História Upside down - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Ansiedade, Depressão, Escola, Gay, Romance, Violencia
Visualizações 3
Palavras 992
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oliver.

Capítulo 2 - The Magician


Fanfic / Fanfiction Upside down - Capítulo 2 - The Magician

 "1 - The Magician: representa novas energias, novas aventuras, criatividade e um novo capitulo que se inicia"

Boa noite de novo, volto aqui a narrar essa preciosissima obra, dessa vez a historia é vista por novos olhos: Oliver

Oliver é um menino moreno, cabelos castanhos escuros constantemente desarrumados, olhos também escuros e um sorriso de parar qualquer coração por alguns segundos. Sua maior paixão é sem dúvida a musica, e ele a domina, é um exímio baterista, guitarrista, gaitista e cantor, ele também consegue dar uma palhinha em teclado e baixo e basicamente tem facilidade com instrumentos. Tem 3 melhores amigos e os 3 vivem juntos mas falaremos mais deles depois. Ele usa sempre o mesmo all star preto que facilmente tem 7 anos ou mais, a mesma calça jeans surrada e a mesma penca de camisas pretas (de bandas ou nao) as vezes acompanhadas de uma camisa de flanela xadrez, casaco ou uma jaqueta qualquer, em suma, o estilo dele resumido em uma palavra é: grunge. Tanto nas roupas quando nos fones de ouvido (headphones) que também fazem parte da "farda" dele.

Oliver's POV

"Fui o primeiro?"

Pôs o pé esquerdo pra fora da porta, recuando, notou que tinha tempo livre e deu uns passos pra trás no sentido do banheiro, onde passou uns 10 segundos checando o espelho atrás da porta escancarada até ser interrompido por um barulho.

 Quando se virou la ela estava, chloe com seu baixo nas costas quase da altura dela, tentando abrir a porta da sala de musica e falhando; Talvez fosse o peso do baixo ou talvez a falta de paciencia, fato é, ela não conseguiu.

- Quer ajuda?

- JESUS - pulou - eu não te vi aí, voce precisa parar com esses sustos.

- Eu prometo - se aproximou - eu vou tentar

"Até parece que eu vou perder uma oportunidade de ver essa carinha de assustada"

Ele forçou a fechadura ate ceder, e abriu caminho pra empoeirada, escura e cinza, sala de musica.

- Acho que tava emperrada - disse sorrindo como sempre

Ela entrou na frente, encostou o baixo na parede e sentou no banco do coral, onde ele sentou logo em seguida.

- Então voce gosta de Pearl Jam?

"Isso, bem sutil, Oliver, muito bem"

- Algum problema?

- Não, eu amo Pearl Jam so...não parece muito com voce

- Voce não me conhece [...] desculpa, eu não to no melhor dia

- Aconteceu alguma coisa?

- Esquece, ta tudo bem [...] eu gosto de grunge em geral

"Ata"

- Serio?

- É, rock mesmo, Alice in Chains, Soundgarden

- São foda, eu tenho o segundo disco

- Eu tenho o ten - sorriu um sorriso que fez o estomago dele revirar

- O ten tipo... O Ten?

"Ok, ela so ta lendo minha mente agora"

- É, tem minha musica preferida

- Black?

Ela sorriu.

- Voce precisa parar de achar que me conhece, parar de assumir meus gostos

Ela levantou, foi ate a estante e passou os dedos brancos pelos vinis empoeirados

- Mas é black nao é?

- ... é, mas podia não ser

"Tinha que ser, é a melhor"

A porta se abriu e Polluck apareceu com uma guitarra.

 Polluck tem seus 37, 38 anos uma barba fechada e grisalha, assim como seu cabelo, usa oculos pretos e tem duas tatuagens no braço, sempre usa jeans e uma camiseta, no geral ele é legal mas pode ser mal humorado as vezes.

- Bom, ja chegaram, Collie, uma mãozinha?

Os dois levantavam e mudavam as caixas de som do lugar, testavam, falhavam, trocavam os cabos, enquanto Chloe se sentou no chão, tirou da mochila um caderno e escrevia algo. Ate que finalmente Derek apareceu.

- Otimo, todos pegaram a musica certo? 

- Não é como se fosse uma opera - disse Derek debochando

- É mas tem aquele contratempo - Completou Oliver - Depois do segundo refão

- Puxando pra ponte - confirmou Chloe

"Meu Deus, ela entende"

- Meu Deus, voce entende

- O que? 

- Nada nada

"Uma atrás da outra, Collie, incrivel. Ela ta indo pro canto de novo, e ela disse que tava mal eu devia..? Não, muito cedo, ela deve achar que eu sou um idio.."

-COLLIE - gritou Polluck arrastando uma caixa de som sozinho

- Sim, Polluck, desculpa, eu me distraí

-Tudo bem - levantou, com o rosto vermelho do esforço e ajeitou oculos no nariz - eu vou beber agua e quando eu voltar a gente começa

"Ok eles estão sentados ali é so nao parecer idiota"

- O contratempo, é um 4x4?

- Na verdade é um 2x2 - disse se sentando no banco

"Ela ta escrevendo numeros? Wtf"

- O que é isso?

- Ascii, é um tipo de codigo "065 105 114" significa "air"

"Ok isso é uma folha de caderno inteiramente coberta de numeros. Ah oi, Polluck"

------------

Dia 14 - depois da apresentação

- Caralho, foi melhor do que eu esperava - disse Gunther

- Eu achei que ia ser uma merda então...- disse Alex levando um soquinho de Andy

- A gente vai pra onde agora? - Andy

- Casa do Gunther - Alex

- Voces sabem que nem sempre precisa ser na minha casa - Gunther

- Mas la tem a gostosa da sua irmã - Alex de novo sendo socado, agora por Gunther

- Oliver? - Andy

- Ah, sim, oi, Gunther, é parece legal- Oliver

Andy se virou 

- Aaaah, então é isso - Andy

- O que ? - Gunther

- Ele ta encarando a menina de cabelo azul - Andy

"Cala a boca andy filho da puta"

- Não to nao - Oliver disse rapido e nervoso

- Ela é gostosa também - Alex levando um tapa de Gunther novamente

- Ela tem nome - Gunther

- CHLOE! - Oliver

"Ela olhou? Ela olhou que ideia merda ela ta vindo agora eu tenho que pensar rapido eu nao tenho nada pra falar socorro"

- Oi? - Chloe

- Voce foi muito bem - Oliver

- Você tambem -  respondeu o abraçando  forte, ela pequena, ficava com a cabeça no peitoral dele, depois saiu saltitante pra abraçar os dois amigos que estavam esperando por ela mais adiante

" meu deus isso foi adoravel"

Novamente o estomago embrulhou, ele saiu sorrindo, meio bobo mas nao conseguiu conter.

"Por que que eu pareço uma criança retardada quando ela ta perto?"





Notas Finais


Mudei umas coisas na estrutura do texto, acho que ficou mais natural dont mind me


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...