1. Spirit Fanfics >
  2. Untitled >
  3. 02:44 AM

História Untitled - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Primeiro de tudo: Talvez essa drabble não faça sentido algum para quem for ler, foi uma idéia totalmente aleatória e sem contexto do momento
Segundo: Não pretendo uma continuação, apesar de ter grandes idéias na minha cabecinha não acho que devo então vai ficar assim.
Espero que gostem da leitura!

Capítulo 1 - 02:44 AM


Fanfic / Fanfiction Untitled - Capítulo 1 - 02:44 AM

Hyunjin sabe dos gostos de Minho, de seus sonhos, onde mora, o quanto ama suas gatas e se pudesse escrever uma biografia com o que sabe seria o suficiente para mais de quinhentas páginas de forma detalhada. Sempre o observou de longe, sentando afastado no refeitório tentando evitar chamar atenção, sorrisos bobos e olhares apaixonados eram o que saiam de do Hwang para seu hyung.

Em um dia chuvoso, o mais novo acabou ficando preso no colégio por esquecer seu guarda-chuva, tendo que esperar até aquele temporal passar. Este só não esperava ver o carro do Lee parar ao seu lado e abrir a porta para si.

"Você é meu vizinho, não é? Pode vir, te dou uma carona"

O caminho foi silencioso por um momento até o mais baixo começar a puxar assunto com o Hwang. Foi um curto percurso que rendeu risadas e corações acelerados, pelo menos de um deles.

e ai começou a acontecer.

Minho começou a namorar BangChan, o capitão do time de futebol, e uma semana e meia depois este acabou sendo atingido por um caminhão enquanto atravessava a rua. Foi horrível, o Lee ficou triste por semanas já que sentia que sentia algo de verdade pelo Bang. Meses depois começou a tentar algo com Nayeon, uma garota de sua turma, mas surpreendentemente ela também acabou morrendo semanas depois do namoro. A mesma tropeçou e caiu da escadaria do metrô enquanto voltava ds casa de sua mãe, Minho se culpou por ter recusado o convite daquela vez.

As coisas foram acontecendo e acontecendo, depois do quinto caso ninguém quis mais se relacionar com o Lee e ele não tinha ninguém para recorrer além de seu vizinho. Hyunjin chorou junto com o Lee todas as vezes, dizendo que estaria ali para tudo sempre que puder, ofereceu consolo e abraços além de comida, filmes e um olhar quentinho e acolhedor.

O mais novo foi um dos únicos amigos que restou para o Lee, ele só não esperava que se declarasse para si um dia.

Hyunjin após a formatura estava junto de Minho, no terraço da escola com ternos bagunçados e cabelos amassados.

— Hyung... — O mais alto começou a falar, olhando para as estrelas — eu gosto de você, acho que mais do que gosta de mim

O Lee olhou para ele assustado e triste ao mesmo tempo, e sentindo isso, as lágrimas começaram a cair pelo rosto do garoto de fios loiros.

— Sei que não olha para mim desse jeito, mas eu gosto de ti faz tanto tempo que não aguento mais segurar esse sentimento dentro de mim — o Hwang abraçou o próprio corpo e Minho não disse nada, apenas puxou o corpo do maior para perto de si.

— Eu até tentaria Hwannie, mas eu não quero que aconteça nada contigo — e lágrimas começaram a se misturar em meio a própria fala — Lembra do que aconteceu com os outros? Eu tenho uma maré de tragédia comigo! Não podemos...

Hyunjin limpou as lágrimas e olhou para seu Hyung — Mas isso não vai acontecer comigo! Eu juro! — falou com tanta convicção que o Lee sorriu triste para si

Antes de tentar falar, ele foi cortado, a mão do mais novo segurou a sua com certa força como se não quisesse deixar ele ir.

— Eu me livrei de todos eles para ficar com você! Pra mostrar que te amo! — disse olhando fixamente para o mais velho — Eu tô faz tanto tempo esperando o momento certo, mas várias pessoas estavam em meu caminho amor! — um sorriso amedrontador surgiu nos lábios do Hwang em meio as lágrimas, enquanto para Minho apenas tremia de medo

Minho se levantou do chão, onde estava sentado do lado do mais novo, e se afastou em um pulo olhando-o assustado e incrédulo. O outro até tentou se aproximar mas foi afastado com empurrões ddomais baixo.

— Você é maluco! Lo-louco! — Minho gritava enquanto Hyunjin chorava. Ele só não esperava que dois garotos aparecerem ao lado do Hwang, um com uma pistola em suas mãos e o outro segurando facas em ambas

Minho olhava confuso, assustado, e aos prantos já que não entendia o wue estava acontecendo naquele momento. Desejava que fosse apenas um pesadelo ruim e logo acordaria.

— Eu disse pro Seungmin que você não deveria ficar com o caso dessa vez, se apaixonou de novo pelo garoto! — O garoto sardento de cabelos azuis disse, vestindo uma camisa branca com uma calça e uma jaqueta igualmente de couro enquanto apontava a pistola para o Lee

Quem deveria ser o Seungmin apenas balançava a cabeça em negação e puxou o mais velho para perto de si, o prendendo com algemas e levando novamente para o térreo.

— Parem de choro e vamos, espero que o porão ainda tenha espaço para esse aqui — ele apenas resmungou e mandou os outros dois o seguirem até um grande carro vermelho.

Minho não conseguia raciocinar direito, apenas chorava e sentia sua cabeça doer. Não percebeu quando um pano foi colocado perto de suas narinas e boca para assim ser amarrado e jogado para dentro do porta malas em seguida.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...