História Untitled - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hanabi Hyuuga, Hinata Hyuuga, Hyuuga Hiashi, Ino Yamanaka, Inochi Yamanaka, Kakashi Hatake, Karin, Konohamaru, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Sai, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shizune, TenTen Mitsashi, Tsunade Senju, Yamato
Tags Gaaino, Kakasaku, Naruhina
Visualizações 33
Palavras 3.276
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Hentai, Musical (Songfic), Policial, Romance e Novela, Violência, Yaoi (Gay)

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olaaa!! Vamos seguir com mais um capítulo dessa história de superação ❤

Primeira coisa que sempre peço, mil perdões pelos erros, por mais que eu revise sempre passa um detalhe.

Esse capítulo foi difícil, eu estava com um bloqueio horrível mas fui salva pela minha querida amiga de fics Manuu_Hatake, ela me salvou me doando um pouco de suas palavras e só assim eu consegui me achar e concluir esse capítulo

Gente ela é especialista em Kakashi, ela fala kakashes perfeitamente. Autora da fic " A hóspede do Kakashi" leiam é maravilhoso o Kakashi dessa mulher incrível que me ajudou 😁😁

Mana esse capítulo é dedicado todinho para você

Team kakasaku esse capítulo é todo deles

Sem mais delongas


Boa leitura

Capítulo 3 - Capítulo 3


Após se retirar da sala da Doutora Senju Kakashi se direcionou a recepção conforme fora recomendado, ele andava lentamente observando os papéis em suas mãos tentando entender o porquê daquilo tudo, era uma sexta feira normal, eles iriam sair como sempre, a uma hora daquela deveria estar em algum lugar bebendo e rindo das trapalhadas de Naruto e das pancadas que Sakura sempre acabava por desferir-lhe, mas não, estavam ali, com suas vidas bagunçadas, sem saber o que esperar do amanhã. O dia que deveria terminar com risadas e vergonha alheia estava agora envolto em uma névoa de tristeza.

Kakashi apresentou os papéis a Shizune, ela lhe orientou quanto a doação,  horários e procedimentos, como o doador deveria se apresentar e quais são as exigências para que a pessoa possa doar. Ele recolheu tudo mas não sabia por onde começar, de onde tiraria um doador, só sabia que precisava ser rápido, cada minuto passado era crucial ele simplesmente estava perdido, Shizune notou o olhar distante de Kakashi, ela sabia o motivo da aflição então sugeriu - Senhor Kakashi, uma boa forma de começar a procurar é pelas redes sociais, divulgue em sua rede particular, depois peça para as páginas de notícias ou de seu trabalho, isso sempre ajuda - Ela sorriu finalizando,  ele deu um pequeno sorriso chateado sob a máscara, enfim saberia por onde começar mas veria isso depois. Lembrou - se que poderia visitar Sakura depois de passar pelo balcão, pigarregou e pediu - Com licença.…. Shizune…., bom,.. Tsunade disse que eu poderia ver minha namorada.. agora- finalizou suplicante.
- Pode sim claro - a moça indicou o caminho até o quarto.
Ele agradeceu e se dirigiu lentamente pelo caminho indicado,  perdido em pensamentos desconexos, fitava os pés enquanto andava, mais alguns passos em frente encontrou seu ex aluno, Naruto, acabava de sair da sala de Tsunade, os outrora brilhantes olhos azuis vagavam perdidos em algum lugar além, seus passos lentos o guiavam para lugar nenhum, estava perdido ainda digerindo as palavras da doutora, duras palavras que selavam o triste fato que se acometiam sobre vida da seu pequeno anjo.
Kakashi parou fitando o rapaz que permaneceu de cabeça baixa,  mirando o vácuo, as mãos tremiam ao mesmo tempo que um choro era afogado garganta abaixo e a respiração era controlada entre suspiros profundos e cortados, ele ergueu a cabeça e encontrou os olhos do professor, os dois homens tristes se encararam, o mais velho ofereceu um abraço o mais novo desabou dentro dele.
Passaram alguns minutos ali, ambos quebrados consolando a dor do outro - Porque isso aconteceu Kakashi?! - Naruto questina em meio ao pranto - Porque as pessoas boas tem que sofrer tanto? Eu daria tudo para estar no lugar dela. - afirmou. Naruto desfez o abraço, respirou fundo e se acalmou, olhou fundo nos olhos atentos de Kakashi, com sua voz mais firme e olhar determinado concluiu - A minha vida está naquela sala sendo operada ! E  eu não vou perde-la ! Darei minhas próprias pernas a ela se necessário! É uma promessa Kakashi e você é minha testemunha! - finalizou.
Kakashi acentiu e observou o loiro se afastar a passou firmes para fora do Hospital até sumir de vista.
Aquelas palavras fortes e imperativas eram típicas de Naruto, ele era sempre assim, determinado! Kakashi sabia que o amor de Naruto para Hinata era grande, ele mesmo testemunhou a história dos dois, ele sabia. O que sentia por Sakura era igualmente grande, algo que jamais sentira antes mas não entendia esse sentimento de tomar o lugar do outro, durante os dois anos que haviam passado juntos, nunca ocorreu uma situação de risco eminente de se separarem. Desde que Sakura aceitou ficar com ele, tinha plena certeza da presença dela, nunca acordou pela manhã com medo de perde-la, eles estavam juntos e isso era tudo, era a verdade absoluta de sua vida e somente a vontade deles poderia mudar isso. Errado.
Perdido nesses pensamentos se viu diante da porta indicada por Shizune. Sussurros ao fundos por trás das portas fechadas, com temor ele toca a maçaneta e gira, o Clic da porta o avisa que a realidade o espera bem ali, a porta se abre silenciosa,  o silêncio é rompido pelos curto som das aparelhagens, as paredes brancas dão um toque apático ao quarto sem vida; irônico…. há pessoas lutando por um entre elas. Um pensamento assustador vem a tona, ela está aqui, significa que um possível fim pode existir, um fim totalmente avulso aos desejos de ambos,  implacável fim que não daria chance ao menos de um adeus.
Hesitou a três passos do leito, respirou profundamente e pensou : Acalme-se. Seguiu em frente com os três passos pesados e num grande ato de coragem seus olhos encontraram Sakura.
A expressão serena o confundiu por um segundo, lábios azulados e a pele mais alva que de costume conferiram a ela nuances fúnebres, delicadamente procurou as pequenas mãos entre os lençóis, o toque gelado que sentiu lhe causou um sobressalto, diante dos seus olhos a realidade lhe atingia como um golpe, ela havia lido os laudos, prestou atenção a cada palavra de Tsunade, mas estar ali, frente aos fatos o fez  ver a dimensão do perigo eminente de sim perde- la.
O medo que nunca teve e que se julgava imune, era palpável agora, nesse momento diante do corpo inerte de Sakura ele compreendeu as palavras de Naruto " Minha vida está naquela sala, eu não vou perde-la " aquilo era o tão aclamado amor?
O sentimento nobre, que resiste ao tempo, que resiste a tudo, que se regojiza, que se sacrifica, o amor enfim se revelou a ele da pior forma, o descobriu a beira de perder tudo.
Um turbilhão de sentimentos assolava o coração. Ele estava a tanto tempo ignorando o nó na garganta, o medo.
Nunca fora do tipo que fica de coração partido, nunca achou que precisaria de alguém, nunca entendeu o amor, mas agora se deu conta deste sentimento, diante dela, vulnerável, inerte e estranhamente gélida, permitiu-se chorar.
Finas lágrimas que molhavam os lençóis brancos misturavam a tantas outras que ali já foram derramadas, quantas dessas já rolaram ali afinal. Lágrimas de tristeza, amor, felicidade e amargura. Quantas vidas ali foram ceifadas e restauradas. Naquela sala branca, esperança e desengano dormiam juntos, a vida e a morte travam uma batalha, um jogo de azar, valendo uma alma. Enquanto jogam se embreagam dos sentimentos que transbordam dos corações dos familiares e amigos daqueles que lutam contra o fim. Ali se derramam promessas, juras de amor, rancor, vingança e segredos.
Diante da peleja sua alma consterna observando sua metade ser disputada a mercê das circunstâncias, ele aposta tudo na  vida e se coloca a disposição, a inversão de papéis só para vê- la livre daquele tormento.
Ao despertar dos pensamentos contemplou mais um pouco a garota deitada, acariciou suas mãos, ajeitou os cabelos, afagou as bochechas e por fim depositou um singelo beijo em sua testa. Mais calmo, respirou profundamente e desejou a ela força que a ajuda viria logo. Na esperança de que ela acordasse durante a madrugada, escreveu um bilhete e o deixou no criado mudo ao lado da cama : " Volto logo minha pequena ".

***

Chegando em casa Kakashi se apressou em providenciar um banner para divulgar a campanha de doação de sangue para Sakura. Após tomar um banho e se alimentar, voltou se ao computador, a cabeça doía e as vistas estavam cansadas, mas ele estava decidido a começar aquela campanha naquele momento, cada minuto era decisivo.
Finalizou a arte e entrou em contato com o diretor da faculdade solicitando a divulgação da campanha no site da faculdade, a aprovação foi imediata, divulgou também em suas redes sociais. Estava feito, agora era só confiar que alguém viria em socorro de Sakura.
Após alguns minutos as notificações chegavam mostrando centenas de interações. Satisfeito decidiu que após tantas emoções seria necessário dormir, o que parecia impossível perante o nervosismo e ansiedade.
Deitado confortavelmente no quarto a meia luz, fechou o olhos esperando o sono chegar, perdido em vários pensamentos foi parar naquele dia. O dia a dois anos atrás quando alguém bateu em sua porta inesperadamente com um lindo sorriso e olhos reluzentes de esperança.

Flashback

Naquela noite de réveillon Kakashi se encontrava sozinho em seu apartamento, como sempre. Já estava acostumado a passar as festas de fim de ano sozinho, sempre foi assim e ele gostava, era uma ótima oportunidade para uma reflexão.  O clima de renovo e nostalgia garantiam ótimos pensamentos que ele anotava devidamente nos rodapés de seus livros preferidos, vários volumes de uma série de romances tórridos e picantes se estendiam por várias prateleiras dispostas na sala de estar.
Apesar de estar sozinho se sentia grato por mais aquele ano, estava com saúde e todos os seus amigos estavam igualmente sãos e acompanhados de seus familiares, ele era realmente grato pelo bem de seus amigos.
Seus pensamentos vagaram de um em um e ele sorria lembrando dos bons momentos daquele ano que se findava em poucas horas até seus pensamentos o levarem para ela. Sakura Haruno.
Ele a conhecia a algum tempo, era uma das alunas da faculdade, entretanto não era uma das tantas com quem tinha tido algumas de suas aventuras rápidas. Ela era amiga de um de seus melhores alunos, mais que isso, seu amigo Naruto, já haviam se encontrado em fins de semana e sextas feiras animadas, eventos da faculdade e algumas noites de pizza na casa do amigo Uzumaki, porém, nunca haviam se aproximado até aquele dia na boate, onde sem combinar se encontraram e se falaram, um desabafo sincero alcool e nada mais, por incrível que pareça nada mais mesmo, qualquer um que ouvisse duvidaria da veracidade dos fatos, Kakashi Hatake sozinho com uma das mais belas e recém solteiras alunas da faculdade e não rolou nada? improvável mas verdade . Desde aquele dia os dois solitários se fizeram companhia, conversas francas, risos fáceis, gostos parecidos, respeito mútuo e muito tempo juntos, as fofocas corriam soltas, mas eles não ligavam, eram adultos e solteiros portanto o resto era apenas resto.
Sorriu lembrando-se da amiga, adorava a companhia dela e sentiu um pontada de saudade naquele momento. Onde ela estaria naquele réveillon? Soltou um grande suspiro enquanto fitava sua pequena árvore de Natal que iluminava a sala criando um clima acolhedor. Estava distraído olhando as pequenas luzes iluminando o ambiente quando a campainha tocou, estranhou o fato, quem o procuraria em pleno réveillon? Curioso foi até a porta com certo receio, ao abrir se deparou com uma linda surpresa inesperada.
Sakura estava ali em pé atrás daquela porta, linda, preparada para receber o novo ano que chegaria em breve, usava um vestido de renda branco que contornava delicadamente suas curvas, os vestido terminava em uma saia evasê até o meio das coxas, os delicados pés calçados em sandalias rasteira em rosé gold adornada com pedrarias, os cabelos soltos apenas com uma presilia que brilhava segurando uma pequena mecha lateral de seus cabelos cor de rosa, os olhos verdes brilhavam um pouco receosos e por fim um singelo sorriso doce nos pequenos lábios rosados.
Eles se fitaram por alguns instantes até Kakashi abrir passagem a convidando para entrar. Surpreso ele perguntou
- Que surpresa…. Você…. Bom….. Está tudo bem?
- Ah…. Está sim… - respondeu deslocada- bom eu estava sozinha….. e.… bem…. Pensei que seria uma boa ideia….se.. - parou um instante e finalizou - eu devo estar incomodando então eu já vou indo me desculpe - e se virou para a saída completamente corada mas foi impedida por Kakashi que segurou seu braço- Fica, por favor, eu adorei a visita - pediu sorrindo.
Sakura havia levado uma pequena ceia, os dois começaram a pôr a mesa, frango grelhado, batatas coradas, arroz e uma salada verde, de sobremesa sorvete e um suco de laranja. Para mais tarde foi providenciado um champagne e duas belas taças trazidas por ela especialmente para aquele dia.
Após comerem e conversarem coisas triviais foram até a varanda e se sentaram em um sofá de área externa que preenchia o local , a hora da virada se aproximava e Sakura estava visivelmente ansiosa, ela havia dito que amava as festas de fim de ano, se sentia como uma criança preenchida pela magia do Natal e pela esperança do ano novo. A contagem regressiva já se anunciava na televisão. Na rua podia-se ver pessoas se aglomerando em alguns pontos para assistir a queima de fogos, em outras varandas outros se preparavam para receber o novo ano. Instintivamente Sakura segurou a mão de Kakashi quando a contagem regressiva foi iniciada na televisão, ela apertava a mão dele e seu peito inflava de excitação, ao soar o anúncio da meia noite ela pulou nos braços dele o apertando calorosa e desejando milhares boa sorte e felicidades que ele retribuia alegremente, então se soltaram do abraço para admirar os fogos.
Kakashi estava encantado, não pelos fogos, por ela, os olhos verdes enormes brilhavam refletindo as cores e o sorriso enorme no rosto era radiante, a respiração estava acelerada, ela estava eufórica e ele ficou encantado com aquela alegria tão inocente. Ao findar dos fogos se serviram do champagne e brindaram, após a euforia passar os dois ficaram quietos mirando a rua, as luzes as pessoas. Até Sakura quebrar o silêncio
- Kakashi
- hum?..
- Quero fazer um pedido de ano novo
- Interessante…. O que você vai pedir?
- Que um dia eu seja digna de olhar por baixo da máscara.
Kakashi a olhou ternamente, ergueu suas mãos tocou nos ombros dela, lentamente os dedos deslizaram até as mãos e as trouxeram até a borda da máscara- Você é digna pequena - e acentiu com os olhos dando permissão para  ela baixar a máscara.
Sakura encaixou os dedos na borda e foi deslizando a máscara devagar, conforme ia baixando ela ia também fechando os olhos lentamente, quando a máscara foi totalmente removida os olhos de Sakura estavam cerrados. Ela ergueu as mãos lentamente sobre o rosto exposto de Kakashi e começou a tatear delicadamente com a ponta dos dedos. Começou pelo queixo, deslizou para as mandíbulas, todos os movimentos extremamente delicados os dedos flutuavam sobre a derme causando um leve arrepio, Kakashi estava admirado pois mesmo com sua permissão ela o preservava, ele apreciava o delicado rosto a sua frente,  os longos cílios, as sobrancelhas perfeitas, a pele alva adornada com pequenas sardas bem leves, o nariz arrebitado e os pequenos lábios úmidos e carnudos, enquanto isso ela ainda com os olhos fechados traçava o contorno do  nariz  e por fim os lábios, os dedos corriam os traços a fim de grava-los de eterniza-los na memória de seu tato, sua mente desenhava um perfeito rosto enquanto os dedos percorriam cada detalhe. Kakashi segurou suas mãos aproximou os lábios do ouvido dela e sussurrou - Abra os olhos Sakura - a ponta de seu nariz deslizou da orelha até o ombro passando lentamente pela curva do pescoço dela deixando para trás um rastro de arrepios. Ao voltar o rosto de frente ao dela, encontrou seus olhos abertos que se arregalaram levemente e ficaram atônitos perante a nova imagem que se revelava. Ele ajeitou uma mecha de cabelo rosa atrás da orelha dela e abriu um pequeno sorriso doce. Observou os olhos dela se fecharem lentamente, as mãos dela ainda lhe acariciavam o rosto, os lábios dela se entreabriram convidativos e ele os achou tão terrivelmente tentadores, ele aproximou seus lábios dos dela, iniciou um pequeno roçar e como resposta percebeu os lábios dela se abrindo um pouco mais, então ele tomou o delicado rosto com as duas mãos enquanto ela enlaçou o pescoço dele com os braços aproximando os corpos. Ele pressionou seus lábios nos delas, a boca cheinha dela se encaixou perfeitamente na dele iniciando um beijo calmo, sem pressa, as línguas se acariciavam e pequenos chupões eram impostos nos lábios inferiores de cada um, uma pequena parada para os olhos se encontrarem e revelarem a reciprocidade daquele sentimento novo que chegava, a felicidade que ambos ostentava era como se sentir em casa, se abrigaram um no outro, enfim se encontraram.


And Baby you're all that I want
Querida você é tudo que eu quero


When you're lyin' here in my arms
E quando você está deitada em meus braços


I'm findin' it hard to believe
Quase não consigo acreditar


We're in heaven
Que estamos no paraíso


And love is all that I need
E amor é tudo o que eu preciso


And I found it there in your heart
E encontrei em seu coração


It isn't too hard to see
Não é tão difícil de ver


We're in heaven
Que estamos no paraíso


Oh - once in your life you find someone
Oh -uma vez na vida você encontra alguém


Who will turn your world around
que vira a sua vida de ponta cabeça


Bring you up when you're feelin' down
que te anima quando você está mal


Now nothin' could change what you mean to me
Agora nada poderia mudar o que você significa pra mim


Oh there's lots that I could say
Há muita coisa a dizer


But just hold me now
Mas apenas me abrace agora


Cause our love will light the way
Pois nosso amor irá iluminar o caminho


And Baby you're all that I want
Querida você é tudo que eu quero


When you're lyin' here in my arms
E quando você está deitada em meus braços


I'm findin' it hard to believe
Quase não consigo acreditar


We're in heaven
Que estamos no paraíso


And love is all that I need
E amor é tudo o que eu preciso


And I found it there in your heart
E encontrei em seu coração


It isn't too hard to see
Não é tão difícil de ver


We're in heaven
Que estamos no paraíso


I've been waitin' for so long
Eu esperei a tanto tempo


For somethin' to arrive
Para que algo acontecesse


For love to come along
para o amor chegar


Now our dreams are comin' true
Agora nossos sonhos se tornam reais


Through the good times and the bad
na felicidade e na tristeza


Ya - I'll be standin' there by you
Eu estarei lá com você


***

No dia seguinte ele seguiu rápido para o local de trabalho de Sakura para deixa - los a par do ocorrido, verificou as redes sociais novamente, muitas interações e mensagens de apoio para Sakura estavam sendo compartilhadas.
Afim de alegrar aquele ambiente ele tratou de comprar algumas flores, um urso de pelúcia enorme e um porta retrato com uma foto dos dois.
Ao chegar no hospital se encontrou mais uma vez com Naruto, desta vez o loiro estava com uma aparência bem melhor e seguia com uma vaso enorme de girassóis, tiveram a mesma ideia para trazer um pouco de felicidade aos seus amores.
Os dois se cumprimentam rapidamente e desejaram melhoras as garotas.

***

Naruto acenou para Kakashi e seguiu seu caminho até o quarto de Hinata, ele havia conversado horas ao telefone com sua mãe Kushina, ela o havia encorajado e arrancou de dentro dele todo temor, coisas de mãe, agora ele estava munido de confiança e um enorme sorriso que seria todo para ela.
Ao se aproximar do quarto pôde ouvir uma pequena confusão e choro, apertou o passo para chegar mais rápido e quando estendeu a mão para o trinco da porta foi surpreendido por Tsunade, ela o puxou pelo braço, seu semblante era de extrema preocupação.
- Naruto que bom que você chegou! A Hinata precisa da sua ajuda! 








Notas Finais


Música
Heaven - Bryan Addans

Team Naruhina ! O próximo é de vocês

😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...