito "só aprende a dar valor quando perde".

Apesar de somente se lamentar, cheirar as roupas do menor, dormir com o travesseiro favorito do ex namorado e deixar o choro cair, Jaehyun pensava se algum dia veria seu canadense novamente e se este o perdoaria, mas até lá não desistiria de suas cartas tradicionais - não se achava cafona, mas sim único- e nunca desistiria do amor que ambos tinham. 




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...